BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

É noite no meu País...



É noite no meu País...no rosto dos nossos filhos há tristeza
É de desesperança o caminho...sem presente e sem futuro
Segue em frente sem medo...gritando em coro a incerteza
Rompe as correntes...derruba com a voz da razão esse muro

É noite no meu País...há desalento nos olhos do meu povo
Raiada de negro...desfralda-se ao vento a minha bandeira
Já nem é cor de esperança nem de sangue...tinge-a de novo
Com as belas cores rubras...sacode-lhe do orgulho a poeira

É noite no meu País...leva meu povo a revolta a passear
Solta as palavras que guardaste para o tempo de liberdade
Levanta a tua mão e acusa quem os teus filhos está a roubar
Não sorrias magoado...planta enfim os cravos da igualdade

É noite no meu País...é Inverno na alma do meu nobre povo
Tangem sinos de descrença...levanta os braços cansados e luta
Pelo Portugal prometido...fá-lo das cinzas renascer de novo
Unidos na mesma crença...bebendo do mesmo copo a sicuta

É noite no meu País...a madrugada dos cravos está morrendo
O pão dos teus filhos está minguando...o sol deixou de brilhar
Com a indiferença dos verdugos deste povo...sempre crescendo
Caminha sem medo meu povo com um grito de revolta no olhar

                       No límite das forças...no fio da navalha
                       Assim caminhas meu País...desencantado
                       Vilipendiado e vendido pela escumalha
                       Grita meu povo por um Portugal libertado
     
        
            Hoje sou um grito de revolta...pelos filhos do meu País


131 comentários:

  1. Um poema que chora uma realidade que jamais deveria acontecer... Minha solidariedade!
    Bj. Célia.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. retomando as postagens depois do sumiço passo para retribuir os comentários e não podia deixar de vir te visitar.. amiga, texto lindo, triste e que traz uma sensação nostálgica bastante grande.. vc escreve muito bem, mesmo sobre uma realidade triste.. beijos mil e ótima semana..

    ResponderEliminar
  4. Sou solidária com esse povo que é meu povo tão querido!!
    Abraço
    Deus proteja a todos!

    ResponderEliminar
  5. Poetisa Rosamaria

    Este é um grito de liberdade...
    aplausos...aplausos...aplausos
    ----acredito que os poetas podem mudar o mundo.----

    abraços... abraços.

    ResponderEliminar
  6. Sim, poeta
    É noite... é noite ainda
    Mas a rua desperta
    E um raio de esperança nos ilumina

    Mas é noite... ainda

    ResponderEliminar
  7. OLá, amiga. Realmente triste seu poema... são palavras vindas do coração! Belissimo seu País. Um povo digno, guerreiro. Que hája conciência dos governantes e mude a realidade do País. Rosa querida, deixo um beijo carinhoso e feliz semana. Obrigada sempre! Parabéns um pouco atrasada pelos três anos de blog!! Vc é uma grande poetiza. Que venham muito mais! Belo celinho.

    ResponderEliminar
  8. SE VIVEN TIEMPOS DUROS, PERO TAMBIÉN DE GRANDES DECISIONES DEL PUEBLO.
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  9. Um beijinho de boa semana!

    bjs meus

    Catita

    ResponderEliminar
  10. Rosa

    Que beleza de poema de poema de intervenção. "È noite no meu país", a pura expressão do momento que atravessamos. O beco em que nos entramos é tenebroso e marca bem a mediocridade, de quem nos governa. Ou eles se têm governado?

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. ...triste realidade.

    serve também aqui para o
    meu amado Brasil!

    havemos de ter esperanças,
    a única saída que nos
    resta.

    bjs, minha doce poeta!

    ResponderEliminar
  12. Minha querida Rosa, Portugal saiu à rua, mas "eles" ñ querem saber!
    Os Portugueses agoniam de tanto desesperarem... Quem nos ouve?
    Beijo.
    isa.



    ResponderEliminar
  13. Lindo e forte grito!! Triste ele ter que ser dado!! beijos,linda semana,chica

    ResponderEliminar
  14. A poesia também é Grito.
    Acreditemos que tudo vai melhorar!

    beijinho Rosa
    cvb

    ResponderEliminar
  15. Que o Senhor transforme em dia essa noite tão triste! linda poesia, abraços

    ResponderEliminar
  16. Querida ROSA ... Totalmente solidário a suas belas e tristes palavras ... Desejo sim que o belo PORTUGAL ...Vosso e nosso tenha melhor sorte ...pois seu povo é simplesmente maravilhoso e antes de qualquer coisa é a Base da história do meu Brasil ... Com um grande beijo e desejando Força a ti e ao Povo Português a quem tanto devemos Pedro Pugliese

    ResponderEliminar
  17. Sou descendente de vários povos, Rosa, mas, principalmente, de portugueses. Até meu marido, que mais parece um alemão, é 25% português. Nós dois ficamos muito tristes com o sofrimento de Portugal. Tomara que a crise internacional termine o mais rápido possível. Seu poema, além de belo, é sério e importante. Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Bom dia Rosa querida! À medida que fui lendo lágrimas vieram-me aos olhos.... Triste, cruel... Mas soubeste, com maestria, transformar a dor em palavras, poemas de libertação e alento!
    Hoje tem post novo!
    Um início de semana iluminado!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  19. Olá Rosa querida.
    Um poema cheio de sentimento.
    A crise está mesmo imensa né amiga? Mas para quase tudo há um jeito. Que Deus abênçõe todos nós e nossos Países.

    Beijo

    ResponderEliminar

  20. Querida sonhadora

    Um poema maravilhoso, cheio de palavras que revelam a mágoa que nos vai no peito.

    Muito obrigada, pois é assim que também se luta.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  21. Cara Rosa
    Um poema que não deixa espaço pra comentários. Está lá tudo, sente-se a genuidade.
    Um beijo
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  22. e o povo saiu à rua INTEIRO a mostrar que afinal, sem muletas nem alavancas interesseiras sabe lutar pelos seus direitos.
    foi bonito e muito emocionante.
    quanto a mim superou todas as expectativas, permite-me discordar do luto, porque penso que provou que está bem vivo [apenas estava um tanto dormente, ainda a digerir a desilusão, o desapontamento].
    também muito bonito e emocionante é o teu poema.
    sempre te disse Rosa, do teu potencial de escrever poesia não apenas triste, apesar de muito bela.
    parabéns Sonhadora, adorei.

    beijos.


    ResponderEliminar
  23. É noite no seu país
    Está chegando a escuridão
    A tristeza que não quis
    Magoar o seu coração!

    Amanhá chega a claridade
    Traz alegria e paixão
    Cravos e liberdade
    Para a Rosa Solidão!

    Boa segunda-feira para você,
    beijinho
    Eduardo.

    ResponderEliminar

  24. Li e reli,....e conferi com a nossa realidade.
    Creio estar longe de outro 25 de Abril, mas como diz...

    'Solta as palavras que guardaste para o tempo de liberdade....
    Levanta a tua mão e acusa quem os teus filhos está a roubar...'

    Belo, realista e actual..
    Beijo

    ResponderEliminar
  25. Eu estive na manifestação e comovi-me
    muita vez e agora aqui com a sua
    poesia também me comovi e MUITO.
    Fui pelos meus filhos de coração(não
    os tive de barriga) e eu que vivi
    intensamente o 25 de Abril de 74,
    estive nos Sindicatos, nas Autarquias, no Jornalismo Regional,
    hoje me pergunto: como foi possível
    chegarmos a este ponto.
    Espero que os políticos possam ter
    visto as imagens do povo na rua,
    não as ignorem...mas não se pode
    adormecer.
    Beijinhos minha querida amiga.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  26. Junto o meu grito ao teu, querida amiga.
    Beijinhos emocionados

    ResponderEliminar
  27. Estive lá, senti a emoção ao ver o nosso povo, tal como senti ao ler-te.
    Boa semana querida

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  28. É noite, sim. Mas juntos conseguimos iluminar o caminho a seguir.
    Belo como sempre. Beijo

    ResponderEliminar
  29. o Amor triunfa na vida e vence o medo.

    obrigado pelo carinho


    beijos.

    ResponderEliminar
  30. Que realidade triste minha linda. Me compadeço por ti.
    Bjo no coração.

    ResponderEliminar
  31. "Não é poeta quem quer mas quem sente".
    A força da poesia vê-se na tua imensa sensibilidade poética, na mágoa que enche o peito de revolta capaz de transformar o grito e a dor numa beleza incomum.
    Minha querida amiga Rosamaria, para mim é das mais belas poesias que li sobre o tema. E tu, sendo uma poeta elegendo o amor como tema, os meus aplausos de pé por seres uma poeta para quem a poesia não tem segredos nem limites.
    Os meus mais sinceros parabéns, querida amiga!
    Abraço imenso!

    ResponderEliminar
  32. Amiga Sonhadora.
    Depois de ler este estupendo poema ficamos sem palavras para acrescentar seja o que for. Está tudo aqui!
    O sol ainda não raiou. Há muita escuridão, mas a esperança foi renovada.

    Amiga, não consigo copiar o teu selo comemorativo dos 3 anos de blogue. Nem o bolo nem as rosas. Se puderes diz-me, por favor, o que se passa.
    Beijinhos.

    Janita

    ResponderEliminar
  33. E quando a noite chega em nossos sentimentos,,,muitos pesares e sofrimentos...desejos e sonhos jogados na escuridão da alma...beijos amiga e uma bela noite pra ti...

