BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 26 de janeiro de 2014

Não! Não me peçam poemas de amor...


Não! Não me peçam poemas de amor...os meus dedos estão frios
A minha alma já não me pertence e o meu corpo partiu sem mim
O meu coração parou e os meus sentidos estão inertes e vazios
As palavras já não as encontro e o tempo parece não ter fim

Não! Não me peçam poemas de amor...já não me sei inventar
Eu não sou eu...os meus versos são poeira que o vento levou
Em mim tudo é deserto...apenas há nostalgia no meu versejar
O amor está mais distante que nunca e o meu sangue já secou

Não! Não me peçam poemas de amor...as horas estão morrendo
A noite é escura e os meus sonhos vão-se lentamente esfumando
A vida vai passando e o meu corpo vai tristemente anoitecendo
A ilusão vai-se desfazendo em espuma e a luz vai-se apagando

Não! Não me peçam poemas de amor...já não há azul no meu olhar
No meu corpo já não há vida e a chama do amor já não me queima
O papel onde me escrevi enegreceu e as mãos já não sabem amar
As palavras são pedra dura onde já não floresce nenhum poema

Não!Não me peçam poemas de amor...sou árvore de folhas despida
As rosas rubras que me adornaram o corpo um dia...já não têm cor
As marcas do tempo deixaram o meu coração a sangrar em ferida
E com o coração sangrando como posso escrever poemas de amor

Não! Não me peçam poemas de amor...é Inverno no meu peito
Nas minhas veias já não há poesia...o sangue que corre é mágoa
As lembranças são os espinhos que cobrem o chão onde me deito
Sobre os sonhos que rasguei onde em silêncio rola uma lágrima

Não! Não me peçam poemas de amor...o meu corpo já não é flor
É crepúsculo no meu olhar e no meu rosto já não há Primavera
E sem Primavera como é que eu posso escrever poemas de amor
Não! Não peçam poemas de amor a quem da vida já nada espera

112 comentários:

  1. Não! Não te peço poemas de amor...
    Nem rezo, ordeno
    Em verso liso e terno
    Que a alma te regresse
    Que te reinventes
    Que te renasçam as horas mortas
    Que te regresse o azul ao teu olhar
    Que as folhas te vistam o corpo
    e a Primavera te irrompa no peito
    E que a rosa volte ao sonho
    das sua pétalas vermelhas

    Te ordeno

    ResponderEliminar
  2. Sim, amiga! Eu peço-te poemas de amor! Todos os teus poemas são repassados de tanta dor, que eu te peço poemas de amor.
    Verás que o Inverno que habita no teu peito, trará de volta a Primavera com o encanto e perfume das flores.
    Sim, eu te peço...escreve poemas de amores.

    Beijinhos, querida Rosa Maria, eterna Sonhadora!

    ResponderEliminar
  3. Querida Rósinha, eu atrevo-me a pedir-te um poema de amor e não de dor. O teu poema como sempre é belo e dolorido. Adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  4. Ah, Sonhadora!
    A vida contém todos os poemas de amor quer na dor quer na alegria. Como poderias fugir aos poemas de amo se eles brotam do teu coração e elevam-te para as estrelas..

    Deixo-te o meu abraço de carinho e amizade.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  5. errata:

    Como poderias fugir aos poemas de amor...

    ResponderEliminar
  6. Não peçam poemas de amor...É triste esta caminhada sem amor, sem o cruzar das mãos onde brilha a esperança,
    Por isso eu canto e peço que escreva mais poemas de amor, mais poemas com rosas e com vida.
    Se a morte é fria e distante cantarei sem cessar...e não deixarei que se faça um presente.

    ResponderEliminar
  7. Teus poemas são sempre lindos e o amor sai de ti neles! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  8. Não peço . . . pois o amor está lá . Pode até ser nas entrelinhas , mas está .

    Beijinho , Rosa Maria ,
    Maria

    ResponderEliminar
  9. Mas este é um poema de amor, de amor pela vida, de amor pelo amor.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Minha amiga todos os poemas que vêm do coração são poemas de amor, este é um deles.
    Hoje venho numa fugidinha especialmente para pedir desculpa da minha ausência, mas tem sido um inicio de ano muito dificil com vários problemas de saúde na familia, encontrando-se agora, a minha mãe internada no hospital.
    Os meus posts já foram feitos à algum tempo atrás, estão agendados e vão saindo, apenas tenho moderado comentários e por vezes nem isso consigo fazer diáriamente.
    AGRADEÇO do coração as mensagens deixadas no meu cantinho, logo que seja possível, irei começar a fazer as minhas visitas habituais aos blogs dos amigos.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  11. Mas escreveste um poema de amor... um lindo poema de amor...

    Beijos...

    ResponderEliminar
  12. Poemas de amor, poemas onde a ilusão nos ajuda a sonhar.
    ----------
    Que a felicidade ande por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar

  13. Poemas de amor.
    Não te peço não
    Colocava uma flor
    Se pudesse na tua mão.

    O fazia com muito carinho,
    Com humildade e perfeição
    Dava no teu rosto um beijinho
    Te desejo boa noite Rosa Solidão!
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  14. Amiga Rosa, para que lê, pode decifrar amor no bonito poema. Escrever como bem o fazes, é sintoma de amor. O amor reveste-se de muitas formas. Pensar no semelhante, servindo-lhe um bonito poema é uma delas.

    Beijos amigos

    ResponderEliminar
  15. Minha amiga Rosa, está viva para
    a poesia, está viva para os que
    aqui vêm em busca da sua maravilhosa
    poesia...
    Eu adoro a sua poesia...muitos
    ficam sem palavras perante a mesma...
    Outros ficam estáticos lendo as
    suas palavras...Outros tão sem-
    sibilizados que nem sabem que
    escrever(é o meu caso) mas adoro
    ler o que escreve, embora "queira"
    que nada tenha a ver directamente
    consigo. Mas isso é o mistério que
    envolve a poetisa e a mulher.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  16. Oi amiga Rosa Maria,eu peço que faça muitos poemas de amor para encantar
    nossa alma.

    bjs e obrigada da visita.

    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  17. Rosa,
    O poema vindo de você não sai só do amor, sai da dor, da solidão, da saudade e do infortúnio.
    Sim, eu quero os seus poemas.
    Todos são lindos
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  18. Peço sim, tu encantas com todos eles!
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Às vezes o Inverno parece querer demorar-se tempo demais dentro de nós, mas a Primavera fará desabrochar muitos poemas de amor.
    Um poema belo e dolorido,mas os poemas de dor, sejam eles de amor ou não são sempre os mais intensos.
    Gostei muito.
    xx

    ResponderEliminar
  20. Concordo, Rosa.É mesmo difícil falar de amor quando a vida só nos apresentou os espinhos.

    Sempre belo te ler, querida.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  21. Todo o poema, toda a negação, foi só amor!

    Beijos, Rosa!

    ;))

    ResponderEliminar
  22. Minha amiga poeta sonhadora, sempre achamos que os poemas de amor devem ser alegres, mas não o são, na sua maioria carregam saudade, solidão, desilusão, e eu pergunto por quê? talvez a humanidade ainda não aprendeu a amar verdadeiramente, da forma mais pura que há, pois assim não haveria sofrimentos, apenas alegria de se fazer feliz as pessoas que amamos, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  23. Alma sonhadora de Amor.

    obrigado pelo carinho.


    beijo.

    ResponderEliminar
  24. oi minha amiga,

    mesmo sem querer,
    mesmo sem perceber,
    o amor transborda dos teus poemas...
    lindo!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  25. Vivendo sem Mim.....Bonito Fado...

    Como se adapta bem ao seu Poema....

    Os dois completam um belo Post
    Beijo

    ResponderEliminar
  26. Minha querida
    Os seus «dedos» ate podem «estar frios»...mas continuam a escrever belos poemas!
    Muitos parabens.
    Uma excelente semana.
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  27. Os poemas de amor costumam brotar da neve, quando menos se espera, Rosa. Lindo poema! Beijos!

    ResponderEliminar
  28. Podemos sempre escrever poemas de amor, mesmo que falem de dor....
    Lindo...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  29. É tão lindo poeticamente o que escreve com todas as palavras suditas de uma solidão tatuada impregnando todo o ar.
    O fado ao fundo nos leva à viagem a este porão da solidão, que voce tão belamente nos apresenta.

    Linda semana amiga.
    Carinhoso abraço de paz e luz.
    Beijo de paz.

    ResponderEliminar
  30. Querida Rosa,

    Na tua grandiosa poesia,o

    sentir transborda sempre e

    toca profundamente a alma

    num registro único e belo.

    Uma semana luminosa!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  31. Apesar de tão definitivo há beleza na negação.Belo, mas triste poema amiga.
    Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  32. Não é preciso pedir, pois as suas palavras mostram toda a ternura que existe em seu coração.
    Um grande beijo,
    Élys.

    ResponderEliminar
  33. Se tu já transportas amor contigo em cada palavra que atravessa o teu pedido, se é nesta e dessa dor que nascem os mais belos poemas de amor, claro que vou pedir-te os teus poemas de amor! O meu outro "eu" que oculto...
    Aquele abraço grande e terno Rosa Ma

    PS:
    Des.cul-pa! Só hoje vi que fazia anos no mesmo dia que a Leninha Brandão!...Oh! Aceita o meu ramo de miosótis...a flor do esquecimento. Não tenho perdão, não tenho...Mas se soubesses a vida a correr por aqui...
    Desculpa....

    ResponderEliminar
  34. Olá, Rosa.

    Como bem versou o "Poetinha" acerca do amor: "Que seja infinito enquanto dure".

    Um abração.

    ResponderEliminar
  35. Não,não é necessário escrever de amor para entender a dor que por vezes ele nos causa.Beijos minha querida Rosa Rainha

    ResponderEliminar
  36. Venho só testar se entra o comentário. Não tenho conseguido. Agora abri a janela toda. Voltarei.

    Bjos, querida Rosa :)

    ResponderEliminar
  37. Mas, poemas de amor correm-te no sangue.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  38. Querida amiga

    O amor
    é para a vida,
    um desejo,
    não um objetivo.
    Chega um momento
    que de tanto esperar,
    desacredita-se do amor.
    Não devia ser assim,
    na teoria,
    mas é o que
    verdadeiramente ocorre,
    na prática...

    Cada dia, um sonho.
    É o que desejo
    aos que ocupam o meu coração.

    ResponderEliminar
  39. Minha querida Rosa Maria!
    Curioso, como eu sinto todos os teus poemas como poemas de amor. Nostálgicos sim! Mas nascidos de um coração que transborda desse sentimento tão sublime, quanto as palavras que te dita... e este espaço é vida, é cor, é primavera em flor, é paixão, ternura e poesia da mais pura...
    Lindo demais!!

    Beijinhos repletos de carinho minha doce poetisa!

    ResponderEliminar
  40. Se aqui o amor respira até na cor das palavras, na cor da cadência musical do poema, como não falar de amor' Hoje e sempre Rosa Mª1
    Bjis

    ResponderEliminar
  41. Minha querida amiga, mas tu escreves com amor, portanto todos os teus poemas são poemas de amor... e dor.

    beijinho

    ResponderEliminar
  42. Lembrei de uma musica que diz:

    Falando sério
    É bem melhor você parar com essas coisas
    De olhar pra mim com olhos de promessas
    E depois sorrir como quem nada quer

    Você não sabe,
    Mas é que eu tenho cicatrizes que a vida fez...
    E tenho medo de fazer planos
    De tentar e sofrer outra vez


    Não precisa falar de amor, basta fazer suas belas poesias.

    ResponderEliminar
  43. Amiga Sonhadora!
    Agradeço o seu comentário no meu blog.
    Você é sempre tão incrível! Amei.
    A noite escura e os meus sonhos vão se lentamente esfumando
    A vida vai passando e o meu corpo vai tristemente anoitecendo
    A ilusão vai se desfazendo em espuma e a luz vai se apagando
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  44. Esse post é puro poema de amor!!
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
  45. não peço poemas de amor, mas podemos escrever o amor, de muita maneira, e este é um poema de amor, embora dolorido e nostálgico.

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  46. Um dia a Primavera volta, porque o Amor habita sempre em nós!
    Beijito :)

    ResponderEliminar
  47. Não te peço um poema de amor, Rosa, mas não preciso pedir; de cada vez que aqui venho um belo poema espera-me e delicia-me. Não é de amor? Claro que é, pois poesia é sempre amor; é um lamento por um amor que se foi...é um extase por um que começa...é um lamento por algo que acontece a nós ou aos outros...é uma crítica...um elogio...uma maifestação de revolta. É sempre um acto de amor cantar o que nos aflige...o que preocupa os outros...o que nos choca no meio em que vivemos. Poesia é vida e assim sendo, poesia é amor. Lindo, como sempre! Triste, mas belo, querida amiga!. Um beijinho e obrigada por este momento.
    Emília

    ResponderEliminar

  48. "...é inverno no meu peito"

    Quem pode falar de música se os ninhos estão vazios?

    Beijo meu

    ResponderEliminar

  49. Querida Rosa,

    Embora pleno de nostalgia, o poema emana do amor. Logo, é um poema de amor.

    Lindo, tocante e envolvente.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  50. Rosinha, apesar do sentimento (o teu) infundado que leio neste teu poema, como posso dispensar-me de te dizer que continuas a deliciar-me com a tua facilidade de fazeres poesia...?? não posso, porque ela está toda aqui... cantada pela tua alma e escrita com a tua sabedoria!!

    bj...nho

    ResponderEliminar
  51. Minha querida Rosinha
    Obrigada pela tua carinhosa presença.
    Dado o adiantado da hora não li o teu poema. Mas voltarei para ler e comentar.
    Aproveito para te informar que
    amanhã - ou seja, dentro de 30 minutos, haverá novo post na minha «CASA».
    Trata-se da minha modesta incursão no campo da poesia, que deu origem a um post .
    Devo continuar? É melhor desistir? Qual é a tua opinião?
    Aguardo-te lá...
    Obrigada.
    Beijinhos

    A opinião de uma poetisa como tu é, para mim, muito valiosa!

    ResponderEliminar
  52. Olá prezada poetisa, e que tudo esteja bem!

    Enquanto houver vida, sempre restará a esperança, ainda que deveras tênue, sendo assim, que sejam versos doridos, pois sabemos que amor sempre pode renascer, mesmo estando encoberto por tantos momentos sofridos. É isso, a poesia tem esta magia, nos encanta em todas as formas!
    Obrigado por compartilhar mais este intenso escrito, e também pelas gentis visitas e generosas palavras por lá deixadas. E sendo assim desejo que seja sempre deveras intenso e feliz o te viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
  53. O amor é benigno até mesmo na dor..Ele realiza os sonhos do saber que amanhã é outro dia e que podemos tudo no poder do pensamento.

    Poetiza muitas alegrias

    ResponderEliminar
  54. Também é poema de amor o que canta a tristeza da desilusão, frente ao sentimento. E você o faz maravilhosamente. A desesperança inspira o poeta tal qual a ilusão da felicidade amorosa. E toca os corações. Bjs.

    ResponderEliminar
  55. Mesmo sem ter pedido um poema de amor, encontrei-o aqui e gostei.
    Beijos

    ResponderEliminar
  56. Não lhe peço poemas de amor, mas peço-lhe que o viva - é que ele tem muitas facetas!

    Minha linda, abraço bem grande

    ResponderEliminar
  57. Boa noite Rosa Maria.
    Não precisa escrever poema de amor,apesar de como são lindas as suas poesias imagine de fosse de amor rsrs. Obrigada pela forca no dia que tive uma isquemia, apaguei a postagem,mais expliquei os motivos no meu espaço ,já fui ao medico,tudo se resolveu,mais a sua ajuda,a sua atenção foi muito importante para mim,obrigada mais uma vez.
    Uma linda noite.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  58. lindíssimo! os corações que sangram derramam os mais belos poemas! bjs

    http://umanjotriste.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  59. Não vou pedir mais nada a não ser ...que continues a escrever como tens feito até aqui! Poemas de amor ou desamor, tens uma legião de fãs! :)

    ResponderEliminar
  60. A mim também não, prefiro histórias, crônicas e contos de amor. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  61. Os teus poemas são, sempre, poemas de amor.
    São hinos que nos tocam e nos deixam a meditar.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  62. Passando para te desejar uma ótima sexta.
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
  63. Oi Rosa
    Por mais triste que seja o seu versejar o sentimento que nos envolve com cada palavra são hinos ao amor
    “A amizade é fundamental em nossas vidas. Por isso agradeço a Deus pelas pessoas que ocupam um lugar especial em meu coração. Você é uma delas! Obrigada por seu carinho” E para estreitar os laços da nossa amizade estou lhe oferecendo um singelo mimo. Acesse aqui... http://gracitamensagens.blogspot.com.br/2014/01/o-valor-de-uma-amizade.html e pegue o seu. Tenha um lindo final de semana.
    Beijos com afeto
    Gracita

    ResponderEliminar
  64. Como digo,
    "As letras nascidas na alma e gravadas no coração dos poetas, se eternizarão."
    Um beijo para ti.

    ResponderEliminar
  65. Mas afinal não foi este um poema de amor? Amor sentido nessa alma poética ainda que desalentada?
    Um crescendo de emoção, um fôlego, uma sofreguidão, um encantamento literário!

    Bjo de carinho, querida Rosa :)

    ResponderEliminar
  66. Tudo que voce escreve, Rosa, é repleto de amor!

    Parabens por mais uma bela obra, amiga poeta!

    Beijos

    ResponderEliminar
  67. Olá, tudo bem ?

    Vim até cá, para desejar-te um fim de semana muito bom.
    Com muito Sol. Muito calor. E muitas piscinas refrescantes, como as da Cidade de São Paulo. Isto é, para as Cidades, onde o Mar, não oscula as suas orlas.
    Um abraço do
    José Maria Souza Costa.

    ResponderEliminar
  68. Uma de suas melhores poesias. Um grito desesperado tomado pela melancolia gerando uma obra prima poética. Grande abraço e sucesso!

    ResponderEliminar
  69. Neste seu sangrar brotam flores, lindas e cálidas que nos encantam como sempre.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  70. Que o maior poema de amor seja a própria vida.

    baeijinhos

    ResponderEliminar
  71. não pedimos, mas a Rosa escreve poemas de amor

    mesmo pensando que não, ou talvez sim


    um beijo

    ResponderEliminar
  72. Olá, RosaMaria
    Lindo...
    ...é claro que as coisas vão mudar, as pessoas mudam, as escolhas, as decisões, os pedidos...
    Sei lá, acho que na vida o maior poder é a escolha... a gente não pode prever o que vai nos acontecer... mas podemos escolher o que vamos fazer com o que nos acontece... acho que viver é assim... ninguém falou que ia ser fácil ou que não ia doer, mas os amigos estão aqui para tornar isso um pouquinho menos complicado, afinal, todo dia é de viver para ser o que for , ser tudo e fazer tudo...até escrever poemas de amor...
    Obrigado pelo carinho, bom domingo, beijos!

    ResponderEliminar
  73. Tenho o enorme prazer em convidar a todos vocês blogueiros para a votação do top Blogueiro na Ilha da Lindalva e sua presença dará um brilho especial a essa interação blogueira, cujo o verdadeiro sentido é não deixar fenecer a blogosfera. Conheçam todos os blogs participantes antes de votarem.
    O meu blog tbm esta participando entre outros. Mas convido a todos a entrar e interagir com todos os blogs, e votarem no que mais lhes agradarem...e não na amizade.Fique a vontade.

    http://anos-da-ilha.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  74. Oi Rosa minha linda amiga
    seus poemas são todos cheios de um amor seja qualquer a estação,
    e este especialmente me tocou me emocionou profundamente,
    ... e há sim crepúsculo no olhar _ é quando o pano cai e a gente percebe muito mais ... que a vida escorre entre os dedos como a areia do mar rs
    meu abraço e carinho
    boa semana

    ResponderEliminar
  75. Boa tarde,
    Todos os poemas são criados com amor, raro é o poema que que não se refira ao amor.
    Todos os seus visitantes onde me inclui pedem-lhe poemas de amor.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  76. Mas os teus poemas de amor são fantásticos...
    Como este. Do qual gostei imenso.
    Um beijo, querida amiga Rosa Maria.

    ResponderEliminar
  77. OI ROSA!
    MAS, COMO NÃO TE PEDIR POEMAS DE AMOR ?
    UMA INSPIRAÇÃO LINDA AMIGA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  78. Rosa-Sonhadora,
    tudo bem com você?

    Pois este é um belo poema de amor!
    O poema, como toda a palavra, que fala, por vezes, mais da ausência do que das presenças.
    E nestas tuas palavras senti assim.

    Grande beijo e ótimos dias!

    ResponderEliminar
  79. Querida amiga Rosa, passo a agradecer a nova passagem pelo meu espaço e a deixar beijos de carinho.

    ResponderEliminar

  80. Minha amiga

    Não há como fugir a isso...Com a sua alma de poeta acabará sempre por cantar o amor, mesmo que seja um cantar dorido, cheio de tristeza e nostalgia.

    Um belo poema!

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
  81. Qualquer poema seja de amor ou não, aqui, não precisa da primavera para florescer.
    É sempre lindo

    beijinhos

    ResponderEliminar
  82. O amor

    é revolucionário

    não se pede

    conquista-se

    ResponderEliminar
  83. O amor

    é revolucionário

    não se pede

    conquista-se

    ResponderEliminar
  84. Poemas de amor não se pedem, se fazem............... lindo como todos os seus.
    Beijos,
    Renata

    ResponderEliminar
  85. Rosa querida: Se eu tivesse o seu talento, eu teria escrito esse poema... Ontem mesmo, escrevi no facebook: "tanta beleza, tanta vida, tanto amor e eu não sei o que dizer...".
    Você, porém, me provocou arrepios e arrancou-me lágrimas. Sabe, eu acho que você é minh'alma gêmea, pois tudo que sinto e gostaria de versejar, você escreve... Entretanto, ultimamente, além de não possuir o seu talento, ando me sentindo vazia... Sua visita e seus elogios me animam a não acabar com o blog. Mas, não quero que você deixe de me dizer a verdade. Se acha que devo parar, que não sou realmente uma poetisa, por favor, me diga, amiga! Confio demais no seu talento e na sua capacidade de crítica, pois, para mim, você é uma segunda Florbela espanca.
    Parabéns pero meritoso título e todo o carinho de sua amiga e admiradora,
    Maria Luiza

    ResponderEliminar
  86. Não, não te peço poemas de amor, peço apenas poemas.

    ResponderEliminar
  87. Minha querida,
    Entrei aqui no dia em que a mágoa atravessou a escrita e a poetisa debitou emoção pura.
    Obrigada.
    Mil beijos. :)

    ResponderEliminar
  88. Passando para sentir o que é a verdadeira poesia de alma, escrita com as lágrimas do sentimento.
    Lindo e feliz fim de semana Rosa.
    Carinhoso abraço
    Beijo de paz e luz.
    Saudades de voce.

    ResponderEliminar
  89. .

    .

    . é impressionante a fluidez das suas palavras . rosa . é impressionante a amplitude do seu dicionário . que sendo igual ao meu . é tantas vezes mayor . e abrangente .

    .

    .

    . um beijinho meu .

    .

    .

    ResponderEliminar


  90. °º♫♬° ·.
    Mesmo que seus poemas sejam de dor e lágrimas são sempre lindos e tocam nos corações que amam.

    ░B░O░M░ ░F░I░M░ ░D░E░

    ░S░E░M░A░N░A░!!!

    °º♫♬° ·.
    Beijinhos do Brasil
    °º♫♬° ·.

    ResponderEliminar
  91. É apenas mais um comentário, mas não poderia deixar de dizer o que sinto quando leio seus poemas. Eles entram em mim sem licença, se guardam...este então... "Não. Não me peçam poemas de amor..." porque a consequência do tanto amar são essas lágrimas em versos, lindos e tristes que as vezes contam a história da gente. Querida, você é maravilhosa, beijos.

    ResponderEliminar
  92. Os teus lindos olhos castanhos.
    Rosa, nas tuas pétalas foi pousar
    Saiu de uns lábios risonhos
    Um beijo apaixonado a voar

    Esta vida é como um carrossel,
    Tantas voltas dá até parar
    O pintor pinta com o pincel
    Nas colmeias fabricam o mel
    As abelhas num vai e vem sem parar.

    Imagina o poeta,
    Com esperança escreve
    Lindos versos nesta vida tão bela
    Porque será que ela desaparece.

    Nunca se cansa, continua a beleza!
    Na vida tudo vale, na vida tudo acaba
    Penso eu não tenho a certeza
    Coisa doce não amarga,

    Bom fim de semana para você,
    amiga Rosa Maria (Sonhadora),
    um beijinho
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  93. Deixo-te um beijinho e sei que haverá sempre, de ti, um poema de amor...

    ResponderEliminar
  94. Rosa,

    Melancolicamente lindo! Lindo lindo!

    Beijos

    ResponderEliminar
  95. Minha amiga hoje venho especialmente para agradecer o ter acompanhado comigo o aniversário da minha mãezinha através do carinho da sua mensagem.
    Um grande beijinho
    Maria

    ResponderEliminar
  96. Um lindo Poema de Amor ,que eu não pedi, mas que li e que me agradou muito !

    ResponderEliminar
  97. Boa Noite madrinha Querida.
    Eu vim te agradecer pelo carinho que tem deixado no meu blog.
    Amada estou meio que atrapalhada correndo contra o tempo atrás de fazer tudo que estou a espera a mais de 3 anos.
    Na esperança sempre de ter uma vida melhor
    referente a minha saúde.
    Fico feliz quando você pode ir me visitar
    afinal a Rosa é minha madrinha de Portugal.
    No final do ano tive uma alegria que jamais
    pensei acontecer na minha vida.
    A minha amada amiga Maria Luisa veio ao Brasil
    e veio na minha morada.
    Uma pessoa incrivelmente maravilhosa de um carisma
    e uma doçura infinita.
    Foi prazerosa demais a visita dela veio com o esposo filho e a netinha.
    Uma linda semana beijos da afilhada,Evanir.

    ResponderEliminar
  98. Enquanto restar um fôlego de vida, os poemas vão me acalmar..
    Aquilo que me restou e hoje somente história, outrora um devaneio, sonhado junto contigo..

    ResponderEliminar
  99. Como sempre é um poema de extraordinária beleza. Mesmo que não queiras escrever poemas de amor, o AMOR está patente em ti e escreverás sempre o amor e com amor.

    Belo...Muito belo

    Bjgrande do lago com muita amizade

    ResponderEliminar
  100. Adorei seu blog. Da uma passadinha no meu tb.

    http://dificilnaopensarnisso.blogspot.com

    Bjs

    ResponderEliminar
  101. Oi, Rosa Maria!
    Mesmo que não lhe peça, sinto o cheiro de amor que exala quando aqui chego. O amor também está presente no carinho que trata todos nós!
    Bom restinho de semana!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
  102. Acabei de ouvir o Ricardo Ribeiro e
    lembrei-me da Sofia Varela......e estou
    escutando......
    Que esteja o melhor possível
    Beijo

    ResponderEliminar
  103. Queridos amigos, aos poucos estou voltando e matando a saudade de todos os blogs que gosto.
    Feliz por estar aqui...
    Adorei a postagem...

    Beijos

    Ani

    ResponderEliminar
  104. Amiga sonhadora,

    não, não lhe peço poemas de amor, mas que o amor esteja sempre em seus poemas...

    beijinho de saudades
    Alex

    ResponderEliminar
  105. Olá, querida Rosinha!

    Ah! Nós já invertemos os papéis, e saiu-se muto bem, aliás, ambas, porque eu não sofro de imodéstia.

    Neste seu poema, texto poético, fala de AMOR, mas indiretamente, embora queira salientar a dor, mas "ninguém diz ai, que não lhe doa", como se diz no nosso Alentejo, e dói, por aí.

    Poema que classifico como um misto, ou seja, de amor e dor.

    Beijinhos da Luz.

    ResponderEliminar
  106. Sem pedir Poemas de Amor, sempre me sinto dever pedir-te que jamais afastes, de ti, o mesmo Amor.
    É um tesouro que temos e "arde sem se ver"...



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora