BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Meu último poema de amor



Meu amor...hoje não quero que me leias...apenas sente
Cala os silêncios...aquece o vazio do meu coração
Sente-me...envolve-me em ti...terna e docemente
Lê o meu olhar...sente meu amor...na tua a minha mão

Queria...ser rosa vermelha...vestir-me de paixão
Viver no teu amor...a magia de um momento
No meu poema...escrever teu nome...em oração
Numa última noite de amor...voar perdida no Vento

No vazio do meu peito...nasceu uma rosa selvagem
Sedenta de amor...sedenta de vida...de ternura
Queria viver o sonho...acordar envolta nesta miragem
Perdida de mim...tocar o céu...gritar minha loucura

Queria vagar no céu azul...num olhar de sedução
No mar do teu corpo...entregar-me docemente
Voar no infínito do tempo...planar na imensidão
Vestir-me de alvorada...ser tua eternamente

É no silêncio das palavras...que encontro o teu olhar
É no calor do meu corpo...que a ternura em mim navega
Foi no silêncio do meu olhar...que te toquei...sem te tocar
É neste amor imenso...que o meu sonho em ti se entrega

É meu último poema de amor...meu último grito de vida
Na rosa renascida no meu peito...apenas a noite me sente
Meu último sonho de amor...meu corpo em despedida
Última rima...última recordação...que te entrego docemente

96 comentários:

  1. Também sou mulher,mãe e Rosa Maria...

    ResponderEliminar
  2. Que lindo, tão intenso, apaixonado.....texto encantador....
    Boa semana, beijos.

    ResponderEliminar
  3. Dá gosto ler e sentir os teus poemas.bj

    ResponderEliminar
  4. A gente sempre acha que é o último.

    Beijo, linda.

    ResponderEliminar
  5. Que delícia de versos.
    Estava viajando a trabalho,
    por esse motivo estive ausente.
    Saudades.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderEliminar
  6. Aos poetas a minha admiração pela facilidade de versar o amor , que certamente nao será o ultimo. rs
    lindo poema sonhadora
    deixo abraços

    ResponderEliminar
  7. Nunca será o último poema de amor.

    De último apenas tem esse grito silencioso desejando ser uma rosa vermelha que se oferece e se confunde no amor e na paixão..........

    Dizer que é bonito sabe-me a pouco pois é mais um onde existe a musica das palavras que nos tocam melodias dentro e fora do peito.

    Beijos de carinho e votos de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Ultimo nada, está proibida de deixar de escrever poemas de amor. Isto não é uma ordem e sim um pedido de alguem que admira muito tudo o que escreves. Vou publicar seu selo de 400 seguidores na minha galeria, parabéns Rosa, bjs e boa semana.

    ResponderEliminar
  9. Último de amor sofrido, espero, pois o amor é lindo e você deve continuar a escrever... e deixar de sofrer...
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. "É meu último poema de amor...meu último grito de vida
    Na rosa renascida no meu peito...apenas a noite me sente
    Meu último sonho de amor...meu corpo em despedida
    Última rima...última recordação...que te entrego docemente"

    Lindas e tristes suas palavras de despedida.

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Bom dia, minha querida Rosa

    Um apelo poético lindo, que sai do coração de grande poetisa sagitariana!
    Sua criação sempre encanta, minha amiga!
    Como toda sagitariana tem nas veias esse dom das palavras, e como Florbela, vem partilhando sua obra, sentida e eterna!
    Obrigada sempre!
    Deixo meus votos de uma linda semana.
    Beijos

    PS: está quase ... vamos comemorar?

    ResponderEliminar
  12. Minha Amiga,mais um desabafo poético com a garra de um coração magoado!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  13. " Meu último grito de vida"
    Quanta paixão. Lindo!
    Mas ando atrás do próximo.
    Um grande bj. Edna.

    ResponderEliminar
  14. Menina Rosa, nada de derradeiro...
    Que muitos poemas ainda surjam, carregados do mais nobre dos sentimentos - O AMOR.
    Beijinhosssss

    ResponderEliminar
  15. Lindo, forte e intenso o poema,,,mas se é amor,,,amor no peito,,,jamais será o ultimo poema de amor,,,outros virão,,,nascerão da alma...beijos querida euma linda semana pra ti.

    ResponderEliminar
  16. Olá queirda,
    Nunca será teu ultimo poema...
    Outros virão e nascerão no teu coração;
    Um beijo e o desejo de um dia de muita paz e luz.

    ResponderEliminar
  17. Que grito de amor querida... adorei...
    Tenha uma ótima semana...beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  18. Hoje foi seu último. Amanhã haverá muito mais.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  19. As tuas palavras trespassam o meu peito e alojam-se directamente no meu coração. Sinto-as intensamente!
    Beijito.

    ResponderEliminar
  20. Querida amiga Rosa!

    Será o último poema de um amor demasiadamente sofrido que não mereces viver.
    Lerei seguramente, muitos poemas de AMOR e de PAIXÃO ardente, de felicidade plena... tudo o que por direito deves sentir e viver.
    Abraço enorme e um beijo doce.

    ResponderEliminar
  21. Minha querida,

    No Amor...no verdadeiro Amor....nunca saberemos dizer quando é o ultimo momento....por mais que tenhamos vontade de gritar bem alto...Acabou!
    Lindo e maravilhoso como sempre ,esse sentimento sentido dentro de ti que rasgou o peito e transcreves-te em lindos versos de Amor.

    Bjinho cheio de luar

    ResponderEliminar
  22. Minha querida:
    Estou de tal maneira emocionada que não sei o que comentar.
    Só espero que este, embora o último de amor, não seja o teu último poema de vida.
    Linda a foto!Maravilha!

    Beijinhos amigos

    ResponderEliminar
  23. Um poema belissimo, em um blog avassaldor.Infinitavamente Belo.Eu tenho um blog, muito simplório e estou lhe convidando a visitar e se possivel seguirmos juntos por eles. Estarei grato esperando por vc, lá
    Abraços de verdade

    ResponderEliminar
  24. Lindissimo poema Sonhadora, muito sofrido. Sinto em mim as tuas palavras.
    Um beijo terno
    Maysha

    ResponderEliminar
  25. Olá Sonhadora
    Pode até ser o seu ultimo poema de amaro, mas com toda certeza esse não será o seu último amor. Não vivemos sem amar.
    Bjux

    ResponderEliminar
  26. Não acredito que seja o teu último poema de amor.
    Sabes porquê?
    Porque está "demasiado" bom para não continuares a escrever poemas de amor...
    Adorei, querida amiga.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  27. Neste teu grito eu tremi,senti-me no infinito

    Lindo,lindo,lindo.

    Beijinho minha querida.

    ResponderEliminar
  28. Intensidade a flor da pele.
    Meus parabéns minha linda.
    Beijos mil.

    ResponderEliminar
  29. Olá! Também adorei o seu espaço. Visite o onzepalvras sempre, será bem-vinda! Tornei-me seguidora do seu belo espaço, tão bem feito e de conteúdo muito bom.

    Obrigada pelo seu comentário carinhoso.

    Beijos, Ana

    ResponderEliminar
  30. Passou o vento, passou o dia,
    passou a noite e a manhã,
    passou o tempo, passou a gente,
    passou cada hora de amanhã;

    passou um canto esquecido
    nos cantos de cada passo,
    passou ao dizer que passo
    sem se lembrar do compasso;

    passou a vida como se nada fosse,
    só passou e foi-se embora,
    passou à pressa, sem demora,
    e passou tudo a quem ficou;

    e se mais não passou
    no fim de tudo ter passado,
    foi porque algo se passou
    no último passo que foi dado.


    Nuno Júdice

    ResponderEliminar
  31. cada poema de amor é o último. porque nenhum verso, nenhuma rima, nenhum beijo ou nenhum suspiro se repete.
    um beijinho, amiga poeta!

    ResponderEliminar
  32. Lindo rosa! O último que morre é o primeiro que renasce! E esta moça linda é você? Pode falar! Aguardo resposta.
    Beijos, minha querida amiga,
    Renata

    ResponderEliminar
  33. Lindo amiga Rosa!
    Amor é tão bom sonhar, recordar e viver.
    Beijos a ti Sonhadora

    ResponderEliminar
  34. Querida Rosa,

    li e reli este belo poema maravilhada! Obrigada.

    Carinhoso beijo e excelente semana.

    ResponderEliminar
  35. Lindo poema, que não seja o último poema!
    Obrigada pelo selinho, estou levando para colocar no blog.
    Gd beijo

    ResponderEliminar
  36. Olá minha querida, sensível amiga Sonhadora, muito feliz me poder visitá-la e agradecer os seus gentis comentários lá no dimenor. O amor e a paixão sempre fortes e vivos em sua vida. O amor e a poesia nunca morrem em seu coração, renascem em todos os momentos. Parabéns pela sensível amizade que tens por todos nós.

    Paz e harmonia em sua vida.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderEliminar
  37. Olá! Muito belo seu texto e seu blog.

    Estava navegando pela internet quando encontrei seu blog.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  38. Olá querida!
    Lindas e profundas palavras.
    Tanto amor e sentimento que deixa o coração em um eterno encatamento.
    Obrigada pelo selinho, postarei em breve no Baú de Gentilezas.
    Bjs

    ResponderEliminar
  39. Intenso poema...

    Uma boa noite para vc amiga.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  40. Lindo!
    Mas um que de resignaçao, de entrega...de uma tristeza sabida e conformada...
    Como sinto com intensidade seus poemas....tens um coraçao grandiosoe muito lindo!

    ResponderEliminar
  41. Este pode ser o último... mas tenho certeza q virá um primeiro retornará com mais intensidade e mais amor....

    e estarei ak anciosa por recebe-lo

    grande beijo

    ResponderEliminar
  42. Olá Rosa! Passando para agradecer a visita, te desejar uma ótima semana e dizer como sempre, que adorei o poema, principalmente a estrofe abaixo:

    No vazio do meu peito...nasceu uma rosa selvagem
    Sedenta de amor...sedenta de vida...de ternura
    Queria viver o sonho...acordar envolta nesta miragem
    Perdida de mim...tocar o céu...gritar minha loucura

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  43. Lindo poema minha querida, e que ñ seja nunca o último.

    Bjos,
    *Simone*

    ResponderEliminar
  44. Nunca será o último poema de amor, porque o teu amor é eterno.

    Bjinhos

    Céci

    ResponderEliminar
  45. Beijo carinhoso pra ti querida e um dia de muita paz e sorrisos.

    ResponderEliminar
  46. Tens a face dos seus poemas. És tão linda como eles.
    Beijos, minha Rosa!
    Tenha um Lindo Dia!

    ResponderEliminar
  47. *
    a ultima vez não existe,
    apenas a próxima,
    pode durar algum tempo !
    ,
    rosadas conchinhas,
    ficam,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  48. Que este poema seja uma viragem...(re)nasca a cada dia com o sol a brilhar...Viva a primavera, q Ela desabroche lindos botões... minha querida sua poesia são embriões de sabedoria, verdadeias pérolas preciosas...jamais deixe de os versar.
    bjs em seu coração.

    ResponderEliminar
  49. Querida

    Perdoa-me mas não acredito que este seja o último, até por que o ser humano ama até ao último suspiro.

    Beijo

    ResponderEliminar
  50. querida

    eterno poema de Amor
    da noite mais bela
    do jardim és flor
    do céu és estrela



    beijos ternura!!

    ResponderEliminar
  51. Querida Sonhadora!
    Quem escreve assim como você escreve, não pode deixar de escrever nunca, poemas de amor, ou seja que poemas for.

    Beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  52. Adorei ler este poema. Soa-me despedida, mas adorei este verso: "É no silêncio das palavras...que encontro o teu olhar"
    Não sei porque, mas tocou-me profundamente.

    ResponderEliminar
  53. Poetiza do Monte da Lua, minha querida!

    Tem presente que Tu és o Amor, és também o Poema!

    Beijo e kandandos meus

    ResponderEliminar
  54. Pela intensidade das palavras, o último poema de amor talvez nunca aconteça...

    Obrigada pelo sorriso deixado no Luz...

    Beijo iluminado...

    ResponderEliminar
  55. Nunca o poeta ousou ditar o seu ultimo poema de amor. Está na alma minha amiga e é sina de quem escreve assim como tu. Adorei. Beijos

    ResponderEliminar
  56. Querida amiga, parabéns por mais um belo poema, um simples gesto ou olhar pode expressar o sentimento que a alma encerra e amar é sem dúvida a palavra mais bela.

    Tem uma bom feriado e uma linda semana.

    Beijinho com amizade e carinho

    Sãozita

    PS: No comentário ao post anterior por lapso não agradeci a oferta do selinho. Obrigado minha amiga.

    ResponderEliminar
  57. O amor não deixa que o poema seja o último...há sempre vontade do seguinte e do seguinte e do seguinte...
    Beijocas
    Graça

    ResponderEliminar
  58. Versos saídos de um coração que fervilha!
    Que momento mais lindo minha amiga!
    Uma paixão teu poema...em encantamento tua foto!
    Beijo carinhoso amiga que adoro e admiro!
    Bea

    ResponderEliminar
  59. Viva minha amiga

    Agradeço as suas palavras mas penso que a sensação que teve não passou disso...mas fiquei atenta...- respondi-lhe lá igualmente.
    Quanto a este poema é demasiado intenso, porque ninguém se deve entregar assim a outrém...é um erro! O apego é o pior sentimento que há e ele é responsável pelo sofrimento. Quando se desprender sentirá um alívio enorme e sairá dessa teia que vem tecendo e parece até sentir-se bem nela! gosta disso?
    E porque razão sente solidão?
    A solidão não existe..é a sua mente que não pára e dá-lhe de mão beijada todas essas sensações que nada têm de positivas.
    Não estou a falar de cór porque me dasapeguei de tudo e todos e nunca fui tão feliz e sempre vivi com gente á minha volta parecendo uma colmeia.
    A solidão "obriga-nos" a pensar em nós como seres humanos e não, a viver em função de outrém!
    Acalme a sua mente...porque ela MENTE!!
    Não é o coração que dói mas o que a mente fala! O coração ama sem ser amado e é isso que ninguém quer entender!
    Por isso poucos sabem AMAR!
    Desculpe dizer isto parecendo tão fria, mas é a pura verdade.

    Abraço meu com carinho
    Mariz

    ResponderEliminar
  60. Rosa querida, vc como poeta é maravilhosa... admiro sua classe, sua beleza e sua simpatia, adoro receber suas visitas e venho aqui para te dar um beijo enorme.

    Teu amigo, Zé Carlos

    ResponderEliminar
  61. Último poema de amor!... Que seja o último deste amor feito mágoa tão intensa. Mas outros virão porque há sempre o que cantar: outros amores já existentes e os que virão a acontecer. A vida é um presente maravilhoso! Por vezes tráz-nos acidentes que a acinzentam de nuvens... Mas com luta, passarão deixando o sol brilhar.
    Obrigada pela bela poesia.
    Um beijo terno

    ResponderEliminar
  62. Encantadaaaa!!!!!amiga vc.arrasa em seus textos...e muito obrigada pelo lindo selo...brigadú!!!beijos queridaaa!!!

    ResponderEliminar
  63. Um poema de amor nunca é o último... Gostei.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  64. Passei pra ler ouros poemas Sonhadora,
    estou a prescrutar seu coração através das poesias do seu belo blog rs
    e encantada.
    deixo abraços

    ResponderEliminar
  65. Oi querida amiga, que poema mais lindo, como sempre!!!
    Parabéns pelo sucesso em seus comentários!
    Bjs da Gena

    ResponderEliminar
  66. Rosa,
    Teus poemas nos inspira a sempre deles apetecer.
    É calor que nos envolve nos momentos da lida,
    é intensidade que se propaga em cada sensação sentida...

    Se sois o próprio amor, não tem como ser o ultimo verso...

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  67. Quase que não chegava aqui,por tão vasta audiência...mas mereceu a caminhada,por tão agradável surpresa do quanto bem se escreve por aqui...vou ficar visita,se não incomodar!


    Bj*

    ResponderEliminar
  68. É tão doce e encantador, mas espero que esse último seja só de fachada rsrsrsrs.

    Beijos

    ResponderEliminar
  69. Rosa, amiga tão querida e simpática: que belo poema aqui nos dá de presente! Cheio de amor, de saudade também, sonho feito vida, intensa, "tocada"!
    "Meu amor...hoje não quero que me leias...apenas sente..." - que bela forma de começar um poema de amor, ao amor!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  70. Mulher verdadeira guerreira, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  71. Sonhadora,

    Que linda que vc é!!
    Se esse é o ultimo, que venha o amor em outras faces a te inspirar, para continuarmos te lendo!

    ResponderEliminar
  72. Beijo super carinhoso de bom dia, cheio de poesia e sorrisos....

    ResponderEliminar
  73. uau....seu texto é muito bom, liindo d+ ^^
    fala profundo com quem le...
    to seguindo vc...^^
    espero sua visita tbm www.andrebritooriginal.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  74. Rosa é uma das minhas preferidas do Jardim. Escreves coisas lindas e que nos entram na alma.
    Gostei muito, é sencivel.

    Com um beijo
    Boa semana

    ResponderEliminar
  75. Que os sonhos possam ser vividos
    Que os poemas sejam escritos com os dedos no percorrer do corpo em paixão

    abraço!

    ResponderEliminar
  76. não deve ser o último...outros virão.

    so assim se entende o amor.

    beij

    ResponderEliminar
  77. Apenas duas palavras:
    MAGNIFICO, MÁGICO.

    Fiquei fascinado e preso no encanto destes versos,

    ResponderEliminar
  78. ROSA

    É apenas...POESIA...
    um beijo


    SOLIDÃO


    O que é afinal a solidão?
    Solidão será que é estar só?
    Solidão será afinal o quê?

    Solidão é sentir que estou só
    Mesmo só, mesmo tendo muita gente
    Gente que me rodeia mas não a vejo...

    E assim a solidão entrou aqui
    Entrou e resolveu fazer do meu eu
    A sua morada permanente.

    E a solidão que é mesmo solidão
    Está no meu coração e dói...
    Sinto-a mesmo estando rodeada de gente

    E então penso como combatê-la
    Como parar esta solidão que aleija
    Fecho os olhos e penso que ao acordar...

    A solidão partiu para sempre
    E foi procurar outro peito, outro eu
    Para poder morar...

    E ao sonhar
    Tenho a Esperança
    De não mais
    Sentir a solidão...


    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  79. Um poema pode carregar toda a força de amar de uma vida, todo o amor possivel, mas jamais sedeixar ser o ultimo...enqto houver amor, ainda haverá poemas que o cantem.
    Que o amor não te presenteie somente com um poema, mas que faça de ti, viver de poesia...sonho que se realiza dia após dia.

    Bjos na menina.

    Erikah

    ResponderEliminar
  80. Querida Rosa, o seu carinho é valioso demais neste momento sofrido que eu me encontro.
    Sei que vai passar, mas ainda estou muito triste.
    Obrigada por não esquecer de mandar uma mensagem.
    A vida ela sempre nos mostra que nunca estamos sozinhos. E pessoas assim como vc faz a diferença.

    Adorei o poema! O amor sempre será a maior força que move nossos corações.

    Um grande dia pra vc.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  81. É meu último poema de amor, que te entrego docemente...

    Não Será certamente o último....pode haver
    nuances, mas poeta ....fala sempre de amor,
    nunca esgota o tema....
    Beijo

    ResponderEliminar
  82. NESSES FORTES DIAS QUE PASSO,TE LEIO E RELEIO,ISSO ME NUTRE,ME FAZ PESSOA MELHOR E ME ELEVA!

    TE AMO PESSOA LINDA E AMIGA MINHA

    BRAÇADAS DE GIRASSOIS EM CARDÍACO TEU

    SMAAAAAACKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderEliminar
  83. Olá querida Sonhadora!
    Primeiro te parabenizo pelo grande sucesso do blog, merecido sempreee!
    Quanto ao poema, bem, esse agonizante amor doído te permitiu criar linhas assim, fortes e cheias da mais humana poesia, o amor e o sofrer que ele traz se bifurcando nos teus versos, feito a vida!
    PARABÉNS!!!
    Visite: www.anaconfabulando.blogspot.com

    ResponderEliminar
  84. Minha querida,
    Espero que seja mais uma inspiração poética e não o último poema de amor!
    Quem descreve o amor como tu, jamais deixará de o fazer.
    Um bom fim de semana com saúde e amor, Rosa, minha amiga.

    Maria

    ResponderEliminar
  85. Querida amiga perdoa a minha ausência tenho tido uma semana muito conturbada um pouco adoentada e depois da publicação de um livro que me deu muito trabalho peço desculpa e venho deixar meu beijinho e meu grande abraço e agradecer a tua visita. depois de ler só me apetece dizer que nunca pares pois o amor sai-te dos poros para pousar no papel tão forte e belo como o tens no coraçao. Lindo! Feliz fim semana com tudo de bom amiga.Obrigada

    ResponderEliminar
  86. Querida amiga Rosa, mais um poema maravilhoso que nos encanta, um poema que é melodia para a nossa alma.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  87. Ah, não!

    Aposto que não!

    Vai uma aposta?

    Bom fim de semana.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  88. Gostei imenso... um último com sabor a continuação [enquanto houver amor :)]

    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  89. Amiga

    Ultimo?

    Tomara que não, este nos deixou na boca o sabor delicioso de quero mais!

    Lindo, romantico, sensivel, entregue, como todo bom poema de amor deve ser!

    Tua veia poética continua linda e sensivel, mon ami!

    ResponderEliminar

Amigos são velas acesas ao fundo da escuridão
alumiando o caminhode volta...a presença doce e
serena numa noite de tempestade...são o abraço
suave da vida...palavras ditas muitas vezes em
silêncio aquecendo a alma e o coração.

Um beijinho carinhoso a todos que por aqui passam.
Sonhadora