    ResponderEliminar
  34. Um dos poemas mais intrigantes que já li por aqui...
    Uma realidade muito triste, porém cantada com delicadeza de palavras...
    Um abraço, minha amiga!!!

    ResponderEliminar
  35. Olá minha querida, como muitos já disseram a cima, triste é, este teu poema, porém escrito com maestria.
    Espero que tudo melhore para a sua alegria. Bjs! Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  36. Que a noite em breve seja dia.
    Um grito de revolta, num coro de vozes nunca tão forte e unido.
    EXCELENTE poema, querida amiga. Gostei imenso.
    Un beijo.

    ResponderEliminar

  37. Olá!Boa noite!
    Rosa!
    Linda prosa poética!
    Uma realidade triste com versos muito lindos!
    ...O que eu temo não é uma eventual eclosão revolucionária que varresse as elites (incompetentes) da sociedade, mas a possibilidade de uma violência caótica e descontrolada, sem qq tipo de objetivo... que seja com responsabilidade e seriedade, apresentando propostas alternativas para corrigir o déficit orçamentário e aliviar a situação das famílias e corrigir os erros do Governo...
    Obrigado pelo carinho!
    Boa semana!Bençãos infinitas!
    Beijos

    ResponderEliminar
  38. Minha poetiza!
    Como sempre, você seduz as palavras e transforma em beleza o que a vida faz.
    Gd beijo

    ResponderEliminar
  39. Olá Rosa! Passando para apreciar mais um dos teus belos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

    É noite no meu País...é Inverno na alma do meu nobre povo
    Tangem sinos de descrença...levanta os braços cansados e luta
    Pelo Portugal prometido...fá-lo das cinzas renascer de novo
    Unidos na mesma crença...bebendo do mesmo copo a sicuta

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  40. Rosa
    Quanto sofrimento! Que momento mais triste vive seu país! Minha solidariedade aos nossos irmãos portugueses.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  41. OI ROSA!
    CHORO CONTIGO ESTE POEMA QUE DÓI NO FUNDO DO CORAÇÃO.
    NÃO HÁ NADA MAIS TRISTE QUE VER UM PAIS, DE POVO ALEGRE E TRABALHADOR, SOFRENDO POR FALTA DE ADMINISTRAÇÃO RESPONSÁVEL.
    ABRÇS AMIGA.

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  42. Os cravos podem marcar novos rumos à igualdade. Mão sobre mãos que se esquecem de escrever palavras de amor.
    ... E a poesia ainda insiste em procurar os rumos da liberdade psicológica. A noite passa. Inda há tempo para passear entre as rubras cores, deixadas pela poeira hodierna.

    ResponderEliminar
  43. Muito bom, como sempre.
    O dom das palavras deve ser exercitado.


    beijos, ótimo começo de semana!

    ResponderEliminar
  44. São esses gritos que um dia ecoarão no ouvido de alguns que um dia farão a diferença... Bj

    ResponderEliminar
  45. Rosinha

    Junto ao teu o meu grito!
    É noite no nosso País, e penumbra no nosso Povo.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  46. Minha querida Rosinha
    Magnífico! este teu poema de intervenção.
    Esperemos que o alvorecer não tarde a raiar, e acabe com esta noite já tão longa...
    Parabéns, minha querida, adorei!

    Uma semana feliz. Beijinhos

    ResponderEliminar
  47. Dizem que a conturbação agita o verso
    Dizem que o verso agita o mundo

    Estes tempos demandam vozes urgentes
    como a que subjaz ao poema


    Gostei também da estruturação do poema
    com recurso à repetição do verso mote
    simultaneamente lamento e apelo


    Bjo.

    ResponderEliminar
  48. Acabei de ler seu poema no Blog da querida Irene e o achei fantástico...triste a situação do seu país, amiga...espero que tudo melhore por aí. Parabéns pelo talento imenso que tens!
    Beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  49. Ola Rosa,
    Intenso, forte, cada palavra sentida na pale.Mas a que se mergulhar pra emergir.

    Receba um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  50. Minha querida, é com tristeza que vejo teu Portugal nessa situação tão avassaladora.
    Se assim é verdade que todo Poder emana do povo, cabe ao povo de teu país ir às ruas reivindicar justiça e uma política voltada para o bem estar de todos. No entanto quem está no Poder, deve ouvir este povo e procurar os meios para tirar o país da crise. Tanto aí quanto aqui, o vírus da corrupção solapa, destrói e aniquila tudo que poderia ser benéfico à sociedade.
    Que eles os dirigentes e "poderosos" ouçam o povo, que o povo seja a Voz de Deus!
    Um abraço. Beijos.

    ResponderEliminar
  51. Uma bela noite pra ti minha amiga querida e uma excelente quarta feira...beijos flores e poemas sempre...

    ResponderEliminar
  52. Noites tristes que se prolongam e agoniam o povo. Quisera ver todos os povos em clima de luz e esperança. Infelizmente, a sede de poder faz com que os governantes se vendam, sem qualquer ideal. Bjs.

    ResponderEliminar
  53. Alguns desalentos se vestem de noite, para que possamos acreditar que em algum momento algo bom vai nascer trazendo alguma espécie de luz.

    Minha querida Rosa, um ótima semana pra ti

    ResponderEliminar
  54. Maravilhoso! Não podia descrever melhor a situação em versos tão belos quanto fortes e incisivos! Bjs

    ResponderEliminar
  55. Hoje acordei na fúria dos deuses
    O céu da ilha cobriu-se de espanto
    Uma triste nuvem plantou-se sobre a minha cabeça
    E verteu uma lágrima de pranto

    Hoje acalentei uma esperança tonta
    Uma ideia já morta
    Um sentimento perdido na espuma
    Numa ansia que já havia fechado a porta

    Hoje é hoje
    O amanhã mais um tempo triste de um coração
    Hoje é apenas o perverso andamento do relógio
    Hoje esqueci toda e qualquer oração



    Doce beijo

    ResponderEliminar
  56. Rosa-Sonhadora, querida!
    Até mesmo um lamento, lamento de nossa Terra-Mãe em tuas palavras, se torna belo.

    Imagino pelo que vocês estão passando, tenho conversado, vez por outra, com um ou outro amigo português e fico a par das notícias nada animadoras...
    Esperamos que Portugal reverta a situação que tanto está sacrificando seus cidadãos.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  57. Um grito pela liberdade, pela vida dos que desejam uma nação livre e digna.Soltar as amarras,sentir a vibração no tremular da bandeira.
    Que assim seja amiga.
    Meu terno abraço e solidario na luta.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  58. Que venha a revolução dos girassóis, a mudar tal estado de coisas!!!

    Continuo sem ouvir a música por aqui.

    Beijos e_ternos..

    ResponderEliminar
  59. Senti cada palavra como se fiosse minha...porque é isso que sinto...que é noite no NOSSO PAÍS!
    TE abraço forte, querida
    BShell

    ResponderEliminar
  60. Um grito transparente
    Sangrando a alma e o corpo
    Da lusa gente descontente
    Procurando um Abril morto.
    Políticos corruptos e incompetentes
    Perseguem os que labutam
    Roubam os que ainda sonham
    Destroem o país, as suas gentes.

    ResponderEliminar
  61. Noite pode ser... mais linda!!!

    Beijos querida e boim dia!!

    ResponderEliminar
  62. Uma tristeza da qual não se vislumbra o fim.

    Há que ter esperança.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  63. Oi minha querida, tomara que haja uma solução sem sofrimentos maior. A Europa passa no momento por crises, tomara que seja uma transição e que passe logo, para o bem de todos. olha querida eu amo Portugal, tudo me encanta principalmente o seu povo Um abraço grande. Celina

    ResponderEliminar
  64. É noite no meu País... Que o dia do seu país logo amanheça e afugente as angustias dos corações...


    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  65. um grito de revolta forte e duro.

    excelente trabalho.

    beij

    ResponderEliminar
  66. Infelizmente no Brasil já é noite há muito tempo. Esperemos com ansiedade o raiar do Sol.

    ResponderEliminar
  67. Poesia primorosa,Rosa!Choram todas as mães pelos filhos de seu país,nessa emocionante poesia!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  68. Lindo poema que homenageia os filhos desse País. Espero que renasça de forma esplendorosa a nossa querida Portugal. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  69. Apesar da mágoa e do sofrimento, um povo, uma nação de homens e mulheres de coragem, sempre conseguem se soerguer.
    Um texto forte, mas necessário. Parabéns, amiga!Bjs

    ResponderEliminar
  70. Ao teu grito de revolta junto o meu, principalmente em nome daqueles que cada vez mais aparecem na loja social ( faço lá voluntariado) pedindo comida mandados pela assistente social; são cada vez mais e os alimentos a distribuir cada vez menos. Emocionou-me a manifestação que juntou todos os portugueses; desta vez foi pacífica, um exemplo de verdadeira cidadania, mas não sei até quando será assim. Belo, Rosa! Muito obrigada pelo grito em nome de todos nós.
    Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  71. Uma bela noite pra ti minha amiga querida,,,e uma excelente quinta feira,,,beijos poesias e flores...

    ResponderEliminar
  72. Excelente poema que retrata a realidade da nossa sociedade....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  73. http://belledujourlisboa.blogspot.pt/2012/08/giveawaychanel-6-meses.html

    Giveaway Chanel!

    Participa!

    ResponderEliminar
  74. Amo a poesia
    que tem rimas de fuzil
    e rasga o verbo e o coração
    com baionetas
    A poesia guerrilheira
    que denuncia a fome
    que grita a liberdade
    que grava na aurora
    os gritos de indignação
    Saiba Portugal
    sou também teu filho
    carrego as tuas poetas
    na minha algibeira
    o cravo da tua revolução
    na lapela
    minha oração no coração
    na capela
    falo o teu idioma
    uma bela flor do Lácio
    e faço da minha poesia
    as palavras da poeta
    Rosa Solidão
    um grito de tristeza
    um desejo de libertação.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  75. Rosinha, dou-te a mão e junto o meu grito ao teu...Pelos filhos de Portugal. Belissimo poema em que as palavras traduzem bem o estado desta nação, que já nem esse nome sustenta, somos um país vendido pela escumalha e caminhando a sangrar bem no fio da navalha.
    Beijo imenso com muita força

    ResponderEliminar
  76. Querida,que lindo poema! É teu grito de amor e de revolta.Sensibilidade e paixão.Precioso!
    Brisas e sonhos lindos para você.Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  77. Querida e dolorida Rosa, doeu aqui em meu peito seu grito poético, doeu bem aqui em meu coração.
    Sinto mais ou menos a mesma coisa em relação ao meu querido Brasil.
    Aqui é época de eleição para prefeito e vereador e todos falam em democracia, liberdade eu fico triste, por que eles por certo não sabem o que é democracia, o que é liberdade.
    Para mim 'Democracia e Liberdade' é ter onde morar dignamente, escolas e professores de qualidade, trabalho digno, saúde, segurança...para mim 'ir e vir' e poder falar o que penso, não é Democracia e nem liberdade, só isso não.
    Estamos tristes aqui no Brasil também, pelo menos o que que tem consciência...
    Um beijo querida amiga em seu coração.

    ResponderEliminar
  78. Sim , vamos todos gritar e sonhar por um Portugal libertado !Não abandonemos este sonho, porque o sonho alimenta a alma !

    ResponderEliminar
  79. Rosa, a Sonhadora

    Lindo, lindo, lindo... nem sei o que dizer!...

    Acredita que me comovi, senti demais este teu poema, chorei ao ler este teu grito de dor por algo que é nosso, que nos pertence e que se está a desmoronar, prestes a cair de vez, irremediavelmente.

    Querida amiga, posso pedir-te um favor? Deixas que leve este teu poema para o colocar em O Baú do Farol, com os devidos créditos, como é óbvio?

    É adorável a maneira como consegues exprimir-te, em transmitir-nos o que te vai na alma e no coração.

    Mil beijinhos e, por favor, dá-me uma resposta.

    ResponderEliminar
  80. ✫. `⋎´ ✫❤✫..
    (⁀‵❤⁀,) ✫✫✫Boa tarde pra você✫.❤
    Ser amigo e desejar o melhor para o outro, é um dom de Deus.
    Por isso elogio o que vc tem na sua
    postagem hoje,gosto de fazer visita, e adoro receber seu carinho
    Agradeço pela bela amizade sempre
    querida, deixo um abraço carinhoso
    com essa mensagem linda
    Bjusss
    Rita!!!
    (⁀❤‵⁀,) ✫✫✫..! ♥
    .`⋎´✫✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫❤
    ✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫❤✫

    ResponderEliminar
  81. É noite no nosso País , por enquanto .
    Porque gritos como este óptimo poema têm que que dar frutos .

    Gosto muito deste excelente grito .

    Beijo grande , Rosa Maria ,
    Maria

    ResponderEliminar
  82. UM GRITO... UM DESABAFO.
    HÁ TANTA COISA FORA DO LUGAR.

    UM BEIJO.

    ResponderEliminar
  83. Amiga querida! Passando pra agradecer e desejar um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  84. Que lindo poema amiga, tocante!
    Bjinhos e obrigada pelo carinho XD

    ResponderEliminar
  85. Querida amiga Sonhadora!
    Compartilho com você e com esse povo amigo nesse momento mas tenho esperança de que logo Portugal se recuperará e será novamente próspero.
    Parabéns por esse por esse poema que apesar de tão triste é de grande beleza.
    Beijinhos com carinho!

    ResponderEliminar
  86. Rosinha, bem-haja por este excelente "grito" que é seu e de todos nós...
    Com a força da razão e, em espírito de união, caminharemos rumo à esperança...
    Um beijinho amiga e boa semana!

    ResponderEliminar
  87. Sem duvida alguma aqui mora um coraçao que ama!!!!

    grata sempre!!!

    bjs meus

    Catita

    ResponderEliminar

  88. Rosa querida,

    Adorei revê-la em meu recanto. Senti sua ausência.

    Seu poema emociona pela força do grito e do inconformismo. Tudo há de mudar, pois não há mal que sempre dure. A união do povo é muito importante para forçar novos rumos para o País. Meus avós paternos eram portugueses, portanto também tenho sangue português nas veias e torço calorosamente para que o povo deste belo País volte a sorrir de alegria e esperança.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  89. Ah, Sonhadora!

    Quando a escuridão se torna excessiva desenha-se no horizonte um foco de luz...é urgente a solução, porque sacrifícios em vão só trazem indignação...
    tens sempre o meu abraço solidário como poeta e mulher.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  90. Olá minha querida, venho mais uma vez em gratidão à sua visita, que o sol volte a fazer-te sorrir para um dia esqueceres as mágoas que tanto nos machucam.
    Beijinhos de luz e muita paz..

    ResponderEliminar
  91. Minha amada sabemos que a muito Portugal vem sofrendo o descaso de muitos assim como alguns outros países.Espero que o sorriso por algum motivo chegue e que a paz possa reinar..nada é impossível aos que creem na luz da vida.

    Um grande beijo querida amiga e fica com o Altissímo

    ResponderEliminar
  92. A luta pela Liberdade faz-se com as Armas que a Poesia nos dá.Infelizmente a noite será longa e até fatal para muitos. Um belo dia, nascerá uma liberdade real e justa. Gostei, mas dói.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  93. Olá,Querida Rosa!!

    Tempos difíceis minha amiga... Um grito de revolta em forma desta belíssima e sensivel poesia!
    Beijos e meu carinho!

    ResponderEliminar
  94. Amiga este é um belo e necessário poema!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  95. Querida amiga

    Estive em Portugal
    estes dias.
    Achei a terra doce,
    e o ar ameno.
    As pessoas
    traziam no olhar
    a saudade do passado.
    E eu me senti
    tão próximo
    de suas dores...


    Que haja sempre um sonho
    a nos habitar o entardecer do dia.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderEliminar
  96. Comovente teu grito de socorro amada Rosa, me emocionou, beijokas com carinho e um bom final de semana

    ResponderEliminar
  97. Boa Noite Madrinha Querida.
    Hoje mesmo sendo na madrugada venho matar as saudades.
    Pedir por favor mandar um dos seus pemas no meu email .
    E desejar um feliz final de semana beijos da afilhada,Evanir.

    ResponderEliminar
  98. VOU TE ESPERAR AMANHÃ NESTE CANTINHO BEM ESPECIAL http://sandrarandrade7.blogspot.com.br/
    TEM SURPRESA BEM ESPECIAL PARA OS AMIGOS ESPECEIAIS. VENHA VOU TE ESPERAR, NA CURIOSA TANBÉM TEM O LINK PARA A GRANDE SURPRESA, NÃO DEIXE DE VIR. VOCÊ É O MEU(MINHA) CONVIDADO(A) ESPECIAL.
    CARINHOSAMENTE.
    SANDRA
    AMIGOS COMPARTILHAM. PRINCIPALMENTE NESTA DATA BEM ESPECIAL DA MINHA VIDA.
    CELEBRE A VIDA.

    ResponderEliminar
  99. QUERIDA AMIGA, vou precisar me afastar por uns trinta dias, não ando bem, ando vazia, oca, vou tentar me reencontrar, deixei um último texto lá, até a volta, beijos Luconi

    ResponderEliminar

  100. Tens razão Rosa...Os filhos do nosso país vão sofrer na carne e na alma o resultado deste destroçado rectângulo a que chamam país.Porque um país de verdade protege quem luta pela vida, pela honestidade e por um viver decente.

    Que legado lhes deixaremos??????

    Muito bom o teu poema.

    Bom fim de semana

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  101. Querida amiga Sonhadora!

    "Levanta a mão acusa quem os teus filhos está a roubar". É pena que essa escumalha, não leia o seu poema que grita, mas eles não iam entender, porque não têm sentimentos, e alguns mal sabem ler

    Um povo inteiro infeliz
    com abutres por todo o lado
    roubam o sonho a felicidade
    "É noite escura no meu pais"

    Bom fim de semana,
    beijinho,
    José.

    ResponderEliminar
  102. Um grito de socorro, um pedido de ajuda...Chega um ponto em que o povo tem que sair da sua zona de conforto e lutar...Espero que os nossos irmãos portugueses não deixem a madrugada dos cravos morrer!!!

    Bjussssssssss

    ResponderEliminar
  103. Olá amiga! Passando para agradecer a tua visita e comentário e desejar um ótimo domingo pra ti e para os teus.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  104. Olá, vim te visitar e oferecer: o selo da primavera. bjus da San

    ResponderEliminar
  105. Rosa, nunca deveria ser noite em teu país. Este tipo de noite traiçoeira, conquistada pela nulidade, incapacidade, maldade...
    Nunca deveria ser noite assim num país como o teu, de História tão rica, de um povo tão forte. Nunca deveria ser noite em teu país, onde o sol deveria imperar...sempre. A esperança de dias ensolarados deve ser plantada no coração dos portugueses e dos povos que amam tua pátria...

    ResponderEliminar
  106. Rosa, boa noite!
    Em resposta ao seu comentário deixado no meu blog, atreveu-se e atreveu-se muito bem, Rosa. É noite no nosso país mas, não deixemos que as trevas nos dissipem os sonhos e que um bando de ladrões e trafulhas, destruam o que construímos uma vida inteira.

    Parabéns por este grito de revolta, juntos somos sempre mais fortes e, é preciso acreditar.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  107. belo poema amiga
    bem expressivo
    e profundo
    um grito vindo do fundo
    maravilhoso fim de semana bjs

    ResponderEliminar
  108. O Sol descansa, cede espaço para a sombra.
    No entanto a alegria deve colorir o quadro das almas.
    É noite sim, porém na penumbra o balé mostra sua melhor dança.

    ResponderEliminar
  109. Olá!Bom dia!
    Rosa (Sonhadora)...
    ah...já comentei acima...vim desejar um ótimo domingo! Paz e luz!
    Obrigado pelo carinho dedicado ao meu blog!
    Beijos

    ResponderEliminar
  110. querida amiga obrigado pela tua amizade pela tua companhia amiga.

    vou estar por ALENQUER

    beijos com carinho.

    ResponderEliminar
  111. Reli e continuei a achar EXCELENTE este teu poema.
    Rosa Maria, minha querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  112. Vim reler.
    deixo votos de óptimo fim de semana.
    beij

    ResponderEliminar
  113. .



    Você sabia, Rmaria, que
    A mentira, a traição e a
    vergonha não fazem o me-
    nor sentido se o amor di-
    ta ordens ao coração.

    Confira no meu blog.

    Um beijo,

    silvioafonso








    .

    ResponderEliminar
  114. Olá Rosa Rósea flor da literatura! Acostumado a seus poemas de amor idílico, me emocionei demais com este seu cívico grito de alerta e defesa de um país que se encontra numa noite escura. Um poema também de amor a um povo que sofre as dores de uma noite negra sem precedentes. Amiga que outras vozes se levantem, que outros gritos sejam ouvidos e lidos por todo Portugal e na união de vozes e clamores sejam honradas e devolvidas as reais cores vivas do pavilhão português, principalmente o verde da esperança de um dia feliz raiar para todo um povo.Parabéns pelos três anos de seu blog, que venha muitos anos ainda pela frente.Saudações Poéticas - Mario Neves.

    ResponderEliminar
  115. Siempre estupendas las cosas que nos dejas.

    Saludos y un abrazo.

    ResponderEliminar
  116. Um belo domingo pra ti minha amiga e uma semana repleta de bons acontecimentos...beijos e flores....

    ResponderEliminar
  117. Olá prezada Rosa, que tudo fique bem contigo e os teus!

    Belo escrito, clamando do mais vindo do teu ser, intenso e regido por tua sensibilidade expõe uma realidade, apesar de triste, está acontecendo e o povo não vai fingir que não, feito os que estão delegados pelo povo para cuidar que isto não acontecesse. E cá neste meu Brasil com em teu Portugal o povo também precisa parar de fazer tudo que o sistema planeja que façamos!
    Obrigado pelas gentis visitas e comentários, e que você tenha em teu viver a felicidade intensa, abraços e até mais!

    ResponderEliminar
  118. OI ROSA!
    COMO JÁ COMENTE ESTA BELEZA DE TEXTO, TE DEIXO MEU ABRAÇO E DESEJOS DE UMA BELA SEMANA.


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  119. Rosa,passando para reler sua poesia e desejar uma boa semaninha!bjs,

    ResponderEliminar
  120. Que triste!
    Eu sinto tanto que nem imaginas; adoro Portugal e meus amigos ...O Sol vai brilhar ao fim dessa Noite "num dia irá raiar a liberdade e tudo mudará para o Bem, pois não há Mal que sempre dure... O povo tem q se unir sim.
    Parabéns pela emoção que passaste no poema, vejo pelos comentários q todos estão solidários "na torcida ...
    Viva Portugal!
    beijos e uma boa semana pra ti.

    ResponderEliminar
  121. MADRINHA:BOA NOITE .AMADA POR FAVOR MANDA O POEMA PELO MEU OUTRO EMAIL.
    ESTOU COM PROBLEMAS NO MOMENTO COM EMAIL DA UOL.
    evanir_garcia@hotmail.com
    Logo meu computador vola do conserto
    ai acaba meu problema com meu email da uol.
    estou usando meu note mais é dificil para mim estou com minhas vistas doendo muito .
    Só Jesus na minha vida meu colirio ñ esta resolvendo nada vou tentar uma consulta de emergencia com meu m´dico amanhã.
    Estou a 3 dias num sofrimento só a dor nos olhos é tanta ,que parece
    que vai sair pra fora.
    È uma doença ereditaria meu avo teve que extrair uma das vistas.
    Tenho sofrido muito e corrido ,mais enfim Deus é pai sempre.
    Uma feliz semana beijo da afilhada,Evanir.

    ResponderEliminar
  122. Madrinha:Quero dizer ..Minha tristeza e tanta fiquei sem coragem para comentar seu poema.
    O SOL VOLTARA A BRILHAR MINHA AMADA.
    SEI SUA NAÇÃO È UM POVO DE MUITA FÈ.
    VAI PASSAR COMO MUITA COISA JÀ PASSOU .
    NO BRASIL NÃO ESTA A OITAVA MARAVILHA .FICO FELIZ POR SABER ,QUE NOSSO GOVERNO TEM ACOLHIDO JOVENS DE MUITOS PAISES.

    TUDO VAI PASSAR.E AMO>

    ResponderEliminar
  123. E será noite ainda por muito tempo...
    Um poema que é o retrato da alma do nosso povo...belíssimo!
    Beijos, Rosinha.
    Graça

    ResponderEliminar
  124. Que jamais nos doa a voz, para gritarmos bem alto quando assim é necessário.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  125. Que Dolorido este poema..vc conseguir retratar uma realidade usando a poesia...que triste lamento...não tenho tanto acesso a situação real de Portugal...e o pouco que sei é atravez do blog do meu amigo Gonçalo de Assis!Espero e regfo a Deus para que Portugal encontre o caminho...e a pessoa certa para começar a mudar tudo isto!O Brasil melhorou muito..mais tem muito ainda a fazer!e como tem...tanto na saúde...educação!moradia!Fica com Deus amiga!Beijo!

    ResponderEliminar
  126. Olá Rosa querida


    Belo poema...


    Beijos e uma semana maravilhosa.
    ani

    ResponderEliminar
  127. Olá Rosa, achei lindo e ao mesmo tempo triste o poema. De certa forma penso que ele retrate algo não tão aparente que paira sobre o mundo moderno, talvez seja noite para todos nós, independente do país onde nos encontramos. Gostei do trecho no qual você diz: "É noite no meu País... a madrugada dos cravos está morrendo", gostei da referência que você à Revolução dos Cravos e à perda da esperança que ela outrora representou... lindo!

    Abraços bem fortes para ti querida!

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/09/girls-serie.html

    ResponderEliminar
  128. O mais belo poema que aqui li.
    Pena que seja verdade!

    ResponderEliminar
  129. Olá querida Rosinha,

    Sempre usamos de lealdade uma para com a outra, não é verdade?
    Pois bem, neste comentário, vou utilizar a mesma "técnica".
    Sabe do que gosto e do que não gosto no seu blog e nos seus versos, já lho disse, como eu sei, do que gosta ou não gosta no meu ou no que escrevo, já mo disse, "desatando" a língua, com graciosamente diz. Aceitamo-nos, com amizade e tolerância.

    Li o seu poema, mais que uma vez, logo na altura, e está, como sempre muito bem escrito, as ideias todas bem expostas e não dizendo claramente, usando eufemismos, diz, grita, o que lhe vai no peito.
    Eu não sinto essa necessidade.

    Eu não tenho a mesma opinião. Sou, politicamente, de direita, e assumo-o, em qualquer lugar. O termo direita ou esquerda é puramente casual e teve a ver com o lado, direito ou esquerdo, onde os deputados se sentaram, na assembleia, na altura da Revolução Francesa. APENAS ISTO.
    No lado direito, sentaram-se os mais calmos, menos revolucionários e crentes em Deus. No lado esquerdo, sentaram-se, os literalmente opostos.

    Sei, sabemos todos que se gastou demais e que se deram subsídios e apoios econômicos a quem nem sempre os mereceu.

    Não sou do tempo de uma sardinha para dois, mas a minha mãe ensinou-me a poupar, para fazer face a um contratempo.

    Sei, também, que há gestores a ganharem somas astronômicas e de Cristianos Ronaldos, nem se fala.

    O meu pai era operário fabril, a minha mãe doméstica, mas nunca me faltou nada. Por vezes, tive em demasia, graças a deus, a uma tia e ao meu avô.
    Somos alentejanas e os parâmetros pelos quais nos regemos, e estou em Lisboa desde os dois anos, são de muita honestidade e seriedade.

    Fui o mais franca possível consigo, nem poderia ser, de outra maneira.

    Tenha um bom fim de semana.
    Beijinhos da Luz, com estima e apreço.

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora