BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, 12 de novembro de 2011

Há tanto silêncio na noite...


Há tanto silêncio na noite...só a minha dor grita...apenas ela
Ampara o meu corpo...toca as minhas mãos...afaga meu rosto
Há tanto silencio na noite...nada me toca...nem a luz duma estrela
Nem um abraço vazio...nada...nem a sombra do meu desgosto

Há tanto silêncio na noite...e fantasmas vagando na escuridão
Tantos sonhos e pesadelos...tantos corpos sós e amordaçados
Tanta rua sem saída...tantos becos escuros e rostos na solidão
Há tanto silêncio na noite...tantos muros...tantos gritos calados

Há tanto silêncio na noite...tantos rostos macerados...tanto frio
Tantos leitos adormecidos...tantos lençóis tecidos de amargura
Há tanto silêncio na noite...tantos desejos...tantos lábios vazios
Tantas promessas...tantos sonhos amordaçados na noite escura

Há tanto silêncio na noite...e gestos vazios sobre os meus restos
Tantos momentos sem mim...tantas palavras sem voz e sem ti
Tantas cinzas que um dia foram fogo...e tantos ecos sem gestos
Tantos dias sem idade...tantos Invernos sem princípio nem fim

Há tanto silêncio na noite...tanta cruz...tanta vida em desalinho
Tantos restos ilusão...esperando em silêncio uma noite de amor
Tantos corpos despidos...tantos sonhos vencidos pelo destino
Há tanto silêncio na noite...e rosas sentindo o espinho da dor

Há tanto silêncio na noite...tantos desejos sem madrugada
Tantos Agostos sem sol...tanta nuvem...tantos céus infinitos
Tanto tempo sem tempo...tanta sepultura na terra esventrada
Há tanto silêncio na noite...tantos escuros e frios labirintos

Há tanto silêncio na noite...tantos gritos nus...tanto lamento
Tantas asas feridas...tanto sangue a escorrer de tanta pena
Tantos regaços vazios...tantas sombras negras...tanto vento
Há tanto silêncio na noite...tanta dor na rima deste poema



124 comentários:

  1. Pois que desague toda a dor em versos, lave a alma, limpe o coração, para que a aurora chegue pura e pronta para o renascer de um novo e largo sorriso...

    Amo-te amiga!
    Paz e Luz
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. no silêncio da noite..
    ouvimos nossos mais surdos "ais"..
    beleza ímpar sempre amiga..
    beijos carinhosos e perfumados..

    ResponderEliminar
  3. Mesmo com tanto silencio, passo aqui para agradecer teu carinho comigo, obrigada...e ja chego fazendo festa, chega de silencio, vamos baixar um video alegre, com musicas animadas, vamos dançar a noite toda, e espantar dos olhos, nossas lagrimas, vamos rir de felicidade, ris do nada e nada fazer a noite toda...Vamos orar e pedir a DEUS mais alaegria e momentos de pura alegria felicidade...bjin...me de a mao e venha comigo, vou te levar para outra dimensão...a do coração! Fique bem, estou bem!

    ResponderEliminar
  4. Querida rosa, a tua poesia enche de sons esses silêncios que tão bem cantas.
    Há...tanta dor na rima deste poema, mas é uma dor que nos alimenta.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  5. Obrigada por ter passado pelo meu sitio. Venho desejar-lhe com muito carinho e amizade um óptimo fim de semana.

    Fique com Deus.

    ResponderEliminar
  6. Oi, Sonhadora!

    mas há, como sabes, muito silêncio na noite que é claridade estrelar, não da dor, mas da alegria e do amor que iluminam o Mundo...o teu elemento poético é o da dor e da solidão e assenta-me como uma luva...Deixo-te o meu abraço de carinho.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  7. Querida Sonhadora

    No silêncio da noite deixo aqui um poema de Álvaro de Campos, em homenagem a estes seus versos tão lindos e sentidos.

    De Álvaro de Campos directamente para si.De poeta para poeta:


    Penso em ti no silêncio da noite, quando tudo é nada,
    E os ruídos que há no silêncio são o próprio silêncio,
    Então, sozinho de mim, passageiro parado
    De uma viagem em Deus, inutilmente penso em ti.
    Todo o passado, em que foste um momento eterno
    E como este silêncio de tudo.
    Todo o perdido, em que foste o que mais perdi,
    É como estes ruídos,
    Todo o inútil, em que foste o que não houvera de ser
    É como o nada por ser neste silêncio nocturno.
    Tenho visto morrer, ou ouvido que morrem,
    Quantos amei ou conheci,
    Tenho visto não saber mais nada deles de tantos que foram
    Comigo, e pouco importa se foi um homem ou uma conversa;
    Ou um [...] assustado e mudo,
    E o mundo hoje para mim é um cemitério de noite
    Branco e negro de campas e [...] e de luar alheio
    E é neste sossego absurdo de mim e de tudo que penso em ti.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  8. Querida fazes das lágrimas e da solidão verdadeiras obras de arte.
    Parabéns!!
    Beijos e boa noite!!
    :D

    ResponderEliminar
  9. Minha querida,

    Que tua alma seja inspirada no silencio da noite,
    Nos soluços do teu coração ansioso, intenso.
    Aguardando que um anjo, de seu sono acorde,
    Para acolher-te, ao céu de amor imenso.

    Deixo esses versos para dizer o quanto foi profundo e tocante este lindo poema.
    Mais uma vez, a amiga se supera.
    Beijos, e um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Oi sonhadora
    Há tanto silencio e beleza em ti...
    tantos desejos ...
    a poesia é linda demais!
    vou levar comigo,ok?
    e deixo o mue carinho e abraços
    um bom domingo e ótima semana

    ResponderEliminar
  11. Há silêncio, há dor, há poetas fazendo maravilhas como tu! Lindo! beijos,chica

    ResponderEliminar
  12. Rosa

    Se o silêncio da noite pode ser salutar. Como o escalpelizas, em mais um poema, tanto belo, como interessante, já será assim, terá mais porquês.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Olá sonhadora...
    Amo o silêncio na noite...Lindo poema!
    Ótimo Domingo pra vc!
    Beijos!
    San....

    ResponderEliminar
  14. Belíssimo poema.
    Obrigada por todo o apoio que me tens dado!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  15. Que o silêncio que há na noite continue derramando a magia que envolve os seus versos! Bjs e um lindo domingo!

    ResponderEliminar
  16. A quietude da noite constrange e assusta. Lindos versos como sempre. Um grande bj no teu coração minha querida amiga

    ResponderEliminar
  17. Rosa Rainha vim te ler apreciar a tua obra e deixar um beijo e um abarço apertado!!!

    ResponderEliminar
  18. Rosinha

    Dizes tudo no final.

    "
    Há tanto silêncio na noite...tanta dor na rima deste poema"

    Meu carinho

    ResponderEliminar
  19. Se na dor,silêncio e solidão crias assim...imagino o que nos brindará com o contrário!
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
  20. A noite é companheira... Com o seu silêncio, a sua escuridão , a sua entrega em momentos de nostalgia.
    Saem então poemas belos de abandono ao sentir.

    Como sempre ao ler-te leio a tua alma

    É muito belo este teu poema. Retrata o momento

    Bom domingo minha amiga

    Bjfrande do Lago

    ResponderEliminar
  21. E esses silêncios da noite são gritos da alma,,,ouvimos perfeitamente todos eles...beijos de boa semana pra ti.

    ResponderEliminar
  22. A noite tem o poder do silêncio, e ele traz-nos muitas vezes memórias esquecidas, sonhos desfeitos, mas também nos consegue afagar e trazer suavemente a paz que necessitamos para continuar a nossa caminhada.
    Bom domingo minha amiga e uma excelente semana.
    beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  23. Minha querida amiga:
    "Há tanto silêncio na noite...tanta dor na rima deste poema"

    Uma dor tão profunda que fiquei sem palavras de consolo.

    o meu grande beijinho amigo

    ResponderEliminar
  24. São as noites, além da sua magia e seus segredos que nos trazem o grito da solidão e da tristeza acentuando a dor das perdas.
    Querida junto-me a dor e as rimas do teu poema e me faço solidão.
    Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  25. Rosa querida amiga, mais um poema que brota da tua alma... e lindo como sempre!
    ".tantas palavras sem voz e sem ti"...
    Isso por sí, diz muito...
    Um beijo e bom fim de domingo!
    Meu carinho,
    Rosana

    ResponderEliminar
  26. Minha querida amiga.
    Verdade que sim. As noites são silêncios. São como camas vazias, quando se busca um corpo que se ausentou. Mas o silêncio às vezes também faz falta. Para afastar a sombra dos dias.
    Meu beijo e meu carinho de sempre.
    Victor Gil

    ResponderEliminar
  27. Olá amiga Rosa! Estou aqui para agradecer todo carinho da amável visita sempre. Adoro seus poemas! A noite é sempre um mistério que nos envolve, seja por sua beleza e belas lembranças, seja pela saudade que nos envolve. Obrigada amiga! Linda tarde pra vc! Bjos com carinho.

    ResponderEliminar
  28. Boa tarde, Sonhadora. Te ler, é complexo e merece toda a atenção para poder comentar como você merece. Hoje não estou me sentindo bem, mas já sei que o que escreveu é lindo, como sempre!
    Você é sempre muito carinhosa, e nesse momento, agradeço por isso.
    Um beijo na sua alma tão íntegra!
    Desculpe, não fique triste comigo, já basta eu mesma.

    ResponderEliminar
  29. A palavra é tempo, o silêncio é eternidade.

    Beijo meu.

    ResponderEliminar
  30. O silêncio na longa noite de breu é muitas vezes avassalador pela dor que contém.

    Amiga querida Rosa, espero que possas ter outras noites. Mereces mais paz e amor.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Sonhadora,

    Este poema me fez pensar em um dia triste de inverno.

    Mas por que os invernos precisam ser tristes?

    Beijos!
    Alcides

    ResponderEliminar
  32. O silencio da noite é um companheiro terivel,que nos embala pelos caminhos mais carregados de lamentos. Mas é neste silencio que inspiramos,onde voamos alto e assim como voce neste belissimo/triste poema com esta sua marca impar.Sempre perfeita no canto das coisas que incomodam o coração.
    Muito bom estar a ler suas criações.
    Grato sempre pelo carinho amiga.
    Lindo fado amiga.
    Meu carinhoso abraço com minha admiração.
    Bju de luz nos seus dias.

    ResponderEliminar
  33. Rosa querida
    Já tive como companhia apenas o silêncio da noite e a dor que nunca me deixaram só.

    Força Rosa que possas vir a ter muitas noites afastada desse silêncio e desse sofrimento.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  34. Rosa,poema comovente, de versos sofridos mas muito lindos!Vc encanta!bjs,

    ResponderEliminar
  35. Rosa,poema comovente, de versos sofridos mas muito lindos!Vc encanta!bjs,

    ResponderEliminar
  36. O silêncio da noite sempre faz companhia à dor.

    Versos lindíssimos como sempre.

    Beijos querida, boa semana!

    ResponderEliminar
  37. Gritos no silêncio da noite, Rosa! Com a mesma emoção de sempre, as mesmas "reticências" que, enquanto persistem, me deixam embalado, com seus versos, na esperança que algum amanhecer será diferente!
    Beijinho e bom domingo para si!
    Quicas

    ResponderEliminar
  38. Como pode ser tão triste e tão bonito ao mesmo tempo...

    Espero que haja uma Rosa, menos triste que a autora...

    Um beijo

    Edson

    ResponderEliminar
  39. há tanta força nessas palavras...
    gosto dos teus escritos... muito!
    abraço.

    ResponderEliminar
  40. Há tanto de mim na noite...!

    Lindo, minha querida, me senti profundamente tocada!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  41. ROSITA


    senti saudades...

    EU ANDO POR AQUI,....
    ESCREVENDO...
    mas não esqueço


    OS AMIGOS...


    bEIJOSSSSSSSSSS Aguardo noticias de dia 11 de DEZEMBro...

    ResponderEliminar
  42. A tua inspiração mesmo no silêncio dorido da noite consegue produzir verdadeiras obras de arte!
    Lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  43. Olá Rosa! Passando para agradecer a visita e o amável comentário, assim como, apreciar este lindo poema, principalmente à estrofe abaixo:


    Há tanto silêncio na noite...só a minha dor grita...apenas ela
    Ampara o meu corpo...toca as minhas mãos...afaga meu rosto
    Há tanto silencio na noite...nada me toca...nem a luz duma estrela
    Nem um abraço vazio...nada...nem a sombra do meu desgosto

    Beijos e uma ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  44. Os silêncio da noite nós diz tantas coisas, que a dor as vezes tem até um eco mudo... Beijos e ótima semana.

    ResponderEliminar
  45. Tantas palavras sem voz e tantos gestos sem ecos são doloridos a qualquer pessoa, portanto um belo poema universal. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  46. Olá Rosa,
    Como diz o último verso, há "tanta dor na rima deste poema".
    Muito lindo!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  47. Há mesmo esse silêncio.
    Mas o coração consegue sempre ouvir.
    Rosa querida, sinto teu poema tão pertinho.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  48. ...Rosa minha linda flor,

    sempre triste, mas sempre
    poeticamente encantador
    o teu versejar.

    mereces beijos....muitos!

    ResponderEliminar
  49. A minha dor anda por aí.
    Faz parte da noite e dos gritos onde se esconde e se acaricia.
    Faz parte desses muros e barreiras que afastam as pessoas e as ferem.
    A minha dor vai para onde o poeta a leva, a dobra e a canta ....

    ResponderEliminar
  50. Oi sonhadora,

    Há tanto silencio e beleza em este post assim como em ti...

    la noche sirve para soñar, pensar, amar, descansar, regenerar, etc...

    optima semana pra vôce.

    beijos na alma

    ResponderEliminar
  51. Consagrada e Brilhante Poetiza Amiga:
    O silêncio da noite conduz-nos à meditação mais intensa sobre o nosso ser e sentir.
    Não estamos sós. Temos a noite ao nosso lado. Por vezes, converso com ela.
    Belíssimo, o seu poema numa poetiza linda e terna.
    É fabuloso na construção dos seus versos perfeitos.
    Beijinhos mil de pureza amiga.
    Com respeito pelo seu talento.
    Sempre a admirá-la e ao que faz de beleza imensa.

    pena

    Parabéns.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  52. Consagrada e Brilhante Poetiza Amiga:
    O silêncio da noite conduz-nos à meditação mais intensa sobre o nosso ser e sentir.
    Não estamos sós. Temos a noite ao nosso lado. Por vezes, converso com ela.
    Belíssimo, o seu poema numa poetiza linda e terna.
    É fabuloso na construção dos seus versos perfeitos.
    Beijinhos mil de pureza amiga.
    Com respeito pelo seu talento.
    Sempre a admirá-la e ao que faz de beleza imensa.

    pena

    Parabéns.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  53. Minha doce querida, seus poemas são pedaços de luz que iluminam a minha alma.
    Suas palavras em cada comentário trazem o alento necessário para que siga um dia de cada vez, por vezes os leio e fujo, só porque eu já chorei muito e agora não quero mais chorar, te dou o meu grande abraço e meus beijinhos de luz e paz...

    ResponderEliminar
  54. Rosa, amo o silêncio da noite, é o melhor momento para pensar nos detalhes da vida.
    Linda sua poesia.

    Beijos

    ResponderEliminar
  55. O dia amanhece e os segredos da noite riem da lucidez e transparência de tudo.

    ResponderEliminar
  56. Chega a Noite... O Silencio enfeitiça e despe o Ser... Refugia-te nos Mantos de Luar, o Aconchego capaz de Apaziguar aquela Dor!

    Bjs,
    Marlene

    ResponderEliminar
  57. Há tanto silêncio na noite, que o vazio da voz se torna num grito intenso que acorda o coração, em êxtases de dor...

    Um beijo do meu (a)Mar

    ResponderEliminar
  58. Oi, Sonhadora! Há tantos poemas lindos neste blog... Adoro acompanhá-los. Beijos!

    ResponderEliminar
  59. Obrigado pela visita Amiga Rosa:


    Maravilhoso texto!

    Adoro lér seus textos:

    Votos de uma exlente semana

    Com canhinho um beijo...

    ResponderEliminar
  60. Olá,querida Rosa!!!

    E estes silêncios da noite dizem tanto...ora de dor e sofrimento,ora de amor e alento!
    Quão venturoso é o coração capaz de versar!!!Mesmo que sejam suas dores,suas tristezas e lamentos!
    Beijos minha querida!!!
    Que Deus te abençoe sempre!

    ResponderEliminar
  61. Olá querida Rosa,

    O silêncio da noite pode trazer sofrimento mas também felicidade se ele nos enriquece numa introspecção.

    Beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  62. ...tantos desejos sem madrugada
    ...tantos céus infinitos
    ..tanta sepultura na terra esventrada
    ...tantos escuros e frios labirintos
    .........................
    Dá para ficar a pensar....
    Boa semana
    Beijo

    ResponderEliminar
  63. SONHADORA AMADA FRATERNA AMIGA NOSSA>
    DOS OCEANOS ATRAVÉS,COMO SE FOSSE EU E REGINA TE ENVIAMOS BRAÇADAS DE GIRASSOIS,PARA ENCANTRA OS QUE AMAS E TUA CASA FLORIR!

    BZUZ
    RICARDO E REGINA

    ResponderEliminar
  64. Há tanta sensibilidade em si...
    Tanta arte de trabalhar as
    palavras...
    Tanto saber da vida...
    Simplesmente sublime tudo o
    que sente/escreve.O fado muito
    bom.Beijinho.Irene

    ResponderEliminar
  65. Há sempre tanto na noite à espera de um calor diferente, de um só abraço que aconchegue qualquer silêncio, sem mais nenhuma palavra.
    Há tanta dor sem rima, presa nas palavras que nunca se dizem...

    Um beijinho grande, Rosa

    ResponderEliminar
  66. É mágico o modo como entoas os versos, como se eles fosse corações pulsantes.

    A gente termina de ler e tem vontade de dizer "uau!"

    ♥beijos♥ obrigada pelas leituras e comentários em meus humildes contos♥


    http://contosdarosa.blogspot.com

    ResponderEliminar
  67. Silêncio rima com...... não rima, mas há desamor, amargura, dor e ternura:)!
    Gosto do teu lirismo e da forma como "trabalhas" as palavras.
    Bjo

    ResponderEliminar
  68. Caminho na noite solitária
    No silêncio profundo do teu poema
    Escuto o pulsar do teu coração
    Amargurado
    Os fantasmas estão perdidos
    Com os teus versos sofridos
    E eu estou atordoado
    Com a rua
    O teu ser
    O teu EU
    Abandonados nesta existência
    Silenciosa
    Teu poema é um mar calmo
    Mas que fazem subir nossas ondas
    E nos faz mergulhar em abismos abissais
    E nos caminhamos por ele
    Atravessamos toda a sua imensidão
    caimos nos abismos das reticências
    e quase nos afogamos
    Cada verso é uma música
    Dedilhada num doce instrumento
    Que parece ser um violão ao luar
    Num doce açude do sertão
    Teu poema é uma trova silenciosa
    Que nos causa trovadas
    Cega nossos olhos com seus relâmpagos
    E deixa nossos ouvidos ensurdecidos
    Teu poema sem ruídos
    Faz-nos gritar internamente
    E com suas rimas doces como o mel
    Comemos até o fim
    E não conseguimos largar
    O bom que nos causa uma náusea
    Maravilhosa
    E nos faz sonhar
    Você para ser
    Uma poeta aprendiz
    Teria que nascer de novo
    Ósculos poéticos.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  69. Finalmente consegui entrar minha amiga.

    Espero que estejas bem.

    Este poema tão belo, tecido de noite...


    Beijinho

    ResponderEliminar
  70. Eu gosto do silêncio da noite...

    A sua poesia é simplesmente linda, querida.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  71. As vezes é no meu do silêncio que vemos aquilo que somos, as vezes somos tanto, outras nada.


    Beijinho e obrigado pelo carinho.

    ResponderEliminar
  72. Demorei...ms cheguei...estav j´com saudades!
    "Há tanto silêncio na noite...tanta cruz...tanta vida em desalinho
    Tantos restos ilusão"...

    Excelente, minhaquerida, sempre u prazer vir te ler...
    És fonte de inspiração...porque tens uma alma pura!
    BJ

    ResponderEliminar
  73. Há tanto silencio na noite..., tantos gritos mudos a ensurdecerem-nos a alma....

    ResponderEliminar
  74. Sonhadora

    Porquê tanta tristeza?
    Há tanto silêncio na noite que o queremos apenas para nosso gozo e meditação.
    A Noite é o cantinho dos Poetas que se querem interiorizar nos seus sentimentos de Amores, Tristezas e Solidões que são essência dos seus sentires.
    Lindo!


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  75. Há tanta dor, tanto silêncio, tanto amor, há tanta vida pedindo para viver neste poema e em todos os outros.

    abraço

    ResponderEliminar
  76. ♡°
    º✿
    º° ♥✿
    É tão lindo e tão triste!...
    Beijinhos.
    Brasil.
    ♥♡

    ResponderEliminar
  77. Um belo dia pra ti minha amiga querida...beijos.

    ResponderEliminar
  78. ...a noite essa que nos resiste sentados no alpendre, como um suporte de traves altas e ressequidas...

    Amei Querida...

    Grande viagem...ah!

    ResponderEliminar
  79. Boa tarde Amiga
    Vim agradecer a sua visita ao meu cantinho, obrigada pelo seu carinho, assim que estiver mais forte voltarei para te ler e comentar.
    Tenha um lindo dia
    Com carinho
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  80. Poetisa, que lindo o teu blog, emocionou-me cada palavra que vi e li aqui... teus versos vestem a alma... lindo demais, parabéns. abraços.

    ResponderEliminar
  81. Oi Rosa,

    sim, na noite há tanto silêncio. Ideal para se dizer tudo que guardamos na alma!
    Nossas dores, amores, rancores e demais desabores precisam ser ditos, gritados, esbravejados...
    Nada como o silêncio da noite para dissiparmos tudo isso!

    Bjs

    ResponderEliminar
  82. Minha querida amiga...
    Como envolvem teus sentimentos!
    Quanta eloquência para expressar o que habita intensamente o coração!
    Beijo carinhoso amiga tão querida
    Bea

    ResponderEliminar
  83. Os olhos que choram
    Não sabem mentir
    As mãos que me tocam
    Levam à alma o sentir

    O abraço sincero
    Aplaina meu corpo frio
    Veste-me de sol ardente
    Solta meu sonho em azul rio

    Os sonhos perdidos
    As juras e promessas que fazia
    Guardei-as num cofre
    Lancei à maresia

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  84. Tantos momentos sem mim...tantas palavras sem voz e sem ti
    Tantas cinzas que um dia foram fogo

    Voce escreve com a alma corpo e mente. Lindo, lindo.
    Tantos momentos sem mim... nossa!!

    Beijos minha linda

    ResponderEliminar
  85. Há tanta solidão em nosso coração amiga....verdade...dela fizeste linda poesia...para isso só ela deveria servir se não doesse mais...
    Beijos

    ResponderEliminar
  86. No silêncio da noite as almas engrandecem e escrevem sentimentos.

    Lindo poema Rosa.
    um beijinho
    oa.s

    ResponderEliminar
  87. Passei para reler seu poema. Tão lindo!

    Um beijo Rosa!

    ResponderEliminar
  88. E há tanta noite no silêncio...
    Mas nas tuas palavras há o talento de poeta.
    Magnífico poema, gostei imenso querida amiga.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  89. Ol´minha querida

    A noite em seu silêncio as vozes gritam e quantos não se irritam, por nada entender
    Calada, escura e introvertida, tanto tenta esconder...
    Talvez porque seja feita de ilusão, desejos que não se alcançam, balsamos de lágrimas como rios por anseios de muito querer...

    Teus poemas tem um pedaço de cada um, nas falas escritas pela tua sensibilidade impar...

    Linda semana pra ti

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  90. É nas madrugadas que mais se ouvem os gritos aflitos do silêncio...Como agora em que te leio e te sofro...

    ResponderEliminar
  91. Outro maravilhoso poema, Sonhadora!

    (ah, e boa escolha musical!!!)

    ResponderEliminar
  92. Boa tarde amiga Rosa Solidão,
    Suas noites em silêncio dormidas
    Será que é sonhadora da escuridão?
    Ou das mágoas, ainda, não esquecidas?
    No silêncio, as feridas, recorda
    Das promessas não realizadas
    Fica triste quando acorda
    Nas noites tristes das madrugadas!

    Quero aqui agradecer
    Suas visitas recebidas
    Quando falo do Alentejo
    Não o consigo esquecer
    Quando por lá passo vejo
    E sinto a razão do meu viver!

    Desejo uma boa tarde para você, como ou sem silêncio com o proferir
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  93. Querida amiga Rosa

    Mais um belo e sentido poema, onde fazes emergir todo o teu sentir, todas as tuas emoções.

    Muito lindo!

    Beijinhos carinhosos...

    Mário

    ResponderEliminar
  94. E com tanto silêncio na noite, também em silêncio fiquei e permaneci, até conseguir vir aqui e com palavras te acarinhar e deixar um sorriso que te ilumine ;)

    ResponderEliminar
  95. Há tanto silêncio na noite! Entretanto procuramos rasgar os silêncios através das nossas palavras, então o silêncio pode tecer uma voz maior, principalmente ao sentir os belos versos escritos aqui: - Há tanto silêncio na Noite!...
    Belos são seus versos!...
    Beijos!...

    ResponderEliminar
  96. E é no silêncio da noite que melhor ouvimos a nossa alma, uma alma que às vezes está tão amargurada...tão vazia...tão fria. Outras vezes aproveita esse silêncio para melhor escutar os seus sonhos...as suas esperanças...as suas gostosas lembranças. Há noites de silêncio pleno de paz; há noites de silêncio perturbador que faz a alma gritar bem alto a sua dor, apesar de saber que ninguém a ouve. É assim a alma humana...complexa...insatisfeita. Adorei este teu " silencio na noite". Um beijinho e até breve
    Emília

    ResponderEliminar
  97. Querida amiga
    Poetisa do Monte da Lua.

    É no silêncio da noite que o pensamento vagueia e se toma consciência do vazio que o desalinhar de sonhos desencantam a árvore da esperança. Mas a seguir a cada noite insone e seus ecos, há um nascer de um novo dia, que te desejo seja de alegrias.

    Obrigado pela tua companhia e por nunca me faltares com teu carinho e amizade.

    Beijo e kandandos recheados de ternura

    ResponderEliminar
  98. Minha querida "Sonhadora",

    Mas que grande coincidência falarmos ao mesmo tempo de silêncio!
    Foi esse silêncio que me encaminhou para as rimas dos teus poemas. Uma sintonia de silêncios, feitos com as mesmas palavras, com melodia diferente, mas com a mesma musicalidade.
    Não me cansarei de dizer-te que a tua poesia é de uma tristeza linda!
    Obrigada pelas tuas palavras!
    E eu retribuo-as!
    Terno abraço

    ResponderEliminar
  99. Querida amiga Rosa,

    Há tormentos e fantasmas que a amiga sabe transformar em belos versos.


    Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  100. Toda noite é berço de um novo dia, querida. Não há de ser tarde...

    Amiga Rosa, estou voltando lentamente à rede, no passinho que posso. E é bom demais poder estar outra vez aqui com você.

    Bjs, uma boa semana. E inté!

    ResponderEliminar
  101. oi minha linda
    como foi de feriado
    linda noite
    beijokas

    ResponderEliminar
  102. Uma bela quinta feira pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  103. Há tanta força neste grito de palavras silenciosas!

    Um bem haja pelo carinho sempre!
    Bjs dos Alpes com muito carinho

    ResponderEliminar
  104. Um silêncio que cala todas as penas.

    Beijo, minha querida!
    I.

    ResponderEliminar
  105. Minha querida Rosinha
    Tenho estado doente desde sábado. (Por sorte já tinha agendado o post para domingo… doutro modo a postagem teria falhado).
    Não tenho posto os pés – melhor dizendo, as mãos… - no PC.
    Já estou um pouco melhor, mas não completamente bem. Não está a ser fácil, mas há-de ir ao lugar… Ainda não consigo estar aqui muito tempo seguido, tenho que intervalar:)
    Aos poucos, vou visitando os blogs amigos, não com a presteza que eu desejaria, mas com a que é possível.

    Adorei o teu poema, como sempre, aliás :)

    Bom restinho de semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  106. oi amiga
    lindo texto, uma maravilhosa tarde na presença de Deus,beijinhos

    ResponderEliminar
  107. Há sempre um silencio que nos envolve a alma, nos prende o coração e muitas evzes nos tolhe os passos, nos amordaça e venda os olhos. Rosinha, a vida é feita de silencios, de nuvens tenebrosas, mas também de magnificos dias de sol e calor. Deixa-te tocar por eles. que na tua vida possam existir muito mais risos e alegrias que noites de silenciosa solidão.
    E que os infinitos céus não sejam de trevas e de tempo sem tempo, mas sim de ensolaradas planicies cobertas de flores e suaves perfumes primaveris.

    Beijo de luar

    ResponderEliminar
  108. Minha querida amiga.
    Muito obrigada pelo carinho sempre tão presente e que tão bem me faz receber. Bem-hajas!

    Amiga, és uma poetisa que canta nos nos seus versos sentimentos em que todos nos revemos um pouco, mas nem todos sabemos dizer.

    "Tantas cinzas que um dia foram fogo...e tantos ecos sem gestos"

    Muitos beijinhos com afecto.

    Janita

    ResponderEliminar
  109. ...(¨`•.•´¨) Querida .(¨`•.•´¨)  
    .`•.¸(¨`•.•´¨) amiga•.¸(¨`•.•´¨)
    .`•.¸.•´   Hj estou passando .•.¸.•´
    ).. .(¨`•.•´¨)( pra deixar este recadinho.
    ).. .(¨`•.•´¨)(In)felizmente
    ).. .(¨`•.•´¨) devolveram-me o
    ).. .(¨`•.•´¨) PÁGINAS DE POESIA
    ).. .(¨`•.•´¨) Meio nu, mas sem vírus
    ).. .(¨`•.•´¨) Estarei te linkando lá, novamente
    ).. .(¨`•.•´¨) em minha lista de favoritos,
    Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ❤✫♥ (◕‿◕)✿ ♥ que havia retirado,
    ).. .(¨`•.•´¨) seguindo orientações.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) E,, como já havia criado o
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) “RECOMEÇAR”
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) continuarei com ele ativo tb.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Quem sabe, consigo a façanha
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) de manter os dois – nada prometo.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯)Obrigada pelo apoio de sempre.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Beijo imenso de muita saudade
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Milla (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯)
    ...(¨`•.•´¨) Querida .(¨`•.•´¨)  
    .`•.¸(¨`•.•´¨) amiga•.¸(¨`•.•´¨)
    .`•.¸.•´   Hj estou passando .•.¸.•´
    ).. .(¨`•.•´¨)( pra deixar este recadinho.
    ).. .(¨`•.•´¨)(In)felizmente
    ).. .(¨`•.•´¨) devolveram-me o
    ).. .(¨`•.•´¨) PÁGINAS DE POESIA
    ).. .(¨`•.•´¨) Meio nu, mas sem vírus
    ).. .(¨`•.•´¨) Estarei te linkando lá, novamente
    ).. .(¨`•.•´¨) em minha lista de favoritos,
    Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ❤✫♥ (◕‿◕)✿ ♥ que havia retirado,
    ).. .(¨`•.•´¨) seguindo orientações.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) E,, como já havia criado o
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) “RECOMEÇAR”
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) continuarei com ele ativo tb.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Quem sabe, consigo a façanha
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) de manter os dois – nada prometo.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯)Obrigada pelo apoio de sempre.
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Beijo imenso de muita saudade
    (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯) Milla (¯`*•.¸εїз¸.•*´¯)

    ResponderEliminar
  110. Oi Sonhadora,

    E são tão repletos os teus silêncios.
    E há tanta beleza em tua dor transformada em palavras, difícil não ser tocadas de alguma forma por elas.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  111. Um excelente final de semana pra ti minha amiga cheio de flores e versos...beijos e beijos..

    ResponderEliminar
  112. A noite é mesmo um silêncio devorador de sonhos. Beijos, Sonhadora.

    ResponderEliminar
  113. Tanta dor e tanta beleza, nas rimas desse teu poema Flor!
    o silêncio da noite, inspira.
    bjs

    ResponderEliminar
  114. Rosa querida,

    Mais um poema de encher os olhos, a alma e o coração.

    Tantas coisas ficam por dizer, no silêncio duma noite... duma tarde ou de uma manhã nostálgica.

    O silêncio 'cai' como a chuva de verão em dilúvios quentes...

    "Há tanto silêncio na noite... tantos desejos sem madrugada
    Tantos Agostos sem sol... tanta nuvem... tantos céus infinitos
    Tanto tempo sem tempo... tanta sepultura na terra esventrada
    Há tanto silêncio na noite... tantos escuros e frios labirintos"

    Os labirintos da noite escura que trazem o desejo de sonhar sempre... mais um sonho... mesmo que adiado.

    Mesmo correndo o risco de me repetir só posso dizer que amo demais a tua forma de poetar.

    Beijos querida Rosa

    Anna

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora