BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, 27 de março de 2012

Deixa-me gritar em silêncio...


Deixa que no silêncio da noite...o meu corpo seja um regaço de pétalas...que o meu olhar te fale de amor...deixa que a minha solidão descanse no teu peito...que as minhas palavras sejam a melodia que te embala...que os meus dedos se façam alvorada no teu corpo...e a minha tristeza seja um poema por nascer.
Deixa-me adormecer na margem do sonho...na imensidão do tempo...inventar-me e inventar-te dentro de mim...deixa que acorde a noite...que te tenha sem te ter...que te ame sem te pertencer...que esqueça o frio do meu corpo no teu e as tuas mãos percorram a minha ausência...que o infinito seja o cais onde me esperas...a eternidade o lugar onde me deito...vazia de mim.
Deixa-me ser a brisa suave e serena a tocar os teus cabelos...um murmúrio de ilusão...eterna e fugaz rosa negra a tocar o teu rosto...deixa que a lonjura dos meus braços seja o teu eterno abraço...a tua madrugada serena...a tua noite sonhada...a minha ilusão perdida.
Deixa-me ser uma gaivota voando na solidão do entardecer...no limite do tempo...na ilusão da carne...deixa que a minha alma se desprenda de mim e desenhe o teu nome nos muros que me cercam...nas gotas de chuva...no murmúrio do vento...nas pétalas que me afagaram o olhar...no silêncio do meu corpo frio.
Deixa-me dizer-te do amor...da renúncia...dos anseios que se diluem no tempo...dos desejos por cumprir...dos devaneios dos meus sonhos...das lágrimas caídas do meu corpo...das palavras escritas a sangue e cal...esculpidas por dentro do silêncio que escorre das minhas mãos vazias.
Deixa-me dizer-te da ausência...dos gritos suspensos no meu olhar...da ternura que ficou presa nos gestos que pairam na solidão do meu corpo...nas cinzas da memória que trespassam a noite...das sombras...do silêncio das rosas...do azul por pintar...do mar por navegar...do deserto labírintico por dentro de mim.
Deixa-me dizer-te da solidão das gaiolas...da sepultura do tempo...do rio amargurado que corre nas minhas veias...das noites sussurrando desejos...das bocas nascentes de amor...do rio a escorrer dos meus desejos inventados...do grito de amor preso na penumbra do meu corpo...deixa-me falar-te do vento suave que me acariciou...da inquietação das marés...dos sonhos derramados por dentro da noite vazia...deixa-me em cada anoitecer...em cada amanhecer...esquecer o passado e inventar o futuro abraçada nas asas do sonho...no silêncio do vento.
Deixa-me dizer-te...que as rosas que me adornaram estão negras...e eu estou tão nua...tão morta na moldura de um tempo que se recusa a ser tempo...num poente que se recusa a ser sol...num amanhecer que o silêncio guardou...nas ilusões que se perderam de mim.
Deixa-me dizer-te que do ponto mais alto da solidão esperei por ti...nua de mim te esperei como se espera a vida...naufraguei como se fosse barco...amei como se fosse mar.

123 comentários:

  1. Há momentos na vida em que sentimos
    tanto a falta de alguém que o que mais
    queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraçá-la.
    *Clarice Lispector*
    È assim que me sinto quando sou privada de trazer meu carinho
    pra você que faz parte da minha vida.
    E nesses amigos e (as) que encontro carinho
    e abasteço minha alma de alegria.
    Eu planto amor para colher sua amizade a flor
    mais perfumada do mundo.
    Linda e abençoada semana beijos meus sua afilhada.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  2. grita em silêncio
    sofremos calados
    machuca muito mais
    linda semana bjs

    ResponderEliminar
  3. "deixa que a minha solidão descanse no teu peito...que as minhas palavras sejam a melodia que te embala...que os meus dedos se façam alvorada no teu corpo...e a minha tristeza seja um poema por nascer."

    As vezes é preciso lembrar o outro, que amar, também é aceitar como somos...

    Sempre maravilhoso te ler, Rosa.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Olá, Rosa. Lindo seu poema! Esse grito de amor profundo que brota na alma. Obrigada pela partilha! Agradeço todo seu carinho amiga e gosto muito de estar aqui, lendo seus lindos versos. O fado que muito me encanta. Bjos carinhosos e boa semana!

    ResponderEliminar
  5. "Esquecer o passado e inventar o futuro." Reinventamos o futuro a cada dia, belíssimo. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  6. Às vezes sentimos solidão, mesmo estando acompanhada. Bela mensagem, amiga Rosa. Beijos no coração.

    ResponderEliminar
  7. Minha doce Sonhadora

    Eu te amarei em silêncio, como algo inacessível,
    como um sonho que nunca conseguirei realizar;
    e o longínquo perfume de meu amor impossível
    roçará teus cabelos... e jamais o saberás,

    Em sonhos te beijo terna e docemente.

    ResponderEliminar
  8. Podes gritar sempre, pois o fazes lindamente em poesia!!! beijos,chica

    ResponderEliminar
  9. Minha Querida
    O passado...é o patamar onde devemos sonhar com o futuro, levando o amor connosco.
    Mil beijos.
    Graça

    ResponderEliminar
  10. Que esse grito do silencio seja um libertador do alma,,,dos sentimentos que estejam presos no peito...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  11. Sonhadora Querida

    Sua poesia me cala a alma, dilacera-me o espírito, descreves lindamente o meu sentir. Amo apaixonada o seu escrever. Ti Amo Poeta...!

    "Alma Exposta"
    Poetas, poemas e Poesias

    ResponderEliminar
  12. Lindo e intenso, muito lindo e inspirador! Tenha uma linda Terça-feira! bj carinhosos

    ResponderEliminar
  13. Rosa,
    Ler o que escreve é mergulhar num mar de sentimentos intensos, de sentir o pulsar das coisas a escorrer por entre os dedos, de sentir o gesto de tentar agarrar o infinito...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  14. oi Rosa querida,

    adoro esses seus gritos de amor...
    do ponto mais alto da solidão esperei por ti...nua de mim te esperei como se espera a vida...
    é sublime,
    é lindo demais!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Olá Rosa, boa tarde. Venho aqui com a consciência de que me repito: gostei muito. Belo e telúrico. Muito obrigado e um beijo.

    ResponderEliminar
  16. É tão bom quando o nosso coração abraça o momento de alguém! E o meu
    acolheu o seu, minha querida. Amei seus versos e o último, pra mim, é "apoteótico"...Bjs amada.

    ResponderEliminar
  17. Amar como se fosse mar...Lindo isto!
    Só merece um amor assim quem tem a capacidade de retribuir...

    Beijãop

    ResponderEliminar
  18. Ai Rosa, que coisa tão linda! Estou tão invadida pela emoção das tuas palavras que choro nem sei porquê: solidão, saudade, puro deleite , não sei.
    É lindo este texto. Um dos que li teus e mais gostei ( embora goste de todos).
    És única.
    beijinho

    ResponderEliminar
  19. Rosa

    "Deixa"... deixar sempre em estado de sofoco, os meus gritos da minha poética verdade, talvez na solidão de um desejar um mundo perfeito, "Deixa" sonhar do meu jeito.
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Possa sonhadora... como eu gosto de te ler...

    MESMO!!!

    obrigado por este belo momento tão inspirador...

    ResponderEliminar
  21. Minha querida amiga,


    Tão profundo este mergulho no mar de amor. Lindo como sempre Rosa.

    Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  22. Quando se sente tanto, precisamos em alguma altura gritar por silêncio... Talvez para entender o ruído...!

    ResponderEliminar
  23. "do ponto mais alto da solidão esperei por ti"
    definição perfeita de uma espera sem trégua..

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  24. Este moment e de crescimento, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  25. Ah amiga poetisa, sonhadora, e tão sensível.
    Eis que este poema evoca sua tristeza, que na alma de quem lê toca, adentra e arrebata.
    Poetisa que faz ecoar seus lamentos de dor, de paixão e de mistérios.
    Paixão essa que está latente em sua alma e lhe faz sofrer.
    Lindo, lindo, querida poetisa.
    O que mais dizer?
    Dizer que é um dos mais belos que já li de ti.
    Por ora, deixo um abraço.
    Beijos em teu coração.

    ResponderEliminar
  26. Cara amiga:
    Para mim é uma alegria e uma honra tê-la em meu blog! Tudo que vc escreve é lindo e toca o mais profundo de minh'alma. Sou sua fã número um. Suas palavras me inebriam e colocam-me em êxtase. Vc é demais na literatura.
    Será um prazer se me visitar, também, em www.mluizateles.com;
    Todo o meu carinho e admiração,
    Maria Luiza

    ResponderEliminar
  27. Seu poema é inspiração.
    Em versos de solidão
    Soneto de fantasia...
    Canto de dor!
    Musa da emoção.

    Fiquei deveras emocionada! Bjs.

    ResponderEliminar
  28. Muitos poetas buscam definir a solidão e voce num grito a expos de uma maneira tão forte e poeticamente linda.Esta solidão doída e sentida em cada lembrança,na rosa que se enegreceu e no grito que ficou na garganta é de doer fundo no coração de quem ama e sabe a dor da solidão.
    Belo trabalho na dor amiga,que a poesia reveste.
    Carinhoso abraço de muita paz e luz em cada dia.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  29. Rosa querida! Sabes como ninguém gritar o amor em versos! Tão lindas tuas palavras, que à medida que se vai lendo, vai emocionando....Muito lindo! Parabéns! Muito obrigada pelo teu carinho! Grande e carinhoso abraço! Bjo no coração! Uma 4ªF iluminada!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  30. No silencio tudo é possivel. É nosso conselheiro e também fazedor de sonhos. É lá e com ele que escrevemos sentires da alma e do coração.

    Muito lindo Rosa.
    beijinho
    cvb

    ResponderEliminar
  31. Deixa-me dizer-te que a tua sensibilidade poética me deixa sem palavras, lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  32. Um bom dia pra ti amiga, cheio de paz, amor e poesia...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  33. "Deixa-me dizer-te que do ponto mais alto da solidão esperei por ti...nua de mim te esperei como se espera a vida...naufraguei como se fosse barco...amei como se fosse mar."

    Simplesmente maravilhoso...

    ResponderEliminar
  34. "Deixa-me dizer-te que do ponto mais alto da solidão esperei por ti...nua de mim te esperei como se espera a vida."
    Belíssimo querida.Na espera entregamos tudo de nós. Escreves lindamente.Me encanto com tuas palavras que refletem tão bem o fundo da solidão.
    Tenhas dias ensolarados. Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  35. Minha querida.

    Linda e inspiradora poesía, saída do fundo da tua alma com o forte sentimento de sempre.
    Podemos despir-nos de tudo, mas nunca, nunca dos nossos sonhos!!

    Um grande beijinho com carinho.

    Janita

    ResponderEliminar
  36. Rosa querida,
    Deixa-me dizer-te que do ponto mais alto da solidão esperei por ti...nua de mim te esperei como se espera a vida...naufraguei como se fosse barco...amei como se fosse mar.

    Um a poesia que encanta e que canta a nudez de uma solidão
    Beijos

    ResponderEliminar
  37. Amiga estava sedenta da tua poesia, bebi-a sofregamente em pequenos goles de prazer e dor.
    Já tinha saudades tuas!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  38. Hoje é aniversário de uma amiga
    muito especial para mim.
    E para todos nos blogueiros caso não a
    conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
    Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
    tão especial?
    Uma linda tarde beijos no coração.
    Evanir.
    A aniversariante é a Marcia Luconi.

    ResponderEliminar
  39. Olá Rosa! Passando para agradecer a tua honrosa visita e o teu amável comentário, bem como, apreciar ,ais uma das tuas belas criações.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  40. Uuau é sempre bom andar por aqui, é impressionante a beleza de cada post q vc apresenta, hoje mais uma vez vc delira em belas apresentação, acho q merece bjos, bjos e bjossssssssssssssss

    ResponderEliminar
  41. querida amiga

    obigado . deixo uma flor para ti


    beijos!!

    ResponderEliminar
  42. Mais um belo poema...
    ...................
    'deixa-me em cada anoitecer...em cada amanhecer...esquecer o passado e inventar o futuro abraçada nas asas do sonho...no silêncio do vento.'
    ...................
    Profundo sonhar....
    Beijo

    ResponderEliminar
  43. Minha querida Sonhadora!
    E não é que gosto de ler a tua poesia triste, afundada em ondas de tempestades e noites nuas e vagabundas...Mas quero só ler, não queria tanto que sintas! Impossível, sei! Mas é lindo ler os teus gritos, as tuas solidões, os teus silêncios...AH, os silêncios!Como sinto esses amanheceres vazios e poentes vermelhos!
    Prolongamentos de eus...
    Aquele abraço de admiração e muita amizade

    ResponderEliminar
  44. Querida amiga

    Fico diante do belo
    sem palavras.
    Anoitecer de uma quarta
    de março.
    As palavras chegam
    e alimentam a alma,
    independente do
    sentimento que revelam.

    Amei como se fosse mar...
    Como se fosse mar...
    Amei...


    Que haja sempre perfume
    de sonhos em tua vida.

    ResponderEliminar
  45. Amar em imensidão, como se fosse mar, que lindo, Rosa!


    Um beijinho, querida

    ResponderEliminar
  46. Só você, querida amiga, para nos brindar com tantas palavras lindas e sentidas, retiradas bem do fundo da alma.

    Seus poemas são para serem lidos e relidos, para que a gente possa levar um pouquinho que seja da sua beleza, na mente e no coração.

    Tenha um abençoado restante de semana.

    Beijoooooooo,

    Cid@

    ResponderEliminar
  47. OLÁ LINDA AMIGA, VIM VOANDO ATÉ ESSE CANTINHO QUE ADORO PARA LHE AGRADECER PELO CARINHO DE SUAS PALAVRAS QUE ME DEIXAM SUPER FELIZ☻☻, MUITO OBRIGADA DE CORAÇÃO! BEIJOS CARINHOSOS ♥♥

    ResponderEliminar
  48. Este poema é realmente um grito de silêncio.
    -Deixa que eu te ame
    ...que te semeie de rosas
    ...que te dê o meu regaço
    ...as minhas mãos
    ...o meu querer...

    ResponderEliminar
  49. ESPECIALÍSSIMO....
    Dá gosto ler e reler...porque a gente se identifica...
    Um obrigada do tamanho do Céu!
    BS

    ResponderEliminar
  50. Querida amiga, os teus poemas são sempre tão intensos, são sem duvidas gritos de amor e de dor, mesmo dados em silêncio. Que o sol de primavera abrace o teu coração.

    Obrigado pelas tuas palavras no meu humilde blogue!


    Beijinho!

    ResponderEliminar
  51. Logo que possas dá uma passadinha no
    Momentos.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  52. Logo que possas dá uma passadinha no
    Momentos.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  53. Menina linda e querida, Rosinha seus escritos são sempre este sucesso, és maravilhosa. Bjs do teu amigo

    ResponderEliminar
  54. Bom dia, parabens pelo lindo texto poema, sensacional.
    Grito em silencio, nada mais é que a dor do coração, muito lindo mesmo seu poema, adorei e estou seguindo seu blog, espero vc em meu blog tb.
    Vanderlei

    ResponderEliminar
  55. Eu grito sempre na voz da minha solidão
    Um beijinho Rosinha da tua e sempre amiga Anita

    ResponderEliminar
  56. Olá, Rosinha sonhadora...
    Sempre nos brindando com textos tão românticos...
    Tenha um fim de semana abençoado, viu?
    Beijinho e muita paz!

    ResponderEliminar
  57. Minha Querida Amiga SONHADORA!

    É sempre um prazer Ler sua bela poesia. Por aqui, tb. a FELICIDADE é muito fuzas assim, como o tempo,se esvaíra por entre os dedos como se tratasse de um pó de areia que o vento leva.
    Vou suplicar ao tempo, pra que traga a primavera em flor.
    Deixo beijs doces no seu lindo coração.

    ResponderEliminar
  58. Ha solidões benignas que podem conduzir a patamares mais elevados da espiritualidade. Sublimação, precisa-se!

    ResponderEliminar
  59. Muitos dias hão de passar depois dos prantos. Aquele pranto de ausência de amor. Enfim o amor, hoje, parece um fim de horizonte. Ninguém sabe, ao certo, aonde o amor se encontra. Faltam palavras.
    Noite, vai vem o dia. Chegará novamente à noite. Muitas melodias serão esperadas, é uma busca incansável por alguém que nunca chegará. Basta um olhar pela janela a procura de pétalas que chegam ao silêncio.
    Obscuro!

    ResponderEliminar
  60. É o limite: AMEI COMO SE FOSSE MAR...
    Um grande beijinho.
    Bom fim de semana.
    Irene

    ResponderEliminar
  61. Quanto segredo não guarda de nós o silêncio,
    no testemunho do nosso tempo, que horas sozinhas não contam, mergulho de nossos lamentos...

    Os gritos não se fazem de rogados, alhures que não se escutam,
    são os ecos do passado, que as lágrimas não te enxugam estendendo-se pelos lados...

    Minha querida,
    quantos verbos não se comungam
    nas tuas divagações...

    Bjinhus

    Livinha

    ResponderEliminar
  62. Gritar em silêncio por vezes nos faz bem a alma, e por vezes nos machuca demais. Gosto desse silêncio.

    Seus poemas são cheio de ternura, amor, e sensibilidades.

    Eu adoro te ler sempre e sempre. Beijos grande!

    ResponderEliminar
  63. Rosa querida.
    A intensidade de teus poemas, são tocantes.É muito bom te ler, e sentir a emoção que cada um nós proporciona.

    Beijo minha querida, e desculpa a demora.

    ResponderEliminar
  64. Vim te agradecer o carinho e
    conhecer tua casa aqui na net que é linda por demais, que beleza, teu talento é imenso, que belos quadros tu pintas com os pincéis da alma, parabéns,já estou seguindo, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  65. Sonhadora querida!
    Você é demaissssssss!



    Deixa-me ser uma gaivota voando na solidão do entardecer...no limite do tempo...na ilusão da carne...deixa que a minha alma se desprenda de mim e desenhe o teu nome nos muros que me cercam...nas gotas de chuva...no murmúrio do vento...nas pétalas que me afagaram o olhar...no silêncio do meu corpo frio.

    Muita luz e beijos!

    ResponderEliminar
  66. oi seu blog e um encanto adorei e ja to seguindo...
    gostei e por aqui fiquei rsrsrs
    visite o meu cantinho se gostar fique a vontade pra seguir
    xauzinho e boa noite bjss
    http://segredosdeumamulherapaixonada.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  67. Pássaros selvagens sobrevoam
    teu poema oceânico
    e eu estava numa praia azul
    deserta
    incerta no mapa
    oceano verde calda infinita
    de esmeraldas selvagens
    aragens viagens deslumbres
    era meu olhar na gaivota
    dos teus versos
    eu no fundo não estava vendo
    a solidão profunda da gaivota
    naquela tarde solitária
    eu contemplava a imensidão
    e devorava teus versos imersos
    neste uni-verso
    e eu nele
    lendo teus poemas
    de uma doce solidão
    devastadora.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  68. Olá querida


    Nossa que poesia mais linda...
    "naufraguei como se fosse barco...amei como se fosse mar."


    Maravilhoso!


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  69. Rosa, bom dia!
    Belo poema, onde descreve muito bem como nos sentimos quando amamos alguém. Obrigada pelo seu carinho de sempre, um abraço!

    ResponderEliminar
  70. Tu trabalhas a dor
    no convexo de teu ser...

    A trabalhas em palavras
    de canto e desencanto...

    E as deixas caír
    A cada pranto...

    És o meu enigma!

    Mª. Luísa

    ResponderEliminar
  71. Todo dia é dia de amor


    ...Embelezas meus dias,
    minha Alma Pura!

    Já tenho tua luz,
    Luz das alvoradas...

    Tua voz chega,
    ah, almíscar de ternura!

    Há tantas flores,
    há tantas chegadas!

    Machado de Carlos

    ResponderEliminar
  72. Rosa, Querida

    O teu grito silencioso, entra em todos os ouvidos e corações.
    "(...)Deixa-me dizer-te que do ponto mais alto da solidão esperei por ti...(...)"
    Sublime!

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  73. Deixe-me dizer-lhe que gosto muito da sua poesia.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  74. Um grito pelo amor que não te deixam dar...um grito pelo amor que não te permitem receber. Um grito que é de todos nós tantas vezes, amiga! Esperamos a noite para que no seu silêncio se ouça mais longe o nosso grito, grito de desalento, grito de desilusão, gritos de dor; às vezes também gritamos a nossa alegria, mas, nos tempos que correm e na sociedade em que vivemos esse grito é abafado e ninguém parece interessado em ouvir. Lindo, como sempre, Rosa. Parabéns, amiga e obrigada pela partilha. Fica bem!
    Emília

    ResponderEliminar
  75. Rosa
    ...as rosas que a adornaram estão negras e vc se sente nua?
    E eu estou em uma rua...
    triste,
    desolada...
    Sentada na calçada
    esperando o tempo de amar.
    Que se recusa a chegar,
    que se recusa a chegar...

    Um bj, minha querida.
    Vc escreve de um jeito que eu gosto de ler e de sentir.
    Com carinho
    uma rosa
    de
    Fátima

    ResponderEliminar
  76. OI ROSA!
    QUE COISA LINDA.
    QUANDO SE CHEGA A ESTE PONTO SE EXAUSTÃO,DE ALMA VAZIA, POR UM AMOR NÃO CORRESPONDIDO, TEM QUE SE TER EM MENTE QUE A VIDA CONTINUA, QUE NADA É PERMANENTE, QUE SE O AMOR NÃO O FOI, A DOR TAMBÉM NÃO SERÁ.
    ABRÇS

    Zilanicelia.blogspot.com

    ResponderEliminar
  77. "Deixa-me dizer-te do amor...da renúncia...dos anseios que se diluem no tempo...dos desejos por cumprir...dos devaneios dos meus sonhos...das lágrimas caídas do meu corpo..."
    E assim que me sinto em minha solidão de um amor vivido a dois!
    Obrigada pelo teu carinho em meus blogs.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  78. "Deixa-me dizer-te do amor...da renúncia...dos anseios que se diluem no tempo...dos desejos por cumprir...dos devaneios dos meus sonhos...das lágrimas caídas do meu corpo..."
    E assim que me sinto em minha solidão de um amor vivido a dois!
    Obrigada pelo teu carinho em meus blogs.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  79. "Deixa que no silêncio da noite...o meu corpo..."

    o silêncio e a noite: os dois druídas do amor. sabe-o/sábio como ninguém o corpo.

    beijinho, querida sonhadora!

    ResponderEliminar
  80. O querer ser e o querer dizer numa texto poético de grande envolvência. E eu responderia, seja e diga, não peça autorização.
    Belo!

    ResponderEliminar
  81. Estou passando para dizer que suas palvras sao como favo de mel....goteja sabedoria....naquilo que diz: Desejo que contunue a nos dar alegrias com tuas sabias palvras....Palavras as quais sempre trazem por si um aprendizado daquilo que diz...E na formosura e na simpliscidade das tuas elaboradas escritas vai sempre um pedacinho de voce...era como se nos desce parte do seu coração que carrega teus mais puros sentimentos de mulher na qual foste tu criada na sua mais pura sinceridade e na sua fragelidade naquilo que foste formada de maneira honrosa .
    Eu vim de longe, de tão longe, que somente o teu coração pode alcançar essa distância e este sorriso que o amanhã me pedir para te dar.
    Compreendo a tua surpresa diante do que eu te digo. Porém, qual surpresa poderá ser melhor do que o vale encantado que eu trouxe para ti?
    Sim, bem sei que a tuas saudades são maiores do que o encontro de todas as tuas melhores circunstâncias. Mas a saudade tem isso de sempre ser maior do que temos no presente. Porque toda saudade é incompleta por si mesma.
    Porém... Do que te vale mais recordar do que viver? Mais desejar completar a tua saudade do que preencher os teus dias com novas oportunidades?
    Tu me dizes que não as têm? Abraço-te com meu carinho e solidarizo-me contigo...
    Eu também vim de longe para me encantar com suas lindas e sábias palavras que alcançaram meu coração.
    Obrigada grande poeta. Adorei vir aqui e me deslumbrei com as maravilhas de suas inspiração.Tomei a liberdade em postar este comentário em teu blog... Retribuindo desta forma, de uma maneira carinhosa a sua expressiva visita no meu blog, as quais as têm enriquecido com seus mais refinados comentários... Um bom final de semana!
    Um grande abraço! E um carinhoso beijo.... HTTP://www.uanderesuascronicas.blogspot.com

    CONVIDO-A A FAZER PARTE DO MEU BLOG....JA ESTOU SEGUINDO SEU

    ResponderEliminar
  82. Que lindo texto poético.
    Toca a alma de um jeito...
    Emocionante.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderEliminar
  83. Oi Rosa,

    ler seus poemas é um momento único para mim. às vezes volto em outros lá atrás para compreender este daqui.
    Fico brincando com as palavras que voce mais usa e assim vou tentando de conhecer enquanto este dia não chega.

    De tanto ler, acabei escrevendo algo para você. Com todo carinho e sem nenhuma pretensão de te decifrar, mesmo porque os poetas são indecifráveis. Apenas uma homenagem a você que eu considero uma grande poetisa. Vou te mandar por email.

    Beijos

    Leila

    ResponderEliminar
  84. uma prosa poética com a intensidade que a autora já nos habituou nos seus textos.

    um grito na solidão ou a solidão num grito (calado) e comovente.

    beij

    ResponderEliminar
  85. Boa noite, querida amiga Sonhadora.

    Lindo como sempre.
    Chega um tempo em que a solidão é uma boa companheira.

    Tenha um belo fim de semana.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  86. a solidão preenchida pelos teus lindos versos..
    navegando em amor..
    beijos perfumados..

    ResponderEliminar
  87. SIEMPRE ME TRASMITES MUCHOS SENTIMIENTOS.
    BESOS

    ResponderEliminar
  88. querida Rosa sempre em que aqui chego sento e logo não quero mais sair... com teus escritos vou dá solidão a iluminação... Um enorme beijo minha querida e que tua Santa Semana seja de verdadeiro renascer... dia 8 de setembro ai estarei :)

    ResponderEliminar
  89. Boa noite, querida amiga Sonhadora Rosita,

    vengo sobretodo para agradecerte tu gesto y haberme ofrecido un sello tan lindo para el dia de mi aniversario.

    Gracias, merci beaucoup, obrigado por esa amistad y cariño me hacen sentirme aun mas feliz..

    Gosto muito de tua sensibilidade e habilidade em escriver tao lindas poesias..

    feliz fin de semana

    beijos

    por ofrecerme ese sello

    ResponderEliminar
  90. Aqui foi o meu olhar de ternura que ficou preso nestas palavras tão belas as quais descreve a nostalgia da solidão . Lindo amiga! Parabéns!

    Me desculpo que ultimamente por razões de trabalho ando muito ausente; mas sempre estou presente!
    Obrigada por seu carinho deixado lá no meu cantinho nesta minha ausência!
    Lindo fim de semana para você sonhadora!
    Lembranças
    Ange.

    ResponderEliminar
  91. Muito lindo Rosa!.. Parabéns!!!

    Um grande beijo em seu coração e um lindo fim de semana para vc!

    Verinha

    ResponderEliminar
  92. e sempre um gemer de saudade e solidão, querida sonhadora.
    belissima poesia, a tua.

    beijinho.

    ResponderEliminar
  93. A tristeza da solidão, na beleza dos versos.

    abraço

    ResponderEliminar
  94. Madrinha um feliz Domingo beijos no coração.
    Sua afilhada..Evanir

    ResponderEliminar
  95. Hoje você esta aqui Minha Rosa Rainha

    http://amizademarcia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  96. Olá, boa noite!

    Estou noutro computador,

    porque no meu há uma aplicação Texas

    que não deixa comentar.

    Daí a minha forçada ausência.

    Felizmente daqui posso saudá-la!

    Bjsss

    ResponderEliminar
  97. Querida Sonhadora

    Um poema que nos toca bem fundo em nossa alma e nos faz sentir como é doloroso o nosso grito quando ele encontra como único eco o silêncio...

    Minha amiga, um bom fim de semana.

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  98. Gosto dos teus poemas porque, para além doutros bons atributos, eles são intensos da primeira à última palavra.
    Este, é apenas mais um excelente poema teu.
    Rosa, querida amiga, tem uma boa Páscoa.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  99. Querida amiga quando se ama como se fosse o mar e naufragamos, a solidão vai consumir a nossa alma. Sublime!!!
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  100. O seu grito é poesia.
    Suas lágrimas são versos.
    Bom domingo de Ramos!
    Beijinhos.
    Brasil
    ¸.•°`♥✿⊱╮
    °º♫

    ResponderEliminar
  101. Bom dia poetisa linda!

    Quando crescer quero escrever bonito assim!

    Lindo domingo pra ti querida!

    ResponderEliminar
  102. Rosa,sua poesia encanta demais,menina!Linda e tocante a solidão das gaivotas!bjs e bom domingo!

    ResponderEliminar
  103. .

    .

    . em surdina . sussurro.Lhe votos de uma Páscoa feliz e amplamente renovada .

    .

    . e que . a palavra . continue a ser aqui . o grito maior . em todas as intensidades .

    .

    . um beijo meu . sempre amigo . sempre sentido .

    .

    .

    ResponderEliminar
  104. Rosinha

    Mais um grito silencioso de um amor tão forte, como doloroso.
    Beijinho com carinho

    ResponderEliminar
  105. Passando para deixar um carinho e desejar um feliz final de Domingo.
    Venho devagar para não me cansar.
    Os amigos sempre estão dentro do coração..


    Agradecer pela sua presença.
    A amizade é um sentimento sublime, puro e verdadeiro, para possuí-la não é preciso ser rico nem pobre, ter posses ou não. A Amizade é um dom, sentimento nobre que une as pessoas, sinal de confiança integra e recíproca, sem ela não há humanidade, sem ela não há o mundo, pois tudo na vida se origina de uma amizade, mas ela exige um item muito importante, ela tem que ser verdadeira, caso contrário, não há amizade.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  106. Que esse grito do silencio seja ouvido em todos os cantos do mundo de amor...beijos de boa semana pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  107. Olá,Rosa!!

    Nossa minha querida!Emocionei-me ao ler-te!!Falas com uma intensidade que toca fundo! Tua sensibilidade é linda!
    Beijos e meu carinho!
    *Desculpe a demora,mas ando na correria,e tive que reduzir uns dias de posts e visitas.Mas não esqueço os amigos.E sempre que dá, apareço!

    ResponderEliminar
  108. Minha querida: é impressionante como vc faz poesia até quando tenta fazer prosa!... Sabe, a beleza que jorra de seu coração e de suas palavras alimentam-me o espírito!
    Obrigada e bjs,
    Maria Luiza (Lu)

    ResponderEliminar
  109. A tua poesia apesar de fatídica é bebível... seda crepuscular...rica de imagens!!! Fora de série!!!:)

    ResponderEliminar
  110. Hola amiga!

    Seus versos falaram profundamente ao meu coração, que hora anda só e deseja muito se encontrar no outro.

    Solidão difícil conjugar.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  111. que possas ser essa gaivota, mas não caminhando para a solidão, mas uma gaivota planando ao sabor da vida
    beijinhos

    ResponderEliminar
  112. Minha Doce sonhadora: lindo este teu texto O silêncio pode guardar tudo que há dentro de nos é nesse silencio que eu escrevo as minhas charadas a quem chamam poemas.
    Beijinhos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  113. Eu venho e deixo-me perder no encanto dos teus poemas.
    Quantas vezes sinto cada verso como se fosse meu, cada sentimento.
    Um beijo,

    ResponderEliminar
  114. e assim se mergulha em amor em sonhos e se faz poesia
    Bj

    ResponderEliminar
  115. Belíssima declaração Flor,
    muito linda e de grande sensibilidade!
    Encheu-me o coração,
    bjs

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora