BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Eu...não sou eu



Eu...não sou eu...sou uma luta constante entre o corpo e a razão
Uma alma insaciada...ave livre nos céus...anjo negro no limbo
Sou a morfina escorrendo dos dedos...sou o sangue da paixão
Sou a seiva do verso...boca sorvendo o veneno...fundo abismo

Eu...não sou eu...sou um poema sem rima...um verso profano
Lambo as feridas...entrego-me ao vento...banho-me na lama
Sou o eco de mim...vagando errante...resto de um amor insano
Lanço-me no espaço...voo em silêncio...qual fenix em chama

Eu...não sou eu...sou rio sem margem que transbordou do leito
Sou o trovão que anuncia a tempestade...o desejo...a maresia
Sou um corpo que não é meu...esvaziado de vida...desfeito
Sou a mão da desilusão...negro verso envolto em nostalgia

Eu...não sou eu...sou a insana procura...brisa e mar bravio
Busco a luz e envolvo-me na escuridão...sou a noite e o dia
Não nasci e não morri...passei com pressa...estagnei no vazio
Esquecida entre as pedras...percorri os caminhos da fantasia

Eu...não sou eu...sou um corpo cansado...levado pela enxurrada
Vazio de vida e prenhe de dor...entre as folhas mortas...anoitecido
Envolto em silêncio...no limbo do sonho...no fundo da madrugada
Sou a poeta proscrita...útero da palavra...um verso indefinido

Eu...não sou eu...sou a alucinação dos meus loucos pensamentos
Sou o tempo gasto...uma viagem sem regresso...infinita despedida
Tão longe de mim num corpo que se fez pó...vestido de lamentos
Fustigada pelo vento...amordaçada pela noite...sufocada pela vida

Eu...não sou eu...sou a ilusão por saciar...sou a sede do deserto
Sou a fonte a jorrar poemas...um corpo vazio em combustão
Sou o tudo e nada...o tempo e a pausa...longe do céu e tão perto
Imersa no silêncio da noite...envolta em serena e triste solidão

RosaSolidão



101 comentários:

  1. De uma sintonia com o passar da vida esse seu poema!!
    "...Sou o eco de mim"...
    Ao vermos a vida correr por entre nossos dedos... restam "ecos" de uma existência! Lindo!!
    Abraço, Célia.

    ResponderEliminar
  2. Um poema lindo e forte, sempre bom ler você, beijos.

    ResponderEliminar
  3. Olá minha querida amiga Rosa.

    Para além de passar sempre por aqui para ler as tuas palavras sempre sensíveis, venho te dizer que estive a ler o teu encontro de chá na sala da Rosana, por onde também já tive o privilégio de passar. Como sempre, sou um penetra abusado e lá apareci eu para tomar o chá com vocês rsrsrsrsr.... Ficamos todos a saber mais sobre essa RosaSolidão ou Sonhadora, que de certa maneira não conhecíamos bem.
    Deixei lá uma mensagem para ti.
    Depois quando puderes vai ver.
    Com o carinho de sempre aqui fica o meu beijo.
    Victor Gil

    ResponderEliminar
  4. Lindo... Eu, não sou Eu.

    Serei o Eterno Predador em busca de Mim... Entre o Casto e a Perdição!

    Bjs,
    Marlene

    ResponderEliminar
  5. Solidão é tudo isto.Nos faz amargas e tristes.Fugir da solidão é fazer da vida lindos versos repletos de esperanças.Escreves lindamente e com muita sensibilidade.Muita luz querida e grandes voos vida afora.Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  6. Que cantinho mais gostoso de pousar.... Lindos poemas... Um lugarzinho que sempre irei voltar!
    Parabens pelo blog!!!
    Se quiser dar uma passadinha pelo meu sera muito bem vinda... ficarei feliz em te-la entre meus amigos!
    Fique com Deus...

    http://grandes-mestres.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Boa noite...E quando nao sabemos quem somos e quando mais sofremos...belo como sempre! Adoro, embora esteja mais calma...bjin

    ResponderEliminar
  8. Sempre me emociono com tua voz,moça sonhadora!

    Beijinho encantado!

    ResponderEliminar
  9. Ei Rosa!
    Linda poesia! Que sua solidão seja a solidão dos poetas, mas que você seja muito feliz na sua vida
    Beijos floridos na sua alma!
    Gd beijo

    ResponderEliminar
  10. Um prazer ler-te.
    Um grande bj querida amiga

    ResponderEliminar
  11. lágrimas me fizeram companhia quando li este poema..

    "sou a morfina escorrendo dos dedos"
    "um corpo cansado..vazio de vida e prenhe de dor"

    não sei mais viver sem te ler..

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  12. " Eu não sou eu"...sou tudo e nada, tempo e pausa...longe do céu e perto da solidão que me envolve no silêncio da noite... Maravilhoso "nada" que escreve assim!!!
    Beijo terno
    Graça

    ResponderEliminar
  13. Rosa querida, eu não sou eu também, muitas vezes.
    Lindo seu poetizar, como sempre me encanto e vou contigo em cada verso.

    Beijos com muito carinho no teu ♥

    ResponderEliminar
  14. Querida amiga Sonhadora!

    Seus poemas são muito senciveis.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  15. Boa noite minha linda rosa!
    Sua visita me cativa muito...só não sei explicar...tbm existe coisas que nem é preciso...quando se trata de amizade principalmente...
    O que me ecanta nestas tuas poesias é a maneira do sentir expresso em frases que deleitamos ao ler...
    Bjssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  16. Rosa!

    Sempre me encontro em seus poemas maravilhosos!!!


    "Sou a poeta proscrita...útero da palavra...esquecida e mal amada"

    Um beijo e meu carinho!

    Sonia Regina

    ResponderEliminar
  17. Verso perfeito, profundo em parceria com a tristeza das hora descrentes em que mareias...
    Uma mistura de tudo ao dizer contrariamente que não se é nada...

    Faz parte quando assim estamos, desfazemo-nos de nós, desacreditando que não sabemos o quanto somos especiais...

    Sempre eternecida com teus versos Rosa...

    Mta paz pra ti

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  18. ESOS VERSOS SUYOS... CONMUEVEN, SE SIENTEN.
    BESOS

    ResponderEliminar
  19. Leio-te,pq é sp um prazer!
    Visito-te pq me sinto bem em tua "casa"!
    Obrigada,minha querida,pelo teu cuidado.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  20. Simplesmente maravilhoso, forte e poderoso! Adorei! Bjs

    ResponderEliminar
  21. Tu tens a inspiração enorme em ti.Linda poesia, mais uma vez!beijos,chica

    ResponderEliminar
  22. Querida Rosa, fiquei feliz por te fazer rir, mas cada vez que leio um poema teu o meu sentir entristece...até dói minha amiga tanta mágoa dentro dessa alma...Ofereço-te uma quadra de um poema meu com o titulo QUEM SOU...Beijos com carinho

    Sou ave que em viagem
    Procura o entardecer
    Ou talvez uma miragem
    Na aridez do meu ser.

    Ás vezes me sinto assim...

    ResponderEliminar
  23. Muitas vezes nos sentimos perdidos entre tantos sentimentos vazios,,,sem sentido,,,sem caminhos...grande beijo de bom dia pra ti querida.

    ResponderEliminar
  24. Oi querida Rosa

    Perfeito!!!!

    Não ser você e ser todos os mais lindos sentimentos...

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  25. querida amiga sonhadora,
    neste meu meio regresso, não resisto a um aceno, seguro de que o "eu", nunca espécie de esquizofrenia existencial, nunca se faz singular... por isso, nada é o que parece e se parece raramente o é.
    um beijinho!

    ResponderEliminar
  26. Lindo este seu poema,
    De uma luta constante
    Porque escolheu este tema
    Tudo na vida é importante
    De noite ou de dia
    Sonhando ou não
    Viver com alegria
    E amor no coração.

    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  27. Minha querida, fico lendo seus versos e admirando o talento imenso que você tem...
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  28. Voce é esta fonte inesgotavel de inspiração, a falar da vida, das dores do coração, da vida que se quer sempre bela.Voce é isto, uma poesia em festa.
    Meu terno abraço.
    Bju.

    ResponderEliminar
  29. A eterna dúvida do EU, só que excelentemente escrita em bela poesia!
    Bjo

    ResponderEliminar
  30. A anáfora, no início de cada estrofe, confere ao poema um ritmo e uma melodia muito agradáveis.
    Ao nível da estrutura interna sobressai a velha questão das dúvidas existenciais que sempre se colocam ao ser humano, na sua complexidade.

    Gostei!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  31. Rosa,

    Aportei no seu blog e me deparei com esse poma denso, a eterna luta d ser e não ser, com todas as suas angustias. Lindo.
    Gostei de ter vindo aqui.

    bjo

    ResponderEliminar
  32. Hola amiga!

    Belo poema, entre ser ou não ser, nos encontramos no "eu", ainda que travestido de "sou".

    Assim como o "eu", o "sou" pode ser tudo isto e muito mais.

    Parabéns pelo blog.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  33. Comovente, lindo e forte!!!A sua tristeza é triste, não tem escapes...

    Beijo

    ResponderEliminar
  34. Rosinha minha amiga linda, espetacular seu post....

    Obrigadão pela sua visita, vc me encanta sempre que vem!!!!!!!

    Beijos do ZC

    ResponderEliminar
  35. Querida amiga,

    Belo!!! Você é linda amiga.

    "sou uma luta constante entre o corpo e a razão".

    Acho que somos todos assim...

    Beijos com carinho, Rosa

    ResponderEliminar
  36. Levitei em meio a tamanha beleza e
    sensibilidade.
    Estupendo poema!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  37. Maravilhoso Sonhadora maravilhoso
    gostei da insana procura , é o que és, o que somos.
    Voce sempre intensa , verdadeira , sendo rio e margem.
    chic, esplêndida!
    parabéns
    fica os abraços

    ResponderEliminar
  38. Triste como sempre, querida Rosa...mas você consegue colocar mel e suavidade nessa melancolia tão doída. Bjs, minha querida

    ResponderEliminar
  39. Estou colhendo cada gota de esperança pra transbordar em versos de felicidade.

    (Sirlei L. Passolongo)

    Beijos e o meu carinho....M@ria

    ResponderEliminar
  40. Amiga Sonhadora,
    Este poema é encantador, sublime e muito profundo.
    O tempo está aí, passando, vindo sobre nós, e sem distinção. Não há como escapar dele.
    Ficam as letras eternizadas na alma.
    Tuas letras transcendem, passam por ele.

    "Tento querer, quero esse tempo paralisar!
    Quero esse momento tão arredio segurar...
    Não quero perder nem um último segundo!"

    Senti isso...
    Um abraço afetuoso, beijos.

    ResponderEliminar
  41. Maravilha minha Amiga...Belo...Temos sempre de nos repetir....
    Beijo

    ResponderEliminar
  42. Querida amiga Sonhadora!
    Vi à dias escrito por si, algures por aí,que não era poetisa, e eu pergunto quem escreve assim, o que é?

    "A Sónia diz que você coloca um pouco de mel nessa melancolia tão doída"
    Eu também acho.

    beijinho,
    José.

    ResponderEliminar
  43. Um lindo final de semana pra ti querida amiga, muito amor, paz e poesia...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  44. Olá Sonhadora
    Muitas vezes nos perdemos de nós mesmos, e ficamos à deriva do próprio destino.
    Bjux

    ResponderEliminar
  45. Poema forte e inquietante. Entre a razão e a emoção.

    beijo

    ResponderEliminar
  46. Olá,Rosa!!!

    Nossa...com uma sensibilidade característica nos transporta para mil inquietações, dúvidas, e desilusões...
    E quantas vezes não nos sentimos assim...não sendo nós mesmas...Incrível minha querida!!!
    São versos sofridos,mas de uma beleza inegável!!

    Beijos minha querida!!!
    Tenha um lindo dia e um final de semana bem feliz!

    ResponderEliminar
  47. amei aqui fico seguindo-te e lendo toda essas maravilhas com mais calma.beijoss

    ResponderEliminar
  48. Sucede algumaas vezes "eu não ser eu"
    e até me surpreender com essa situação.Umas vezes pela positiva,
    muitas pela negativa.
    Você escreve mtº. bem e sabe
    expor situações de uma forma
    sublime.
    Bom fim de semana
    Bj.

    ResponderEliminar
  49. QUERIDA SANHADORA
    "Sou a fonte a jorrar poemas..." seria maravilhoso vê-la prossegir na estrada da vida com dias de sol a florir.
    Bjs em sua alma.

    ResponderEliminar
  50. Minha querida amiga Rosa!
    Teu poema está lindo... Tua alma floresce em letras...
    Um grande abraço com carinho.
    BOm fim de semana!
    Rosana
    PS.: Agradeço o teu carinho!

    ResponderEliminar
  51. Amiga Rosa,

    Estava aqui a ler e a pensar nas palavras da Maria José ontem:
    - Como ler os poemas da Rosa Solidão?
    Só mesmo ela!

    Sabes que concordo, mas descansa, que vais ver os momentos depois, se não filmados, pelo menos em fotos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  52. olá paz.
    vim conhecer seu cantinho e achei lindo. tenha um maravilhoso dia na presença de Deus. bjs

    ResponderEliminar
  53. Nem somando todas as minhas dúvidas e incertezas
    não deixarei de seguir sempre em frente.
    Não é duvidas que trago no meu coração,
    mais uma convicção de que vencerei todos os obstaculos
    que hoje paresse não ter fim.
    Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem
    perder o que temos de melhor em nós a fé
    ,,bem maior que temos em nossas vidas.
    E isso não vou perder nunca.
    Hoje só quero deixar muito amor e carinho
    pois você mereçe tudo de bom
    nessa vida.
    Estarei aqui sempre que Deus me permitir
    você tem contribuido para que
    a cada dia me sinta mais forte.
    Creio posso viver melhor
    e muito mais feliz com seu carinho.
    Deus abençoe seu final de semana beijos no coração,Evanir.
    Muita paz no coração.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    Se queremos progredir, não devemos repetir a história,
    mas fazer uma história nova.(Mahatma Ghandhi)

    ResponderEliminar
  54. Oi Rosa! Passando para me deliciar com mais um dos teus belos poemas. Adorei, com ênfase para a estrofe abaixo:


    Eu...não sou eu...sou rio sem margem que transbordou do leito
    Sou o trovão que anuncia a tempestade...o desejo...a maresia
    Sou um corpo que não é meu...esvaziado de vida...desfeito
    Sou a mão da desilusão...negro verso envolto em nostalgia

    Beijos e ótimo final de semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  55. Somos corpos de muitas dimensões. Doces dimensões!
    Beijos querida!
    Lindo!
    Carla

    ResponderEliminar
  56. Oi!

    Lindo seu poemas como sempre.
    Ótimo Fim de Semana!

    Beijos!


    PS: Envie biografia.

    ResponderEliminar
  57. Tão tristes e tão lindos versos.
    Gosto da doçura de tuas palavras amiga.Bjos achocolatados.

    ResponderEliminar
  58. Sim, és tu! Ainda por cima, poeta!

    Beijo, minha querida!

    Inês

    ResponderEliminar
  59. Um poema lindo e forte, sempre tão agradáveis de ler!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  60. "...sou poema sem rima.....sou corpo cansado..."

    - sou vida sem vida e um amor acabado.

    Lindíssimo poemaSonhadora.
    Obrigada pela visita. Ando meio sem ânimo para postagens. Fiquei longe daqui por um tempo e os amigos dispersaram. É uma pena ! Adorava ler os posts e ver os comentarios - isto bos dá estímulo pra continuar.
    Beijos no coração.

    ResponderEliminar
  61. Carinhosamente desejo a você
    um feliz final de semana.
    Creia você é muito importante para mim
    e lembre sempre.
    Deus não é nada do que você
    possa imaginar,ele é tudo que
    você pode amar sem medo.
    Bjs no seu coração,Evanir.
    Levando um pouco de você.
    E deixando um poco de Mim.

    ResponderEliminar
  62. Nós somos tudo isso, não somos nada disso, somos uma eterna contradição e uma constante mudança.
    Beijosss

    ResponderEliminar
  63. .

    .

    . não.ser . na plenitude da demanda in.cessante . ou trampolim para a vida inteira .

    .

    .

    .

    . um beijo . nesta jornada d`a.penas asa .

    .

    .

    ResponderEliminar
  64. Olá, vim te visitar, te oferecer o selo um toque de preciosidade e deixar um beijinho
    san

    ResponderEliminar
  65. Somos e não somos, dependendo que quem nos vê. Somos e não somos, dependendo de como nos olhamos. Somos, realmente, tudo e nada. Mas existimos, nos movemos como o vento, acolhemos e somos acolhidos. Somos a realidade e a ilusão. E todos somos como descreveu nesses versos lindos e completos.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  66. Sonhadora,

    Você... sim é você!

    Suas palavras inquietas te fazem uma grande poeta.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderEliminar
  67. ...Rosinha minha doce
    flor de além mar,

    venho ler-te e deixar
    beijos de encanto
    neste lindo e terno
    coração!

    muahhhhhhhhhhh

    ResponderEliminar
  68. Sempre digo muito a Ela. Eu sou eu em Você!
    Realmente um belos poema. Um ensaio de si mesmo. Constantemente fazemos isso!

    ResponderEliminar
  69. Oh, Notável e Excelente Poetiza Amiga e Sublime:
    "...Eu...não sou eu...sou um poema sem rima...um verso profano
    Lambo as feridas...entrego-me ao vento...banho-me na lama
    Sou o eco de mim...vagando errante...resto de um amor insano
    Lanço-me no espaço...voo em silêncio...qual fenix em chama..."

    Quanta ternura e encanto que coloca nos seus versos tristes.
    Creio que o faz de forma fabulosa e ímpar de pureza e beleza imensas.
    Parabéns. É mágica e divinal.
    Os seus versos são escritos com o seu coração lindo.
    Beijinhos amigos de respeito, estima e consideração pela delícia de poetiza que é e significa.
    Sempre a admirá-la

    pena

    Bem-Haja, pela ternura deixada no meu blogue.
    É notável.
    Bem-Haja, pela honra da sua pura amizade.
    Adorei.
    É extraordinária, poetiza amiga.

    ResponderEliminar
  70. Um excelente domingo e uma semana cheia de poesia e paz pra ti minha amiga querida,,,beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  71. olá amiga e poetisa do Monte da Lua!

    tu és muito tu, mesmo quando na ilusão de o não querer ser!

    obrigado pelo convite para o delicioso chá com a Rosana.

    beijo e kandandos meus... inté.
    Ubunto!

    ResponderEliminar
  72. Sempre tristes mas, belos demais as tuas inspirações Rosa.
    Meu beijo carinhoso e otima semana.
    Grata por tua gentil visita.
    Jady

    ResponderEliminar
  73. Fabuloso «eu, não sou eu», querida Rosa Solidão ou sonhadora.
    «Eu...não sou eu...sou um corpo cansado...levado pela enxurrada
    Vazio de vida e prenhe de dor...entre as folhas mortas...anoitecido
    Envolto em silêncio...no limbo do sonho...no fundo da madrugada
    Sou a poeta proscrita...útero da palavra...um verso indefinido» Todo um correr de palavras poéticas e sublimemente tristes, as quais dão uma beleza ao poema magnifica. Quanta sensibilidade existe em tua alma poética, querida amiga.
    Adorei. Bjito amigo e uma flor de alegria, pode ser?

    ResponderEliminar
  74. Querida poetisa como sempre os seus poemas tocam a minha alma.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  75. Rosa Solidão,
    Alentejana também
    Do Alentejo com paixão
    Concordo consigo, está bem
    Pode tratar-me como quizer
    Minha amiga alentejana
    Nasci nas Fornalhas Velhas
    Próximo de Messejana
    Nas margens do Rio Sado
    Ao passar vi lindas moçoilas
    A olhá-lhas fiquei parada
    Lá no campo as papoilas.

    Pelo seu comentário obrigado,
    Com suas palavras de carinho
    Fiquei contente por uma Rosa ter encontrado
    Nascida de uma roseira com miminho.

    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  76. Amiga, passando para lhe deixar um beijinho e agradecer seu sempre carinho.
    Que a semana lhe sorria logo na segunda, cheia de PAZ e luzes coloridas...

    ResponderEliminar
  77. Uma gde poetisa tu és amiga.

    Saudades...

    beijooo.

    ResponderEliminar
  78. somos tanto não sendo nada, e sendo nadasomos a vida quepalpitano ar
    beijinhos

    ResponderEliminar
  79. Solidão

    Tanta coisa que não se é, para tudo redundar em solidão. A solidão que parece não ter solução, a não ser uma bela e intensa prosa poética.
    Beijos

    ResponderEliminar
  80. A solidão faz isso com a gente..até belos poemas, um abraço.

    ResponderEliminar
  81. Olá. Obrigada pela visita. Será sempre muito bem recebida. Somos dualidade, dicotomia, o sim e o não. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  82. Um barco parado no cais de espera
    Amarras soltas do frio ferro
    Uma gaivota adormeceu sem penas
    Uma criança chora no meio do aterro

    Cheio de penas amarro a alma
    Uma saudade arrocha meu peito
    Sou um caçador de nuvens breves
    Um romântico sem ponta de jeito

    Um barco de papel perdido do norte
    Roseira plantada num campo de pedras nuas
    Uma casa perdida da sua cidade
    Um labirinto feito de mil e muitas ruas

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  83. Belo e triste, minha amiga.

    Deixo um beijo




    (linda a entrevista!)

    ResponderEliminar
  84. Querida amiga Flor,
    amei a sua entrevista para a Rosana! Obrigada pelo seu carinho e amizade de sempre,
    bjs

    ResponderEliminar
  85. Uma solidão em meio a multidão... passei para desejar-te uma semana de encontros encontrados, muitos sorrisos e dias ternurentos. Um beijo enorme no coração amiga Rosa.

    ResponderEliminar
  86. Lindo miga mas...quem é quem? haverá alguém que sabe na verdade quem é...? não acho não...muito lindo.
    Feliz semana
    Bjito
    SOL

    ResponderEliminar
  87. Esse versos são muito bonito.É a solidão que inspira os poetas.Desejo um ótimo começo de semana cheio de coisas maravilhosa pra você. Beijo grande!
    Smareis

    ResponderEliminar
  88. Passei para cumprimentar,
    Muito pouco para dizer
    Sempre aqui irei voltar
    Seus poemas gosto de ler.

    Dorma bem. Amanhã novo dia
    vamos ter.
    Com o Sol abrilhar.
    Se atrás das nuvens não se esconder.

    Um bjo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  89. Olá querida amiga, boa noite!
    Finalmente estou de volta outra vez
    O antigo meu blogue "PALAVRAS QUE FALAM", deixei de ter acesso a postagens, por ter perdido a palavra passe, por esse motivo, criei este novo espaço que agora vos dou a conhecer. "PALAVRAS AO VENTO". Espero que gostem.

    Lindo o teu poema, Rosa, como de resto, nos habituaste.
    Já tinha muitas saudades de estar convosco.

    Beijos muitos, de carinho e amizade.

    Mário.

    ResponderEliminar
  90. Boa noite Rosa!
    Muito bonito,seu poema!
    Obrigada pelo comentário no meu
    blog.
    Desejo-lhe uma semana muito feliz!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  91. Olá linda!
    Sabe?
    Cada vez que aqui venho, me encanto.
    E não falo de um encantamento passageiro não, levo comigo na essência.
    Porque encontro aqui a poesia tatuada, cravada.
    E sua seiva nos toca e penetra a alma.
    És poetisa sim e das melhores.

    Beijinho amada.

    ResponderEliminar
  92. Gostei muito.

    Sinto que há muito sofrimento me cada verso, mas é geralmente essa a razão para os melhores poemas.

    Ana Sofia

    ResponderEliminar
  93. Minha querida amiga,
    São tantas as vezes em que "nós" não somos "nós"...
    Temos de aguardar por um raio de luz que nos levará a esse encontro que nos permite ser o que sempre fomos e continuamos a ser.

    Beijinho grande com amizade e carinho

    ResponderEliminar
  94. .

    .

    . 100 comentários . e sem palavras que não sejam as de re.ler avida.mente o suspiro que aqui re.encontro .

    .

    . um beijo . íntegro .

    .

    .

    ResponderEliminar
  95. OLá Rosa!
    Passei para te deixar um beijinho.
    Te ler novamente e sair daqui plena de poesia.

    Beijinho amada

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora