BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, 30 de abril de 2011

Restos de Outono...


Cheguei com a noite meu amor...no corpo trago restos de Outono...cheguei sem mim...procurando por ti...procurando nas madrugadas a Primavera...com cheiro de rosas e promessas de amor...para me vestir de ternura...trago os braços suspensos no teu abraço...os lábios esperando o teu beijo...estou vazia.
Os meus sonhos naufragaram...a noite desceu sobre mim...o cais está cheio de lembranças...hoje já serenas...no tempo e no espaço...sou mulher cansaço...quase nada...ilusão apenas...no meu peito pedaços de solidão...nostalgia...o meu coração tão cheio de amor...e tão só...as mãos...tristes mãos...tão cheias de nada...procuro-me na tua pele...procuro-te no meu corpo...não me encontro...não te tenho.
Trago apenas palavras...palavras de amor...amarradas no meu peito...chamando por ti...num grito amordaçado...uma prece inacabada...olhar perdido...loucura e vazio...marés sem norte...caminho entre escolhos...sem morada certa...não sei de onde vim ou para onde vou...sem estrada...sem rumo...perdi-me no caminho da solidão...trago apenas as mãos...e um amor imenso...não sei o que fazer com ele.
Na escuridão há tanto silêncio meu amor...na noite há tantas sombras...tantos gestos que nada dizem...no passar das horas...no passar dos dias...no passar da vida...a angústia de mais um amanhecer...mais um adeus no rio dos meus olhos...
Acordei chorando meu amor...chamei por ti...não te encontrei...chamei a noite...minha amante e meu algoz...eterna companheira...metade de mim é dela...a outra metade é barco à deriva...pedaços de tempo arrancados do meu corpo.
A vida é insasiável meu amor...os caminhos são abismos...marcados pelo passado...perdidos no presente e ausentes no futuro...despidas as lembranças...no crepúsculo deste Outono...que me grita que é tarde...que os sonhos são apenas memórias que se perderam de mim...alheia à vida ...espero para além do tempo...perdida na fria claridade do desencanto...na noite de todas as noites...caminho com o Vento.


103 comentários:

  1. "no corpo trago restos de Outono"

    Maravilhosa essa frase, assim como o poema todo.

    Beijos e um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    Como gostaria de te ver escrever a alegria da mesma forma mágica com que escreves a tristeza e o vazio de um amor.

    Como sempre a dança da tua poesia é um tango a que me entrego.

    Beijinhos de Luz

    ResponderEliminar
  3. Alma esvaziada mas repleta de palavras de amor e ternura. Belíssimo poema.
    Abraço
    oa.s

    ResponderEliminar
  4. Un placer haberte encontrado y poder seguirte
    Besos
    Nela

    ResponderEliminar
  5. Rosa Querida
    Muito triste, mas lindissimo, existe uma certa solidão, um amor que me traduz dor, que me faz chorar.
    Beijinho muito grande minha flor preferida.

    ResponderEliminar
  6. Lindo,mesmo que a alma se diga esvaziada...beijos,linda noite!chica

    ResponderEliminar
  7. Boa noite querida amiga, em primeiro lugar parabéns, belíssimo teu poema, em segundo lugar te desejo um final de semana feliz. Que esta Rosa que te inspira perfume teu sono e teus sonhos, beijokas com carinho

    ResponderEliminar
  8. Rosa,minha querida.

    Poema triste e intenso. Fala de solidão, de saudade. De um amor que morreu? Será?

    Amiga, te desejo um fim de semana perfeito!
    Beijo no coração.

    ResponderEliminar
  9. Rosa,
    a vida é mutável,logo entrará outra estação em sua vida!
    Boas eergias,paz,saúde,e muito amor!
    bjs
    Mari

    ResponderEliminar
  10. Querida, amar assim e nessa intensidade ficou como presente para poucas. Você é muito especial!!!
    Beijos,
    Carla

    ResponderEliminar
  11. Intensidade e conteúdo. Lindos versos querida amiga
    Um grande bj

    ResponderEliminar
  12. "trago apenas as mãos...e um amor imenso...não sei o que fazer com ele".

    Se tens as mãos, tens tudo, se com elas trás amor no coração, estais completa então...
    Repassa, existem outros como perdidos no vazio, querendo amar como tu.
    Ama e esparrama e estarás agasalhando o nú...

    Feliz fds

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  13. Sentimentos que só os poetas sabem conduzir com palavras.
    Parabéns pelo dom de expressar.
    Sonhos que nao podem morrer pra que se restabeleça de novo um grande amor.
    abraço Sonhadora

    ResponderEliminar
  14. "Em silêncio...guardo no peito a dor...sufoco as mágoas
    Aprisionada entre o querer e o poder...está a saudade
    Entre a vida e o abismo...doendo na pele uma lágrima"...Doe muito mesmo, mas o tempo nos ajuda nesse momento...lindo!

    ResponderEliminar
  15. Trago só boas lembranças. O amor é passageiro e se ficarmos fixo e sem nenhuma vontade de nos mexermos ele some na distância.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  16. :) Muito bonito e verdadeiro para quem já passou por isso tudo... beijinho

    ResponderEliminar
  17. ♫° ·.Olá, amiga!
    ✿♥
    Solidão, vazio e tristeza só mesmo em poesia... na vida real... nunca desista de ser feliz!...

    Um lindo fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil°º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  18. Amiga querida ...
    Que todos os dias quando você acordar...
    receba dos Céus a bênção de ter
    sempre por perto as pessoas que te amam...
    Um final de semana com toda sorte de benção bjs!!!

    ResponderEliminar
  19. Querida amiga desejo do coração que um destes dias seja Primavera, cheia de cor, de alegria e resplandecente de vida.
    Tenha um maravilhoso fim de semana pleno de alegria e paz.
    "Não acrescente dias a sua vida, mas vida aos seus dias." (Harry Benjamin)
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  20. Olá Sonhadora
    Que todos os seus anseios de amor, sejam correspondidos.
    Um lindo fim de semana
    Beijos

    ResponderEliminar
  21. Minha querida ROSA: o Amor é traiçoeiro...mas ,como diz o amigo GUARÁ, se nada fizermos por ele...ele foge, no tempo...
    Não quero ser folha morta de um Outono qualquer!Quero viver de modo a sentir-me ...tão MULHER!
    BEIJINHOS, AMIGA!
    Mª ELISA

    ResponderEliminar
  22. Continuas a escrever de uma maneira brilhante. As tuas palavras formam belíssimas imagens poéticas que encantam.
    Querida amiga, tem um óptimo fim de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  23. Olá Poetisa do Monte da Lua.
    Minha querida amiga.

    Exprimes o amor, a falta, a solidão, a vida...

    A noite não é suficientemente grande e o sono nunca é tão profundo assim, para abarcar a saudade e a nostalgia.
    Para ti, o desejo de um dia o amanhecer, seja o abrir da janela desse lindo coração, a uma brisa de felicidade.

    Saudades de ti, mas finalmente pude vir.
    Deixo um beijo com ternura e meu kandando amigo.

    ResponderEliminar
  24. somos tudo não sendo nada neste mundo instavelo de ilusões
    beijinhos

    ResponderEliminar
  25. Amiga querida, falar em Outono, é reaver novas inspirações, portanto,

    É no entardecer de outono sereno, repleto,
    De crepúsculo dourado de sagradas Aves,
    Na chegada do amor, num encontro discreto,
    Num sobe e desce, nostálgico das naves...

    Encontro aguardado, de momento e de afeto,
    O amor chegando, e o sobe e desce das naves...
    Num crepúsculo dourado de sagradas Aves,
    Em um entardecer de outono sereno e discreto.

    Um abraço, beijos em teu coração, lindo poema.

    ResponderEliminar
  26. Olá Sonhadora

    Não minha amiga, quem disse que é uma uma pétala tombando seca?
    É um prazer chegar aqui e ver quantas pessoas chegaram primeiro e deixaram o seu apreço.
    Encanta-me este espaço e como já afirmei nem sei escolher entre a prosa e a poesia.
    Sei que fico por largo tempo lendo e relendo e me deixo arrebatar.
    Muito agradeço os bons minutos que aqui passo.
    beijinho

    Chris Morrris

    ResponderEliminar
  27. Triste e belo como sempre...como se o triste se pudesse juntar ao belo...e pode...tu és testemunha disso.

    "Sou um pedaço de tudo...e os restos de nada.

    Sou o Outono...já mar sereno...ocaso da vida

    Um dia em setembro...um corpo em despedida"

    Quase me posso juntar a ti,
    mas falta-me o talento...Rosa Solidão.

    Com ternura,

    Maria Luísa

    ResponderEliminar
  28. Rosa,
    Há algo que seduz e atrai nesse cantar eivado de tristeza mas sempre salpicado com a esperança dum olhar, dum gesto, dum carinho...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  29. "Entre a luz e o abismo...envolta num véu de escuridão
    Vestida de Outono...caminho meu amor...esperando"

    Querida Rosa, que a primavera esteja presente em todas os seus momentos. Sempre um prazer mergulhar na sua poesia.

    Bjs, amiga. E inté!

    ResponderEliminar
  30. Passando para sonhar contigo e te desejar belo fim de semana!

    Beijinho de Luz!

    ResponderEliminar
  31. Restos de Outono...minha amiga, ainda contém os frutos, a colheita...
    Beijinho e bom Domingo

    ResponderEliminar
  32. linda Rosa sonhadora,
    amar e sonhar.. viver!
    bom estar aqui contigo..
    beijos perfumados.

    ResponderEliminar
  33. Sonhei em suas palavras de entrega e amor... passando e retribuindo o beijo nesse emaranhado vermelho que adoro...

    ResponderEliminar
  34. Quando passar lá pelo meu canto, me diga se este selo da rosa vermelha onde diz 'meus selos e mimos é q ganhou ou distribui aos amigos...rs adorei ele...

    ResponderEliminar
  35. ...e os restos de nada
    ...ocaso de vida
    ...pétala desfolhada
    ...um corpo em despedida'
    São tão maravilhosos os seus versos....mas tão
    sofridos...
    Beijo

    ResponderEliminar
  36. Mais um lindo poema cheio de sentidos
    bjis da tua amiga
    Anita

    ResponderEliminar
  37. ...você sempre linda,
    sempre poética, mesmo
    triste!

    bjs, linda flor!

    ResponderEliminar
  38. Rosa,
    perdida no tempo mas reencontrada na poesia... Lindo!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  39. Um poema triste...mas arrebatador.
    Beijinho neste dia especial.

    ResponderEliminar
  40. Olá amiga! Mais uma vez, passando para apreciar mais um dos teus belos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Sou uma pétala tombando seca...entre a brisa e o mar
    Sou um sonho adormecido...um grito rasgando as noites
    Sou uma vida morrendo...sou a lágrima do meu olhar
    Sou o cansaço de mil vidas...a sombra de mil mortes

    Beijos e ótimo domingo pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  41. Maravilhosa Poetiza Extraordinária:
    Comove a sua amizade.
    É notável no que faz com carinho e dedicação postas em versos fabulosos e nas palavras de sonho.
    A Educação jamais irá morrer em mim.
    Grato pelo apoio mágico.
    Abraço amigo de sempre, desta vez, homenageando-a e ao seu sentir precioso e terno.
    Sempre a admirá-la

    pena

    Bem-Haja, pela amizade. A minha é recíproca ao seu encanto de ternura gfigantescas.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  42. Hoje vim especialmente para te desejar um Dia da Mãe feliz!Muito terno!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  43. Às vezes mesmo que o sol brilhe o Outono não nos deixa...
    um abraço
    tulipa

    ResponderEliminar
  44. O charme indelével da solidão com sentido estético e galvanização interior.

    Enfim, um éden poético que nos conduz ao extase...

    ResponderEliminar
  45. Oi querida!
    Gostei do seu cantinho....romantico, aconchegante....
    Estarei por aqui...
    Beijus
    Marly

    ResponderEliminar
  46. Rosa te amo a forma de ser..... beijos menina querida, me queira bem!!!!!

    ResponderEliminar
  47. Fiz magia com todas as cores que tinha
    Fiz aparecer na tela um tocador
    Pintei-lhe um violoncelo a preceito
    Mas ele não sabia tocar uma música de amor…

    O amor nunca acontece sem amor
    Esta coisa do amor será fantasia?
    Será uma noite vestida de nostalgia?
    Será planta envergonhada que floresce ao fim do dia?

    Seja o que for, tem o nome de amor
    Acho bem que seja assim
    Há quem diga que se enraíza para sempre
    E floresce como planta de alecrim


    Terno beijo

    ResponderEliminar
  48. não sei por que o outono sempre me lembra tristezas, depressão. talvez pelo sentido das cores, as folhas caem e nos lembram fim da vida, do contrario da primavera que nos lembra sempre sonhos...

    otimo momento este de nos lembrar que a tristeza faz parte da vida, fomentando que nem tudo são rosas... ass.: Cléber Seagul. bju!!!

    ResponderEliminar
  49. Vou repetir, admiro a sua forma intensa e poética de escrever a dor do amor, a saudade, o vazio.

    abraço

    ResponderEliminar
  50. Minha querida amiga:
    Hoje estou a precisar mesmo do colinho da minha mãe.Estou tão cansada!
    O seu poema é lindo, e lamento muito a sua mãe não estar presente fisicamente para a consolar, porque há dias muito difíceis de ultrapassar.
    Obrigada pelo seu carinho sempre presente e amigo.~~Beijinhos

    ResponderEliminar
  51. Sonhadora

    Achei belo o texto quea atenção de sempre e hoje digo o que tenho, várias vezes, pensado. A maneira de escrever, parce asemelhar-se à das velhas cartas de Madre Teresa Mariana Alcoforado, pelo menos no tom.
    Voltei a ler, afora motivações, um poema muito bonito.
    Beijos

    ResponderEliminar
  52. Quem me dera escrever assim de uma forma mágica!
    Bjs

    ResponderEliminar
  53. Lindos versos, apesar de tristonhos... e que a primavera venha e transforme tudo, faça tudo ser perfume e flor...
    Minha amiga que a semana que se inicia seja doce e feliz...beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  54. Querida,

    Mais um poema seu que me pega de jeito. Gostei também da imagem...tudo perfeito.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  55. Querida, nem preciso dizer o quanto me identifico com sua poesia não é? Temos a nostalgia e as reticências (das quais também uso e abuso) em comum... Feliz de poder estar novamente nos lugares que me são caros e aqui é um deles. É como tomar cafézinho na casa de uma amiga querida...Beijos.

    ResponderEliminar
  56. Rosa,
    passando para deixar-te o meu abraço, parabenizando-te por este dia santificado
    direcionado a todas as mães.

    felicidades e muita paz em teu coração.

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  57. querida sonhadora,
    os tecidos de outono, embora prejectem as primeiras chuvas e a queda das folhas, antecipam, invariavelmente, e a médio termo, a renovação dos seres e das coisas. afinal, os sorrisos estão sempre à espreita por detrás da esperança.
    beijinho com carinho infinito!

    ResponderEliminar
  58. Lindo isso: um pedaço de tudo e restos de nada querida!
    Beijos,
    Carla

    ResponderEliminar
  59. Minha querida amiga,
    Que belo poema, que palavras lindas, plenas da tua alma tão cheia de tudo.
    São estes pedaços de tudo que, por vezes, são também restos de nada que nos habitam...

    Hoje, especialmente hoje, espero que tenhas sido muito mimada e amada pelos teus filhotes que têm em ti a melhor Mãe que algum dia podiam ter :)
    Acredita que és o orgulho deles!

    Beijinhos com muito carinho e amizade

    ResponderEliminar
  60. Oi...você escreve de forma forte...interage com as estações e assim as palavras vão ganhando os tons do outono, primavera, verão e inferno
    Bom quando a natureza conspira e nos inspira
    Um abraço na alma
    Beijo...boa semana

    ResponderEliminar
  61. Minha amiga
    desejos de um bom inicio de semana
    Besito amigo
    ;)

    ResponderEliminar
  62. Muito linda sua poesia....
    Palavras doces e ao mesmo tempo tão intensas...

    Adoro estar aqui...

    Beijos e uma semana maravilhosa.

    Ani

    ResponderEliminar
  63. Tem um selinho lá no meu blog pra ti...Amaria ver ele aqui no teu cantinho.Meus 500 seguidores, quero dividir minha alegria com vcs.
    beijos achocolatados

    ResponderEliminar
  64. o jeito como vc escreve, dói aqui dentro..
    e ao mesmo tempo acalma meu pranto..

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  65. Amiga suas letras unicas elas dizem claro o sentir que de seu coracao nace asim de sentidas e toda uma honra poder apreciar ese lindo arte que expresan suas letras...parabems sempre amiga

    abracos
    otima semana
    saludos

    ResponderEliminar
  66. Cada dia se torna mais difícil deixar um comentário aos seus poemas que são de uma profundidade e beleza infinitos.

    Hoje apenas sei dizer que vieste carregada das cores do Outono o que te dá um ar ainda mais belo e misterioso.

    Saudações amigas e votos de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  67. Uma belissima segunda feira pra ti querida amiga e uma maravilhosa semana de realizações...beijos e beijos na alma.

    ResponderEliminar
  68. Linda homenagem à mãe. Gostei.
    Também gosto muito de gatos, até já tive
    problemas por isso, de querer andar a dar
    de comer a alguns e outras pessoas não
    quererem, enfim, como é possível a indiferença
    de algumas pessoas perante os animais, é por
    isso que também são indiferentes com os seus
    semelhantes.
    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  69. Linsa a homenagem a tua Mãe e a todas as mães.

    Eu também sou mãe e avó! Agradeço tua lembrança
    e ternura.

    Mª Luísa

    ResponderEliminar
  70. Bom dia,Rosa!!

    Lindo e intenso sentir...só quem ama profundamente sabe sentir com todo o seu ser...
    mas dói mais...
    Beijos pra ti querida!
    Belíssima poesia!

    ResponderEliminar
  71. Rosa,sua poesia sempre me comove!Ficou linda demais,apaixonada e profunda!Sempre um prazer te visitar!Bjs,

    ResponderEliminar
  72. Rosa... Suas palavras revelam um sentimento forte!
    A grandeza do que sentimos quando revelado em palavras possue uma encanto ainda maior.
    Que a natureza em ação traga felicidade ao seu belo coração!

    Um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  73. Querida Rosinha
    Ver-te-ei um dia escrever a alegria do Amor?
    Sim, porque no Amor há felicidade, e a felicidade traz consigo alegria.
    O teu poema, mesmo cheio de nostalgia, é lindo (como são todos...)

    Desejo que tenhas passado um feliz Dia da Mãe.

    Boa semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  74. Rosa: Não sei o que dizer porque cada dia nos suprendes, mais com os teus poemas, gostava de ver-te escrever poemas alegres e de amor a tua nostalgia fere o meu coração. apesar de eu por vezes tambem escrever com um pouco de tristeza e nostalgia.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  75. Triste é linda falas de dor... mas quem foi que disse que a tristeza não é bela.

    Tenha uma otima semana! Bejim

    ResponderEliminar
  76. O amor muitas vezes nos cega, nos deixa desorientados.Não sabemos mais quem somos nem para onde vamos...
    Beijosss

    ResponderEliminar
  77. Dizer que a tua poesia me encanta é já um lugar comum, tantas vezes já o afirmei.
    Adoro os teus escritos.
    Deixo um beijo de muito carinho e admiração.

    ResponderEliminar
  78. Nossa fiquei sem palvras para comentar tão lindo texto..ficarei com a emoção que senti!!

    bjinhus

    ResponderEliminar
  79. Oi Rosa!!!
    Estou um pouco atrasada mas, retribuo e agradeço os votos de Feliz páscoa.
    Lindo e intenso seu poema.
    Beijinhos
    Ângela Guedes

    ResponderEliminar
  80. Rosa,
    Quando somos um pedaço de tudo e um resto de nada temos a esperança de sermos tudo e só um restinho do nada.
    Seus poemas sempre tocando fundo ao coração. Intensos, vividos, sofridos e lindos.
    Um beijo na alma

    ResponderEliminar
  81. Rosa

    Há sempre tanta solidão nos teus versos e, no entanto, existe um imenso universo de esperança dentro das tuas palavras.

    Pudesses tu acreditar que te é possível ter tudo o que sonhas... e cada Outono na tua vida, seria apenas a espera serena de uma Primavera.

    Um beijinho muito grande
    ( Desculpa a ausência tão prolongada)

    ResponderEliminar
  82. Lindo, minha querida!

    A Primavera precisa dos restos do Outono para florescer.

    A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário. Cecília Meireles.

    Beijo,
    Inês

    ResponderEliminar
  83. Linda e amada Amiga..
    Portugal meu Paraiso..
    Vim deichar-te meu carinho a fila anda amada estou na correria com minha menina fazendo -lhe caldinhos.
    Hoje eu vim fazer um convite diferente tive que deletar 3 comentários maldosos demais do meu blog.
    Quando vi chorei como bebe tirei e deixei um comentario meu com letras bem grande no blog.
    eu ja estou recebendo apoio de Portugal isso esta dando muita força para não desistir nunca dos meus ideais.
    Espero você amada.
    um beijo no coração,Evanir.
    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderEliminar
  84. Sonhadora!

    Nosso sentir é semelhante...te expressas com maestria enquanto eu sou mais "crua"...mas a dor é a mesma!

    "Sou uma pétala tombando seca...entre a brisa e o mar
    Sou um sonho adormecido...um grito rasgando as noites
    Sou uma vida morrendo...sou a lágrima do meu olhar
    Sou o cansaço de mil vidas...a sombra de mil mortes"

    Nada mais é necessário dizer!

    Um beijo carinhoso!

    Sonia Regina

    ResponderEliminar
  85. Muito profundo Rosa teu poema
    Um beijo carihoso da Anita

    ResponderEliminar
  86. Beijinho Rosa, amiga!

    Na esperança que um dia tudo mude ...

    Continuação

    Com sons de acordeão
    Corpos sedentos de carícias
    E bocas à procura de um beijo
    O ritmo instala-se no pé
    E o balanceio da alma,
    Fazia o resto.

    Pela fresta da janela
    Joana via a lua que nascia e crescia
    Redonda
    Mansa,
    Emprestando à terra uma luz intensa
    Imensa
    Anunciadora de um novo tempo,
    De um tempo novo.

    A vontade crescia e levedou
    Como o pão na masseira
    A coragem saltava-lhe no peito,
    E nos olhos o brilho
    Na boca o jeito.

    Veste o vestido mais ousado,
    O vestido mais vermelho.

    Maria José Areal in Sabor a Sal e a Mel

    Continua...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  87. Vim deixar um beijinho e ler os seus versos, tristes mas que falam ao coração.
    Bj

    ResponderEliminar
  88. ROSITA

    Foi bom ver-te neste dia tão especial .
    Dia de Saudade à Mãe que partiu mas que continua no nosso coração
    beijos

    ResponderEliminar
  89. Dor é Dor

    Ela esculpiu o vulto da escultura!
    — Que morra o santo ofício no seu altar!
    O vulto da dor é um sacrifício,
    Com ela – a dor.– encontrei o meu amparo.

    Juntamos o inimigo mortal do dó
    Que dilacerou a linda severa!
    Ela sempre esteve no altar sozinha,
    Louvando a escultura no pedestal.

    Viva!... Viva o ofício tão obscuro
    ! Que enterrem o vulto e o seu ouro de tolo...
    — Vivemos a dor severa de sempre.

    Altar, tu és o meu ofício inimigo,
    Celebraremos uma linha escura.
    — Tive uma grande inspiração nela!

    Machado de Carlos

    ResponderEliminar
  90. Querida amiga

    São tão lindos
    os poemas que alimentam
    a nossa alma.
    Trazer palavras...
    Restos de outonos...

    Lembranças que nos acompanham
    com sua vida própria...

    Que o amor esteja sempre
    em ti.

    ResponderEliminar
  91. __________________________________


    É sua alma que canta de forma tão pungente!


    Beijos de luz e o meu especial carinho, Rosa...

    Zélia (Mundo Azul)

    _______________________________________

    ResponderEliminar
  92. Rosa querida,

    A voragem de tuas palavras me inspiram, sempre!
    Obrigada pelo carinho
    bjocas e linda semana

    ResponderEliminar
  93. Que belissima poesia
    Um desabafo em palavras, transbordando amor...
    Eu amo seu blog minha querida sonhadora.
    Feliz dia das mães pra vc!

    ResponderEliminar
  94. Muito rico teus versos, linda Rosa.

    Na solidão das palavras que saltam de suas mãos para a tela nua, um mundo de sentimentos que dá gosto de se ler.

    Querida, tem selo pra você, "este é blog é show", está no final da página de presentes.

    Beijoss♫♫

    ResponderEliminar
  95. Querida Rosa

    Aproveitemos as folhas caídas e tracemos um novo rumo, tendo no horizonte a luz de um novo dia pleno de luz e som.E o amor acontecerá...quando menos esperarmos e os 'sonhos naufragados' salvar-se-ão.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  96. Rosa amiga querida!
    Nesse poema vejo romance com menos dor amiga. É o outono sobre ele. Teu estilo inconfundível melancólico e apaixonado, por vezes faz que as lágrimas me desçam aos olhos.
    Sou emotiva amiga e estou apaixonada!
    Lindo o texto! Está suavemente destacado pela beleza de suas metáforas e pela delicadeza do tom que descreves a paixão aludindo ao outono!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  97. Querida amiga
    Que triste fico, sempre que passo por aqui! Apesar dos lindos versos, entre-cortados de reticências sempre tão reveladoras, esta "Rosa", por certo pessoa linda, só nos deixa ver os seus espinhos!...
    Mas não perco a esperança que, um dia - e que seja mais cedo que tarde! - volte a ser Primavera para si!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  98. Cheguei com a noite meu amor...no corpo trago restos de Outono...cheguei sem mim...procurando por ti...procurando nas madrugadas a Primavera...com cheiro de rosas e promessas de amor...para me vestir de ternura...trago os braços suspensos no teu abraço...os lábios esperando o teu beijo...estou vazia.

    EXTRAORDINARIO MINHA AMIGA MUITO QUERIDA. OLHA CADA DIA TUAS LETRAS CHEIAS DE SENTIMENTOS BRILHAM MAIS NO TEU JARDIM INTERIOR E EMANA PERFUME QUE SÓ SE SENTE EM TI.

    FELIZ DIAS DAS MAMÃE ROSITA LINDA

    BEIJOS E BEIJOS DE TUA AMIGA CRISTAL DE UMA MULHER

    ResponderEliminar
  99. Que na folha caída de Outono, nas cinzas da mesma, possas renascer e fazer-te baloiçar na brisa do vento e abrilhantes esta Primavera. Beijo imerso em ternura :)

    ResponderEliminar
  100. Muito belo este texto poético como, aliás. já nos habituou.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  101. Amiga querida, vim retribuir a linda visita lá no CASA e te desejar um um final de domingo cheio de luz e muita paz!Parabéns pelo dia das mães minha querida.Obrigada pelo carinho de sempre!
    bj
    Valéria

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora