BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

VIVE EM MIM...


Vive no meu corpo alguém que já morreu...apenas o retrato
Da menina que fui ainda existe...da mulher somente restou
Uma sombra quase morta que dentro de mim ainda guardo
No retrato amarelecido no tempo onde me vejo e não estou

Vivem no meu corpo recordações perfumadas de silêncio
No meu rosto pedaços de luz querendo romper a escuridão
Na moldura enegrecida onde tristemente ainda permaneço
Nesse olhar onde já não existe nenhuma réstia de ilusão

Vive no meu corpo um desejo quase cinza...quase morte
Num grito rouco e profundo ...lá bem no fundo de mim
Esse fogo de amor perdido...bailando no ventre da noite
Embalando nos braços a quimera do beijo que não senti

Vive para sempre no meu corpo...esse sonho que sonhei
Quando o sol se apagou e a noite deixou de amanhecer
E perdida no meu olhar ficou...aquela lágrima que te dei
Um perfume vago de saudade...pranto do meu entardecer

Vive preso nas minhas mãos o crepúsculo...como um adeus
Travo amargo com que teci as ilusões da menina da moldura
Que ficou presa no espelho...como uma sombra que morreu
Neste corpo que já não sinto...na minha alma que é lonjura

Vive no fio da navalha a mulher que em vida se amortalhou
Tão despida de ilusão neste abismo negro esculpido pela dor
No meu rosto entardecido pelas marcas que o tempo deixou
Nesta treva que me cobre...sepultei todos os sonhos de amor


136 comentários:

  1. Vive é um verbo bonito, até nos versos.

    Assim sendo os sonhos nunca são sepultados, nem os do amor nem os outros.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. A vida passa levando a juventude , nossos sonhos e ficam as tristezas e desilusões... muito triste. Uma poesia, maravilhosa querida poeta. Bjus mil.

    ResponderEliminar
  3. Ô dona moça, que porreta vivenciar o quanto foi bom a juventude, né não?

    O tempo passa, mas, as boas lembranças refletem na atualidade, repare... kkk

    O Sibarita

    ResponderEliminar
  4. Olá poetisa, e que tudo esteja bem!

    É por este motivo que devemos viver sempre com intensidade, pois ao final somente restarão as boas lembranças, e não há nada que façamos que modifique o encerramento!

    Ainda que sob a saudade das lembranças é este teu poema tão intenso quanto outros que cá compartilhou, obrigado e parabéns!

    E eu agradecido por tuas visitas e gentis comentários, e pela amizade em compartilhar eu deixo meu desejo para que tenha sempre a felicidade intensa em teu viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
  5. É lindo,mas tão triste,tão intenso..
    Recordar também é viver.

    ResponderEliminar
  6. Aquela menina deve viver sempre na nova mulher.LINDA!!! beijos,ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  7. Vive em suas mãos toda a natureza poética, que voa nas linhas e entrelinhas da beleza! Um abraço, Rosa Solidão!

    ResponderEliminar
  8. oi minha amiga,

    mesmo que o tempo nos roube a juventude,
    o espírito de menina deve permanecer nos nossos corações,
    e o seu permanece e muito inspirado...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Bom dia Rosa minha querida amiga
    A juventude passou mas os sonhos precisam ser sonhados e vivenciados em toda a sua plenitude. São eles a mola que nos impulsiona a seguir em busca da felicidade.
    Um dia de paz e luz
    Beijos com carinho

    ResponderEliminar

  10. 'Para quê recordar os dias do passado? Pranteiam o vento e o mar a triste sorte, não chores amargurado, medita nesta morte'

    Estas são palavras de Lamartine, num romance denominado 'Regina e Graziela' que os meus pais leram e que eu tenho vontade de encontrar. A passagem acima, dizia-a a minha mãe. Ela costumava ler em voz alta e algumas coisas me ficaram na memória.

    Isto para dizer, querida Rosa, que o género que cultiva faz-me lembrar os autores românticos. E fá-lo tão bem, e escreve divinamente, que me sinto transportada àquela época.

    Quem é que não recorda os dias do passado e não sente um certo travo amargo, pelo que foi e agora não é, por todas as ilusões desfeitas, por um caminho percorrido que não corresponde ao almejado?

    Minha amiga, adorei o seu poema, pelos sentimentos e sensações que tão bem sabe transmitir-nos e pela utilização sábia das palavras, fazendo-as suas.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar

  11. :) Falta uma palavra na citação acima:

    'não chores coração amargurado'

    bjs

    ResponderEliminar
  12. Olá, querida Rosinha!

    Ai, essa dor, que continua a dilacerar o seu "eu-lírico"!

    Na entrevista que deu à Anne Lieri, que li e comentei, afirmou ter tido uma infância feliz. Então e depois? O que falhou? O que teve ou não teve, ou o que depois perdeu? Claro que não é para responder. Estamos apenas a pensar em conjunto e em voz alta, mas há pessoas que nem às paredes se confessam, não tenham elas ouvidos.

    Evidentemente que também podemos ler toda a sua poesia com olhos multicolores, melhores e com mais cores que as do arco-íris, porque uma coisa é A PESSOA, OUTRA É A POETISA E AQUILO QUE ELA ESCREVE, QUE PODE NÃO CORRESPONDER, EM NADA, À REALIDADE DA MESMA, PORQUE ELA É O OPOSTO DO QUE NOS DÁ A LER (estou a ver, a lembrar-me das suas fotos já adulta, que colocou no seu blogue). ELA É MUITO FELIZ E NO SEU CORPO HABITA A ALEGRIA, COM ALTOS E BAIXOS, COMO EM TODOS NÓS, MAS ELA GOSTA DE ESCREVER TRISTEZA, PRANTO, DOR E DESENGANO.

    Fiz um diagnóstico otimista, porque, normalmente, o que escrevemos corresponde àquilo que sentimos, desejamos, fizemos ou gostaríamos de fazer (eu, ontem, com aquele "Ferrero Rocher".

    Eu não sou, por natureza, dolorosa nem pessimista, e essa minha atitude tira-me dez anos de cima, no mínimo. HABITUEI-ME A SER FELIZ.

    O seu poema carregado de pesar, amargura e recordações, alimentam e engordam todo um passado/presente/futuro, que esteve, está e estará "condenado", e ao qual parece querer continuar a estar "presa".

    O que eu ontem escrevi, fi-lo à laia de brincadeira, desafio, provocação e porque tinha já muita vontade de "pôr a mão na massa" e de dar largas à minha imaginação, E...

    NÃO CORRESPONDE, POSSO ASSEGURAR-LHE, A UM MOMENTO MENOS BOM, MENOS DOCE DA MINHA VIDA, MAS SIM À VONTADE DE "SABOREAR" UM BOMBOM DAQUELES (não estou a falar de Ferrero Rocher, logicamente) A QUE QUALQUER MULHER, normal, LHE CHAMARIA UM FIGO, mesmo que temporariamente.

    Infelizmente, há vontades reprimidas, recalcamentos e coisas que não se dizem ou não se devem dizer, mas eu, e com OS DEVIDOS LIMITES, "cantarei até que a voz me doa", como diz o fado interpretado por Maria da Fé, ou seja, direi sempre o que me vai na alma, ignorando totalmente os rótulos e classificações, que deixo para a Zoologia, por exemplo.

    Eu adoro o belo, embora digam que o importante é sobretudo a beleza interior. Concordo, parcialmente, porque se conseguirmos aliar as duas, temos o paraíso na terra.

    Estou muto bem psicologicamente, embora da parte física já não possa dizer o mesmo, e depois dos quarenta parece que surge tudo ao mesmo tempo, mas vou continuar percurso com determinação, boa autoestima, e quem sabe se esta noite, um príncipe não virá buscar-me/roubar-me numa carruagem? Acredite que iria, sem olhar para trás, sem sequer pensar, questionar ou reflexionar e sem pensar nas possíveis consequências, porque há momentos que só acontecem UMA VEZ NA VIDA e ninguém se banha duas vezes na mesma água do rio, segundo dizia Heraclito.

    A MIHHA DESMESURADA IMAGINAÇÃO FAZ-ME SER TÃO FELIZ, MAS NÃO SOU NÉSCIA, NEM VIVO NO MUNDO DO "FAZ DE CONTA", NÃO. VIVO NESTE E COM OS PÉS BEM ASSENTES NA TERRA.

    Hoje, particularmente, sinto-me alindada, bonita e confiante, porque há DIAS ASSIM...

    Decididamente, eu não sei escrever pouco, por natureza, apetência, deformação profissional ou porque os meus dedos ainda vão mexendo, sem "ites", mas pobrezinha da minha mão direita.

    Estive a desbobinar, PUBLICAMENTE, sobre o meu eu, e até parece que me esqueci de comentar o seu poema, mas não. Fi-lo direta e indiretamente, como convém. BASTA SABER LER, INTERPRETAR E PENSAR.

    TENHA UM DIA LUMINOSO (Sintra tem micro clima e há muitas vezes neblina, por aí) e cheio de alegria, porque vive na terra de LORD BYRON e de outros afamados poetas e escritores de prosa.

    Um beijo afetuoso para si, e boa semana.

    ResponderEliminar
  13. Bom Dia madrinha.
    Obrigada pelo carinho da sua visita
    hoje estarei colocando seu banner no meu blog.
    Com meu troca troca de blog acabei deixando muitos link sem colocar.
    Por gentileza me envia seu email.
    evanir_garcia@hotmail.com.
    Sua afilhada precisa falar contigo.
    Beijos feliz semana.

    ResponderEliminar
  14. Oi amiga Rosa Maria,vejo muita tristeza em cada verso.
    Deus nos dá a vida,para vivê-la e amarmos à nos mesmos;devemos ergue-nos,com altivez e aceitarmos o que nos foi determinado mesmo em momentos que nos pareçam amargos. Tropeços todos nós temos,sejam em saúde ou na vida pessoal,mas devemos lembrar que esses tropeços,mais tarde nos servirão de degraus para uma evolução na vida.Por isso,viva o hoje,alegre feliz lembrando que o amanhã somente o Mestre Divino é quem saberá.
    Fique em paz.
    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  15. Que lindo amiga...me vi esta menina deste poema...e apesar de ser um pouco mais menina que vc...sinto que quando eu tiver a sua idade ainda assim verei esta mesma menina...estes dias eu estava olhando para uma fotinha amarelada minha...o meu rosto mudou...meu sorriso mudou...até brilho no olhar mudou...mais meus sonhos de menina continuam em mim...em formas de lembranças...lindo..lindo este poema e me vi nele...Falar nisto agradeço muito a Deus por conservar em mim este espirito de menina..a menina que fui!que sou!e que sempre ei de ser..apesar das grandes mudanças que sofremos ao longo dos anos...adorei vir aqui hoje!deixo um abraço...querida!

    ResponderEliminar
  16. Querida Rosa
    Tudo vive...até um dia!
    Um poema muito belo e ...triste!
    Mas há algo que,enquanto vivermos, não podemos deixar morrer: são os nossos sonhos de amor!
    Uma boa semana
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  17. Minha querida Rosa Maria. Como se pode comentar obras primas? Como comentar a perfeição de versos perfeitos ditados por uma inspiração divina? Não sei de que sua alma se constitui, só sei que ela é de um brilho único. Comentar suas poesias é falar isso de você. Parabéns.
    Rosa Maria minha admiração e respeito poético pela perfeição que você é. Beijos

    ResponderEliminar
  18. Magnífica magnífica poesia minha querida Rosa Maria...os sonhos têm porém a capacidade de renascer renovados...uma vez sonhados ganham vida própria e se os adiamos vivem em nós até se fazerem acontecer...!
    Beijinhos amiga querida!
    Maria

    ResponderEliminar
  19. Vive no meu corpo alguém que já morreu...apenas o retrato
    Da menina que fui ainda esxiste ...da mulher somente restou
    Uma sombra quase morta que dentro de mim ainda guardo
    No retrato amarelecido no tempo onde me vejo e não estou.

    Amiga Rosa Maria, muito lindo estes versos, muito emociomante,
    da maneira como se refere ao passado. A vida é assim mesmo.
    Resta-nos recardar os bons e os menos bons momentos já vividos!

    Obrigado pela visita. Pensa positivo, tenta esquecer tudo o que te apoquenta.
    Um beijinho
    Eduardo

    ResponderEliminar
  20. Sonhos de amor precisam ser enterrados, Rosa, porque é assim que eles renascem. Beijos!

    ResponderEliminar
  21. Estamos sempre presos num retrato
    Estamos sempre dentro de um verso aprisionado
    Nas quimeras esquecidas
    Nos poemas sepultados na saudade

    Bjo.

    ResponderEliminar
  22. É sempre a magia da sua poesia
    tão bem escrita que é o mais
    importante. A razão deste tipo
    de escrita, é sua, e eu não a
    quero corromper.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  23. Olá amiga Rosa Maria!
    Lindamente escrito querida poeta, apesar de triste e amargurado.Quantas e quantas desilusões temos em nossa vivência, mas não podemos deixar morrer a esperança, o que fomos é passado,tudo muda, mas apesar dos pesares a vida é bela e a foto de hoje pode ser ainda mais florida.Como sempre te aplaudo em pé...
    Beijos com muito carinho
    Marilene

    ResponderEliminar
  24. Rosa: Há coisa que ficam sempre no nosso coração. gostei do teu poema.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  25. Lá fora a vida passa, por vezes apenas o sofrimento deixa.
    As tuas palavras dizem-me tanto sempre.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  26. Vive em nós cada corpo que fez parte da nossa história...
    Beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  27. Querida Rosa,

    Admirável este teu talento

    poético, as tuas palavras

    carregam um sentir de uma beleza

    única,dolorida que transfiguram

    os significados e num sopro

    poético deslumbrante,renasce

    em nós,profundamente,na alma

    esta essência confessional

    da poesia...

    Adoro ler-te e fico grata

    por este momento!!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  28. Uma profunda tradução do que é a vida. Bem assim Rosa e cabe a nós neste intervalo viver cada instante para boas lembranças reviver.
    Saudades daqui.
    Uma linda semana a você com meu terno abraço.
    Beijo de paz e luz.

    ResponderEliminar
  29. Amiga Rosa

    Vale a menina que há em ti, é de crer que isso que faz de ti uma poeta de referência, como mais uma vez, está patente aqui no teu espaço.
    Beijos de amizade

    ResponderEliminar
  30. Olá!Bom dia, RosaMaria!
    A tua sensibilidade é algo lindo demais, teus poemas emocionam...
    A solidão é um sentimento que machuca os nossos corações.
    Tenho por certo que mesmo findo o viço , com as marcas que o tempo deixou, ao passo que a dor vai crescendo e todos os sonhos estejam morrendo , o que se vivenciou é supremo e indelével. Vale sempre a pena...que sepultemos os sonhos não realizados, mas não podemos deixar sepultar a esperança de novos sonhos...
    Agradeço pelo carinho, muito obrigado, bela semana, beijos!

    ResponderEliminar
  31. Olá, Rosa. Um maravilhoso poema! Uma sensibilidade e tantas verdades que emociona... o tempo passa e ficamos para tráz! Más viver é o maior dos presentes. São fazes da vida! Vc minha amiga está linda e concerteza muito melhor por dentro. Grande bjo e meu carinho sempre!Adorei a visita. Feliz semana!

    ResponderEliminar
  32. Oi, Poetisa.
    Seus poemas são sempre bem-vindos.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  33. Olá minha poetisa querida !
    Estava a sentir tua falta,pois na poesia faz a diferença...na monotonia das palavras ganha-se vida...Música linda !!!!!!!!!!!!
    bjs de bom dia !

    ResponderEliminar
  34. Em teu corpo vivem os sentimentos mais intensos que fazem você escrever os mais belos versos que compõem grandes poemas. Eu gosto muito minha querida!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  35. Suas o´poesias são lindas e nos mostram uma emoção triste que insiste em permanecer.
    A vida passa e leva consigo a juventude física, mas há tanta beleza no universo em que vivemos que é possível trazer a alegria, até em tom maior para as nossas vidas. Como exemplo, os amigos, que mesmo à distância tanto desejam senti-la alegre e feliz.
    Um grande beijo,
    Élys.

    ResponderEliminar
  36. Devemos ter sonhos...Memórias para pintar o tempo...
    Triste...gostei muito...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  37. "Vive em minhas mãos o crepúsculo"...

    Rosinha, antes a solidão em estado puro do que a acompanhada , que é muito pior!

    Abraço grande, querida

    ResponderEliminar
  38. a menina da moldura é sempre a mesma, apenas, os sonhos podem ter mudado.
    e sem sonhos que seria de nós?!
    muita nostalgia no seu poema.
    uma boa semana.
    um beijo
    :)

    ResponderEliminar
  39. Rosamaria, que lindos versos poéticos, é assim a vida, o tempo passa, a alma sente e pressente as dores e marcas deixadas e entre elas as alegrias também, embora nos pareça que não mais há esperanças de de novo amar!
    Abraços amiga linda, estava com saudade de vir aqui e obrigada pelo seu carinho lá no meu espaço!

    ResponderEliminar
  40. Voce nasceu com o dom de poetar. E por mais que o tempo passe tudo vai ficando mais transparente.

    Lindo poema!

    Beijos minha querida

    ResponderEliminar
  41. Triste e nostálgico, mas tão lindo de ler

    Poema sentido, onde se revivem mágoas da passado que, porventura, deveriam ser esquecidas. O dia de amanhã tem de ser sempre o principio da felicidade plena

    Gostei muito de ler...

    Deixo cumprimentos
    **************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  42. Rosa Maria,

    O que aconteceu na minha vida foi tao serio que entendo cada linha escrita.

    Eu finjo que não sepultei os sonhos de amor, mas se não me permito, é que eles não existem mais.

    Beijos

    ResponderEliminar
  43. As vezes viver dói...

    Belíssimo, Rosa.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  44. Deixo um beijo e alguma saudade.
    Lindo e triste...poema.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  45. Amiga Sonhadora!
    Linda sua foto!
    Seus sonhos e esperanças desvaneceram-se pela desilusão e você transformou tudo num maravilhoso poema!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  46. O poema é bonito e a foto, delicada, mas a reconciliação, no caso poético da tristeza, é necessária. Felicidades para você. Um abraço, Yayá

    ResponderEliminar
  47. Olá Rosa! Passando aqui mais uma vez para me deliciar com mais um dos teus belos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Vive para sempre no meu corpo...esse sonho que sonhei
    Quando o sol se apagou e a noite deixou de amanhecer
    E perdida no meu olhar ficou...aquela lágrima que te dei
    Um perfume vago de saudade...pranto do meu entardece

    Beijos e muita paz pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  48. Rosa,vive tb uma poetisa talentosa e sensivel demais! Que maravilhosa poesia! bjs e boa semana pra vc,

    ResponderEliminar

  49. Olá Rosa querida,

    Seus versos são de uma intensidade que emociona.
    Solte a linda menina do espelho da moldura e liberte os sonhos de amor. Assim, o colorido da vida se expandirá nesta alma solitária e despida de ilusões ("eu-lírico").

    Belo, intenso, melancólico e envolvente.

    Belos dias.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  50. *
    um poema,
    ao teu estilo,
    franco, honesto, sentido,
    porém, amargo, cru, gelado,
    vamos degelar as palavras e
    voltar, "aquela" Rosa Sonhadora !
    ,
    Sonhadas Marés,
    ficam,
    *

    ResponderEliminar
  51. OI ROSA!
    UMA LINDA MENINA,APRISIONADA EM UMA MOLDURA,MAS, REPLETA DE SENTIMENTOS A FLOR DA PELE, PRONTOS A EXPLODIREM, MESMO DE FORMA TÃO MELANCÓLICA E TRISTE, PORQUE, ASSIM É A ALMA DA POETA QUE NELA HABITA, NÃO A DELA MESMA...
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  52. A menina não envelhece porque gravada em uma foto nas lembranças que habitam o ser. Os sonhos mudam, as marcas chegam, e ela permanece lá, inteira. Bjs.

    ResponderEliminar
  53. Amiga Sonhadora.

    Tudo o que escreves é de uma grandeza tal que sinto enorme dificuldade em manifestar o que sinto, sem cair em lugares comuns.

    Só te vou dizer que nunca deves sepultar nenhum dos teus sonhos, muito menos os de amor!
    Vives...aproveita da Vida o melhor que ela tem para te oferecer: AMOR.

    Beijinhos com muita ternura.

    Janita

    ResponderEliminar

  54. Tem de ficar sempre um sopro de vida
    como uma semente...E a partir dela fazer germinar uma roseira de novas rosa. Entre elas a rosa solidão que não mais se sentirá sozinha.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  55. Olá querida!
    Sempre nos encantando com suas palavras.
    Tenha uma ótima noite!
    Bj

    Femme Digital- Mãe, Esposa, Mulher!

    ResponderEliminar
  56. A beleza da tua poesia querida Rosa Mª., sempre levada ao expoente máximo em cada grito que dás. A cadência tem a suavidade desses olhos inocentes da menina tão linda que ainda és: mas deixa dizer-te que os teus cabelos atuais completam o encanto da tua poesia.
    Que tem a ver uma coisa com a outra? Tempo, beleza. De alma e corpo. Tudo se funde
    ...como num abraço!

    ResponderEliminar
  57. Vazam por estes versos a melancolia e a auto clausura da esperança...como uma nuvem que passa por sobre o sol, esta solidão...mas a terra precisa também da sombra, para que não resseque. A alma precisa também da tristeza, para que permaneça compassiva.
    Um grande abraço, RosaMaria!

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  58. As lembranças que vivem em nós deixam as marcas que seu poema tão bem sabe descrever.
    Viva a poeta! muito linda,sempre!

    ResponderEliminar
  59. De alegria...de tristeza...de dor...de sonho...de amor se faz poesia fantástica, como esta, amiga. Belos poemas saiem do nosso passado...saiem daquilo que fomos...do que fizemos...do que conquistamos...do que sonhamos; a cada dia do nosso presente devemos fazer pelo menos um versinho; um dia ele vai ser feito de palavras tristes...angustiadas, mas no outro já surgirão palavras coloridas....palavras com uma letrinha de cada cor Só não interessa pensar no poema do futuro, Rosa, pois é muito incerto ...é uma " lonjura".
    Revi-me nesse teu poema e penso que muitos dos teus admiradores também; em todos nós há um passado que nos carregou até aqui... um passado hoje recordado constantemente...com mágoa...com alegria e com muita, muita saudade.A dor do passado, essa, continua a sufocar-nos, mas...temos que viver o presente e esse também tem dores; deixemos então as do passado e tentemos amenizar as do presente com " os pedaços de luz que querem romper a escuridão" em que tantas vezes deixamos cair a nossa alma. Vivemos todos " no fio da navalha " mas temos que manter o equilibrio para continuar a caminhada por mais um dia que com certeza a vida nos dará. Não preciso de te dizer que fiquei fascinada, amiga! Um beijinho e boa noite.
    Emília

    ResponderEliminar
  60. Dizes viver no teu corpo tudo o que foste, o tudo o que te morreu, os desejos que tiveste e os sonhos que sonhaste, as ilusões tidas...

    não sepultes nada, nós somos a memória que temos e a nossa alma não entardece como as rugas do nosso rosto...

    ResponderEliminar
  61. Oi querida Rosa, é tão dificil comentarmos uma obra prima que são os teus poemas, mais quero te dizer uma coisa o coração não envelhece, ele se conserva jovem e podemos amar , claro a quem nos despertar este sentimento lindo e nos merecer, sim, é preciso nos valorisar. Um abraço bem grande amiga, não quero ver vc triste , só no enredo da poesia. Celina

    ResponderEliminar
  62. A menina continua aí .
    Os sonhos mudam , é verdade , mas a forma de os sonhar mantem - se .
    E uma coisa fundamental , continua a ternura e este lindo dizer o que sente .

    Um beijo , Rosa Maria

    ResponderEliminar
  63. Minha amiga nada infelismente é para sempre,até o ar que respiramos vem e vai com o mesmo oxigênio..
    Todas as tardes são belas quando passeadas ao ar livre para purificar as alegrias e dores da vida . Vivamos nossas vidas como presente dos céus.Com formosura e amor a nós mesmos.

    Um belo amanhecer para ti amada.

    Cristal

    ResponderEliminar
  64. Bom dia Rosa.
    Lembre-se que tem coisas que ninguém lhe tira,nem a idade,pelo contrario ela faz de você uma pessoa que pelas suas belíssimas poesias da para observar que é sensível,meiga,doce.
    Enquanto a vida devemos viver,procurar nas pequenas coisas um motivo para se alegrar,viver.
    Que Deus com o seu infinito amor lhe de muitas alegrias.
    Um ótimo dia.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  65. Temos a opção de fazer do limão uma doce e gostosa limonada...
    Te desejo um lindo fim de semana!

    Bjusssssss

    ResponderEliminar
  66. Rosa-Sonhadora!
    Linda fotografia, poema e música ao fundo.

    No início, nossa aquarela tem poucas cores, porém muito vivas e definidas. Com o passar dos anos e acúmulo das experiências boas e más, nossa aquarela ganha muitas outras cores e tonalidades, porém também os cinzas, muitos deles. E ainda, o desbotar de algumas, o palidecer de outras, a repetição de mais outras... Mas na essência, ainda a mesma aquarela, mas transformada. Assim somos nós, porque assim é a vida.

    Muito belo!

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderEliminar
  67. É a Rosa....tanto de belo como
    de tristeza...
    Beujo

    ResponderEliminar
  68. Deixar um beijinho e desejar um
    bom fim de semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  69. UNA EVOCACIÓN NOSTÁLGICA, PERO POSITIVA.
    BESOS

    ResponderEliminar
  70. Já fomos tantas...somos tantas...assim a vida nos transforma e no final somos únicas.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  71. melodia e letra perfeitas a emoldurarem esta viagem pela estrela que percorre nesse céu de gente que fecha os olhos para as recordações: a memória é a parte visível do medo.

    beijinho, amiga do sonho!

    ResponderEliminar
  72. Um belíssimo poema! Gostei bastante do que li
    Cumade

    ResponderEliminar
  73. Como te compreendo e respeito a tua dor minha querida amiga.


    beijinho comovido

    ResponderEliminar
  74. Tantas coisas vivem em nós mas nós não as vemos.
    As recordações, as dores e as saudades e tantas outras coisas e momentos.
    Porque as vivemos e as amamos?
    Porque nos carregamos do seu perfume como se fossem ainda recentes...?
    A sua poesia transporta-nos num sonho sem limites.

    ResponderEliminar
  75. ♡♡⊱°•.¸
    Vive em ti apenas a poesia!...
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil.
    ¸.•°♪♬♫º°

    ResponderEliminar

  76. As lembranças estão vivas e deixam as marcas que o poema tão bem descreve.Mais um belíssimo poema!
    Bjs

    ResponderEliminar
  77. Boa noite querida Rosa!

    Que beleza de poema,muito profundo e triste,mais muito lindo, como todos
    que você escreve. Seus poemas são escritos com a alma.Parabéns!

    Passei para te desejar, um final de semana-feliz!

    Maria Machado

    ResponderEliminar
  78. Querida Amiga

    A intensidade dessa vivência é enorme, o que quer dizer que continua viva.
    Sempre profunda e bela.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  79. Passando e relendo sua poesia que tem muito de mim...
    um abraço perfumado como Rosa

    ResponderEliminar
  80. Venho deixar um beijinho e reler-te, amiga.

    Boa semana.
    bj

    ResponderEliminar
  81. olá querida ROSA

    intenso. vive, Ama. renasce cada amanhecer ... é de sábias/os saber viver.

    boa semana

    beijos .

    ResponderEliminar
  82. Olá, querida Rosa
    Também tive que sepultar sonhos juvenis mas a ressurreição vem de forma mais plena e nos integramos, afinal...
    Lindo poema e foto!!!
    Seja feliz e abençoada!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  83. eM TRATAMENTO,BEM,GRAÇAS A dEUS,INTENSAMENTE VIVENDO

    SAUDADES

    VIVA LA VIE

    ResponderEliminar
  84. Olá, Rosa.

    A marcha irrefreável do tempo ditando os versos da vida, revisitada, reescrita na triste poesia da saudade.

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  85. Sabes tocar o fundo da nossa alma, adorei!!!

    ResponderEliminar
  86. Vive no meu corpo .....
    --------
    Enquanto se vive muitas vivências passam por nós. Umas perduram, outras desvanecem-se qual nuvem passageira. Em tudo isto há o sonho, os sonhos, que só são sonhos até ao momento em que acordamos. Uns concretizam-se, outros não passa disso, de sonhos.
    ---------
    Tudo de bom por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar
  87. Os sonhos não se devem sepultar...
    Mas gostei do teu poema. Forte, intenso, com a tua marca.
    Rosa Maria, tem uma boa semana.
    Um beijo, minha querida amiga.

    ResponderEliminar
  88. .

    .

    . este é . provavelmente . um dos mais belos poemas que leio . Seu .

    .

    . um regresso ao passado . que sendo também parte integrante deste presente . se projeta num futuro de sílabas feitas para semear .

    .

    . um beijo meu . sempre sentido .

    .

    . querida Rosa .

    .

    .

    ResponderEliminar
  89. Ei dona moça! kkk E então... kkk

    Sim a nova postagem? kkk

    O Sibarita

    ResponderEliminar
  90. que bom ter vindo novamente no meu jardim, amei a visita....as vezes precisamos morrer pra renascer, mesmo que o crer novamente, o ter esperanças seja tão dificil. Mas eu creio que a mulher embora adormecida volte a acordar um dia, e novamente viver as emoções que parecem impossiveis de viver, e amar novamente e ser feliz...linda e sofrida poesia, que retrata também um pouco de mim.

    ResponderEliminar
  91. Querida, você sempre me emociona em tudo que escreve! Gostaria tanto de conviver com vc, pois sinto que é uma alma irmã da minha!
    Obrigada pela visita e pelos votos. Acredita que somente vc me deu parabéns?
    Que Deus a abençoe sempre!
    Bjs de sua amiga,
    Maria Luiza

    ResponderEliminar
  92. Querida amiga e grande poetisa Rosa ...!!!

    Senti-me honrado com mais uma sua presença Em meu blogue, com o seu carinho de sempre.
    Passando para retribuir e deixar o meu abraço.
    Gostei muito do seu poema, porém muito forte, intenso, mas de excelente qualidade poética. Meus parabéns.
    Um meio de semana maravilhoso é o que desejo Para você. Com muita paz, amor e, felicidade em
    Seu coração. Que haja muita luz em seu caminho.
    Beijos de luz !!!

    POETA CIGANO – 20/11/2013

    http://carlosrimolo.blogspot.com
    “Poesias do Poeta Cigano”

    ResponderEliminar
  93. Enquanto existir esta menina irrequieta, que extrai do coração todos os sentimentos,esta menina que assanha as palavras de suas emoções tão bem declaradas em tudo que faz e nos brinda.
    Abraços amiga.
    Bjo de paz e luz.

    ResponderEliminar
  94. Rosa,
    Faz todo o sentido o fundo musical, a sua escrita é de puro fado.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  95. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  96. Já não tenho palavras para descrever o quão maravilhosa é a sua poesia!
    Bem haja
    Bjinhos Grandes

    Partilhei um dos seus poemas
    http://lerviverler.blogspot.pt/2013/11/morreste-em-mim.html

    ResponderEliminar
  97. Este poema, quase biográfico(será?, deixou uma lágrima a bailar nos meus olhos.
    Superas, sempre, as nossas expectativas!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  98. Rosa-Sonhadora,
    vim especialmente te convidar para ver minha mais recente postagem, que é comemorativa aos 3 anos do meu blog!

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderEliminar

  99. Recordações da menina feita mulher, de um coração que bateu acelerado e que o tempo foi apagando na lentidão dos momentos.

    Sempre a tua beleza característica envolta em tristeza.

    Como versejas bem minha amiga

    Com carinho

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  100. ¸.•°♡♡º°

    Olá, amiga!
    Saudades de ti.

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil.¸.•°♪

    ResponderEliminar
  101. seguimos morrendo nos dias do viver e essa dor dói o tanto de existência nossa, mas há a poesia pra fazer de conta que tudo é melhor e possível

    bj grande, poeta Rosa

    ResponderEliminar
  102. Infelizmente nem sempre eu tenho tempo para agradecer e visitar os blogs que eu tanto gosto, porém jamais esqueço de vocês... Muito obrigada e uma linda sexta feira pra você.

    Beijos
    Ani

    HTTP://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  103. Lindo seu poema...Sempre me encontro em alguma parte do que você escreve.
    Beijos querida!
    Ótimo fim de semana!

    ResponderEliminar
  104. Sou do blog FOLHAS DE OUTONO .
    Bom dia minha menina linda !
    Muito amada vc vai continuar sendo,mesmo eu afastada deste universo virtual,sempre que der passarei por aqui para ler e reler teus escritos do qual sou uma admiradora,para meu crescimento literário...

    P.s.Aproveito para deixar uma nota.A identidade da minha conexão,tem uma CRIPTOGRAFIA DE 128 BITS.No entanto ,esta página da qual estou a comentar,incluí outros recursos que não são seguros.Esses recursos podem ser visualizados por outros enquanto navegam e podem ser modificados por um invasor para alterar à aparência da página.
    A conexão usa a TLS 1.2
    A conexão foi criptografada e autenticada utilizando;
    AES_128_GCM e usa ECDHE_RSA como o mecanismo de troca de chave.
    Por isso deixo dito que a identidade deste site do qual uso foi confirmada por ;
    VERISIGN CLASS 3 SECURE SERVER CA-G3.
    Desculpem o transtorno em ter que deixar essa nota em cada comentário que faço nos blogs dos amigos.Motivo por comentar em anônimo,mais sou do BLOG FOLHAS DE OUTONO.
    Só poderei voltar a navegar quando o problema for solucionado.Que deve levar um tempo.Problema esse que está em outras redes do qual deixo como exemplo:blogs-facebook-e-mails e outros mais...

    ResponderEliminar
  105. Lindo como todos que escreves. Poesias de verdade. beijo

    ResponderEliminar
  106. Que bom poder voltar as visitas de vcs, hj
    meu dia foi melhor,
    Vim deixar um abraço de agradecimento por todo
    carinho que vc tem comigo, muito obrigado pelas
    palavras que são deixadas na minha pagina
    Que Deus abençoe ricamente sua vida, e amigos eu guardo no coração
    Abraços de sempre.....Bjussssss

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  107. Oi, Rosa!!
    Um poema melancólico que não deixamos de nos identificar. Quem nunca sentiu tristeza por algum sonho desfeito? E quando esse é o maior sonho de nossa vida? Me coloco em seu lugar ao escrever essas linhas e sinto toda a sua tristeza por ter que deixar de lado um sonho, porém, ao falar dele é como se pudesse revivá-lo. A esperança não pode morrer!!
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
  108. Versos que encantam por toda vida
    Abraços de bom dia

    Bjossss

    Vanessa

    ResponderEliminar
  109. Olá amiga tudo bem?
    Vivem dentro de nós pedacinhos das nossas lembranças...
    nostalgia pelo que fomos, o que fizemos ou deixa-mos de fazer...
    Não é mau de vez em quando voltar-mos lá...
    só não podemos ficar presas nas malhas desse passado...
    Amiga como sempre a tua escrita delicia-me, enche-me a alma, leva-me ao sonho...
    Um beijinho grande
    anacosta

    ResponderEliminar
  110. Olá Rosa Maria!
    Mais um poema de amor perdido , de tristeza, dor e sofrimento!
    É certo que a vida nos prega muitas partidas...mas há que agarrar os poucos momentos de felicidade e alegria.
    Este é ,sem dívida, mais um belo poema de uma alma permanentemente amargurada.Beijos.
    M. Emília

    ResponderEliminar
  111. Cada traço que ficou marcado será eterno beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  112. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar
  113. PARA A AMIGA ROSA SOLIDÃO.
    Fim de semana prazenteiro!
    Amanhã vais estar mais suave
    Como sou um bom cavalheiro
    Nunca faço nada de muito grave
    Venho aqui com boas maneiras
    Como sempre educadamente
    Com as minhas brincadeiras
    Não desejo ser impertinente
    Entro aqui em teu espaço
    Com as mãos cheias de carinho
    Sempre tudo bem eu faço
    Porque sou bom rapazinho
    Por isso venho hoje e sempre
    Te desejar bom fim de semana
    Quem de quem saudades sente
    a falta de quem o não engana!
    Beijinhos
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  114. Lindo texto, cheio de significados e acima de tudo reflexões para nossa vida.
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
  115. As vezes me sinto assim também ao recordar meu retrato mais jovem, mas as experiências do passado servem para nos deixar mais fortes no presente para encararmos o que vem no futuro!
    Grande abraço, sucesso e ótima semana!

    ResponderEliminar
  116. Natal é época de encontrar antigas amizades, Rever familiares que durante o ano todo não deram um telefonema. O ano passa na correria, E natal é época de parar e restaurar as forças para mais um ano. Natal é época de amor, Época de encontros. Momento de rever tudo o que durante o ano passou-se despercebido. Natal é planejar uma noite diferente, um instante iluminado. Natal… é ansiar por instantes de alegria e de conforto, Na presença escolhida a dedo de pessoas que fazem parte de sua vida. Presentes e mais presentes, com um único significado: “Lembrei-me de Você! Feliz Natal”

    Estou de volta poetisa.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  117. ♡°º•.¸ Olá!
    Bom domingo!
    ☾♫º°•.¸ Boa semana!
    ♪♪♬♫º°•.¸Beijinhos
    Brasil °º✿♫

    ResponderEliminar
  118. Olá, Rosa. Saudades!!! Sinto pela luna! Sei como dói... tenho tido muitas perdas! Entre elas minha gata Nina. Bjos e a paz esteja sempre com vc! Bom domingo.

    ResponderEliminar
  119. Rosa, querida amiga
    Já tinha saudades de apreciar poemas lindos como estes...
    Infelizmente, por motivos profissionais, tenho estado muito afastado dos blogs, mas ontem consegui um tempinho para publicar um pequenino post, coisa muito simples... mas que gostaria de partilhar contigo.
    Aparece por lá, aguardo-te.

    Uma óptima semana.
    Um beijo
    Miguel

    ResponderEliminar
  120. ah, sonhadora!

    a poesia,assim o sinto, implica integralidade...e não faltam no teu poema intenso, as ilusões e os desejos, alguma nostalgia talvez, quer para dentro, quer para o exterior...por isso a inspiração te há-de acompanhar...mas sem ansiedade.

    Deixo-te o meu abraço seguro, com carinho e amizade.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  121. Rosa querida,

    Há tempos não comento por aqui, embora eu sempre acompanhe os seus poemas pelo face.
    O que eu sei é que vive em você um talento extraordinário! Esse vive e nos encanta o tempo todo!!!!

    Lindo! Bjs

    Leila

    ResponderEliminar
  122. http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

    Rosa

    Há tempos não comento por aqui...

    peço desculpa

    pela minha ausência

    espero regressar em breve!

    Lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  123. Literatura & Companhia Ilimitada11 de dezembro de 2013 às 14:13

    Olá Rosa! Passando para te cumprimentar e apreciar mais um dos teus belos poemas.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  124. Como sempre, aqui só encontramos a que existe de melhor em termos de poemas. Lindo.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  125. Na roseira, Rosa encantada!
    Perfumada linda flor
    Porque amas e és amada
    Escreves, mulher apaixonada
    Lindos poemas de amor!

    Doce e meiga
    És flor perfumada
    Porque és assim perfeita
    Tu, mulher apaixonada!

    Do Concelho de Odemira!
    Sou sincero não engano
    Escrevo assim não admira
    Porque sou alentejano.

    Já corri seca e meca
    Das Fornalhas a Lisboa
    Passei pela Marateca
    Sem azeite comi acorda.

    Aconteceu, não é mentira
    Foi em tempos de outrora
    Porque mais miséria havia
    Do que aquela que há agora!

    Todavia, é preciso ter cautela
    Para a esse tempo não regressar
    Na política há tanta mazela
    Tarde ou nunca irão sarar!

    Só com outro 25 de Abril
    Sem cravos na lapela
    Porque até agora só gente vil
    Tem direito a comer da gamela!

    Boa tarde desejo para você
    amiga Rosa Solidão, um beijinho
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  126. Amiga Rosa, via agora na foto do cabeçalho que perdeste uma grande e linda amiga, lamento sinceramente.

    A minha gatinha Moody já tem 10 anos e faz parte da família.

    Abraço solidário e amigo

    ResponderEliminar
  127. Seu blog foi eleito como um dos melhores de 2013 pelos seguidores do Café entre amigos.
    Parabéns pelas indicações, abaixo segue o link com os dados e o selo de reconhecimento.
    Parabéns seu blog é excelente.
    http://www.cafeentreamigos.com/2013/12/seguidores-do-cafe-entre-amigos-elegem.html

    ResponderEliminar
  128. Querida Rosa: já sabe que gosto de ler essa sensibilidade que percorre todo esse corpo poético; mas é da alma que jorra todo esse sentir, expressado por um lirismo muito especial e talentoso.

    Bjo de carinho, amiga...

    :) :)

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora