BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, 7 de novembro de 2009

Folhas


No verso desta folha...nas sombras das letras que escrevo, como marcas de solidão...de palavras sedentas, de sons que morrem na barreira do esquecimento...morrendo em ti...como semente inutil...das árvores enterradas nas profundezas do tudo...e nada, na razão de todas as coisas, que não existiram...no reverso do que não foi...na sombra da tua impremanência comigo...sem mim...numa escrita que se desfaz no tempo infinito da incerteza...na noite que escurece os meus dias...de instantes sem caminhos...sem lucidez, só o vazio...das sombras de crepúsculo onde estou...nos caminhos sombrios que percorro,nos passos que dou para o infinito...num fogo lento de tédio, que me empurra para o negrume da noite...na vida presa por um fio invisivel de morte...no efémero de eternidade...no instante do abismo...no profundo da nudez da alma...no silenciamento do instante sem caminho...onde nada me espera no fim.

14 comentários:

  1. Texto poético de concentração máxima.
    Tema predominante o negativismo.

    Mas, belíssimo e bem elaborado!

    Bom final de semana.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Que maravilha conhecer seu blog! Lindo!
    Obrigada por ter me visitado e proporcionado essa oportunidade!
    Espero que volte sim! Será sempre bem vinda!
    De uma sagitariana para outra! Adorei!!!
    Tenha um lindo sábado!
    Beijos do outro lado do mar...

    ResponderEliminar
  3. Son las hojas del alma el que nos entregas en versos..

    Precioso..


    Un beso

    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos..

    Que pases un buen fin de semana..

    ResponderEliminar
  4. A amizade não está no rosto, onde muitos procuram, mas sim no coração, onde poucos encontram.

    Um lindo fim de semana pra vc.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  5. Em tudo e todos os lugares o eu que então surge em presente e presença única.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  6. É sem dúvida um enorme elogio considerares amargo um poema meu, sendo os teus tão docemente sofridos...

    ResponderEliminar
  7. Para ti: Um Par de Asas

    "Que para ti...
    E só para ti ,
    sejam todas as madrugadas azuis
    Realizando sonhos de amor
    Tecidos em vossas teias.

    Que para ti,
    vista-se de festa a esperança
    voando em asas libertas
    esta alma que te encanta
    e que em ti,
    ela se faça canção"...

    Gosto muito da tua escrita!
    Agradecendo teu carinho, tenho um par de
    asas te esperando em meu blog!
    Passa por lá e pode levar!
    Meu carinho,
    Beijos Luz!
    RO

    ResponderEliminar
  8. Maria
    Obrigada pela visita
    Bom Domingo
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Eterna Apaixonada
    Obrigada pela visita, continuarei a visitá-la.
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Adolfo
    Sempre palavras bonitas.Obrigada
    beijos

    ResponderEliminar
  11. Pelos caminhos da vida
    Obrigada pela visita.
    Realmente a amizade não está no rosto, mas em palavras.
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Cadinho RoCo
    Obrigada pela visita.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. LagoMudo
    Não te pareceu mal, eu ter chamado amargo ao teu poema?
    Até porque em questão de amargura...eu sou total
    desculpa.
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Minha Querida Rosana
    Obrigada pelas tuas palavras carinhosas.
    E obrigada pelo selinho.Vou buscá-lo.
    Um grande beijo

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora