BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Quando eu morrer...



Vistam-me de poesia...espalhem as minhas cinzas num roseiral
Declamem poemas de amor...não me chorem...apenas sorriam
Na minha campa...não me deixem flores...deixem só um olhar
Na lápide escrevam só...aqui jaz aquela que há muito partiu

Não me lamentem quando for...deixem-me partir em silêncio
Deixem-me ir vagando no vento...deixem-me ir...docemente
Fechem-me os olhos com carinho...perfumem-me de incenso
Guardem o meu rosto...o meu nome...na memória eternamente

Quando já tiver desaparecido...nas noites brancas do além
E vagar num céu sem nuvens...cantem uma melodia de amor
Recitem-me um poema...não me chorem...não sou ninguém
Fui apenas aquela que pela vida passou...vestida de dor

No tempo...além do tempo...flutua um corpo que foi vida
Repousam meus restos...envoltos no manto eterno da dor
Guardem na lembrança...a rosa vermelha...a roseira florida
Na minha campa...deixem um adeus...um poema de amor

Fui um sopro que passou...uma sombra...uma alma errante
Visto o roxo da morte...o meu rosto está frio...não o acordem
Serena como as rosas...te chamo eternidade...minha amante
Voando no infinito...vai meu corpo...morto antes da morte

Quando morrer...quero que me deixem nas mãos uma rosa
Não me chorem...digam-me adeus sem tristeza...não é o fim...
Pintem meus lábios de vermelho...vistam-me seda vaporosa
Levem-me para a minha planície...quero regressar a mim

97 comentários:

  1. poetisa você tira o folego! lindissimo...js rainha flor.boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Lindo!
    Andei ausente, mas ja estava com saudades daqui!

    ResponderEliminar
  3. Querida amiga Sonhadora.
    Este poema arrepia! Não por falar na morte...mas pela intensidade das palavras.
    Muito, muito lindo.

    Beijinhos da
    Janita

    ResponderEliminar
  4. Boa noite Rosa,
    Não queira regressar a si, não pelo menos dessa forma. Morreremos todos um dia, mas é preferivel que nos recordem a amar a vida!

    Beijinho amigo,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  5. Belo poema minha querida. Parabéns!
    Bjos,
    *Simone*

    ResponderEliminar
  6. Minha queridaa, quando a poetisa descer à terra, este poema será para ela:

    Deste mundo eis que em doce despedida
    De humana história e que hoje não é mais
    Desce prantos que no chão concebe a vida
    Que do chão acolhedor transforma em paz

    Do descanso almejado em tristeza e candura,
    De singela despedida que a alma ora encerra
    Vão consigo seus segredos, alegria e doçura,
    Vão as rosas, um sorriso, e junto a terra...

    Encerrada aura, dessa estrela radiante,
    Abrigada no negrume aconchego,
    Apagado mundo tão soturno e silente...

    Jaz segredo nessa esfera que a alma desce,
    Tão espesso que de Deus emana luz,
    Triunfante sobre credos, sobre fé, bendita prece...


    Abraços, beijos.

    ResponderEliminar
  7. Amiga querida, ando com muito pavor da morte de uns tempos pra cá, mas ao ler tua poesia, pareceu-me tão doce e leve a morte.
    Tens o dom de transmitir teus sentimentos de forma profunda.

    Amei.
    Beijos carinhosos no teu ♥

    ResponderEliminar
  8. Lindos versos, fala da morte transmitindo fé em palavras suaves onde retrata o dever cumprido! quero carinho em forma de poesia! Te amo!!!

    ResponderEliminar
  9. Minha querida , poesia lindaaaaaaa , triste mais linda
    bjs

    ResponderEliminar
  10. Lindíssima poesia! Venha tomar um café comigo. Beijo

    ResponderEliminar
  11. ...Rosa querida,
    todos os dias morremos
    um pouquinho.

    cuidemos então que este
    'morrer' seja poético
    como tão lindamente
    deixastes aqui...

    bjs, querida!

    ResponderEliminar
  12. SIEMPRE ES UN GUSTO LEERTE EN NOSTALGIAS.
    BESOS

    ResponderEliminar
  13. Muito lindo e emocionante o poema, parabéns e linda semana pra você,beijos.

    ResponderEliminar
  14. Querida Rosa

    Boa viagem ao outro lado.

    Beijo

    ResponderEliminar
  15. O homem criou o fim, por ñ entender a eternidade, mar amar é isso, é além, abraços

    ResponderEliminar
  16. Um dia nada seremos. Apenas leve recordação dos nossos dias e das companhias que cultivamos como rosas belas e perfumadas.

    Peço a Deus que a hora seja leve e que partida seja um reencontro da outra parte ou destino que não entendo - ETERNIDADE

    ResponderEliminar
  17. Olá Sonhadora.
    A morte não é o fim, é apenas o início de uma nova vida, porque o espírito jamais morre.
    Beijos

    ResponderEliminar
  18. Passei para deixar um beijinho, e ao ler este teu poema me arrepiei... com a intensidade das palavras, sempre profundas.

    Um beijo, e que tudo esteja bem!

    ResponderEliminar
  19. Simplesmente lindo,,,quando morre o poeta,,,a poesia fica,,,ficam sentimentos todos espalhados pelavida,,,ficam as estrelas qeu tanto o inspiraram,,,ficam os desejos e sonhos,,,e ainda fica seu mais profundo sentir....beijos de bom dia.

    ResponderEliminar
  20. Bom dia querida!!

    Belíssima poesia...tantas emoções e sentimentos...sonhos...

    Sempre és encantadora!!
    Boa semana!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  21. A poesia já é seu véu nato,Sonhadora. Seu véu e seu aroma. Você o deixará para seempre flutuando sobre a terra. Beijos

    ResponderEliminar
  22. Bom dia, querida amiga.

    Lindo, lindo!! Me emocionei...
    Amei.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  23. de muita e profunda sensibilidade. abraços.

    ResponderEliminar
  24. Poesia triste,, mas ao mesmo tempo linda.

    bjus prá vc!

    ResponderEliminar
  25. Eterna Sonhadora: Que lindissimo poema, mas quando morreres daqui por muitos anos, na lapide será escrito o mais lindo poema de amor. Há no proximo fim de semana ou seja de sexta feira ate terça depois do almoço vou estar em Sintra e São João Estoril, no sabado vai ser lançada no auditorio do Campo Grande uma antologia de Poesias da qual fazem parte alguns dos meus poemas.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  26. Querida..
    Lindo e perfeito poema ...
    Um poeta e uma poetisa nunca morre
    amiga apenas muda de estagio ..
    Os livros os escritos ficara no coração de cada um de nós.
    Um beijo carinhoso.
    Uma linda semana,Evanir.
    http://www.aviagem1.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  27. Amiga Sonhadora

    A intensidade destas palavras expressas com todo este sentimeto, emprestam ao poema uma
    beleza impar. Adorei!

    Beijinhos

    Alvaro

    ResponderEliminar
  28. Oi minha flor,eu voltei rs.
    Estava viajando.
    A morte é um fato que me entristece,dificilmente cumpro o que prometo amada,prefiro acreditar que as pessoas que eu amo nunca se vão então...ñ espere que eu lhe entregue uma rosa vermelha ok.
    Beijokas millll.

    ResponderEliminar
  29. Querida Sonhadora, a grande magia da net é essa...Poder ir e voltar pelos mesmos caminhos, como se tivéssemos saido há pouco...Obrigada pelo carinho. Bjs minha querida

    ResponderEliminar
  30. Talvez a morte tenha mais segredos para nos revelar que a vida ...

    Beijinhos meus.

    ResponderEliminar
  31. Sonadora

    Um poema bonito até à eternidade de que não terás pressa. Mas um dia todos terão de ir e acreditoo que não te faltem poemas e flores.
    O exemplo fica e poderá se que frutifique.
    Beijos

    ResponderEliminar
  32. Lindo poema!

    Manifesto de vontade em palavras para eternizar..

    Um rosa vermelha e um poema...


    Um abraço forte, minha amiga

    ResponderEliminar
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  34. Chorei ao ler este poema. Lindo, lindo, lindo!!!
    Uma rosa para ti envolta num beijo carinhoso.

    ResponderEliminar
  35. amiga-do-sonho,
    fizeste-me recordar uma preciosidade de mário de sá carneiro (entretanto musicada pelos trovante) que aqui partilho contigo:

    "Quando eu morrer batam em latas,
    Rompam aos saltos e aos pinotes,
    Façam estalar no ar chicotes,
    Chamem palhaços e acrobatas!
    Que o meu caixão vá sobre um burro
    Ajaezado à andaluza...
    A um morto nada se recusa,
    Eu quero por força ir de burro."
    Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)

    sempre uma mariposa de sensações estas minhas incursões por esta tua/nossa rosa onde os espinhos são a mais doce das solidões!
    beijo grande!

    ResponderEliminar
  36. Para mim falar de morte é algo que me deixa nostálgica. Não que eu tenha medo, mas o que me assusta é o sofrimento, o qual ainda não consegui esquecer. Adorei o poema como sempre sofrido. Beijos com carinho

    Quando esta rosa partir
    Vai vestida, quem diria
    De rosas vermelhas a abrir
    E para seu corpo cobrir
    Um manto de nostalgia.

    ResponderEliminar
  37. Podia dizer lindíssimo mas o titulo deixou-me arrepiado.
    Os poetas nunca morrem, a sua obra mantém-os bem vivos.

    ResponderEliminar
  38. ROSÁCEA MININA, EM INÍCIO DE NOITE ESSA,DE PIEDRAS,OUVIR FADA ESSA CANTAR E TE LER,ME FAZ MELHOR E MENOS TRISTE,ME ADOÇA E ME FAZ SENTIR!

    BZU MÃOS SUAS

    ANJOS E QUERUBINS,TE LEVAM BRAÇADAS DE GIRASSOIS E TODA MINHA TERNURA

    SMACK

    VIVA LA VIDA

    ResponderEliminar
  39. Morrer dessa forma fica lindo demais.ès a inspiração em pessoa!Lindo! um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  40. Oi amiga! Mais uma vez, nos presenteia com um belo poema. Adorei, principalmente a estrofe abaixo:

    Não me lamentem quando for...deixem-me partir em silêncio
    Deixem-me ir vagando no vento...deixem-me ir...docemente
    Fechem-me os olhos com carinho...perfumem-me de incenso
    Guardem o meu rosto...o meu nome...na memória eternamente

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  41. Estimada e Doce Amiga:
    Um soberbo poema triste feito pela sua posia fabulosa, própria dos poetas de imensa significação e valor com que concordo em absoluto.
    Rege-se por um deslumbre e pureza poética que preenche e eu gosto imenso.
    Os seus poemas maravilham, arrebatam e são pérolas preciosas.
    Parabéns, doce amiga.
    Abraço de respeito, estima e consideração pelo que "constrói" com ternura e beleza.
    Sempre a admirá-la

    pena

    Desculpe o tardio comentário. Estive fora.
    Bem-Haja, eloquente e fabulosa amiga.
    Parabéns sinceros.
    Adorei.
    Linda.
    MUITO OBRIGADO pela honra da sua visita.

    ResponderEliminar
  42. OLá ...
    Conhecendo agora seu cantinho, mas já me fazendo presente na tua poesia ..

    Volto com mais tempo para ler-te..

    beijo meu'

    ResponderEliminar
  43. pudere ser assim para todos não? eu não gosto de funerais, nem de lápides, e nem de jazidos, um dia a gente precisa mesmo rever esse conceito atual de cemitério e talvez entender por fim que a alma é livre, o corpo tbém que ser. adorei seu poema. bjs no coração

    ResponderEliminar
  44. Sonhadora, querida amiga, eu já estou bem
    obrigada
    apenas tenho imenso trabalho e não me tem chegado o tempo para mimar os Amigos

    Mas tenho de dizer-te, esta tua nova poesia é simplesmente bela, mesmo continuando em lamento é lindissima, mais suave mas repito, muito bela.
    beijos, querida.

    ResponderEliminar
  45. Olá minha amiga tudo bem?

    Estive afastado das atividades do blog por motivos de força maior, mas não poderia deixar de passar aqui para agradecer por seu carinho, visita e comentário. Acredite, são essas atitudes dos amigos que me dão forças para continuar por aqui. bjs saúde e paz!

    ResponderEliminar
  46. De tirar o folego, de tanta intensidade.
    Mas, digo-te, há pessoas que nunca morrem :)

    ResponderEliminar
  47. Beijo super carinhoso de bom dia pra ti querida amiga,,,paz e poesia sempre.

    ResponderEliminar
  48. Querida SONHADORA!
    É um encanto ler sua poesia.
    Os poetas são eternos, e vc. é uma grande poetisa.
    Bjs em seu coração.

    ResponderEliminar
  49. Oi,Sonhadora!
    Obrigada pelas palavras de carinho lá no blog pelo meu aniversário.quando eu morrer... não sei quais são os desejos para a minha morte, nunca pensei muito nisso, acho que ainda to na fase q a gente acredita ser imortal...
    Beijosss

    ResponderEliminar
  50. Que poema!!!, lindíssimos versos, uma poesia que canta baixinho o último adeus, ah querida Rosa você é muito mais que apenas "um sopro que passou" ou uma "sombra"....Existe um par de olhos de Universos que te vê maneira única e apaixonadamente. Algúem que te criou com uma finalidade especial, para quem sua vida e morte são apenas reencontros com Ele mesmo, seu nome é Jesus..
    Você é uma Rosa linda que adorna e perfuma o jardim da existência de muitos..

    Bjokas e muito obrigada pelo seu carinho constante...

    ResponderEliminar
  51. Amiga Sonhadora,

    Esta poesia é mais que bela.
    Dispensa comentários , é só sentir ...
    Linda demais !


    Bjo.

    ResponderEliminar
  52. Rosa,mais que beleza de poesia!Um canto de dor e esperança mostrando a morte como uma continuidade da vida!Amei!Bjs,

    ResponderEliminar
  53. Porém Tu, Senhor, És um escudo pra mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.
    Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte.
    Eu me deitei e dormi; acordei, porque o Senhor me sustentou.
    SL 3:3-4-5

    DEIXO COM ABRAÇO DE PAZ E ALEGRIA DO PAI EM TEU CORAÇÃO.

    ResponderEliminar
  54. A morte e o retorno à essência.
    Um bj

    ResponderEliminar
  55. Sonhadora

    Sabes porque escreves assim...sei que sabes...
    sei que não é imaginação...nunca verás a tua existência, como gostarias de ver...e se a visses, não davas por ela...porque motivo tudo
    quanto quiseste, tinha por cima escrito...NÃO!

    Lindo poema, criatura enigmática.

    Um beijo,

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  56. Rosa linda, estava cheio de saudades, finalmente você apareceu e agora vim lhe dar um beijo imenso.

    Seu amigo, ZC

    ResponderEliminar
  57. Oi, amiga. Estou matando a saudade de todos vcs meus amigos blogueiros. Obrigada por suas palavras e tb estarei por aqui novamente. Bjs, amiga.

    ResponderEliminar
  58. Minha querida amiga, passando para deixar um abraço.

    ResponderEliminar
  59. Minha querida,

    O poema é bonito mas confesso que não gosto de pensar na possibilidade da morte, ainda que saiba que ela é a única certeza da vida.

    Enquanto isso, desejo que você morra de amor, alegria e prazer.

    Beijos,
    Inês

    ResponderEliminar
  60. Este poema é tão intenso que tenho dificuldade em comentar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  61. SONHADORA amiga

    venho deixar-te beijo de boa noite, nesta noite bem fria aqui pelos Alentejos :))
    brigada pelo carinho, parabéns pela tua poesia tão linda

    ResponderEliminar
  62. Amiga,
    Lindo e triste. Triste e belo. Sei do que falas: o regresso frágil ao nosso Alentejo antigo, genuíno de meninas...quando tudo era possível.
    Beijo e não desistas!

    ResponderEliminar
  63. Olá minha amiga!!!
    Retornando a casa, com cheiro ainda de mar e por tanto que naveguei, inspiro aos ventos o meu dom embevecido... expirando lentamente quão suspiros, as belezas destas terras neste meu coração sentido...

    Lindo poeminha nas tuas palavras tão bem inspiradas.
    Sois uma linda rosa, a rainha, d'outras sobre ti, creio não serão precisas... do incenso teu proprio perfume exalando tantas outras vidas...
    Estava com saudade e cá estou de volta a esta terra amada.


    Obrigada Rosa pelo teu constante carinho a mim suas visitas...

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  64. Sonhadora!!!

    Ma-ra-vi- lho-so!!!!

    És poeta tão perfeita que consegues fazer bela até a morte!!!

    Encantada!!!

    Um beijo!

    Sonia Regina

    ResponderEliminar
  65. Poetisa

    Tanta ternura...tamanha sensibilidade em regressar...reencontrar com a própria alma.
    um grande abraço

    ResponderEliminar
  66. Rosa Rainha ,hoje você é destaque aqui
    http://amigoanjovirtual.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  67. Arrepiei-me querida amiga... Lindo!!!

    Um beijo e apesar de sabermos que esse dia é para todos nós inevitável...quero poemas mais positivos minha amiga.

    Um beijinho,
    Margusta

    ResponderEliminar
  68. Querida amiga sonhadora!
    Não pense nisso ainda,você ainda vai escrever lindos poemas,para nos oferecer, coisa que tão bem sabe fazer.

    beijinhos,
    José.

    ResponderEliminar
  69. Querida amiga:
    Tenho um grande problema em falar e escrever sobra a morte, deixa-me sempre tão triste...
    Acho este teu poema um lamento tão profundo que qualquer palavra que eu possa escrever é banal perante tanto sentimento.
    Gostei mas preferia um poema teu à vida e não à morte.
    Beijinhos muitos.

    ResponderEliminar
  70. amiga sempre presente,
    exalando o perfume
    das rosas no universo!
    Boas energias,sempre!
    Mari

    ResponderEliminar
  71. Simprecisamos estar vivos para morrer, beijo Lisette

    ResponderEliminar
  72. Olá Sonhadora,
    Arrepiantemente belas as suas palavras!

    Bjs dos Alpes

    ResponderEliminar
  73. Querida amiga

    Como diz o poeta

    Quando eu morrer
    escolham uma cruz e escrevam nela:
    foi poeta, sonhou e amou na vida.

    Lindas palavras.

    Que as cores da alegria
    estejam sempre em tua vida.

    ResponderEliminar
  74. Quando morrer...quero que me deixem nas mãos uma rosa
    Não me chorem...digam-me adeus sem tristeza...não é o fim...

    Lindo amiga.

    Só não posso pedir para me pintarem também os lábios de vermelho, não que eu tenha algo contra a cor, mas acho do outro lado iriam morrer de susto quando me recebessem...rs!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  75. Passei por aqui mais uma vez
    só para lhe deixar o meu carinho.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  76. O sono chega
    quando a noite tenta
    pendurar-se em minhas pálpebras
    amarrando estrelas
    - uma a uma -
    em cada cílio.

    Rita Apoena

    Beijos e Flores no seu dia...M@ria

    ResponderEliminar
  77. Olá, amiga!
    Outra vez, estou encantada com seus versos...
    Concordo com você. Quando eu morrer eu também não quero lamentos e nem lágrimas mas não vou poder me vestir de poesia...
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil.
    ♥♥ °º
    ° ·.

    ResponderEliminar
  78. a morte..eternidade da vida.

    lindo demais!!!

    bjs.Sol

    ResponderEliminar
  79. Que final lindo, querida..

    tuas palavras tem perfume.

    beijos.

    ResponderEliminar
  80. Você escreve com os dedos da alma.
    È coisa de espanto, fratura exposta, tatuagem.
    Conheci um dia alguém que escrevia feito tu, e era portuguesa. Seu nome era Maria João e ela me ensinou muitas coisas bonitas.Mulher de coração precioso e correta.
    Tua escrita parece um pouco com a dela e sempre que aqui venho é uma honra.

    Beijo e obrigada por sua visita.
    Fernanda.

    ResponderEliminar
  81. Rosa,

    Lindo e triste verso,como só voce sabe escrever...

    Um grande beijo e bom final de semana!!

    Reggina Moon

    Visite meu novo Blog...

    Cecília & Florbela
    http://ceciliaflorbela.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  82. Querida Sonhadora,

    Poema belo, com uma ponta de tristeza!

    Quando eu morrer...
    ... irei para um paraíso de poesia?

    Beijo,

    ResponderEliminar
  83. Amigos/as já fui ao médico tenho os meus exames de diagnostico
    Para fazer, foi-me dito que sofria de uma cefaleia aguda, mas estou muito medicada
    Graças a Deus estou melhor, e, já posso vir aqui mas sem abusar.
    Peço desculpa pelo tipo de comentários serem todos por igual
    Eu não gosto muito mas foi a maneira melhor, para vos dar uma satisfação.
    Porque quando gostamos dos nossos amigos sabemos que todos gostam de ter noticias nossas.
    Espero dentro em breve tudo voltar ao normal, beijinhos de luz e muita paz em vossos corações, cada amigo que eu tenho é uma estrela a mais que nasce no céu.

    ResponderEliminar
  84. Flor, tem selinho para ti no meu blog, passe por lá! bjs

    ResponderEliminar
  85. Querida!
    Retribuo com carinho a tua simpática visita ao meu blog.Apareça mais vezes, pois és bem vinda.
    Gostei muito das tuas composições poética, parabéns!
    Passarei a ser tua seguidora.
    Bom final de semana.
    Beijo,
    Mara

    ResponderEliminar
  86. e que deliciosa seria a tua partida,que possa a minha ser identica
    bj

    ResponderEliminar
  87. Absolutamente fantástico!

    A morte não é o fim.
    Quando, percorrida estrada caímos no abismo irremediável e sabendo que o retorno já não será possível, resta olhar de frente o escuro e acreditar que do outro lado estará alguém à nossa espera. Podemos então começar a chamar.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  88. Querida amiga venho desejar um feliz final de semana deixar para ti um abraço carinhoso.
    beijos,Evanir
    http://aviagem1.blogspot.com

    ResponderEliminar
  89. Na longa magia da tua poesia ,deixo um basto perfume de lirios ,um beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  90. Olá minha linda e amada amiga! Estou que é felicidade só, por poder estar novamente aqui lendo e absorvendo teus sempre lindos e emocionantes versos! Nossa! E esses estão profundamente tocantes! Saudades muitas de ti!!! Abraço-te com sincero carinho... Bjsss

    ResponderEliminar
  91. não esqueças as palavras que hoje escreves...
    quero ouvir-te dizê-las nesse momento de mim.

    ResponderEliminar
  92. Sempre belos e excelentes, os teus poemas.
    Também gostei muito deste, querida amiga.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  93. Oi minha Rosa Solidão
    que beleza de poesia , palavras que gostaria de ter ditas e peço emprestadas pra levar comigo.
    Parabéns por ser taõ linda!
    sensibilidade diante de um momento difícil - a ida pras estrelinhas!
    abraços abraços boa semana

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora