BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 7 de maio de 2012

A solidão do poeta...



A solidão do poeta...está aquém do amor...além da vida
Por companhia... apenas o corpo e mil anos de abandono
A eterna negridão da noite...a fria solidão e a alma ferida
E os abismos...o inverno e o inferno...o pesadelo do sono

O poeta beija a noite...em silêncio chora e canta os amores
Em prosa e versos se despe...grita aos céus as suas mágoas
Numa prece em silêncio...chora em segredo todas as dores
O vento açoita-lhe a alma...o mar guarda-lhe as lágrimas

Só o poeta espera...tristes e perdidos sonhos de primavera
Que a escuridão da noite ilumine...o seu rosto de pedra fria
Nos cílios de violeta há um resto de ilusão...uma quimera
No seu corpo amargurado...espera que a noite se faça dia

No peito do poeta...mora a eternidade...amor e desilusão
Em cada verso um infinito de dor...um oceano de ternura
Nas mãos o poeta prende uma rosa...nos dedos a imensidão
Na boca guarda um poema...no coração chora a amargura

Pelos trilhos do silêncio...o poeta caminha eternamente
Aos sonhos acena um adeus...à escuridão diz bom dia
Pobre poeta...canta seus versos ao vento...tão docemente
Envolto no manto negro da noite...vaga na treva em agonia

Escreve palavras nuas...esvazia a alma...embriaga-se de ilusão
A morte é o limite...com as mãos em cruz chama a eternidade
Na sombra dum poema...escreve a sangue a sicuta da paixão
Louco poeta...voa entre a luz e a treva...vestido de saudade

129 comentários:

  1. Que bela poesia.
    Conseguir expor o que vai na alma de forma tão maravilhosa.
    Uma bela semana. Beijos. Edna.

    ResponderEliminar
  2. E o poema é brilhante como sempre!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. Como sempre uma bela poesia...Bjos achocolatados flor

    ResponderEliminar
  4. Olá amiga! Passando para agradecer as honrosas visitas e informar que estamos de volta, e que continuamos contando com as costumeiras atenção e colaboração.

    Sempre nos presenteando com belos poemas. Adorei!

    Beijos e uma ótima semana prs ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  5. O prazer de voar nas tuas palavras é indescritível. Amo passar por aqui.
    Um grande bj no teu coração querida amiga

    ResponderEliminar
  6. minha linda amiga,
    a solidão que nos acompanha os versos..
    beijos de carinho sempre...

    ResponderEliminar
  7. Bela poesia

    o poeta merece
    um beijinho grande para ti minha amiga

    ResponderEliminar
  8. Bela poesia

    o poeta merece
    um beijinho grande para ti minha amiga

    ResponderEliminar
  9. Rosa-sonhadora, querida!
    Lindo poema!
    Para o poeta tudo é possível, remover montanhas, transformar noite em dia, ou fazer a noite ter duas madrugadas, se for para cantar o encantamento no peito alheio, ali, bem perto do coração.

    Grande beijo e ótimas dias :)

    ResponderEliminar
  10. Olá Sonhadora!
    O poeta realmente atravessa luz e trevas, muitos literalmente, tenho conhecido blogues com poemas malditos fascinantes.
    Muito interessante a sua descrição da alma dos poetas.

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga, a solidão e a poesia andam sempre de mãos dadas. Lindo poema. Tenha uma excelente semana. Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Sonhadora!!

    Me emocionei.
    Lindo, lindo!!

    Concordo,não é uma palavra para elogiar teus versos, mas é a que vem no momento, sim concordo totalmente.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  13. Quanta beleza e sensibilidade nos teus poemas,minha querida Rosa!
    Sim, tb acho que os Poetas são seres sós...dado que nem todos entendem ou ouvem o bater desse coração.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  14. Uma descrição linda e solitária do poeta.Parabéns poetisa.Seus poemas são lindos, beijos.

    ResponderEliminar
  15. Rosa querida
    O poeta é um sofredor por natureza esta é uma belissima forma de descrição da solidão dessa grande poetisa! Tu.
    Com um poema belissimo como tudo quanto escreves.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  16. Ah! Poetas que me fazem sonhar de olhos abertos!
    Bj. Célia.

    ResponderEliminar
  17. Tu és maravilhosa!Poesias lindas!beijos,lindo dia e semana!chica

    ResponderEliminar
  18. oi minha querida,

    a solidão é o meu maior medo,
    e você lindamente poetiza...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Ao poeta tudo é permitido, pois a alma é tão enorme que guarda todos os sentimentos e acima de tudo sabe sonhar e voar como ninguém.

    Depois ao versejar deixa que escrita vá fluindo e transpondo para a realidade o que o coração sentiu ou idealizou.


    Muito belo como sempre

    Com amizade

    Bjgrande do lago

    ResponderEliminar
  20. .


    Estou seguindo o seu blog
    e exulto com esse feito.

    Adoro e não abro mão da sua
    amizade.

    Fez, como vê. Um palhaço
    feliz.

    Palhaço Poeta





    .

    ResponderEliminar
  21. Oi, Sonhadora! Poetas são solitários mesmo quando envoltos no alarido que o mundo os obriga a suportar como se fosse companhia. Beijos!

    ResponderEliminar
  22. Uma boa tarde pra você
    Visitar os amigos e amigas deixa
    a gente feliz com tudo que ve
    Poemas,Poesias,artes,receitas
    e toda criatividade só temos
    que deixar nossos elogios,é
    sempre um prazer .Vc merece tudo isso
    Abraços com carinho Rita!!

    ResponderEliminar
  23. Adorei seu cantinho. Sou seguidora, desde já. Espero que se der, você vá visitar o meu. E que se gostar me faça companhia.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Uma linda terça, forte abraço.
    Tati.

    Att.

    ResponderEliminar
  24. Oi Rosa, a poesia revela a alma de quem escreve com certeza.
    Uma linda semana pra ti, beijossss

    ResponderEliminar
  25. Vida que vai em sonhos minha doce Sonhadora
    sempre poemas que são preces e aquecem os corações já solitários ...
    deixo o meu carinho e abraço-te com minha amizade

    ResponderEliminar
  26. O poeta é por si só um ser solitário que se alimenta dos versos e faz deles companheiros de alma...inexplicável todos os movimentos da inspiração e dos sonhos jogados no infinito...beijos de linda tarde pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  27. louco o poeta

    pés de vento
    e tanta eternidade

    um beijo, Rosa

    ResponderEliminar
  28. Tua poesia consegue ser doce e linda. Amei amiga!
    Bjinhos no ♥

    ResponderEliminar
  29. Boa noite, Rosa. Belíssimo poema este. O poeta caminha entre a solidão e a multidão, que pode ser encontrada nele mesmo devido à multidão das suas ideias criadoras e tão sensíves.
    Para mim, o poeta tem de ser livre, assim como os seus versos, e não ser vítima dos julgamentos da própria obra.
    Se são tristes os versos, há encanto do mesmo modo, não precisando necessariamente haver uma beleza que solte aos olhos em forma de alegria.
    Você é um talento que eu admiro e respeito!
    Um beijo na alma, e fique na paz!

    ResponderEliminar
  30. Olá. Que lindo o seu blog Srta, amei! Se permitir estarei sempre retornando! abraços

    ResponderEliminar
  31. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ...Esse NOSSO desejo de fugir da realidade manifesta-se com o culto a solidão... de tal forma a simbolizar o que sente de maneira bela e melancólica muitas vezes...como no seus encantadores versos...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa quarta! Muita paz e luz!
    Beijos

    ResponderEliminar
  32. Querida Rosinha
    que bela melodia. Vc escreve com a alma e coração. Parabéns pelo poema.
    Que Deus te conserve com esse coração cheio paz.

    O dia é seu e são pra você os meus votos de paz, vida, saúde, alegria, fé e muita força.

    Feliz Dia das Mães!!
    Brisa

    ResponderEliminar
  33. Contar ao vento da poesia é uma das lindas habilidades poéticas. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  34. À noite me borda com seus pincéis
    Seus pássaros gritos sombrios
    Com seus augúrios seus pios
    Seus menestréis sonetos cordéis

    Cansa minhas pálpebras com versos
    Conjugados nas luzes de um candeeiro
    Vão se tornando fados perversos
    Nas cordas de um bandolim bandoleiro

    Saudade do seu apaixonado beijo
    Mas aprendi alguns acordes no realejo
    Declamar estrofes dos poetas do Tejo
    E com olhos lagrimados ainda a vejo

    A noite é pura solidão repleta de estrelas
    O luar nos veste com seus lírios
    E nos ensina poetar com seus delírios
    Nos dorsos dos hipocampos suas procelas

    Assim vou esquecendo-a nívea donzela
    Seu corpo de jasmim pétalas de beija-flor
    Embriagando-me de breu como um licor
    Escrevendo parábolas metonímias pra ela

    A escuridão me acaricia com sua poesia
    As lamparinas vão devorando gasolinas
    Atordoando a mariposa com sua maresia
    Afogando de lirismo as almas das meninas

    Eu grito silenciosamente na noite abandonado
    Meus versos de metáforas loucas apaixonado
    A calada escuridão noturna tem sua geometria
    Seu poeta paranóico sua embriagada poesia

    A aurora vai apagando as estrelas vaga-lumes
    Vai acordando os girassóis borboletas
    Guardando meus sonhos minhas letras
    Iluminado o mundo com arco-íris e lumes

    Mas o dia não me faz esquecer-se dela
    Abro os olhos assustado entorpecido condoído
    Cortinas fechadas fazem meu quarto enegrecido
    A noite é quase uma eternidade sonhando nela.

    As cigarras vão calando logo virão os grilos
    Os poetas do absinto tragando seus estribilhos
    O crepúsculo mergulhará seu brilho na escuridão
    E eu e meu fantasma insone vagaremos na solidão.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  35. Sonhadora querida!
    Mais uma poesia bonita!
    É triste a solidão do poeta!Ele tem a companhia das palavras.
    Beijos,amiga!

    ResponderEliminar
  36. Rosa querida! Saudade linda, intensa e inspiradora...Tem Selo Comemorativo pra você lá no blog! Uma quarta-feira abençoada! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  37. Louco ... e tão autentico, poeta.
    Beijito.

    ResponderEliminar
  38. Uma bela quarta feira pra ti minha amiga, paz e carinho sempre...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  39. Adorável, como sempra...porque o poeta é a mais só das criaturas! Bj

    ResponderEliminar
  40. O poeta bebe solidão...
    Belo poema, gostei muito.
    Querida amiga, tem um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  41. retornando aos campos nossos,girassóis te ofertamos

    viva la vie

    ResponderEliminar
  42. Querida Amiga.
    Belo poema pleno de magia e encanto, como todos os que escreves. O poeta é um ser solitário, porque é em solidão que escreve tudo o que lhe vai na alma.
    "Escreve palavras nuas...esvazia a alma...embriaga-se de ilusão"

    Com isto descreveste lindamente o que é ser-se poeta...como tu és!

    Um grande beijinho, amiga.

    Janita

    ResponderEliminar
  43. Belo poema...Espectacular....
    Aos olhos da saudade como o mundo é pequeno.
    (Charles Chaplin)

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  44. as vezes, as palavras são as melhores companheiras... amei esse cantinho. Parabéns.
    um beijao!
    Ps. Amei a trilha sonora... :)

    ResponderEliminar
  45. Rosa,
    sempre que aqui venho, encontro coisas muito profundas e belas.
    Coisas de poeta eu diria.
    Coisas de um coração -estrela.

    Beijão moça!

    ResponderEliminar
  46. A solidão é o cenário onde habita o poeta, e onde traça seus escritos elevados à luz de sua alma...Depois ele doa ao mundo a sua criação, feita de claridades infinitas. Não adianta fugir, é a sua sina!

    Amo quando você me visita, Ana Sonhadora querida!

    Beijos doces !

    ResponderEliminar
  47. De louco todo mundo tem um pouco... de poeta poucos...

    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  48. Querida amiga,

    Belíssimo poema, Rosa. Adoro sempre.

    Beijos com carinho e ótima noite querida.

    ResponderEliminar
  49. não sei se é coisa de poeta, mas como alguém tão apaixonado como eu, não consegue viver sem momentos de isolamento que são incompatíveis com um relacionamento, hein?

    ResponderEliminar
  50. OI ROSA!
    AVASSALADORA EM SEUS VERSOS, VERDADEIRA EM SUAS DEFINIÇÕES.
    EIS O POETA!
    CADA UM COM SUA FORMA DE ESCREVER, MAS, TODO O POETA SE DERRAMA, DESPIDO, COM OS SENTIMENTOS A FLOR DA PELE EM CADA VERSO QUE SE DISPÕE A ESCREVER.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  51. Sem comentários, simplesmente lindo! Adoroooooooooooooooooooooooo

    ResponderEliminar
  52. Olá minha linda sonhadora,

    Que falar do seu poema? Sempre tão lindo, tão sofrido, tão sentido.

    Os verdadeiros amigos são queles que mesmo distantes estão sempre perto,pois o mundo virtual não existem descculpa pois uma mensagem pode refazer laços de amizades mesmo que essa amizade esteja no outro lado do mundo.Por isso a internet e fascinante e aproxima os migos.
    E é aasim que a tenho no meu coração.
    beijos

    ResponderEliminar
  53. Olá Rosa,

    Gosto dele, muito, mas pergunto, o poeta precisa de palavras?
    Da solidão,pelo menos um pouco, precisa!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  54. Versos seus escritos com alma...belíssimo querida...
    beijinhos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  55. A poesia é linda e a ilustração escolhida muito apropriada.

    (Amiga, que calor no nosso Alentejo!)


    bjs

    ResponderEliminar
  56. venho agradecer teu carinho...Um beijo em azul-céu
    BShell

    ResponderEliminar
  57. Olá querida Rosa,

    Lindo expressar acerca da solidão
    do poeta.

    Poema feito com a alma de quem bem compreende este tipo de solidão.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  58. Venho agradecer o prazer da sua visita , assim como das palavras .

    Gosto gosto do que li .
    Voltarei .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderEliminar
  59. À sombra da árvore, jorram-se palavras no alvo papel. São letras absortas que se desnudam. O autor, um sonhador tresloucado, pobre, e, que transforma sonhos de fadas em realidade, caminha, livremente, sobre as asas do papel, silenciosamente.
    Ao longo de sua contemplação, prende-se a um mar de rosas, cujos espinhos insistem e sagram suas afáveis mãos.
    La no infinito, oceano de sonhos tece sua ternura que projeta moradas na casa eterna.
    - Ah, quem sabe, exista no Olimpo, uma chalé com flores do campo!
    À sombra de suaves castiçais notam-se beijos e beijos ao som da manta da noite.
    Há nos abismos do coração, luzes que enriquecem sombras de todas as noites.

    ResponderEliminar
  60. Querida amiga
    Meu Abraço de Paz e bem!

    Mãe do céu da terra e do mar
    Por favor,
    Ensina-nos o teu segredo
    Do Teu Amor
    Para que não tenhamos medo
    De apreender Amar!
    Meu abraço carinhoso para você!

    Se você for mãe Feliz dia das Mães!

    Maria Alice

    ResponderEliminar
  61. Cara Sonhadora, a cada dia que passa a tua poesia é mais intensa e mais sofrida.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  62. Querida amiga

    Acho que
    é esta a nossa sina.

    Ser escravo
    das palavras,
    lidas,
    relidas,
    sentidas,
    perdidas
    neste vestido
    de solidão,
    chamado vida.


    Que sempre haja amor,
    para alimentar de sentidos
    sua vida.

    ResponderEliminar
  63. Oi Rosa, poesia linda e sofrida, como quase de todos os poetas, são versos lindos, que emociona quem os ler. Um abraço querida, de muita paz. Celina

    ResponderEliminar
  64. Boa noite, querida amiga.

    Que lindo!!
    A solidão de um poeta faz nascer tantos belos poemas...

    Beijos.

    ResponderEliminar
  65. Querida amiga,
    Mãe
    Teus braços sempre se abrem quando teu filho precisa de um abraço.
    Teu coração sabe compreender quando teu filho precisa uma amiga.
    Teus olhos sensíveis se endurecem quando eles precisam uma lição.
    Tua força e teu amor os guiaram pela vida e lhe deram as asas para
    que eles pudessem voar.
    Feliz Dias das Mães. Beijocas

    ResponderEliminar
  66. Um excelente final de semana pra você minha amiga, muita paz, carinho, amor e poesias,,,beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  67. Costumo dizer que a palavra nasce da alma
    E o que o fundamental é ter alma de poeta

    A tua palavra é sempre imersa em sabedoria e numa sensibilidade que sempre me toca

    Bjo.

    ResponderEliminar
  68. Linda Sonhadora!

    A solidão dói aflorando em lágrimas, mas o poeta transforma em tinta para tecer seus versos.

    Grata pela visita e comentário.

    Beijos

    ResponderEliminar
  69. Só quem sabe, sabe a delicia que é percorrer o labirinto da solidão dos poetas.Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  70. Só quem sabe, sabe a delicia que é percorrer o labirinto da solidão dos poetas.Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  71. Há poetas e poetas...outros nem tanto assim...de qualquer forma,a poesia não é desculpa para vulnerabilidade,futilidade,irreponsabilidade.
    Existem um certo tipo de poetas que vivem em outra dimensão...nada a objectar,a não ser que quando se extreparem,façam-no sózinhos...
    A poesia até pode ser muito bela,quando feita com verdadeiro sentimento e não meras palavras atiradas ao vento para glaudio de quem a escreve.Caso não seja assim,nem o poeta,nem a sua poesia,merece consideração!

    Bom fim de semana.
    Cumps

    ResponderEliminar
  72. Rosa,sempre uma poesia maravilhosa pra gente ler!Linda e muito comovente!Bjs e meu carinho!

    ResponderEliminar
  73. Sim é a alma do poeta, por isso parei de faze-la para poder respirar um pouco mais. Fotografo...Quem sabe faço poesia nas imagens como você no papel, como esta que é sublime e me emociona! Beijo

    ResponderEliminar
  74. O poeta é contraditório: sua alma é triste, contudo de seu peito saem belezas e ternura.

    ResponderEliminar
  75. Rosa.... Você é muito especial no que escreves; consegues tornar belo o desalento da solidão! Adorei! Obrigada pelo carinho! Colocarei homenagem as mães no blog, domingo, dia 13! um abençoado sábado, repleto de muita paz e alegria! Grande e carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  76. Oi Rosa! Passando para te desejar um ótimo sábado.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  77. Um belo sábado pra ti minha amiga, repleto de poesias e flores...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  78. Bom fim de semana!

    ¸.•°`♥✿⊱╮
    ❤♡
    BOM DOMINGO!!!

    Beijinhos.
    Brasil
    °º °♫♫♪¸.•°`

    ResponderEliminar
  79. Desejo um agradável fim de semana.

    BELA POESIA!

    O poeta beija a noite...
    em silêncio chora!
    Essa sou EU
    que também beijo a noite
    e em silêncio choro!
    A minha vida não é fácil.
    ...
    Continuo os posts sobre a minha viagem
    quando quiseres acompanhar já sabes que terei muito gosto em ver-te pelos MOMENTOS PERFEITOS.

    Felizmente o Amigo António Cambeta vai-me dando algumas dicas, bem importantes.
    ...
    Pois, eu sozinha em Bangkok
    sem ter quem me orientasse
    ...
    Para quem nada conhece,
    como é o meu caso,
    não me perdi
    e sozinha lá fui explorando
    o que havia por perto
    na rua do Hotel.
    ...
    O Amigo Cambeta explica que é
    a Deusa da Misericórdía.
    ...
    Não tinha quem me explicasse
    e agora para fazer os posts
    no blog, nas pesquisas que faço
    só encontro artigos escritos em inglês,
    por isso transcrevo-os para o blog, mesmo em inglês.
    Percebi que essa fundação está ligada a um Hospital.

    Deu para perceber que os chineses são muito unidos e prestam imensa ajuda à sua comunidade e não só.

    Abraço amigo da Tulipa

    ResponderEliminar
  80. "A solidão do poeta...está aquém do amor...além da vida
    Por companhia... apenas o corpo e mil anos de abandono"

    porque o poeta é o espeleólogo dos silêncios e da solidão.

    beijinho, querida sonhadora!

    ResponderEliminar
  81. Passei aqui para conhecer o seu blog e adorei. Não poderia passar sem deixar gravadas minhas impressões.

    Abraço,

    ResponderEliminar
  82. Gracias mi buena amiga por acariciarme el corazón con la sublime belleza en cada verso de tú hermosa poesía, y por concederme el privilegio de ser testigo de ello. Que tengas un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderEliminar
  83. Passando pra deixar um beijo e desejar um lindo domingo pra você...
    E se for mamãe, um feliz dia das mães e muitos beijos e abraços apertados!!!

    Ani

    ResponderEliminar
  84. É pela solidão que caminhamos. É nela que nos projetamos e dela nos revivificamos.


    Começo hoje um continuar de estar e, por isso, não tem linhas demarcantes este meu novo blogue.
    Talvez olhe, muitos dias, para a velha acácia rubra do ontem e para as suas flores e sinta a saudade do céu azul, rendilhado de tons vermelhos, e do sussurro distante do mar, do meu...
    Estou aqui, assim... em http://quem-es-que-fazes-aqui.blogspot.pt/ mais uma vez.

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  85. É muito difícil dissecar a sua poesia...é muito difícil falar
    de uma poesia tão profunda e
    sentida...
    Os poetas são seres que sentem
    a vida "talvez de uma forma
    muito especial" e sofrem muito
    por isso...
    Beijinho e bom fim de semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  86. Por motivos relacionados com a saúde de meu marido, que tem requerido cuidados redobrados, não tive possibilidade de vir ao computador, nem sequer para agradecer e retribuir a tua visita.
    Peço desculpa de recorrer ao “copy & paste”, mas doutra forma não poderia dizer, a todos e a cada um: Obrigada!
    (Por sorte preparei a semana passada um post para publicar amanhã, domingo, Dia das Mães no Brasil.)
    Obrigada pela amizade e carinho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  87. Poema brilhante como já nos habituou.

    Transcrevo:

    "O poeta beija a noite...em silêncio chora e canta os amores"

    ResponderEliminar
  88. Vim aqui é o que me traz emoção !
    É poder sentir na integra o poetar das tuas escritas nos abraçando e nos fazendo carinho...escreves jogando tua alma ao encontro de quem ler...
    Meu blog está em festa ...
    bjssssss

    ResponderEliminar
  89. Ah, Sonhadora!
    A poesia é um elo forte à vida e Universo no seu jogo contraditório e desconcertante. Então a solidão do poeta é talvez a mais solitária mas tb a que envolve imensas companhias. Diria eu uma ardente e profunda solidão.

    O meu abraço carinhoso.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  90. Oi amiga

    Gostei da expressão "escrever palavras nuas"...
    È um termo bem apropriado para quem escreve com a alma, as palavras brotam mesmo nuas, sem disfarces, sem máscaras...
    Linda música...um abraço na alma
    beijo

    ResponderEliminar
  91. O poeta visto por dentro...

    Belo poema, Rosa querida.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  92. Madrinha passando para agradecer sua visita também desejar um feliz final de semana .
    Um abençoado Domingo querida poetisa.

    ResponderEliminar
  93. Um domingo cheio de amor, paz e coisas boas.
    Beijos
    Mary.

    ResponderEliminar
  94. Oi Sonhadora,

    os poetas possuem o grande dom de ter uma alma dentro de si e outra fora. O poema também é a nossa alma.

    Beijos! Lindo domingo!

    ResponderEliminar
  95. .

    .

    . trago.Lhe um abraço de domingo .

    .

    . mariano .

    .

    . e ampla.mente respirável .

    .

    .

    ResponderEliminar
  96. Quando se lê um poema destes, nada mais há a dizer:)!
    Bjo

    ResponderEliminar
  97. O poeta trás em si toda a grandeza da alma do universo, as suas palavras tocam por isso o coração de quem lê. Como sempre brilhante.
    Um domingo maravilhoso querida amiga.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  98. Vim trazer meu beijo e meu carinho a vc, minha eterna poetiza da solidão... hoje meu coração está muito triste e suas poesias encontram eco e reverberam sonoras em mim, palavra por palavras.
    Beijokas sinceras e fraternas.

    ResponderEliminar
  99. Amiga Rosa

    Obrigada pelo comentário no Farol e desejos de felicidades pelo "Dia da Mãe".

    Problemas de saúde fazem com que ande bastante ausente das "actividades blogueiras". Quando tenho alguma disponibilidade e sempre que o ânimo está um pouco mais para cima, entro na blogosfera e tento participar quer no Farol quer visitando os amigos.

    Foi o caso de hoje que tirei uns minutinhos para algumas visitas e aproveitar para desejar a todas as Mães, quer do Brasil, quer de Portugal, quer de todo o mundo, as maiores felicidades.

    Em especial para ti também um grande beijo muito amigo e que a vida te sorria sempre...

    ResponderEliminar
  100. É bem assim que se processa minha amiga.Perfeita inspiração na sua sempre linda construção.
    Um abraço carinhoso.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  101. poema que mantem esse teu cunho proprio de dor e solidão
    bjs

    ResponderEliminar
  102. Louco poeta...
    -------
    Através da poesia, o poeta dá asas à sua 'vontade de sonhar'.
    ---
    Felicidades
    Manuel

    ResponderEliminar
  103. Olá Rosa
    Ser poeta é expressar de corpo e alma através dos versos, e assim você fez! Um feliz domingo das mães!
    Um forte abraço!

    ResponderEliminar
  104. O poeta se inspira ....beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  105. Deixo beijos e desejo de uma otima semana

    ResponderEliminar
  106. Vivi mil passados em mil vidas
    Cada um preso numa singela caixa de madeira
    Que vogam à deriva entre a terra e o infinito
    À espera da minha viagem derradeira

    E nesta viagem tenho feito tanta loucura
    Às vezes consigo despertar a magia
    Já disse tanta palavra de imenso sentir
    Já embarquei em tanto cais em que apenas eu partia

    Já toquei as músicas todas que sonhei
    Feri um coração tanta vez sem querer
    Adormeci esperançado do desencontro com o acordar
    Apenas porque muitas vezes, dói tanto o amar
    Doce beijo

    ResponderEliminar
  107. Tantos sentimentos, que navegam entre a verdade e a ilusão e, nem por isso, deixam de emocionar. Uma inspiração que não cessa e que se alimenta da própria vida.
    Belíssimos versos!

    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  108. Venho deixar um beijinho de boa noite.

    ResponderEliminar
  109. Rosa querida vim agradecer a visita e comentário la no aniZ, e desejar que seu dia hoje tenha sido perfeito.
    Feliz diz das mães, e que você continue escrevendo lindamente!


    Beijinho no coração !

    ResponderEliminar
  110. Lindo demais querida! E o mundo é um lugar pequeno para tanto sentimento!!

    Beijos e boa semana!!

    ResponderEliminar
  111. Rosa...A solidão caminha com o poeta , fonte de eterna inspiração para composições tão tocantes que o significado literal da palavra se perde na efervecência de sensações que povoam e se materizalizam em versos e prosa. Muito rica e bela esta poesia. Beijos.

    ResponderEliminar
  112. Agradcendo a visita e o carinho
    venho deixar meu boa noite,e que
    vc tenha uma semana maravilhosa
    Abraços Rita!!!

    ResponderEliminar
  113. Rosa, querida!
    Vim lhe agradecer pelo carinho das belas palavras em razão do meu post sobre as mães, muito obrigada.
    Tenha uma excelente semana!
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  114. Rosa querida,

    Obrigada pelo carinho da visita nesta data especial.
    Espero que seu dia tenha sido de alegria e aconchego.

    Beijão.

    ResponderEliminar
  115. Sonhadora querida! Obrigada pelo carinho! Uma semana feliz e cheia de oportunidades! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  116. Quanta beleza nessa poema.

    Pelos trilhos do silêncio...o poeta caminha eternamente
    Aos sonhos acena um adeus...à escuridão diz bom dia
    Pobre poeta...canta seus versos ao vento...tão docemente
    Envolto no manto negro da noite...vaga na treva em agonia

    Lindo demais os versos.

    Beijos grande!

    Ótimo começo de semana.

    ResponderEliminar
  117. Minha querida poeta Sonhadora,

    Tens o condão de transformar a saudade, as trevas, a dor, a sombra, em versos lindíssimos encaixando-se primorosamente numa construção poética belíssima onde até a dor é aprazível numa leitura sempre deferente, com novas tonalidades musicais!
    Belo!
    Grande abraço

    ResponderEliminar
  118. Sim amada, a poesia são as asas do poeta...
    Magnífica e emocionante poesia assim como todas advindas da tua inspiração!

    Carinhos...
    Beijos floridos

    ResponderEliminar
  119. Reli e continuei encantado com as tuas palavras.
    Querida amiga, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  120. Minha querida amiga Rosa!

    Creio que terás razão quando afirmas que a vida do poeta é mais solitária.
    Ou será o poeta que se faz solidão? Não sei.
    Sei apenas que a mais bela poesia é solitária por natureza.

    Amiga,lamento deixar esta "mensagem" que explica minimamente a razão pela qual o faço e me ausento por algum tempo, que espero ser muito curto.
    Estou em preparação para uma intervenção simples aos meus olhos.
    Volto logo, verá.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  121. Voltei para ler, e me encantar como sempre, nestas belíssimas palavras.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  122. Brilhante e encantador!!!
    O poeta "chora em segredo, em silêncio chora", mas nos encanta com a sua sensibilidade!
    Beijinhos meus!

    ResponderEliminar
  123. O que dizer querida?
    Lindos versos, um prazer imenso
    ler-te sempre...
    bjs

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora