BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 18 de maio de 2014

O que dizer...


O que dizer desse refúgio secreto onde nua me deito e espero
Por uma gota de amor diluída num cálice de veneno e ternura
Derramado num ramo de rosas bravas...que quero e não quero
Que amo e odeio...que é espinho e flor...que é sonho e loucura

O que dizer do frio das noites...do cinzento baço das madrugadas
Dos sonhos perdidos na memória...das rosas que deixei no tempo
Dos desejos amordaçados na minha pele...das palavras caladas
Do amor que na noite engana a solidão...feito de dor e lamento

O que dizer desse colar de silêncio que aprisionei na minha mão
Dos lábios do beijo esquecidos...das carícias frias dos teus dedos
Das vielas onde solitária me perco nos becos escuros da solidão
Do manto que me cobre o corpo de nocturnas cinzas...dos medos

O que dizer do alto muro que se ergueu entre a noite e o desejo
Do corpo que morreu de urgência...num amargo sabor a nada
Com os sonhos pousados na noite e a boca pedindo um beijo
O que dizer de quem faz amor no ventre frio da madrugada

O que dizer do dia em que vesti o corpo de mar e naufraguei
Como uma gota de vazio a diluir-se nesse mar de tempestade
Nesse abismo entre dois destinos...o que sou e o que inventei
Fantasma de mim...deambulando entre o inferno e a eternidade

O que dizer das ruas tortuosas por onde sem destino caminhei
Das noites de penumbra onde como uma louca fujo de mim
E da solidão que me espera como um amante a quem me dei
Numa doce e gélida quimera...onde me encontrei e me perdi


126 comentários:

  1. TUS SENTIMIENTOS, ME DEJAN DESOLADO...!
    BESOS

    ResponderEliminar
  2. ¸.•°.❤❤
    Sua poesia é uma linda flor num jardim sombrio.

    Bom domingo! Boa semana!
    Beijinhos do Brasil. º°。✿

    °º。✿✿彡º°。

    ResponderEliminar
  3. Amiga Rosa,

    o que dizer, quando a dor invade nossa alma, nosso coração?? as palavras, a escrita, são nosso refúgio...

    beijinho
    Alex

    ResponderEliminar
  4. Quando não souberes o que dizer
    Faz um poema para eu ler

    Mas fá-lo renascido
    num lugar reencontrado e querido

    ResponderEliminar
  5. Então minha querida se se encontrou e se perdeu, procure o melhor e fique bem, um poema triste mas bonito
    Bom dia de domingo

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  6. Nada a dizer quando a poeta já disse sabiamente das inquietações e das palavras indizíveis para cada sentimento que nos invade a cada momento,
    Lindo Rosa ,
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Olá Rosinha solitária!

    O que dizer do que não queremos falar.

    Passei hoje e deixo aqui o meu abraço e 1 beijinho.

    Lídia

    ResponderEliminar
  8. Tao belo o poema... me emocionei...

    Se vestir de mar e naufragar...

    Beijos...



    ResponderEliminar
  9. O que dizer, Rosa Solidão...
    Por que não adianta o refúgio
    Não sara as feridas do coração
    Tenhamos esperanças no futuro!

    Não adianta ser secreto,
    Porque o destroem as mágoas
    Sigamos pelo caminho certo
    Deus nos proteja das desgraças!

    Tenha amiga Rosa Maria,
    um resto de domingo fabuloso
    Com saúde, paz, amor, carinho e alegria
    Neste mundo maravilhoso...
    Um beijinho.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  10. Rosa Maria

    É sempre um prazer muito gostoso ler um poema teu. Passeamos sempre num tapete chamado quimera, em procura de algo, que se perde em fruto gelado.
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. O que dizer desse poema maravilhoso amiga Rosa Maria.
    Não há o que falar é simplesmente maravilhoso.
    bjs amiga
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. Rosa: Não sei o que dizer,teus poemas me encantam mesmo quando, eles me perecem um pouco sentidos e tristes.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  13. Olá, Rosa. Lindo poema! A inquietação das palavras estão presentes nos nossos dias. Obrigada querida poetisa por partilhar! belissimo fado. Um bom fim de tarde! Bjos.

    ResponderEliminar
  14. O que dizer desta avalanche de sentires tão íntimos, arrancados da alma e traduzidos em puro lirismo?
    Sempre belíssimo este teu dedilhar poético...

    BJOS, querida Rosa :)

    ResponderEliminar
  15. As vezes não precisamos dizer nada...
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  16. Todos nós necessitamos destes refúgios secretos que nada mais estão do que dentro de nós mesmos. E são estes abrigos que nos mantem cheios de sonhos e de encantamentos, mesmo quando tudo na VIDA é o maior desencanto.
    Beijinhos e uma noite de muita paz para si!

    ResponderEliminar
  17. O que dizer dos teus belos poemas? ADORO
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Oi Rosa,
    Um poema choroso, triste e com uma orquestra linda no fundo.
    Obrigada pelo carinho
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  19. A tristeza e a melancolia que pões em cada verso, são o teu íntimo sentir de Poetisa.
    Nunca ninguém encontrará o caminho do que exprimes porque o que vai dentro de ti, é único; haverá similitudes que se ajustam a outros sentires, mas a verdade aqui escrita, é individual.
    Gostei das palavras e senti os sentimentos (meus).


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  20. Olá amiga. Noites profundas, plena de intenso sentimento, que só os poetas sabem vivenciar! abraços

    ResponderEliminar
  21. O que dizer do teu poetar querida Rosa Maria?
    Simplesmente adoro!
    Um beijo no coração amiga linda.

    ResponderEliminar
  22. Os teus poemas são lindos e fortes e marcantes e violentos como as rosas vermelhas puras contra a limpidez pura do céu...E são tristes tristes, mas é este o teu talento enorme, o teu destino poético que olho e saboreio embevecido, com ternura e respeito.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  23. Olá prezada Rosa, e que tudo esteja bem contigo!

    Não haveria o que dizer, quando as palavras teimam em não se formar e sair,
    E expressar a tua inquietação, mas, sempre haverá outros modos, quando se é Rosa Solidão,
    Transportando tuas palavras inquietantes neste belíssimo escrito,
    E com os teus sentimentos encanta a todos os amigos que por cá estão,
    Obrigado por, ainda que deveras tristes, teus sentimentos escritos, belíssimos são!
    E eu agradecido por tuas gentis visitas e comentários, além dos sentimentos que por cá compartilha, desejo que seja deveras feliz o teu tão intenso viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
  24. Que dizer do verso que nos ergue e derruba?

    Bjo.

    ResponderEliminar
  25. Falar em verso...Encher o vazio e nunca esquecer o amor...
    Lindo...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  26. Tanta melancolia salpicada por um lirismo forte e absoluto.
    Tantas vezes nos perdemos, e é tão difícil reencontrarmo-nos.
    Lindíssimo, Rosa!
    xx

    ResponderEliminar
  27. Lindo, Rosa, tens um dom de nos mostrar as contradições do amar, as dores do amor em solitários momentos, as noites, encontros e perdas que entristece, mas que romanceando queremos sempre mais, pois aqui nos mostra que há prazer até no doer!
    Paixão linda amiga, pois é, paixão!
    Amo te ler!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  28. Mais um Belo Poema..........
    "O que dizer"+
    Beijo

    ResponderEliminar
  29. Querida amiga Rosa Maria, sempre que aqui chego me deslumbro anti tamanho poder com as palavras, e com os sentimentos que você deixa passar em cada poema seu. Só me resta como sempre te dizer mais uma vez, Parabéns! Estou na primeira fila te aplaudindo em pé.Bravo!
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderEliminar
  30. Amiga Sonhadora!
    Incrível a facilidade que você tem para escrever versos tão lindos e cheio de poesia!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  31. Olá Rosa! Teus poemas inspiram um entrar-se para dentro de si e encarar todas as impossibilidades. Escancaram-se as portas para toda a dor...é preciso sentir a dor até o final para que dela nos livremos.
    Um abração!

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  32. Boa noite!

    O que dizer?
    não há

    belo,sentindo...!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  33. Boa noite!

    O que dizer?
    não há

    belo,sentindo...!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  34. Falar dos seus poemas tenho falado a quase 3 anos ou mais nem me recordo mais.
    Apesar da ausência procuro sempre passar aqui para ler e deixar meu carinho.
    A vida de tanto que dói me assusta
    me faz chorar .
    Nem sempre a esperança é nossa aliada nem companheiro.
    Uma feliz semana ..
    beijos e Beijos meus.

    ResponderEliminar
  35. Ah, Sonhadora!
    memória profunda num poema onde a nostalgia é tão pura que não a podias calar e por urgência poética liberta-la à sombra do indizível-Imagina um buraco negro na lua-é que o teu poema me parece espelhar.

    Deixo-te o meu abraço amigo com carinho.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  36. Que dizer ?

    Que gosto e que é um prazer ler este belo poema .


    Um beijo , Rosa Maria ,
    Maria

    ResponderEliminar
  37. por vezes melhor não dizer nada...e voar na nossa imaginação...

    :)

    ResponderEliminar
  38. O que dizer, vc o diz lindamente nos seus poemas.
    Belíssimo.
    Beijos,
    Renata

    ResponderEliminar
  39. Olá, bom dia,RosaMaria,
    ...por vezes, prevalece o medo de entrar no nosso interior-como uma louca fujo de mim,- e aceitar realmente quem somos e no que acreditamos, sem necessidade de criar máscaras de proteção, que escondem a nossa verdadeira identidade-o que sou ou inventei-. O desconhecido inibe a capacidade de parar e encarar o positivo e o negativo que existe em nós , nos relacionamentos e na vida e faz com que não tenhamos a força suficiente para sair desse estado de solidão ...
    Obrigado pelo carinho comigo e meu blog, sempre...bela semana,muita paz e luz, beijos!

    ResponderEliminar
  40. Rosa,magnífica e inspirada poesia de amor! Gosto demais de te ler,sempre maravilhosas! bjs,

    ResponderEliminar
  41. Querida Rosa,

    Nesta fonte interior,de sentires

    únicos e profundos

    permeados pela solidão fértil,

    nasce poesia que ecoa na alma...


    Sempre bela poesia!!

    Beijinhos e abraço na alma...

    ResponderEliminar
  42. não sei se é o fundo musical que o sugere,

    mas os seus poemas, leio-os sempre como se fossem fado

    um abraço, Rosa

    ResponderEliminar
  43. Minha amiga o que dizer quando a dor dilacera o coração. Um poema sentido, belo e intenso, maravilhoso como sempre.
    Peço desculpa da minha ausência mas tenho andado um pouco atrasada com as minhas visitas aos amigos virtuais, o tempo tem sido pouco e não dá para tudo o que gostariamos de fazer.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  44. O que dizes quando encontramos uma belíssima postagem com a sua? Parabéns! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  45. Olá Rosa! Passando para agradecer a tua honrosa visita e gentil comentário, assim como me deliciar com mais uma das tuas belas criações.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar

  46. Rosa querida,

    Belíssimo! É o que tenho a dizer diante de versos tão intensos e sentidos.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  47. O que dizer, minha querida?

    Que o poema é lindo!

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  48. Querida!Rosa...já que perdemos o contato no face...
    E tive que excluir meu outro blog..vim te deixar meu novo endereço seja sempre bem vinda!
    Um abraço com carinho...

    http://meu-coracaoalado.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  49. onde nua me deito e espero por uma gota de amor
    ---------
    A espera que desespera!...
    ----------
    Que a felicidade ande por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar
  50. Olá.

    Para você, os meus sentimentos carinho.
    Meus desejos de um tempo de harmonia e contentamentos.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  51. Que dizer destes poemas que nos confortam, nos levam e nos fazem sonhar.
    Os teus poemas, são verdadeiros hinos ao amor!
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  52. Não sei o que dizer para apagar esse incêndio que te devora há séculos! Belo poema .

    Beijinho carinhoso

    ResponderEliminar
  53. É um sentimento muito ruim quando a gente de encontra e se perde.

    Mas as vezes esses desencontros vem para o bem.

    Lindo poema;

    beijos

    ResponderEliminar
  54. OLá Rosa!
    Escreves como ninguém a intensidade do teu sentir. Amor e dor andam de braço dado o tempo todo na tua poesia! E que melodiosa, profunda e ritmada ela é. É um prazer enorme ler os teus poemas. Um abraço e um resto de semana feliz!

    ResponderEliminar
  55. OI ROSA!
    QUANDO O POETA COLOCA EM VERSOS SEUS SENTIMENTOS, JÁ ENCANTA, QUANDO ESTES VERSOS NOS INVADEM A ALMA, ELE NOS CATIVA...
    TEUS VERSOS AMIGA, INVADEM A ALMA, SEM PEDIR LICENÇA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  56. E aqui está um lamento, uma dor, um sentimento doído de um amor que não é vivido, de um amor perdido.É um lamento, um grito da tua alma que só ela sente, explica, mas cada um de nós tem os seus lamentos, as suas dores, as suas inquietudes; nem sempre são por causa de amores perdidos ou vividos, mas, " nas ruas tortuosas por onde caminhamos´há becos escuros de solidão "... há sonhos perdidos, há medos,há desencontros, há um sem número de sensações que nos causam " um amargo sabor a nada". Há momentos em que, por muito que queiramos não conseguimos transpôr o " alto muro que se ergueu" na nossa alma impedindo-nos de ver a luz da esperança num dia melhor amanhã, num dia em que o frio da noite dê lugar às carícias quentes de um amanhecer radioso.E assim são as almas, amiga! E o que dizer? São inquietas e sedendas de amor seja ele de que tipo for.
    Parabéns, querida amiga e muito obrigada pela partilha de tão belo poema; triste, nostalgico, doído, mas...um retrato fiel de muitas almas que te lêem.
    Beijinhos e até sempre.
    Emília

    ResponderEliminar
  57. O que dizer?... Mas tanto e tão intensa e apaixonadamente foi tudo dito?!?...
    Mais estará decerto longe do possível.

    ResponderEliminar
  58. sempre melancólica, a tua poesia, mas muito bela.

    beijinho carinhoso, querida Sonhadora.

    ResponderEliminar
  59. há em nós que por mais que se queira dizer fica sempre aquém da (in)certeza das palavras...

    tão bonito, querida amiga! um beijo meu!

    ResponderEliminar
  60. Um abraço bem forte, bem verdadeiro,
    abraço longo, cheio de sentimento.
    Venho deixar meu abraço pelo dia do abraço
    com muito carinho.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  61. Uma Rosa sonhadora a cobrir de pétalas um sonho de amor.

    ResponderEliminar
  62. Por vezes ficamos sem palavras...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  63. Oi querida Rosa, agradeço o comentário,e a visita. Adoro os teus versos tristes, mais com muito amor,todas nós mulheres nos identificamos um um pouco com eles. desejo muita paz e saúde para vc.Um abraço fraterno , Celina

    ResponderEliminar
  64. Boa tarde,
    Tudo que a senhora escreve é profundo com enorme sentido, escreve com lindo sentimento o que torna tudo mais perfeito.
    Tenha um dia feliz
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  65. O que dizer destas palavras habitadas por tanta melancolia?
    Um beijo, amiga.

    ResponderEliminar

  66. As incongruências do amor em que o "quero" e o "não quero" estão tão perto.
    "Um contentamento descontente" como diz o nosso Camões...

    Belo poema, minha amiga amiga. Adorei cada passagem.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  67. O que dizer destes antagonismos com que vestes cada estrofe?
    O que dizer de cada urgência com que se faz a solidão?
    O que dizer do silêncio que se dilui em cada eternidade?
    Somente lendo a tua alma poética, minha doce amiga.
    Belo demais!
    Terno abraço, Rosa Mª

    ResponderEliminar
  68. Que dizer...perante o teu pungente poema? Sempre perene de sentimento.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  69. Boa noite Rosa.
    Você escreve com tanto sentimento,que chego a imaginar os sentimentos envolvidos.
    Um abençoado fds.
    Beijos

    ResponderEliminar
  70. Bom dia Rosa

    Que dizer destes versos vivos
    Carregando desejo e paixão
    Que dizer se não cantar com amor
    Viver e sofrer pela mesma razão

    Obrigado pelo carinho de suas visitas.

    ResponderEliminar
  71. O que dizer...

    Gostei, gostei muito.

    Tudo de bom.

    :)
    ;)

    ResponderEliminar
  72. Minha querida Rosinha
    Para dizer alguma coisa com pés e cabeça... faltam-me as palavras.
    Como sabes que acho a tua poesia com uma qualidade invulgar, direi apenas:
    Mais um poema teu! - e fica tudo dito.
    Mas posso acrescentar: Adorei! - mais uma vez.

    PS - Para o Lançamento :) não me esquecerei de recordar as tuas palavras :)
    NÃO TE DISPENSO!

    Bom fim de semana
    Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  73. .

    .

    . dizer é sentir . na Sua poesia .

    .

    . um bom fim.de.semana .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderEliminar
  74. Minha querida Rosa Maria
    Da tua poesia digo: gosto muito, muitíssimo.
    Por vezes acho os teus poemas um pouco... (ou um muito???) melancólicos, mas isso não lhes rouba beleza.

    Agradecendo a tua visitinha, aproveito para informar que há post novo no «DEUSA» que gostaria que visses, até porque... vai lá para saberes:)

    Beijos com muita amizade
    Miguel

    ResponderEliminar
  75. Rosa sonhadora!
    Que tão imensa a tua Poesia!

    Pois há lugares em que podemos parar o tempo, nesses não há uma geografia, ou um espaço que nos limite, há, sim, vida e todas eternidades. Assim eu sinto tuas palavras.

    Grande beijo e ótimo fim de semana!

    ResponderEliminar
  76. Fico sempre sem palavras quando leio as suas belas palavras!

    Bjinhos
    Clarinda

    ResponderEliminar
  77. Ei dona moça! kkkkkk

    Intensos versos de amor e solidão!

    O amor é isso mais aquilo do sentir, repare... kkkkkk

    PORRETA!

    O Sibarita

    ResponderEliminar
  78. Você trabalha de forma muito bela a dor, diluindo-a em suas construções poéticas. E é nos envolvendo com os sentimentos que lemos seus versos. Bjs.

    ResponderEliminar
  79. Faço do meu espaço o seu... Porque a ideia de escrever nasce em um daqueles momentos em que os ideais da juventude arde ardentemente em nossos pensamentos como uma chama que o tempo não pode apagar, e para aquele como eu e como vc linda é fácil

    ResponderEliminar
  80. Não sei o que dizer perante tanta entrega, tanto talento.

    beijinho amiga Rosa

    ResponderEliminar
  81. Mas tu já dizes tão bem cada poema.
    Este é excelente, como sempre. De uma grande intensidade nas palavras e imagens poéticas.
    Tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
    Um beijo, querida amiga Rosa Maria.

    ResponderEliminar
  82. Muy bueno. Enhorabuena

    un abrazo

    fus

    ResponderEliminar
  83. Fico impotente ao tentar soltar qualquer sílaba.

    Tu dizes tudo...tanto.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  84. O que dizer deste belo poema, onde a dor e a melancolia se entrelaçam num poético bailado.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  85. A sua alma se entrega na feitura de suas emoções sempre tão bem expostas, ainda que haja dor, há que dizer que nos emociona e inspira.
    Voce faz bem feito minha querida amiga e tenho sempre que vir aplaudir e admirar suas obras de arte,
    Uma linda semana com paz e muita inspiração para nosso deleite.
    Meu terno abraço.
    Beijo de paz e luz amiga.

    ResponderEliminar
  86. Oi, Rosamaria!
    O que dizer, senão que tanto para o bem, quanto para o mal, nada é para sempre!
    Uma vida vivida que sempre vale a pena, quando em nosso coração mantemos a alegria e esperança de dias melhores.
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
  87. Não dizer nada, que é também um direito.
    Apenas sentir o sabor das letras.
    bj

    ResponderEliminar
  88. O que dizer de uma obra desse porte? É o que terminei de dizer no Refúgio! Você é uma poetisa, sem dúvida das Melhores. Parabéns sempre pelas belas letras!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  89. Querida Rosa Maria
    O que hei-de dizer?! De um belo poema,cheio de marcas da saudade de outros tempos, de outra vida, de um grande amor?!
    Parabéns.Só :P A R A B É N S.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  90. Oi, Rosa!
    Tem alguns anos que não te escrevo, mas sempre dou um jeito de passar pra dar uma lida.
    Seus poemas são únicos, têm uma característica bem marcante, de sonho, de dor, de esperança...
    Um beijo doce pra voce!

    ResponderEliminar
  91. .


    Eu fico babando quanto leio
    o seu texto, Rosinha, porém
    uma pergunta não deixa de
    mexer comigo;
    será que o padre terá forças
    para fugir aos feitiços da
    moça que não crendo na igreja
    tenta encantar o padre?

    Só no meu blog, amiga, você
    ficará sabendo.


    Beijos,

    silvioafonso



    .

    ResponderEliminar
  92. Amiga Rosa, prazer de novo aqui reler esse lindo poema, pois é incansável, tens um estilo e não o trai, aqui se lê e se sente realmente como é a dor de amor, de solidão, enfim...
    Amei reler, pois já estive aqui e me é de prazer sempre voltar e aproveito para agradecer o seu carinho lá no meu cantinho!
    Beijos linda amiga!

    ResponderEliminar
  93. "O que dizer desse refúgio secreto onde nua me deito e espero"

    Eu não sei, Rosa, só sei que é lindo o que vc escreve.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  94. Devo dizer que dominas a arte poética com mestria e consegues ser uma bela rosa, perfeita e perfumada, num jardim de solidão
    O meu aplauso, querida amiga.
    Beijo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  95. Beber estes versos baços de uma madrugada
    Um profundo amor e desespero
    Num cristalino verseja lusitano
    Ora lúcido
    Ora insano
    Reminiscências de fados enluarados
    De um coração apaixonado
    Um cantar que rasga a noite
    E deixa o luar despedaçado
    Porque quando a poeta escreve
    Seu desencanto e encanto
    Na derme das estrelas
    A galáxia treme
    Pois as palavras dos teus poemas
    Tem vísceras
    E meu coração geme...



    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  96. Seu dom e maravilhoso , amei cada frase
    bjs

    ResponderEliminar
  97. Leio e releio sempre me deliciando.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  98. Há sempre um encontro e um desencontro... nada é fácil!

    Mas posso dizer que você é sempre encantadora.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  99. muitas vezes não temos o que dizer...apenas viver..

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  100. Oi Rosa querida adoro os teus verso de dor,,sofro com eles também, oi querida estive adoentada estou tratando de uma vista que teima em não ficar boa, já fiz seis cirurgia esta última tive uma pequena ,hemorragia e vou continuar até ficar curada . Desculpa amiga o assunto, não ser agradável, as vezes eu custo a te responder, agora ja sabes o motivo.Um abraço fraterno, Celina

    ResponderEliminar
  101. Se a sua segunda-feira foi maçante, a terça cansativa, a quarta superfrenética, a quinta cheia de espinhos e sua sexta está fritando sua paciência... Então eu desejo que você tenha um Sábado fantástico e um Domingo cheio de coisinhas gostosas!

    Bom fim de semana!
    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  102. Muito lhe agradeço o carinho de sua vista e como é sempre bom vir aqui ler você amiga Rosa Maria querida.
    Beijinhos em seu coração e um suave final de semana.

    ResponderEliminar
  103. O que dizer dessa obra de arte!
    Linda poesia!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderEliminar
  104. Voltando para reler suas belas poesias e desejar uma ótima semana! bjs,

    ResponderEliminar
  105. Sonhadoramiga

    Ao fim de tempo e tempo, aqui estou, maravilhado com a tua poesia e com o fado que tens no teu blogue que é belíssimo ou, como dizem os meus netos, bué da fixe...

    Versos longos, sentidos, compassados, vibrantes são os teus; eu que sou mais para a prosa deslumbro-me. Não sei fazer assim...

    E que dizer do layout e da paginação? Eu, que leccionei Jornalismo Gráfico, tenho de confessar: magníficos.

    Gostei tanto de aqui vir que já te sigo; gostaria que visitasses a minha Travessa que, assim, passará a ser também tua. Obrigado

    Qjs = queijinhos = beijinhos - e rimam...

    ResponderEliminar
  106. Sonhadoramiga ADENDA

    Quando jovem - tinha então 17 aninhos... - deu-me para cantar o fado e estive, inclusive, na "Toca" do Carlos Ramos. Os meus progenitores calaram-me o bico, tinha de fazer coisas sérias, como por exemplo estudar...

    Agora, que acabei de passar quatro meses em Goa (a minha mulher Raquel é goesa) assisti a um espectáculo de fado tão bom que escrevi sobre ele na minha Travessa. Terminei, por agora...

    Espero-te lá

    Qjs

    ResponderEliminar
  107. Talvez só sentir já tudo dizem.

    Talvez algures o silêncio seja decifrado.

    Talvez seja mesmo essa a sina e o fado, d'um coração que tanto ama assim.

    Bisous Rosa Querida, tua beleza
    tanto diz-me a alma, que palavras
    seja lá quantas forem são impossíveis de dizer o quanto e como diz-me cá ao coração, profundamente.

    ResponderEliminar
  108. OI ROSSA!
    PASSANDO, LENDO NOVAMENTE E ACHANDO LINDO OUTRA VEZ...
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  109. .

    Quanto mais tu me procuras,
    mais em ti me perco a cada
    dia.

    Beijos,

    silvioafonso




    .

    ResponderEliminar
  110. Lindo este texto, tão profundo e melancólico.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

  111. Na vida há alturas em que caminhamos na esperança de encontrar o que talvez nunca se viveu na realidade ou de transformar o sonho em pedaços verdadeiros de vida.
    Por isso nos despimos interiormente e seguimos vulneráveis tantas e tantas vezes....

    Maravilhoso minha querida Rosa linda.

    És sublime

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  112. O que dizer de murmúrios tão belos que vieram até mim em brisas de encanto e deslumbramento?

    Beijinho, minha doce amiga!

    ResponderEliminar
  113. Querida amiga

    O que dizer?
    Confesso que não sei
    ao certo...
    O que é certo...
    O que deveria ser certo...

    São belas
    as palavras
    que nos acariciam
    o coração...

    Obrigado por semear o belo
    em um mundo tão carente
    de sentimentos bons.

    ResponderEliminar

  114. Hello, Sonhadora .

      Attractive works.
      You are the excellent artist.

      I thank for your usual and hearty support.
      Have a good day.  
      From Japan, ruma ❀

    ResponderEliminar
  115. Solidão que carregamos em nossos silêncios, como a busca de algo que não lembramos bem...só há uma saída...vencer-se.

    Lindo, Rosa!!

    Ghost e Bindi

    ResponderEliminar
  116. Amiga Sonhadora,

    revisitando para lhe deixar um beijinho de carinho

    Alex

    ResponderEliminar
  117. Solidão é um destino
    Que tu procuras manter.
    Não seja por desatino
    Que retornes a escrever.
    Deixo um beijo pequenino...


    SOL


    ResponderEliminar
  118. Vim lhe deixar o meu carinho e saber se está bem, minha querida.
    Que a semana lhe traga amenidades...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  119. O bem estar com quem se ama, é um exercício diário, num olhar ou num afeto...
    Um dia é só um símbolo, pois quem ama namora todos os dias.

    Desejamos uma semana feliz e com muito amor no coração. Amando ao próximo ou alguém em especial, é sempre uma forma de amar um pedacinho de Deus.

    Ghost e Bindi

    ResponderEliminar
  120. Querida Rosa, voltei para envolver-me em teus versos amorosos.
    Voltei e voltarei sempre, mesmo que demore, mesmo que o tempo conspire contra mim.
    Beijos, amiga!

    ResponderEliminar
  121. Disseste tudo no poema: a amargura, o desalento, a ferida aberta, o sentimento do tempo perdido...
    Mas é neste expressar dolente que a tua poesia é sublime, plena de lirismo nostálgico e magoado,
    Saboreei cada verso, querida Rosa Maria.
    Meu beijo :)

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora