BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, 5 de junho de 2012

Que o silêncio se faça pedra...


Que o silêncio seja o único acorde...deste verso de mágoa e dor
Tatuado a fogo no meu corpo...na solidão de tanta noite despida
No eco da memória que me resta...nas águas inquietas do amor
Na voragem do tempo...que o silêncio seja uma palavra perdida

Que o silêncio seja o encontro das bocas...que ficaram por beijar
Dos desejos que ficaram por cumprir...na lápide das coisas vazias
Na noite onde adormecem os medos...no meu corpo a naufragar
Em completa rendição...a esse corpo entrego o silencio dos dias

Que o silêncio seja o tecto branco da noite...onde o sol adormece
Quando a luz se esvai do meu olhar...e a morte se crava no peito
Na fronteira difusa desse silêncio...onde a minha sombra anoitece
Etérea...triste...nua...adormecida sobre os espinhos do meu leito

Que o silêncio seja o eco das coisas perdidas...por dentro de mim
Vendaval de palavras...submersas na noite que me escorre da pele
Na obscura solidão do tempo...como se tivesse um nome...ou fim
Na renúncia dos sentidos...visto de negro o meu corpo de mulher

Que o silêncio seja o incêndio...de todas as palavras por dizer
A alvorada de todos os gritos...que nunca se souberam calar
A semente de todos os corpos...que morreram ao entardecer
O veludo de todos os beijos de amor...que ficaram por dar

Que o silêncio se faça pedra...no abismo profundo da noite
Que seja o pó do sepulcro...onde todos os sonhos naufragaram
Que a terra engula o meu corpo...que jaz morto antes da morte
Que o mar leve os destroços...dos restos que de mim ficaram

132 comentários:

  1. Madrinha ,pela primeira vez chego aqui primeiro confesso estou super feliz.
    Que o silêncio seja o incêndio...de todos as palavras por dizer .A alvorada de todos os gritos.
    Lindo madrinha .
    Que o silêncio se faça pedra..que nunca souberam calar.
    Lindo mil vezes lindo.
    Beijos de boa noite sua afilhada,Evanir..

    ResponderEliminar
  2. Antes que o silêncio se faça pedra, que haja, em nós , silêncio por dentro e que oiçamos teu poema.

    ResponderEliminar
  3. Oi!

    "Que o silêncio se faça pedra... "

    Lindo! Ótima semana! Beijos!

    ResponderEliminar
  4. que o silêncio seja completo
    para ser perfeito
    linda semana
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Amo o silêncio. Meu companheiro fiel. Como me entende e me escuta! É pedra sim, mas preciosa para mim.
    Bj. Célia.

    ResponderEliminar
  6. Olá, querida sonhadora. È preciso ouvir o silêncio para buscar o nosso interior e assim aprendermos com a vida o caminho a seguir. Belo amiga! Uma linda semana. Bjos e obrigada sempre pelo carinho!

    ResponderEliminar
  7. Belos versos Rosa!

    Ótima semana, beijos.

    ResponderEliminar
  8. Sonhadora é sempre Sonhadora, que o silêncio contido nesta linda poesia faça no seu íntimo a paz,a luz, e a voz livre e esperançosa no cântico de uma Sonhadora.
    Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  9. Querida Rosa,

    Este silêncio vem das mais profundas emoções. Lindo e forte.


    Beijos com carinho doce amiga Rosa.

    ResponderEliminar
  10. ...beijos,
    muitos beijos silenciosos
    neste doce e dorido coração!

    muahhhhhhhhhhhh, minha linda!

    ResponderEliminar
  11. Versos de um silêncio ensurdecedor
    Tantas mágoas tanta dor
    Cantados por um coração melancólico
    Que busca silenciar o tempo
    Mas vai deixando cicatrizes
    Por que as rimas gritam
    Choram lágrimas
    De uma profunda solidão
    O ser não consegue adormecer
    Com este pássaro cantando
    O que fica é uma pausa silenciosa
    Mas o canto vai reverberando
    Mesmo no pretérito que vai ficando
    Os ecos ficam declamando
    Esta saudade voraz
    Esta poesia sagaz
    Que grita pelo silêncio que vai
    Mas traz trás um barulho audaz
    Que nos mantém acordado
    Pelo ruído que faz
    E pelo silêncio que fica
    Pelo poema tão belo
    Que a poeta risca
    Deixando cicatrizes profundas
    Nosso coração dolorido
    Com este silêncio que fica
    Gritando eternamente
    Dentro da gente.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  12. Que maravilha,Rosa!!Sempre passas muita emoção na tua poesia!! beijos,linda semana!chica

    ResponderEliminar
  13. oi Rosa,

    que o silêncio se faça presente,
    somente quando for indispensável...
    e que ele venha com suavidade!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. É é o silêncio quem promove tanta beleza na poesia! abraços

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  16. Olá Sonhadora,

    Revelaste os silêncio em cada linha que traçaste. O silêncio é uma voz que grita na alma de quem se cala, é um espaço oculto dentro da gente, uma entrega ao que chamamos de solidão...

    Beijos e tenhas um lindo dia....

    ResponderEliminar
  17. O silencio por si só já diz muito,,,grita a alma,,entoa o melhor acorde da reflexão e dor...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  18. Não será preciso tanto
    Que o silêncio se faça ouvir
    Para que a vida não seja desencanto
    Afastamos a tristeza, para que
    A felicidade nos faça sorrir!

    Obrigado pelas suas amáveis visitas, amiga Sonhadora.
    Continuação de boa semana,
    um beijinho.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  19. Correndo o risco de me repetir, e porque me falta talento para um comentário à altura dos seus poemas digo somente excelente.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  20. Não acharia imagem mais linda "que o silêncio se faça pedra"
    Poema de assombros, menina Rosa!
    bj imenso pra ti

    ResponderEliminar
  21. _Que o silêncio se faça pedra...no abismo profundo da noite...
    Um mimo, vc leva o leitor(a) ao delírio, é impossível ler sem viajar na sua proposta, por isso é tão bom passear aqui, é uma aventura para a emoção da poesia, pra vc bjos, bjos e bjosssssss

    ResponderEliminar
  22. Voltei só para informar que roubei um dos seus poemas para a galeria de poetisas do "A mulher e a poesia" Espero que não se importe.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  23. Sim, o silêncio é por demais preciso... só o silêncio dá fruto... e tantas vezes que não o quero eu ouvir; o silêncio é sempre pedra e se não o ouvirmos nunca, a nossa consciência arderá para lá da morte. É o que dizem. Nada se sabe, mas assim o prendemos.

    Bela e significativa a música da Amália.

    Sonhadora, que seus sonhos se tornem realidade.

    ResponderEliminar
  24. Silêncios que habitam o viver, o sonhar.Lindo poema.Beijos.

    ResponderEliminar
  25. Os teus silêncios poéticos fazem "ressuscitar" as pedras. Crê.
    Os silêncios dizem mais que muitas vozes. Tu o sabes.

    Beijos

    SOL

    ResponderEliminar
  26. Às vezes é melhor silêncio do que palavras sem sentido. Admiro isso no silêncio, o quanto desconcerta pessoas e é também tão necessário...

    Beijos

    ResponderEliminar
  27. Rosa querida
    Um silêncio de beleza neste poema de emoção.
    Amo o silêncio, um companheiro a quem faço confidências.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  28. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem?
    ...saudades daqui..
    versos encantadores...é no silêncio que podemos pensar, depois refletir e seguidamente meditar. Porque só assim "olharemos" para além do óbvio, só assim nos "veremos" do exterior para o interior de nós mesmos.É no silêncio que vamos amaciando as asperezas da pedra bruta que somos nós próprios...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa terça!Muita paz e luz!
    Beijos

    ResponderEliminar
  29. E que nunca se faça silêncio na tuas palavras Rosinha. O teu silêncio diz tanta coisa.
    Beijinho com carinho

    ResponderEliminar
  30. Que o silêncio seja a armadura dos injustiçados. E que o meucoração também se faça silêncio. Só não seja silêncio, a poesia. Beijos, amiga.Lindo.

    ResponderEliminar
  31. E o silêncio pode ser tanta coisa, amiga....depende muito do estado da nossa alma; às vezes é surdo...é mudo, o silêncio; outras vezes é barulhento, perturbador...arrasa-nos com os seus ruídos. Mas quantas vezes ele não é desejado? Quantas vezes não é o alento da nossa alma? Muitas também, amiga! Parabéns por este silêncio...triste, mas que enche as nossas almas de tanta beleza. Muitos beijinhos e fica bem!
    Emília

    ResponderEliminar
  32. Hoje o "nosso" silêncio querida amiga , deixa tantos recados ainda por dizer quando é no silêncio que tanto se fala!
    E neste silêncio abafado, fico com as imagens poéticas que tão bem constróis.
    Grande abraço, Rosa

    ResponderEliminar
  33. Lindo poema que me deixou arrepiada. Tens esse condão o de escrever com tanta nostalgia. Adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  34. O silêncio diz tantas coisas
    nestes versos magoados...
    com acordes de nostalgia
    de amores vividos e/ou sonhados.
    A solidão beija a alma à Rosa
    que canta a dor como ninguém
    com poesia - sofrida... mas formosa!
    Parabéns Linda Sonhadora!... e obrigada pelo carinho!

    ResponderEliminar
  35. Oi Rosa! Eis que aqui me apresento para apreciar mais uma das tuas belas criações, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Que o silêncio seja o tecto branco da noite...onde o sol adormece
    Quando a luz se esvai do meu olhar...e a morte se crava no peito
    Na fronteira difusa desse silêncio...onde a minha sombra anoitece
    Etérea...triste...nua...adormecida sobre os espinhos do meu leito

    Beijos e muita paz pra ti.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  36. Desta vez o silêncio...
    No silêncio há encontros poderosos...
    ...a esse corpo entrego o silêncio
    dos dias...



    .......a minha imensa ternura.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  37. Gostei muito desse poema, Sonhadora. Não apenas por ser lindamente bem escrito, mas também porque o silêncio é um de meus temas preferidos. Parabéns!

    ResponderEliminar
  38. No silencio que encontramos nossos mais profundos quereres,lá onde moram as reflexões que nos alavancam a arte de viver.
    Bela inspiração neste silencio que não pode calar o desejo de amar e de criar versos belos com os postados em toda sua obra de arte.
    Parabens minha amiga.
    Lindo de se ler e dolorido de refletir.
    Meu abraço carinhoso.
    Fique bem.
    Beijo

    ResponderEliminar
  39. O silêncio, a solidão e a noite... as premissas para um poema que perdurará em ti, em nós...na esperança de um alvorecer.
    Beijo carinhoso.
    Graça

    ResponderEliminar
  40. Tanto diz o silêncio!
    beijos, boa semana.

    ResponderEliminar
  41. Querida e doce amiga,ouve o silêncio, despe-te dos claustros de dores, funde-se na harmonia e segue por caminhos serenos e livres em busca da tua essência.
    Seja feliz.Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  42. Rosa-Sonhadora!
    Que linda a imagem do silêncio que se faz pedra, pois com uma pedra podemos fazer uma arma, construir com algumas um muro protetor, ou mesmo guardá-la para colecionar lembranças.
    Grande beijo e ótimos dias!

    ResponderEliminar
  43. É sempre tão bom lê-la, transmite uma paz reconfortante, paz que encontro no silêncio das suas palavras que, mesmo em silêncio, tanto dizem! Bjs

    ResponderEliminar
  44. Lindo aqui, sempre é um prazer voltar!
    Obrigada pelo carinho de sua visita e comentario lá no meu espaço!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
  45. Muitas vezes esse silencio se faz necessário na vida da gente...ele é reflexivo...beijos de lindo dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  46. Sonhadora,poesia maravilhosa de muita profundidade nesse silencio que só vc mesmo é capaz!Lindo demais!bjs e bom dia!

    ResponderEliminar
  47. O silêncio pode ser um fardo demasiado pesado...pedra, portanto.
    Beijito.

    ResponderEliminar
  48. O silêncio é de pedra...
    mas por vezes, há palavras que têm que ficar só no silêncio...
    Beleza em tristeza silenciada.

    ResponderEliminar
  49. Que o silêncio seja sempre profundo de amor.
    Beijos.
    Élys

    ResponderEliminar
  50. Querida amiga,

    no silêncio as vezes encontramos respostas.

    obrigada pelas palavras de carinho, grande beijo no coração!

    ResponderEliminar
  51. Só quem conhece o silêncio é capaz de dele falar e fazer este belo poema .

    Um beijo , Rosa ,
    Maria

    ResponderEliminar
  52. Que o mar leve silenciosamente tudo que de alguma forma causa sofrimento na alma.
    Beijos Rosa!

    ResponderEliminar
  53. Tão intenso e tão mortificante
    Ainda assim...tão belo!


    beijos♥

    ResponderEliminar
  54. Querida amiga

    E que o silêncio,
    nos proteja
    de nossos pensamentos...

    Que a vida nunca se perda de ti

    ResponderEliminar
  55. Ja foram muitas as vezes que pedi ao silencio para se transformar em pedra!!!

    Abraço-te

    ResponderEliminar
  56. OI ROSA!
    A FORÇA DE TEUS VERSOS SEMPRE NOS SURPREENDE.
    COLOCAS A ALMA NAS PALAVRAS E AS ALINHAS,UMA A UMA, TRANSFORMANDO-AS EM VERSOS QUE NOS ENCANTAM.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  57. Olá boa noite querida Sonhadora!

    Impossível não se sentir envolvida em clima de poesia, lendo a sua tão linda, e ouvindo essa fantástica música ao fundo...Devo confessar que muitas vezes depois de ter salvo o comentário , ainda permaneço no teu blog, apreciando suas poesias , e ouvindo a música de fundo. O romantismo mora aqui. E eu adoro isso.

    Beijos e abraços com admiração por ti, amiga Sonhadora!

    ResponderEliminar
  58. O silêncio é o pó do sepulcro em respeito à toda dor. Belíssimo. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  59. Olá sonhadora
    É no silêncio que nos encontramos.
    Uma nostálgica reflexão. Fada da poesia seu poetar é belo e fascinante. Que este seja seja fugaz e momentâneo. Que a alegria invada o pensar. Tem mimo pra você no post de hoje.
    gracitamensagens.blogspot.com
    Beijinhos com carinho e afeto
    Gracita

    ResponderEliminar
  60. Olá Rosa,

    O silêncio, se o soubermos escutar diz muito!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  61. "Que o silêncio seja o incêndio...
    de todas as palavras por dizer...

    A alvorada de todos os gritos...
    que nunca se souberam calar...

    Eu não comento teus poemas, impossíveis de comentar, pois traduzem a profundidade de uma alma
    e eu na alma não posso tocar.

    Estou tão longe de ti na forma de dizer...na tua clareza nesse dizer e a minha ambiguidade no meu dizer.

    Isto nos aproxima embora pareça inverosimil.

    O que escreves de meu poema é a verdade e eu te respondi
    nos "7degraus" gastos e cansados.
    Não poude deixar de responder...é
    tão verdadeiro, tão comovente que me seduziu...mais do que sempre...

    Eu estou doente e não posso visitar amigos e eles sentem que os abandonei...mas não é verdade...
    vou escrevendo pouco, para não deixar de escrever...até se encontrar uma medicina para descobrir e eu tenho essa esperança...
    e tantos abandonei...

    Mas aceito e não sou capaz de deixar de sofrer...e espero mais um
    milagre...mais um tempo...enquanto "ele me pedir sem saber que me pede"...

    Com amor para ti...pede por mim...

    Maria Luísa

    ResponderEliminar
  62. É no silêncio da noite que tudo aflora à nossa alma....

    Alegria, tristeza, nostalgia, saudade.

    Então associa-se à solidão e juntos caminham de mão dada...

    Belo...triste e envolvente

    Com carinho

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  63. Poetisa, tu és grande...

    Bom dia Rosa.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  64. ✿✿⊱╮
    Que o silencio seja na medida certa!... sem carregar pedras...
    Boa quinta-feira!
    Bom Feriado!
    Beijinhos.
    Brasil
    •.¸¸✿⊱╮¸¸.•

    ResponderEliminar
  65. Que o silêncio se faça pedra lascada, polida e incendiada...que dê calor, ternura , amor...que antes seja vida , vida plena sem nenhuma morte, sem nenhuma pena... Beijinhos com carinho Rosa maria

    ResponderEliminar
  66. Querida..as vezes o silencio vale mais que mil palavras!!

    bjs

    ResponderEliminar
  67. Com que ardor a dor do amor se revela no coração que pulsa e clama por carinho.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  68. Ola, estou te seguindo. Adorei aqui, se puder retribuir agradeço do fundo do coração. Grande abraço
    http://grandeigualdavi.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  69. há silêncios que custam
    entoam na mente e deixa-nos inquietos

    obrigada pela sua visita, sonhadora

    beijinho

    ResponderEliminar
  70. Que o feriado dessa quinta traga a vc
    toda inspiração para postar o que vc
    faz com tanto carinho, deixando tudo
    mais bonito.
    Agradeço sua presença sempre na minha vida
    Abraços e bjusss
    Rita!!!!!

    Muito lindo esse poema eu ameiii!!

    ResponderEliminar
  71. Silencio palavras perdidas,palavras que ficaram por beijar e das que ficaram na sombra da noite

    Rosinha um beijinho

    Anita

    ResponderEliminar
  72. um beijinho de bom feriado que não é silencio nem de pedra
    bjs

    ResponderEliminar
  73. Lindo e precioso silêncio amiga!!

    Beijos!!

    ResponderEliminar
  74. Seus versos são impregnados de um sentimento límpido e nos envolvem, sempre. A melancolia se faz bela, nas palavras bem colocadas de uma poesia.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  75. Que nada nem ninguém possa silenciar a tua poesia.
    Estes gritos de alma e os suspiros de amargura que aqui nos deixas, são tristes mas fica-nos o gosto do prazer de os ler.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  76. As penas que nos fazem escrever são embalsamadas por letras que insistem, vêm à tona. Posteriormente as folhas tentam nos dizes coisas do próprio livro que contagia. Assim funcionam as leis eternas,assim você transmite através de belos versos!
    Obrigado Poetisa!

    ResponderEliminar
  77. Querida amiga Sonhadora.

    Linda e bela poesia, boa música a acompanhar, no silencio a nostalgia, de um tempo que não vai voltar.

    Beijinhos,
    José

    ResponderEliminar
  78. Olá querida,

    Difícil não se envolver com versos
    tão fortes, intensos e belos.


    Beijo.

    ResponderEliminar
  79. Querida amiga!
    Que maravilha!Fico admirada com os seus versos!

    Que o silêncio seja o incêndio...de todas as palavras por dizer

    A alvorada de todos os gritos...que nunca se souberam calar

    A semente de todos os corpos...que morreram ao entardecer

    O veludo de todos os beijos de amor...que ficaram por dar

    Com carinho!

    ResponderEliminar
  80. Oi Sonhadora

    Teu poema...li de começo suave, ele vai intensificando, até gritar.. é lindo mulher, como escreves e como tocas!!

    "O silêncio é palavra
    que perdemos pelo caminho
    pela falta de carinho"
    me inspirou..rs

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  81. Silêncio donde jorra poesia nunca pode ser ou ficar pedra! Emoções à flor da pele...o silêncio neste poema é mais fogo do que pedra...Então o título me parece em choque com o conteúdo-pormenor irrelevante. O que interessa mesmo é a criação chocante que nos deixa.

    meu abraço com carinho,

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  82. Rosa amaaada!
    Como o silêncio fala...e você é uma intérprete ímpar.
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
  83. Tudo se transforma com uma bela poesia, até eu. Beijo

    ResponderEliminar
  84. Um excelente final de semana pra ti minha amiga, muita poesia pra alimentar a alma e um jardim de paz pra ti...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  85. Olá,Querida Rosa!!!

    Sempre intensa,sempre visceral!!!
    Verte lágrimas e sangue em cada verso!Embora sempre tristes são lindos!!
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  86. Minha amiga quantas vezes temos que anular nosso caminhar para viver a vida dos outros.
    Mais te falo melhor que tenhamos uma razão para viver porque o mundo nada nos oferece..

    Ame a ti e aos que te ama de verdade ..

    Te quero muito amiga bella

    ResponderEliminar
  87. Minha amiga quantas vezes temos que anular nosso caminhar para viver a vida dos outros.
    Mais te falo melhor que tenhamos uma razão para viver porque o mundo nada nos oferece..

    Ame a ti e aos que te ama de verdade ..

    Te quero muito amiga bella

    ResponderEliminar
  88. Querida Poetisa do Monte da Lua.

    Que o silêncio transforme a inércia da pedra e se desfaça no pó da magia de tua nascente poética.

    Saudades daqui, amiga querida.
    Beijo e kandandos a atravessar tanto mar

    ResponderEliminar
  89. Silencio. o mais filosofal, dos sons.
    amei.
    Felicidades, sempre

    ResponderEliminar
  90. Já te disse uma vez que eu me preparo pra vir aqui né?? Esse fado me entontece de beleza e nostalgia. E sua poesia, delienada pela tua sensibilidade, toca mais uma vez meu coração, que sempre te percebe toda vez que te lê...Bjs amada

    ResponderEliminar
  91. Minha Amiga Fraterníssima e Queridíssima,sim bem estoy,diante da remissão de uma cardíaca arritmia de 240 batidas por minuto,para as 55 normais ,a ciência não explica,mas eu sim,VONTADE DE VIVER E AMOR AOS MUES SEMELHANTES

    bzuzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    el Rica te amaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    viva la vieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderEliminar
  92. Passando para agradecer a sua visita. Estava lendo novamente esse texto maravilhoso, hoje serviu tanta para mim. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  93. BELO ALVORECER MINHA QUERIDA E AMADA POR TODOS BRASILEIROS !
    SABES TRADUZIR MUITO BEM A PALAVRA SILÊNCIO...DE FORMA POÉTICA FICA MUITO LINDO,NOS DAR UMA SENSAÇÃO DE PARTIDA QUE CHEGA SER MELANCÓLICO ...
    DEIXO AGRADECIMENTOS PELAS VISITAS NO MEU CANTINHO...VC SEMPRE DEIXA POR LÁ SEU BRILHO EXPRESSO EM PALAVRAS ADOCICADAS...
    BJS DE DOÇURA PARA TI !!!

    ResponderEliminar
  94. que o silêncio seja todas as coisas por dizer e ainda mais as ditas, como o desejo que arde, subido, nas fogueiras das coisas perdidas ou das ainda por-achar.

    beijinho, amiga sonhadora!

    ResponderEliminar
  95. Rosa

    O silêncio, por vezes, não é solidão, mas sim ocasião de escrever um óptimo poema que, sistemáticamentew de admira. Um tom de precioidade de safira.
    Beijos

    ResponderEliminar
  96. há pedras na vida e quiçá na poesia.

    ao ler o teu poema lembrei de um que aqui deixo.

    um beij

    No meio do caminho

    No meio do caminho tinha uma pedra
    tinha uma pedra no meio do caminho
    tinha uma pedra
    no meio do caminho tinha uma pedra.

    Nunca me esquecerei desse acontecimento
    na vida de minhas retinas tão fatigadas.
    Nunca me esquecerei que no meio do caminho
    tinha uma pedra
    tinha uma pedra no meio do caminho
    no meio do caminho tinha uma pedra

    Carlos Drummond de Andrade

    ResponderEliminar
  97. A tua poesia é esmagadora de tão boa...
    Querida amiga, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  98. Adorei aqui, Lindas palavras...
    e com certeza ficarei :)

    espero sua visita, se gostar, ficarei feliz em te ver por lá!!

    Beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  99. Versos que se desdobram em gritos de silêncio, noites claras de pensamentos nús.

    Silêncios que nos transportam a tantas madrugadas frias.

    ResponderEliminar
  100. Rosa, minha amiga, que o silêncio ecoe nas noites de solidão mas que a sua poesia se consiga sempre ouvir no interior da nossa alma.
    Bom restinho de sabado e um excelente domingo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  101. Ahh Rosa Solidão, das angústias, dos amores, das paixões adormecidas...
    Antes que a pedra encerrre essa alma nos reconditos profundos,
    E antes que a noite chegue trazendo a melancolia e a dor,
    Reflito e faço uma prece;

    "Ao buscar nessa fonte as palavras
    Das formas dispersas, contudo fatal,
    Tornam-me reais as visões emanadas
    Encerradas em versos meu sonho real"


    Um abraço.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  102. SONHADORA

    Que se faça SILÊNCIO
    para provar um bom vinho.

    Não sei se és boa apreciadora,
    mas indo até Palmela poderás provar o famoso moscatel.

    Em Palmela
    Junho arranca com o
    Festival do Moscatel,
    a ocupar o Largo de São João de sexta a domingo.

    Mostra, prova e venda de Moscatel de Setúbal e Moscatel Roxo, inserida no programa Palmela - Cidade Europeia do Vinho 2012.

    E como se não bastasse a doçura do próprio vinho,
    serão conhecidas ligações do moscatel à doçaria,
    ao chocolate, à gelataria
    e haverá ainda oportunidade de pôr à prova a sua utilização em cocktails.

    No programa, ainda um lançamento especial:
    o dos Bombons de Moscatel de Setúbal.

    Nesta iniciativa, que contará com a presença de todos os produtores da Península de Setúbal,
    haverá também workshops,
    provas comentadas por enólogos, exposições e animação musical.

    O festival estreou-se em 2009 e volta agora numa organização conjunta da Câmara de Palmela,
    a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/ Costa Azul e a Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal.

    O evento insere-se no programa de Palmela - Capital Europeia do Vinho 2012 e celebra também o centenário do Moscatel de Setúbal.

    ResponderEliminar
  103. O silêncio é faca.
    lindíssimo poema.
    Bom domingo
    beijos Mary

    ResponderEliminar
  104. Um belo domingo e pra ti amiga e uma semana repleta de amor,,,paz,,,poesias e flores....beijos e beijos...

    ResponderEliminar
  105. Convido-te a conhecer um Homem de papel
    Convido-te a olhá-lo num espelho de água

    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  106. Oi minha amiga,

    Sempre tão perfeito o que escreve.Feliz daquele que lapisa seus pensamentos assim como vc.

    Que o silêncio seja o encontro das bocas. Lindo isso!

    Beijos e ótima semana.

    ResponderEliminar
  107. Minha querida.
    O que eu mais desejo é que o silêncio seja de o de um tempo de reflexão! Que todos os obstáculos sejam ultrapassados e um lindo alvorecer te sorria.
    Este poema tocou-me muito, muito fundo.
    Beijinhos e o meu bem-haja pelo teu carinho, minha amiga.

    Janita

    ResponderEliminar
  108. Lida Rosa,

    Em silencio chego em silencio saio , respeitando o teu silencio a tua bela poesia.

    Beijos

    ResponderEliminar
  109. e silenciosa chego minha doce amiga Rosa...Isso é um SPAM kkkkk mas como o tempo é curto vai assim mesmo kkkk dia 12 de junho é meu aniversário e queria contar com tua presença no meu salão de festa para apagar junto comigo mais uma velinha... são 49 velinhas e preciso de muito folêgo kkkkkk te espero lá ok? Beijos perfumados.

    ResponderEliminar
  110. Silêncio fiz eu para ler e reler o teu maravilhoso poema!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  111. Rosita
    Quando o silêncio se faz pedra ainda dói mais

    beijos

    ResponderEliminar
  112. Rosa querida! O silêncio é o conforto dos aflitos... Ele contém muitas respostas, o som de palavras não pronunciadas... Enfim o silêncio é carregado de sons, depende de nós ouvi-los ou não... Poesia linda! Hoje estou reiniciando minha aventura no universo da blogosfera! A aventura do carinho, da amizade entre blogs e corações blogueiros! Blogs que vivem com alma, escrevem com o coração e para os quais o carinho e a preocupação dos amigos traz um bem e um conforto incomparáveis! Alimenta o coração e fortalece o espírito! Sejam todos muitos bem-vindos sempre! Amigos como você são um estímulo e uma inspiração! E é para quem posto e escrevo! Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Abraço fraterno, saudoso e carinhoso!
    Um início de semana iluminado!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  113. Minha amiga,

    Não, amiga, tu não és «restos»...és um ser humano notável.


    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  114. Bom dia Rosa!
    Que poema lindo, forte, dolorido, o silêncio dói e muito, rasga o peito.
    Um abraço querida e uma linda semana para você.

    ResponderEliminar
  115. que o silêncio se faça asa


    porque o todo de Si é luz que a pedra reflete

    beijinhos

    ResponderEliminar
  116. Mas que nunca silencie essa tua inspiração para escrever belos poemas. Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  117. Boa noite Rosa querida

    Lindo poema...
    Delicado e forte, como tudo que leio por aqui.


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  118. Poema forte e dramático. Cheio de dor e desilusão... Bem próprio de um coração dilacerado...

    Beijos

    ResponderEliminar
  119. Que a aproximidade do Verao, o calor do sol aqueca a sua alma.
    bjs
    Fernanda

    ResponderEliminar
  120. Sempre...este sentir de mão dada com o BELO! Te abraço forte! BShell

    ResponderEliminar
  121. Meus queridos amigos,
    Venho pedir muita desculpa de não responder
    Como de costume, um comentário a cada um de voz
    Que com Tanto carinho me vistão.
    E me acolhem em vossos corações, desde a última postagem
    Que me tenho encontrado acamada os medicamentos
    Matam mais do que curam.
    Então eu tenho sido modos que uma cobaia do meu
    Médico, até que ele acerte volta e meia lá fico eu de cama.
    Tudo isto meus amores, para justificar a razão de minha
    Ausência, não é preguiça, nem má vontade, é simplesmente
    Mesmo por falta de bem-estar.
    Tudo de bom em vossas vidas e os meus beijinhos de luz e paz.

    ResponderEliminar
  122. Amiga Rosa:

    Quantas vezes só o silêncio preenche o vazio que nos vai na alma.
    O poema é LINDO!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  123. Ai esse teu silêncio tão recheado de vozes a que chamas vazio e pedra.
    Silêncio que desejas naufrague para sempre no mais profundo do mar.
    Versos quentes, tristes, fortes.
    Que renasçam alegres e felizes do fundo das águas onde o silêncio morreu e brote viçoso como flor de lótus botão de amor risonho e pleno de esperança. Um beijo

    ResponderEliminar
  124. Querida Rosa
    As vezes gosto de ouvir o meu silencio para refletir melhor. Lindo parabéns. Passando para te desejar um maravilhoso Dia dos Namorados. Com carinho
    Ana Brisa

    ResponderEliminar
  125. Não consegui postar um comentário no post depois deste! Acho que deu problemas...
    Ainda bem que temos o recurso de escrever...para não enlouquecermos!!!

    Beijos e boa semana!

    ResponderEliminar
  126. Amei este texto é perfeito. Seu blog é muito bacana.

    Estamos com um super sorteio de lançamento do blog Sempre Charmosas. Participe.

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora