BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

De mim partiste alma moribunda...




De mim partiste alma moribunda...vestida do corpo que é meu
Chamando em silêncio...o tempo sem vida...a vida sem tempo
A alma sem corpo...o rosto sem vida dessa mulher que morreu
Abraçando esse corpo adormecido...vestido de mágoa e lamento

Rasga esse véu de nudez...caminha alma solitária nua e perdida
Onde só o silêncio te acompanha...esse silêncio de eternidade
Num último gesto de adeus...te liberto minha alma esmaecida
Deste corpo noite onde a luz se apagou...num tempo sem idade

Vai alma branca...pelo rio de lama onde derramaste as mágoas
Caminha desventurada pelo labirinto onde a vida esqueceste
Na imensa noite...desfolha as rosas e bebe o sal das lágrimas
Suave...suavemente caminha pela escuridão onde te perdeste

Adormece agora alma minha...voa serena enquanto é Outono
Não me lamentes...vai descansar entre as nuvens...alma triste
Liberta-te de mim...deixa-me vagando entre o sono e o sonho
Vai esperar pelo sol da madrugada...que em mim já não existe

Parte de mim alma cativa...entrega-te à terra que te viu morrer
Arrasta pelos céus os meus sonhos de flores de giesta bordados
Envolve-os num manto de negro veludo e deixa-os adormecer
Como tristes folhas de Outono deixa-os neste corpo sepultados

Parte andorinha negra...voa serenamente nesse céu cinzento
Leva contigo a noite que dentro de ti encerras...foge de mim
Guarda em ti as últimas rosas que ficaram perdidas no tempo
Vestida de penumbra...volta ao nada do nada que existe em ti

120 comentários:

  1. Que partam de cá...para lá, todo o negro, toda a angustia, dor, tristeza...
    Que no dia cinza, molhado pelas gotas da chuva, virem gotinhas de àguinha, miudinha do brilho de um olhar, alegre...
    Deixa que partam, para que te mantenhas inteira...
    Deixai ir...Fica!

    Beijo n´oteudoceolhar *

    ResponderEliminar
  2. Que linda poesia ,mais uma!!! Sempre me encanto aqui! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. aush!! siempre me conmueven sus sentires.
    besos

    ResponderEliminar
  4. Uma viagem entre lágrimas e sonhos de passos em caminhos idos e voltando, no eterno retorno! abraços

    ResponderEliminar
  5. Minha Rosa Linda ...Que lindas palavras...Agora choro contigo ...este lindo discorrer ...muito precioso do amigo que muito te admira e te gosta Pedro Pugliese


    ResponderEliminar
  6. minha querida,
    esse voo de alma que nos toca..
    beijos perfumados..

    ResponderEliminar
  7. Rosa venho te agradecer o carinho em minha página e claro ler-te um bocadinho, que texto belíssimo e extremamente triste, mas as grandes obras sempre foram inspiradas nas redes da tristeza que envolve os corações sensíveis, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  8. Olá!Bom dia!
    Rosa...
    ...quando olhamos o vazio e a contemplar uma recordação...a dor da perda deixa resquícios de amor entre o ódio causado pela dor. Apenas aquelas pessoas que amamos nos conseguem causar dor verdadeira.Que a alma seja feliz assim...
    Boa quinta feira!
    Obrigado!
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. ...falas da tristeza
    com tanta poesia,
    que ela se torna
    até bonita!

    que lindas és, minha
    rainha flor!

    smackssssssss da Vivi!

    ResponderEliminar
  10. é impossível resistir à leitura desde a primeira à última palavra que tanta Poesia e amor refletem pelo caminho percorrido.
    esta tristeza tem alma...!!
    o amor está vivo...!!
    a Poesia... é o que sempre me habituastes, vive-se...!!

    bj...nho, Rosa

    ResponderEliminar
  11. oi minha amiga,

    que os tons cinzentos e negros,
    voem pra bem longe para dar espaço às cores multicoloridas da vida...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Uma alma que se rasga em palavras.
    Muito belo querida Rosa.
    beijinhos
    cvb

    ResponderEliminar
  13. Bom dia querida amiga.

    Soma Rosa teus momentos de alegrias,soma a vida de teus filhos amados para que enobreça a vida turbulenta e dolorosa de tua alma cansada ..Seja a energia guiada por teu sentimento lindo pois a poucos se revela o verdadeiro sentido da vida que é O AMAR..muitos não tem a capacidade de doar-se a paz de um amor e da família grande poetiza..

    Te deixo paz ,luz,prosperidade e muito brilho a tua alma ..

    Beijo no coração e que cada castelo que as ondas do mar derrubar seja para ti a renovação de grandes alegrias pois a vida é breve mais longa para os que vivem a alegria de viver o Amor sempre e se dando a oportunidade de ser grande interiormente amiga linda.

    ResponderEliminar
  14. Chega ao sentimento de qualquer....Como sempre...Belas palavras
    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Minha querida amiga e poetisa Rosa!

    Perdoa-me a invasão desse seu espaço, mas temos amigos blogueiros comuns. Seu Blog. é maravilhoso e belíssimos seus textos poéticos. Adorei. Já sou seu seguidor.
    Beijos de luz!!!

    POETA CIGANO - 25/10/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. Olá amiga querida,

    Gostei imenso da poesia, o interessante é que vez e outra me sinto assim, sem veste corpórea, só alma. Deixo carinho, beijinhos e estrelinhas a iluminar todo o seu universo...

    Enigma*¬

    ResponderEliminar
  17. Certo, o poeta é um fingidor, mas o que me preocupa é a dor que deveras sentes, Rosa. Espero que não seja nem um décimo da que aparece em teus lindos poemas. Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Tem tanto de belo como de triste.
    Gostei muito.

    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Vestida do corpo que é seu
    Partiu alma moribunda
    Enquanto a noite escura permaneceu
    Adormecida na penumbra!

    O tempo sem vida
    Em silêncio ficou
    Mas nunca esquecida
    Das lágrimas que derramou!

    Pelo rio de lama
    Suas lágtimas a correr
    Quando alguém se ama
    Nos seus olhos escrito
    a palavra de AMOR se ler!

    Boa quinta-feira para você,
    amiga Rosa Solidão, que viva feliz
    sem lágrimas nem mágoas. Em silêncio também não!

    Um beijinho
    Eduardo.


    ResponderEliminar
  20. Sempre gratificante esta visita a este magnífico blohue onde a solidão nos empolga!

    ResponderEliminar
  21. Linda poesia a falar de tristezas neste tempo de Outono, por aí...Para alegrar-te lhe mando rosas, pois é Primavera por aqui.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderEliminar
  22. ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥
    Boa tarde!!

    Visitar vc, deixar um abraço
    Fazer um elogio ao que postou
    E gostar do que vc faz é tudo de bom
    qUE PROFUNDO ESSE POEMA ADOREI
    Abraços com carinho
    Rita
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/
    ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥

    ResponderEliminar
  23. Amiga Rosita

    Mais um belo poema delicioso, encantador, de ficar aqui a lê-lo, relê-lo...

    Como sempre a beleza e a tristeza, a paixão e a saudade são algumas das marcas sempre presentes na tua poesia que tanto me tocam.

    Obrigada amiga por estes momentos tão belos.

    Beijinhos desta tua amiga de sempre

    Tétis

    ResponderEliminar
  24. OI ROSA!
    SEMPRE QUE AQUI VENHO, LEIO TEUS POEMAS COMO SE MINHA ALMA SE EMBALASSE, EM TEU COMPASSO,POR ISTO TE DIGO, ESCREVES COM A ALMA A FLUTUAR, E NOS LEVAS A FAZER O MESMO.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  25. A alma pode voar, mas precisa sempre de um corpo para amar...

    Mais uma belo momento amiga!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  26. muito triste esta partida

    imensa, a noite de um fado

    um beijo

    ResponderEliminar
  27. Um lamento muito triste, um poema carregado de dor.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. Sem agonia desta alma moribunda...

    Abraço-te

    ResponderEliminar
  29. Linda esta extirpação da tristeza,que voce com sua afinada inspiração nos leva a percorrer os porões frios e sombrios da solidão,onde das paredes escorrem o liquido escuro das lagrimas sofridas e cortantes de um coração amargurado.Sempre perfeita amiga neste poetar da dor numa beleza poetica fantastica.Muita admiração mesmo.Carinhoso abraço e meus aplausos pela perfeita construção.Beijo.

    ResponderEliminar
  30. Eu já lhe falei Rosa Maria que sua poesia tem cor, cheiro, textura e tantas outras sensações?
    O arrepio é certo a cada poetar seu, meu bem aqui me perguntou o que eu suspirava tanto, eu lhe falei estou lendo a poesia da Rosa, então ele me pediu para ler para ele e se emocionou também, o suspiro foi imediato.
    Muito lida sua poesia minha querida, muito bom poder ler você...beijinhos na alma e carinhos no coração.

    ResponderEliminar
  31. E que toda tristeza realmente parta, deixando apenas bons momentos,,leves e serenos....beijos e flores amiga,,,e uma bela noite pra ti.

    ResponderEliminar
  32. Triste solidão este teu caminhar entre mágoas e lágrimas, mas existindo alguns sonhos e flores.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  33. Suas palavras chegaram a mim rasgando meu peito. Confesso que fiquei paralisado por um tempo ouvindo o Fado e sentido o texto.

    ResponderEliminar
  34. Minha amiga, tuas poesias são lindas... Adentram o coração e nele despertam o amor... Obrigada pelo carinho! Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  35. Mais um grito de dor de uma alma que se quer desenvencilhar de um corpo doído...um corpo amargurado pela dor de amor. É verdade...o amor às vezes causa tormentos terríveis cujo peso o corpo às vezes não aguenta. Mas um dia a alma terá a quietude necessária e ajudará esse corpo a seguir em frente com mais alegria. Sempre muito doídos, mas muito belos estes teus versos, Rosa. Um bom fim de semana e um beijinho.
    Emília

    ResponderEliminar
  36. A alma vai . . . mas voltará renovada , pelo sol da madrugada , que voltará a existir em ti .

    Beijo grande , Rosa Maria , e bom fim de semana ,
    Maria

    ResponderEliminar
  37. Rosa

    Falaste como de uma alma enjeitado, a vida poderá ser assim, mas temos de dar um jeito, ainda que em poesia, a virá-la para nós com vivacidade e jeito.
    Beijos

    ResponderEliminar
  38. Rosa

    Falaste como de uma alma enjeitado, a vida poderá ser assim, mas temos de dar um jeito, ainda que em poesia, a virá-la para nós com vivacidade e jeito.
    Beijos

    ResponderEliminar
  39. Rosa,a tristeza queremos mesmo bem longe!Que achem seu caminho as almas tristes!Linda sua poesia!Bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  40. Partida, hora amarga
    Enche-se alma de saudades
    E os olhos de lágrimas...

    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  41. OLá Rosa Sonhadora boa tarde,!

    Amiga querida, as histórias de amor, quando tem as despedidas e partidas, muitas sem volta, provocam melancolia e pesar...Mas quando falam de idas e vindas, essas histórias de amor, são as mais belas, mais emocionantes, assim, como a tua poesia, que dentre todas as que tenho lido, refletem a alma da poetisa que a concebeu. Amo seus escritos!

    MUito obrigado pela presença sempre carinhosa lá no Sementes Preciosas. Adoro quando vai.

    Beijos da LU...

    ResponderEliminar
  42. Hoje é-me difícil escrever sobre
    sentimentos, porque perdi um
    grande amigo. Daí estar bastante
    triste.Mas senti que tinha que
    estar aqui um bocadinho no seu
    blogue.
    Um beijinho
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  43. Rosinha, minha querida enquanto fores negra andorinha rasgando os céus, e as rosas se desfolharem à tua passagem, e os teus olhos chorarem lágrimas de cristal, haverá vida, o sol nascerá a cada dia e as palavras traduzirão uma alma bela como a tua.
    Lindo, traduzes-me em cada poema.

    Beijinho imenso e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  44. E eu aguardo o envio de um belo poema e uma imagem para postar no novo espaço. Será uma honra ter um pedacinho de ti por lá...

    ResponderEliminar
  45. Minha querida poetisa, neste lutuoso poema, deixo estas palavras...

    Quanta tristeza verti e quanta ternura
    Externo de minh'alma aflita, esta dor,
    Desde o mais profundo e suntuoso amor,
    Com as lágrimas de humana desventura...


    Beijos.

    ResponderEliminar
  46. Lindo, mas deu uma tristeza, minha alma o sentiu.
    Bom final de semana
    Beijos

    ResponderEliminar
  47. ▒✿▒✿▒✿✿彡
    ▒✿
    ▒✿ Olá!
    Sempre emocionante.
    Bom fim de semana!
    Beijinhos do Brasil.
    ✿✿彡

    ResponderEliminar
  48. Querida amiga

    Acho que
    estamos com o tempo
    condenados
    irremediavelmente
    a voltarmos ao nada
    e mergulharmos
    em suas águas...

    Para cada dia,
    um novo sonho...

    ResponderEliminar
  49. Teu último verso tem uma profundidade intensa amada Rosa, é a Alma que fala. Um doce beijo em teu coração e um bom final de semana

    ResponderEliminar
  50. Saiba minha poeta que sempre perambulo
    pelos teus versos
    comungo dos teus sonhos
    e das tuas viagens de pura solidão
    e gosto de aprender algumas palavras
    dos teus versos
    acho belo teu poetar

    versos mui belos

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  51. Já não fui a tempo de dar-lhe os parabéns,
    pelo seu aniversário.
    Vai agora. Parabéns!

    Bjsss

    ResponderEliminar
  52. Oi, Rosamaria!!
    Seus versos sempre trazem um desassossego, um repensar da alma, uma questionamento se a vida é mesmo essa em que estamos à deriva. Qual porto seguro?
    Bom fim de semana!! Beijus,

    ResponderEliminar
  53. Rosa Maria, esta alma vestida de penumbra é tão bela e profunda! Li várias vezes para sentir novamente a emoção intensa provocada pelos seus versos.
    Obrigada pela magia!

    ResponderEliminar
  54. Poesia e filosofia estóica reverberam no nada da noite de cada um de nós.

    Rosa, obrigada pela tua visita e te desejo um belo fim de semana!
    Beijinhos...

    ResponderEliminar
  55. É triste quando a alma (se) parte assim... Mas o poema é muito bonito!

    Beijos e um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  56. Olá Rosa das Rosas e dos versos! Que saudade! Depois de tenebroso inverno decorrido eu volto aqui em seus pagos para uma cordial visita. Desculpe-me pelo sumiço, mas andei envolvido com alguns problemas técnicos em meu blog. Problemas estes que eram sintomas de que minha página estava com seu espaço esgotado. Amiga o "Amor Desbragado 3" já era, sendo agora tão somente um arquivo de postagens que me deram muitas alegria. Não sei o que vou fazer e diante do impasse é possível que continue ausente por mais algum tempo ou definitivamente. O futuro dará contornos ao meu caminho, Saudações Poéticas - Mario Neves.

    ResponderEliminar
  57. Oi minha querida amiga, lindo os teus versos parece mais um lamento de dor. querida, sabes como cantar a dor, e a música é linda emoldura bem os teus versos sentidos, parabéns amiga por tanta beleza, é triste sim, mais é belo. Um abraço carinhoso. Celina

    ResponderEliminar

  58. Musicável!

    Há uma enorme coerência de temas e de sentires neste lugar de criar sonhos.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  59. Que alma , ao adormecer , apazigue a sua dor...
    Bj

    ResponderEliminar
  60. Lindo, os teus poemas...seguindo-te.
    Um abraço, fica com DEUS.

    ResponderEliminar
  61. querida,
    volto para te pedir que passe lá no Perfumes,tem selo para ti...
    beijinhos..

    ResponderEliminar
  62. Que essa alma linda alcançe a paz e serenidade. Maravilhoso poema minha amiga, como o sempre!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  63. Olá! Prazer em conhecer seu espaço...tem o sabor de bom vinho entre amigos...

    Abraços brasileiros

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  64. Amiga Sonhadora!
    Que maravilha!Eu me delicio em seus versos...
    Bom fim de semana!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  65. Cada vez que passo por aqui apanho uns pingos de chuva refrescante. Faz-me lembrar a cidade do Luso em 1974 e as madrugadas no vapor.
    Abraço

    ResponderEliminar
  66. Belo poema....
    Cores tristes... mas a tristeza faz parte da vida.... o que seria da vida se ela fosse toda certinha?

    ResponderEliminar
  67. Minha doce Sonhadora


    Não deixo minha rosa consternada
    só porque meu amor ama indeciso
    as rosas quase nunca pedem nada
    senão o que ao
    amor seja preciso...
    O que dizem as rosas de uma rosa
    colhida a mais formosa do jardim?
    O que faz uma flor mais venturosa
    ser tão bela e morar
    aqui dentro de mim?...
    Só porque me angustio de alegria
    não deixo minha rosa entristecida
    vai a noite e na aurora vem o dia...
    Não existe ir embora
    na paixão pertencida
    e na flor minha rosa
    vai viver toda a vida...

    Um dia vais saber quem sou e o amor que sinto por ti
    Um doce beijo

    ResponderEliminar
  68. Tua sensibilidade me encanta.
    Um grande bj querida amiga

    ResponderEliminar

  69. Rosa querida,

    Dolorosamente lindo.

    Uma semana maravilhosa para você.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  70. Amiga Rosa, teu poetar é maravilhoso, por isso peço que passe em meu blog para pegar um presente que tem para você. Um grande bj
    http://poesiasesonetos.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  71. São sempre tão intensos e poderosos os seus poemas! Maravilhosa partida da alma moribunda! Tantas vezes nos sentimos assim! E nesta época dos santos parece ainda pior, quando nos recordamos dos nossos queridos. Bjs

    ResponderEliminar
  72. Mais um poema sublime, com imagens poéticas brilhantes.Gostei muito, como sempre.
    Rosa Maria, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  73. Olá Rosinha,

    Fez anos e não "me" disse nada?
    As mulheres só fazem anos até aos 30, depois, retrocedem.
    Vantagens nossas!

    Obrigada pela sua visita e palavras.

    Este fim de semana não postei, por falta de tempo.
    Fui ao Alentejo, para colocar flores na "minha gente".

    Uma boa semana, com alegria.
    Beijinhos da Luz.

    ResponderEliminar
  74. Querida amiga,
    como imaginas, a minha vida de trabalho complica-se de dia para dia, mas sempre encontrarei um momento para te ler e deixar o meu carinho.

    Parte, sim parte...«andorinha negra»...lindo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  75. Que possas sonhar muito....beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  76. Minha querida Rosinha
    Mais do que nunca a tua poesia cala fundo em mim...
    Dolorosamente belo!

    Afinal, não nos poderíamos ter cruzado em Angola... Precisamente nesses dois anos esteve lá só o meu marido, em Luanda. Foi a única vez em que não o acompanhei. Tínhamos comprado a casa e tive que ficar por causa da escritura. Por outro lado o meu filho mais velho já andava no liceu, e não nos pareceu bom ele ser transferido a meio do ano...

    Minha querida, desejo-te uma semana muito feliz.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  77. Não caminho pelos seus versos, simplesmente. Eu os sinto, com toda a melancolia que usa para construí-los.
    O voo da alma liberta pode trazê-la com novas cores. Bjs.

    ResponderEliminar
  78. Rosa minha querida ...deixei um presentinho pra te lá no blogger passa lá viu um beijo Pedro Pugliese

    ResponderEliminar
  79. Como ler-te e não sentir um arrepio tomando conta do meu ser,
    Que venham lindas cores em teu caminhar.

    Beijos minha querida.

    ResponderEliminar
  80. Uma viagem enternecedora de encantamento.

    beijinho

    ResponderEliminar
  81. Olá Rosa querida


    Amei o poema.
    Como tudo que você escreve...

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  82. Que toda alma triste vá embora,,,fique distante e venha apenas poesias e alegrias....beijo amiga e uma bela noite pra ti e ótima terça feira...

    ResponderEliminar
  83. Ah, Sonhadora!
    Se a dor que finges em poesia é verdadeira em vida...que ela se exprima livre como a tua alma ate transbordar de alegria.
    Inteira e sublime, como é teu timbre.
    O meu abraço com carinho.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  84. ~Rosita
    neste Outono deixo-te o meu vento


    Queria ser
    O que queria ser?
    Queria ser vento...
    Para ser livre...
    Para te tocar
    E te abraçar

    E de mansinho
    Chegar-me a ti
    E sussurrar-te
    Como gosto de ti...

    E devagar
    Devagarinho
    Ia-te acariciando
    E tu ias notando
    Que eu estava aí...

    E o vento
    Ia crescendo
    E mesmo com força
    Gostava de o ser...
    Para que visses
    A força que tenho...

    Força do vento
    Vento tufão
    E queria...
    Poder ter-te...
    Sempre na minha mão.

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  85. Olá, amiga. Um belo sentir! Toca o coração. Um belo fado para completar o poema! Adorei Rosa. Bjos e flores pra ti! Boa semana. Obrigada pelo carinho!

    ResponderEliminar
  86. Rosa querida! Te ler é sempre um prazer! Obrigada pelo carinho! Um iluminado e feliz início de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  87. ...e penetraste mais fundo quando tocas no mais alto!
    "Vai alma branca...enquanto é outono..." Ah, mas esta brancura como torna o outono tão mais suave, na serenidade d alvura rasgando os céus!
    Todas são maravilhosas , minha querida amiga, mas esta tem o encanto de "andorinha negra"!

    Obrigada pelas tuas palavras e poesia deixadas no dia 25. Não vou esquer nunca Rosa Maria!
    Terno e grande abraço

    ResponderEliminar
  88. Boa tarde querida amiga Sonhadora!

    Ouvir o fado, e a bela poesia, falando da saudade, de um tempo passado,que não mais voltou.

    Boa semana,
    Beijinho,
    José.

    ResponderEliminar
  89. Uma noite repleta de paz e poesias pra ti minha amiga....beijos e flores e uma bela quarta feira...

    ResponderEliminar
  90. Nossa! tanto já foi dito que, me só me resta dizer.
    Lindo, tristemente lindo.
    Um abraço a você querida.

    ResponderEliminar
  91. um ia a alma partira, por enquanto sera cativa do corpo nessa prisão sem grades
    beijinhos

    ResponderEliminar
  92. Sonhadora, linda Rosa, tendes o dom de poetizar a dor como ninguém, pois creia há sim muitas dores por aí,muitas almas sofredoras, nesse mundo e no além,que seus versos façam as pessoas caírem em si e deixar de sofrer e voar com almas leves, felizes e esperançosas!!!
    Meu grande abraço!

    ResponderEliminar
  93. Se desnudastes neste escrito amiga Rosa, sempre escrevinhas de forma impar. Olá minha querida, passando para um afago. Ah! e teu filho já pegou a encomenda lá no residencial? não me dissestes mais nada. Outra coisa, segunda começa a primeira brincadeira no Boas Festas, mas teremos muitas outras, não vais participar de nenhuma? beijos doces no coração.

    ResponderEliminar
  94. Isso é o que somos: as partidas e chegadas; as idas, vindas e tantos porvires que sofremos, fazemos ao longo do nosso tempo e quereres...

    ResponderEliminar
  95. Como é bom sentir sua poesia!
    ...e como precisamos de poesia!
    Beijos!...

    ResponderEliminar
  96. As andorinhas partem, numa dada altura, e regressam de novo a alegrar a Primavera.
    Assim a tristeza e o Amor.
    Magnífico.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  97. Querida amiga, sempre magia e encantamento em suas poesias. Beijocas

    ResponderEliminar
  98. Querida amiga, sempre magia e encantamento em suas poesias. Beijocas

    ResponderEliminar
  99. Minha querida Rosinha,as minhas maiores desculpas meu amor, mas ando um pouco sem vontade de viver e dai eu demorar,
    responder a quem me ama, minha linda que tenho eu para dizer dos teus poemas das tuas palavras.
    E sempre que te leio me enleio nas tuas palavras, porque elas a mim dizem-me tudo menos vida.
    Beijinhos de luz para ti meu amor sempre.

    ResponderEliminar
  100. Amiga
    tudo de bom neste dia na presença de Deus.
    bjssss

    ResponderEliminar
  101. ¸.•°`♥✿⊱╮

    Boa continuação da semana.
    Beijinhos do Brasil.
    ¸.•°`╮❤彡

    ResponderEliminar
  102. que ela se vá e não volte mais
    linda noite bjs

    ResponderEliminar
  103. É próprio dos amantes e apaixonados pela vida , os que choram por amor.
    Lindo poema Sonhadora .
    "...volta ao nada do nada que existe em ti" assim vamos nos perdendo uns dos outros.
    abraços meus

    ResponderEliminar
  104. A tua poesia é uma arte poética que me fascina! Bravíssimo! Beijo

    ResponderEliminar
  105. Mais um poema encantador
    A magia das palavras colocadas como pedras preciosas dentro da frase dando-lhe vida no tempo e amor e sentimento numa saudade que teima em morrer lentamente.

    ResponderEliminar
  106. Minha querida Rosa Solidão, a sua poesia tem o condão de me prender e ler...ler...ler. Tem a mágica de nos envolver e identificar nas suas palavras. Divinal desnudar do estado de alma.
    Sublime.
    Beijinho amigo, bom feriado e uma flor.

    ResponderEliminar
  107. Se for a tristeza e a solidão que parta e não volte nunca mais!

    Um grande abraço poetisa!

    ResponderEliminar
  108. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa dar com seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderEliminar
  109. Rosa Solidão venho visitar
    Sem rimar neste dia
    Com a sua autorização vou levar
    O teu perfume de Rosa Maria.
    No teu rosto alegria
    Tristeza não
    Voltei noutro dia
    Para conquistar o teu coração.
    O quero para mim
    Porque o lugar da Rosa
    É no meu jardim!

    Bom fim de semana,
    um beijinho
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  110. Olá,Rosa Querida!

    Uma bela e trsite poesia!!!Com toda a pureza e verdade da alma!
    Beijos e meu carinho!!
    Linda imagem também!

    ResponderEliminar
  111. Olá Rosa, seu blog é muito aconchegante! Já estou hospedada.

    Uma excelente tarde obrigada pela visita abraços.

    ResponderEliminar
  112. Olá..sindos versos, não me canso de passar aqui e me deleitar com suas falas..meus parabéns..belo dom..

    ResponderEliminar
  113. São mudas as neblinas nesta ilha
    É de pobreza o pão que alimenta o meu sentir
    Oiço o mar com os meus próprios dedos
    Parti do desencontro dos meus derradeiros medos

    Parti e deixei no cais mil dúvidas
    Lembrei tempos que corri feliz pelas amoras
    Nesses dias bebi sofregamente a vida
    Nesses dias a minha alegria era incontida

    Um radioso fim de semana


    Doce beijo

    ResponderEliminar

  114. Boa noite,Sonhadora

    Um poema cheio de sentimento, uma alma sofrida que viaja para além do que é eterno.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  115. Como já disse lá, o ritmo deste texto leva uma grande carga de sentimentos que desgarra e convida a profunda reflexão, ajuda, nutre, sendo desgarrador.
    Parabéns por criar algo assim de belo, com uma grande carga de sentimentos.
    Abraços de vida

    ResponderEliminar
  116. Nós somos como as andorinhas, Rosa, estamos sempre a partir e a chegar.

    Belo poema.

    Beijinho

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora