BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A dor do Poeta...



Gritam na noite as sombras...as feridas do poeta...as rosas
Chovem no peito os infernos...na alma do poeta chora a dor
Nuvens negras o envolvem...chamas de fogo negras vaporosas
São as sombras...as tristes sombras...são os fantasmas do amor

Brinca com a dor o poeta...nas mãos vazias prende uma lágrima
Os braços já não são asas...os sonhos deixaram de ser fantasia
A boca sabe-lhe a sal...o dia deixou de ser dia...é apenas mágoa
Deixou de fazer versos ao luar...embala na noite a melancolia

O poeta finge a morte...esquece a vida...sem limite se entrega
Envelhece na solidão da noite...amanhece nos braços da poesia
Sacia a sede de amor...nas vielas para onde a escuridão o leva
Caminha em vão o poeta...no olhar leva uma prece de agonia

O leito do poeta é frio...o silêncio é voz..de ausêcia são as mãos
O rosto já não é rosto é tempo...o olhar fez-se pedra...escureceu
Veste-se e despe-se...perfuma-se de incenso...abandona a ilusão
Pisa as rosas entre os dedos...sepulta e esvazia tudo o que doeu

No peito do poeta jazem sem vida...as folhas mortas da paixão
A tristeza e melancolia dos dias de Outono...a pálida luz do luar
A eternidade prometida que não vem... poeta tem na boca solidão
À noite dá o seu leito de espinhos...os seus braços entrega ao mar

No rosto do poeta há distância...voa errante o pensamento
A noite é escura...o dia é bruma...as madrugadas são nostalgia
O cio já não é desejo...as mãos não são carícia...são lamento
A rua não é caminho...é abismo...os intantes não são alegria

122 comentários:

  1. A dor do poeta tem as faces da vida..dias cheios de coragem como fruto de um secreto diálogo com o coração...noites frias, gastas nas horas que não passam...mas por fim, o botão de rosa há-de desabrochar no frio do inverno!!
    Lindo o que leio,linda a música que escuto...
    Mil beijos.
    Graça

    ResponderEliminar
  2. Ser poeta é ser assim... é ter na alma da mão o tudo e o nada, o branco e o preto, e o assim-assim...
    Belo poema, como sempre acontece quando te leio.
    Querida amiga, tem uma óptima semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. A dor revelada em palavras. Lindo demais.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. ser poeta é ser tudo e nada..
    belíssimo sempre querida..
    beijos de carinho..

    ResponderEliminar
  5. Querida amiga

    Não existe
    nada tão infinitamente
    grande
    quanto a dor
    de um poeta...


    Que sempre existam mãos
    para "carinhar" o teu dia

    ResponderEliminar
  6. Se não fossem as dores do poeta
    o que seriam dos versos?

    Belíssimo poema, querida!
    Não perca a fé nos sonhos.

    bjs
    Rossana

    ResponderEliminar
  7. Denso, forte, triste e profundo... Beijos, querida.

    ResponderEliminar
  8. Admiro quem poetiza a dor, é um tema difícil de se compartilhar. Parabéns pela bela maneira como consegue poetizar a dor! Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  9. assando para regar a alma...

    beijinho, moça sonhadora!

    ResponderEliminar
  10. Minha querida amiga,

    Soberbo! Li ao som desta bela música e deixei toda a emoção do coração falar através dos seus belos versos de maravilhosa poeta.


    Beijos com carinho doce amiga.

    ResponderEliminar
  11. Lindo!!!
    A dor do poeta se não virase poesia seria mortal como um punhal.
    Beijos Sonhadora e feliz semana!!

    ResponderEliminar
  12. Oi Rosa,

    Na alma do poeta
    Há dor, há amor, há solidão
    Há vida, há sentimento, há emoção

    Bjs amiga e boa semana!

    ResponderEliminar
  13. Que coisa linda, esta CUCA ROSETA...

    Passei só prá te desejar bom dia, menina...

    Depois volto para ler....

    Beijos ternos

    Edson

    ResponderEliminar
  14. É isso sim!

    O poeta é um fingedor!!!

    Beijinho para si!

    ResponderEliminar
  15. Belo alvorecer!
    a dor do poeta é um papel representado...
    Bjssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  16. As dores dos poetas são transformadas em lindas poesias...beijos,tudo de bom, linda semana,chica

    ResponderEliminar
  17. oi minha querida,

    os poetas estão sempre distantes,
    em outra esfera,
    vivem dentro do próprio coração,
    e dos próprios pensamentos,
    transformando cada gesto,
    ou cada sentimento em lindos versos...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Linda amiga...

    se assim não fosse não seriam grandes os/as poetas...porque na tristeza da alma nascem na ponta dos dedos lindas palavras cheia de sentimento e dôr...

    Bjinho cheio d eluar

    ResponderEliminar
  19. Olá minha querida amiga Rosa! Lindo teu poema, fez-me lembrar dos versos de Fernando Pessoa em sua autopsicografia:

    "O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente."...

    Um grande abraço com meu carinho de sempre! Rosana

    ResponderEliminar
  20. Assim como ele vê o mundo de uma forma e cores diferentes, o poeta também sente diferente sua dor,,,bem mais exagerada,,,bem mais intensa...e muito mais poética...beijos de lindo dia pra ti querida amiga.

    ResponderEliminar
  21. O poeta por ser sensível faz da dor o mote que constrói cada um de seus dias com as mais belas palavras. Dor - matéria prima do poeta!!
    Abraços, minha linda.

    ResponderEliminar
  22. ...as folhas mortas da paixão
    ...a pálida luz do luar
    ... poeta tem na boca solidão
    ...os seus braços entrega ao mar
    ..........................
    Dolorosas e belas palavras..
    Beijo

    ResponderEliminar
  23. O poeta navega nas palavras
    Naufraga em silêncios
    E se o poema acende desejos
    O poeta morde
    Os seus próprios beijos...


    Beijos,
    AL

    ResponderEliminar
  24. Bom Dia, bela poetisa dos versos que falam, gritam, andam, suspiram.

    Dá gosto ler-te.

    Beijo grande/♥


    {que lindo esse comentário do A.S.}

    ResponderEliminar
  25. AHH, Rosa querida, o W saiu por engano.

    Era para ter aparecido um coração.♥



    beijos+beijos

    ResponderEliminar
  26. Rosa querida,
    Muito lindo sua descrição do poeta.
    O poeta é como o príncipe das nuvens. As suas asas de gigante não o deixam caminhar.

    Um beijo no teu ♥

    ResponderEliminar
  27. Rosa,

    O poeta é a dor... pura e latente... das palavras!

    bjos

    ResponderEliminar
  28. Ai o poeta...
    se inspira na dor, na calma, na revolta, no acender e apagar dos sentimentos que brotam do fundo da alma.



    "Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    É ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

    É ter de mil desejos o esplendor
    E não saber sequer que se deseja!
    É ter cá dentro um astro que flameja,
    É ter garras e asas de condor!

    É ter fome, é ter sede de Infinito!
    Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
    É condensar o mundo num só grito!

    E é amar-te, assim, perdidamente...
    É seres alma, e sangue, e vida em mim
    E dizê-lo cantando a toda a gente!"
    Florbela Espanca




    Beijos, querida :)

    ResponderEliminar
  29. Oi, querida!
    Que delícia mergulhar no abismo vermelho dos teus versos!

    Beijos no teu romântico coração...

    ResponderEliminar
  30. Querida Rosa.

    A dor do poeta,
    é a dor feita
    em palavras,
    que se carregamos
    em nossos braços,
    na dor que suportamos.

    Meu beijo e meu carinho de sempre.
    Victor Gil

    ResponderEliminar
  31. São violentos fantasmas do amor
    Das magoas e feridas deixadas
    Causadoras de sofrimento e dor
    Recordações, que não esquecem, passadas
    No silêncio, sem voz e, da ausência
    Jazem as feridas mortais
    Das tristezas, ainda, em permanência
    Das felizes noites, passadas, ao luar que não volta mais.

    Obrigado amiga Rosa Solidão "Sonhadora", pela sua visita e suas sempre muito amáveis palavras.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  33. E as lágrimas escorrem pelas pontas dos dedos e viram poema.

    =D

    Beijos, querida.

    ResponderEliminar
  34. Comovedor, mas com uma certa dose de sofrimento.
    Muito bonito!
    Um beijo para você e um lindo resto de semana!

    ResponderEliminar
  35. Sonhadora, eu sempre digo que amo seus versos. Não poderia ser de outra forma. São lindos mesmo. Hoje, porém, meus elogios vão pros gatinhos à direita do blog. Uns amores! Beijos!

    ResponderEliminar
  36. Amada madrinha seus poemas são diferentes de todos que conheço.
    A sempre uma dor que chega direto ao meu coração.
    Minha amada perde minha ausência tenho certeza que minha madrinha entende quando me afasto um pouco.
    È sempre sinal de que algo não vai muito bem.
    Te deixo um carinhoso beijo com infinitas saudades .
    Sua afilhada.
    Evanir

    ResponderEliminar
  37. Querida amiga Rosa. O poeta é um sofredor por natureza,é sonhador de dia, mas principalmente de noite, onde o silêncio é companhia e as horas as palavras.
    Beijinho e agradeço o seu carinho no blog

    ResponderEliminar
  38. Você é uma poetisa por completo e com imensa qualidade! Bjs

    ResponderEliminar
  39. OI SONHADORA!
    A ALMA DO POETA É TUDO ISTO QUE DIZES,E MAIS, CONSEGUE VER ATRÁS DO SORRISO DO ROSTO, O TORMENTO DA ALMA.
    http://zilanicelia.blogspot.com/
    ABRÇS

    ResponderEliminar
  40. Querida Rosinha
    É sempre com um prazer muito especial que leio os teus versos; mas há alguns que conseguem, se tal é possível, ser ainda melhores que outros.
    Repara:

    "Brinca com a dor o poeta...nas mãos vazias prende uma lágrima"

    Que beleza!

    Obrigada por me proporcionares momentos tão saborosos!

    Uma semana feliz. Beijinhos

    ResponderEliminar
  41. O poeta sente de uma maneira intensa, inspira-se, é um sonhador.

    Que delícia mergulhar nesta poesia!
    Bjs

    ResponderEliminar
  42. Rosa minha querida
    Intenso,profundo e triste.
    Um amor muito sofrido. O poeta é assim mesmo um sofredor e triste mas sempre com a uma beleza muito própria.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  43. Senti nos pés o pulsar da ilha
    Um farol avisa o longe do perto
    A lava encoberta na costa dormente
    Sete rumos e apenas um certo

    Neste Mar senti a vontade de prantear
    A nudez da noite no encontro do silêncio total
    Encobriu meu pranto das estrelas
    Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  44. Rosa ...o poeta que habita em ti está muito mal...em apuros...à beirinha do abismo!!!Mesmo assim....a Rosa continua lá...branca,perfumada... cheia de rima e encantada!!! Beijo grande

    ResponderEliminar
  45. A poesia, quase sempre se torna muito bela quando o poeta relata os seus momentos de dor. A poesia cria espaço como se fosse uma forma lenitiva para desabafar o seu sofrimento.
    Beijos!...

    ResponderEliminar
  46. Cara amiga como sinto toda a tua poesia.
    Essa dor, dos poetas, é ao mesmo tempo a alegria que quem vai lendo as tuas palavras.
    Beijo

    ResponderEliminar
  47. Oi Rosa! Mais uma vez, passando para apreciar um lindo poema, principalmente a estrofe abaixo:

    O poeta finge a morte...esquece a vida...sem limite se entrega
    Envelhece na solidão da noite...amanhece nos braços da poesia
    Sacia a sede de amor...nas vielas para onde a escuridão o leva
    Caminha em vão o poeta...no olhar leva uma prece de agonia

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  48. olá Amiga Rosa. Querida quanta beleza nesses versos, essa entrega do poeta. Belo! Obrigada pelo carinho sempre. Bjos!

    ResponderEliminar
  49. Minha querida, isso é que é ser poeta.
    Ele externa nas letras sua dor, seu amor, suas glórias, inglórias, aventuras e desventuras em seu mundo alicerçado na paixão e nos lampejos de sua inspiração.
    Pois, as rimas encerram toda nobre essência
    Da alma soturna de triste melancolia,
    E da inspiração sutil que nem a morte...

    Um abraço, beijos.

    ResponderEliminar
  50. °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.
    A dor do poeta é o tempero dos versos...
    Beijinhos.
    Brasil.°º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  51. Doce, Terna e Linda Amiga:
    A sua poesia fascina, maravilha, encanta e enternece pela beleza e pureza de si.
    Fiquei muito comovido pelo seu comentário maravilhoso no meu blogue.
    Tambénm a admiro imenso.
    É um Ser Humano harmonioso, doce e perfeito.
    Beijinhos amigos de pureza pelo seu talento fabuloso e gigantesco.
    Sempre a admirá-la e à imensa significação de versos sublimes e magistrais.
    Com respeito, estima e consideração pela sua beleza extraordinária.

    pena

    É linda.
    Adorei.
    Bem-Haja, poetiza de sonho.
    Maravilha por onde passa.

    ResponderEliminar
  52. Ser poeta não é uma escolha...
    Belissimo.
    Beijito.

    ResponderEliminar
  53. Rosa,quando o poeta sofre ele sofre toda dor do mundo,com certeza!Lindo demais seu poema!Bjs,

    ResponderEliminar
  54. Olá minha querida amiga Solitária de Sintra!

    Por motivos de doença depreciva,tal como sabes, não tenho podido comentar em meus seguidores e nem postar em meus blogues.
    Mas hoje já me encontro bem melhor, então vim te ler e me deparei com este belo poema, só não sei onde encontras tanta imaginação, lindissimo! É sempre bom te ler!

    Beijo grande em tua alma.

    ResponderEliminar
  55. O poeta não faz mais que libertar o sentimento prisioneiro no fundo da alma.
    O génio poético é uma disposição interior, da mesma natureza da que nos faz capazes de um sacrifício.
    Se o talento não fosse móvel, não inspiraria as belas acções e as palavras que convém.
    Porque ambas partem da consciência do belo, que está no íntimo de todos nós.
    Beijinhos de luz e paz em sua vida...

    ResponderEliminar
  56. ...minha doce e linda Flor!

    beijokas nesta alma de
    pura poesia!

    smackssssssssssssss

    ResponderEliminar
  57. Ser poeta...é mesmo isso, querida Sonhadora. Uma dor permanente, que por mais que se tente não se solta da alma. A sua poesia é de uma beleza sublime. Chorei ao ler!
    Bjito amigo e uma flor...uma rosa...sem solidão para si, querida.

    ResponderEliminar
  58. Minha querida:
    A dor do poeta tem o dom de criar os mais belos poemas.
    Tu amiga és a prova disso.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  59. O dia-a-dia de um poeta é assim...

    Um gdeeeeeeeeeee abraço amiga.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  60. Querida Poeta

    Lamento no poder expresarme en tu lengua. Pero espero ser entendido. Ambas lenguas tienen mas semejanzas que diferencias.
    He leído este poema, y he quedado conmovido ante la sensibilidad que desprende.
    Te felicito.

    Un abrazo afectuoso.

    ResponderEliminar
  61. Se me olvidaba. Me encanta la música de tu blog. Adoro la música portuguesa. El fado de Amalia Rodrigues, de Dulce Pontes, de Mariza.

    Un beso.

    ResponderEliminar
  62. que intenso poema
    Sonhadora
    cada vez que venho aqui
    me encanto mais
    linda noite bjs

    ResponderEliminar
  63. Achei o texto bem escrito e agradou-me....o fundo musical també,.

    Bons sonhos

    ResponderEliminar
  64. Rosa, você descreve com tanta sensibilidade.
    Fico encantada com teu jeito de escrita, é profundo, rico e belo.

    Beijinho amada

    ResponderEliminar
  65. Para se viver de poesia,há que se beber desta água,deste vinho as vezes vinagre amiga.Voce bem descreve toda esta trajetoria,sempre com sua bela inspiração/construção poetica.
    Bom vir ler.
    Um carinhoso abraço de minha admiração.
    Toda paz e luz a voce.
    Bju de luz nos seus dias.

    ResponderEliminar
  66. Muito intensos seus versos minha querida, como você...pleno dos mais fortes sentimentos...
    Minha querida fique na paz e na alegria...beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  67. Sonhadora

    A dor do Poeta é incomensurável até porque "(...)...os sonhos deixaram de ser fantasia(...)".
    O Retrato ( o teu... o meu...) é muito bem descrito na tua , soberana (soberba!) Poesia.
    Adorei.

    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  68. A dor do poeta escreve palavras arrancadas do peito...

    Lindo como sempre minha amiga
    bjs
    oa.s

    ResponderEliminar
  69. É umj texzto forte, uma prosa sentida, óptima para ser declamada. Gostei imenso.

    Um enorme beijinho,

    ResponderEliminar
  70. A amiga sempre nos surpreende
    pela forma como cria a sua poesia...
    é sempre de uma forma tão súbtil
    que fala da alma, do sentir...
    É em suma...uma pessoa que sabe
    escrever e do que nos quer dizer.
    Beijinho/Irene

    ResponderEliminar
  71. Olá amiga Sonhadora

    Em cada poema, uma surpresa, sempre
    agradável pela magia das palavras,
    pelo sentimento profundo e marcante.
    Aproveito para deixar o desejo de um
    feliz fim de semana.

    Beijos

    Alvaro

    ResponderEliminar
  72. Oi Sonhadora,

    Que lindo, linda tuas palavras.

    Ser poeta e remoer-se em si mesmo,
    é sentir cada pedaço de sim, escrever das estranhas,transformar toda dor em beleza (bem... eu sinto assim..rs).
    Penso que ser poeta é uma benção de Deus.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  73. A dor que esconde na alegria dos versos e que não o acompanha no escuro e na solidão da noite.
    Ler o que escreve é uma prazer enorme. Exala sensibilidade.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  74. Rosa, por alguma razão Solidão!

    Poeta tem na boca solidão e nas mãos não tem carícias...

    Beijinho
    Ana Sofia

    ResponderEliminar
  75. Quanta coisa a em um coração de poeta,beijos minha Rosa Rainha!!!

    ResponderEliminar
  76. Talvez a maior dor de um poeta seja se engasgar com suas palvras sem a colocá-las num papel...

    ResponderEliminar
  77. A dor do poeta é a dor que explica que textos como este possam dizer tanto.

    Beijo

    ResponderEliminar
  78. A dor do poeta é a dor que explica que textos como este possam dizer tanto.

    Beijo

    ResponderEliminar
  79. também há poetas felizes

    e os instantes de alegria!


    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  80. Querida Sonhadora

    O poeta entrega-se de alma e coração, transforma em arte emoções, dor, alegria. É através do poeta que tomamos contacto com o lado mágico da vida.

    Beijo

    Olinda

    ResponderEliminar
  81. Um lindo final de semana pra ti minha querida amiga...paz e poesia sempre...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  82. Bom dia!!!

    Desculpe a demora em vir aqui, os últimos dias foram curtos pra mim... Mas aos poucos vou colocando a casa em ordem...


    Beijos e um lindo final de semana
    Ani

    ResponderEliminar
  83. Olá,querida Rosa!!!

    Nossa...me emocionei com a intensidade desta dor!!como sofre o poeta!Versos carregados de dor e tristeza,mas belíssimos!!!
    Beijos pra ti!

    ResponderEliminar
  84. Obrigada pela tua visita, amiga!
    Agradeço-te também pelo prazer em reler esses versos sentidos, doridos, mas que transcendem a própria dor.

    Inspirado final de semana!Muitos beijos!

    ResponderEliminar
  85. E o poeta é mesmo assim...enche-se de dor e neste sofrimento tem o dom de comover quem o lê!

    Lindo poema, amiga Rosa!

    Uma brisa de ternura do meu mar...

    ResponderEliminar
  86. °º♪♫
    °º✿♪♫
    º° ✿♫ ♪♫°
    Olá, amiga!
    Um ótimo fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil°º♪♫
    °º✿♪♫
    º° ✿♫ ♪♫°

    ResponderEliminar
  87. Para uma poetiza, as palavras de um grande poeta:

    "O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente..."
    Fernando Pessoa.

    Beijokas, querida, e todo meu carinho.

    ResponderEliminar
  88. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  89. Olá querida,
    A dor dos poetas, fingida ou não, transforma-se em mágicos versos.
    Belíssimo poema!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  90. Na vida do poeta tudo é mais intenso!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  91. Para um "fecho de ouro" em noite essa com minha amada,aqui pousei para a prenda linda agradecer,chegando de viagem,até amanhã com certeza,mimo teu em blog meu estará!

    bzuz nossos!

    viva la vie!

    ResponderEliminar
  92. A alma do poeta sonha sempre diferente, pois a sensibilidade é enorme e ele consegue ser dor, ser paixão, ser amor , ser o sonho dos sonhos, mas quando o sofrimento toca ele sofre até ao desespero.
    São os extremos da sensibilidade.

    Belo e real poema

    Bom sim de semana Rosa amiga

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  93. Olá Sonhadora!

    Passando para lhe agradecer a visita e dar-lhe as boas vindas!
    Muito lindo este seu cantinho.. parabéns!!!.. Já estou a lhe acompanhar tbém :)

    Beijo grande em seu coração...
    Verinha

    ResponderEliminar
  94. ...que te dizer Poetisa ..se me enches os olhos suspensa no tempo...

    Helás que(re)canto!!!



    Beijo Querida

    ResponderEliminar
  95. O poeta é um sofredor. Mas transforma até a mais internsa dor em beleza verdadeira.

    ResponderEliminar
  96. o instante é o caminho. mesmo que o abismo more ao lado.
    beijinho, querida amiga sonhadora!

    ResponderEliminar
  97. Ser poeta é conseguir tocar com as suas palavras a alma de quem lê.
    "A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais." (Voltaire)
    Bom fim de semana querida amiga.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  98. Sempre um festejo te ler minha amiga!!
    Tua poesia sempre sacia a alma!
    Beijo amiga querida
    Bea

    ResponderEliminar
  99. Boa noite querida Sonhadora,

    Realmente, seria nos braços dos filhos que gostariamos de acabar os nossos dias...

    O sofrimento faz parte da vida do poeta este porque vive cada palavra dos seus poemas.

    Beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  100. a rua é abismo..os instantes não são de alegria..

    me sinto assim..

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  101. Oi, Sonhadora!

    o eu poético engloba uma infinidade de eus empíricos.Mas a dor do poeta transborda sempre na alegria da inspiração que o visita.
    Dor talvez mais fina intensa e profunda.Viva a vida e a alegria e a poesia.Sempre um prazer ler as tuas poesias pela vibração que nelas transbordas.
    deixo-te um abraço amigo e carinhoso.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  102. A dor do poeta é bem sentida nos seus poemas!

    Boa semana,
    Beijo,

    ResponderEliminar
  103. Sempre muito bom te ler, querida.

    Beijos

    ResponderEliminar
  104. "Hoje se chover, seja feliz com a chuva que molha os campos, varre as ruas e limpa o ar. Se fizer sol, aproveite o calor. Se houver flores em seu jardim, aproveite o perfume. Se tudo estiver seco, aproveite para colocar as mãos na terra, plantar sementes, regá-las e aguardar a floração. Mas, verdadeiramente, a única fonte de felicidade está dentro de nós mesmos e deve ser repartida. Repartir as alegrias é como espalhar perfume sobre os outros. Sempre algumas gotas caem sobre nós. Quando partilhada, a alegria aumenta... Hoje não arrume desculpas. SEJA FELIZ!"

    Bom domingo para vc Rosa.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  105. Passei para deixar um Beijinho! António

    ResponderEliminar
  106. Adoro a tua poesia, rica de imagens, e de ritmo, e de sentimento. Tenho de dizer que a acho demasiado triste, mas é mt bela e fruto de um talento enorme. Neste poema destaco a riqueza poética da segunda estrofe. Um beijo. E até breve (?)

    ResponderEliminar
  107. Adoro a tua poesia, rica de imagens, e de ritmo, e de sentimento. Tenho de dizer que a acho demasiado triste, mas é mt bela e fruto de um talento enorme. Neste poema destaco a riqueza poética da segunda estrofe. Um beijo. E até breve (?)

    ResponderEliminar
  108. .

    .

    . a poesia é aqui uma experiência empírica de todas as temporalidades . logo . aqui a poesia é in.temporal .

    .

    . uma boa semana .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderEliminar
  109. Rosa!

    Quanto mais dolorida mais bela a sua poesia!!!

    "A eternidade prometida que não vem... poeta tem na boca solidão"

    Belíssimos e doridos versos!

    Um beijo,amiga!

    Sonia Regina

    ResponderEliminar
  110. Querida amiga, passei para te (re)ler e para te desejar uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  111. Agradeço à Deus este mundo virtual!
    Pois sem ele,
    eu nunca teria te conhecido e nunca
    conseguiria chegar assim tão perto de você.
    Estou aqui para agradecer o carinho da sua amizade,
    pois Deus tem sido misericordioso comigo.
    por estar tendo força e coragem cada dia
    para mim é uma benção .
    Uma vitória alcansada.
    Hoje com nova postagem pesso para entrar
    como seguidor no Clube Dos Novos Autores.
    Onde hoje eu também com alegria faço parte.
    http://clubnovosautores.blogspot.com/
    Beijos no coração sua afilhada.
    Evanir

    ResponderEliminar
  112. Rosita


    Tenho andado aflita com o meu pc só hoje consegui entrar no blog.
    deixo um beijinho e as desculpas pela ausência..Como sempre a tua poesia é de poeta com letra muito grande.
    beijinhos e deixo o meu carinho.

    ResponderEliminar
  113. Oi!

    Meu carinho amiga!Beijos!

    Feliz Fim de Semana!

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora